Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AMIGA PACATA, DISCRETA E FIEL.NA CAMA COMSEU CHEFE

Click to this video!

Como prometi no conto Delícias do Hospital, se conseguisse comer a minha amiga casada com um ciumento, eu contaria aqui! Pois eu consegui!

Trabalho com ela ha 19 anos, nunca houve qualquer tipo de insinuação,seja de minha parte ou dela.

Ela é tida até hoje como uma mulher fiel ao marido, com postura exemplar, tanto profissionalmente(aux. de enfermagem) como pessoalmente. todos gostam e a adimiram.

Tudo começou quando liguei para sua casa e para meu azzr quem atendeu fora seu marido. antes de passar o tel para ela, conversou um puco me estudando e em seguida foi para a extensao escutar o nosso papo. Nada do que foi dito fora fora de nosso trabalho, mas o doente achou que era um cádigo e comessou a falar pocas e boas para mim que nada estava entendendo. Fiquei com uma raiva mortal, ela era para mimuma irmã, acima de qualquer cogitação sexual.

trata-se de uma mulher de 40 anos, com aparência de 30, mulata clara, corpinho delineado, apesar de seus 2 filhos.

No dia seguinte, ao encontra-la disse ter ficado surpreso e indignado, pois gostava dela como a uma irmã, ciosa e tal,quando observei seu semblante... estava pálido, sem graça... não entendi nada!

a partir daí, comecei a observa-la. vi que ela sempre que podia pegava na minha mão, acariciava de leve e discretamente minha perna, sorria de tudo o que eu dizia.

e o mais interessante, sabia de todos os meus envolvimentos no hopital, ela é a minha melhor amiga, sabia quem eu queria, quem eu já tinha saído e quem eu jamais comeria, em fim tudo!

com o passar do tempo, comecei a tb me insinuar de leve. Temos dvd no hospital, na sala reservada da enferaria, onde assistimos a filmes apás o almoço. no horário da visita.

comecei a cheirar de lee seu pescoço. ela não reagiu. durante 2 hs peguei em sua mão e perna, de leve, aé que a encarei e peguei em seu cabelo, neste momento ela me disse que não queria me beijar(?) mas eu não tinha dto nada... voltamos a trabalhar e comecei o assédio de formafranca e jogando pesado. agarrava por trás na sala de medicação, tentava roubar um beijo... e na saída ofereci carona. ela aceitou, fomos a praia, perto do hospital e começamos a nos beijar... marcamos o motel para o dia seguinte(ela trabalha em outro, iria dar uma escapada), a reencontrando em um shopping, no estacionamento, a convidei para entrar e segui para o matadouro, quer dizer, para o motel

lá tivemos 5 minutos de timidez e começamos a nos beijar... tirei minhas roupas primeiro, deixei ela ver a minha pica dura, tesa e pedi que ela tirasse a calça, ela n~çao conseguia, aí a ajudei, já metendo a mão na xota por sobre a calcinha. ela soltou um gemido seguido de _caralho!, não acreditava no que estava ouvindo. nunca ouvi um palavrão de sua boca! depois disso, botei a jeba pra fora e pedi que me chupasse! ela inicialmente mamou meus peitos, lambeu meu tárax, mas empunahando seus cabelos eu consuzi sua boca para minha pica! chupou como uma puta! mamando profissionalmente... retirei seu TOP e comecei a sugar aquelas tetas divinas... que mulher gostosa! aomesmo tempo que manipulava seu critoris. ela pediu para eu meter! meti com vontade, sem dá e ela gemendo se parar, dizia que adorava, pedindo mais e mais... eu perguntando_ vc é minha putinha? ela sem graça dizia que não (RS!), eu metendo gostoso e ela pedindo mais,...

gozamos gostoso! apás o descanso, recomeça,os, sendo que ela foi que teve a iniciativa... já blinando no meu pau mole, abocanhou para endurece-lo e fazer com que a comesse de novo! desta vez alternando xota com boca! ora metia na xota, ora enfiava na boca dela. ela alucinada, lambia meu saco, chupava a cabeça e chingava muito!

pedi para meter no seu cuzinho o que ela me negou quase fugido da cama. mas como nom malandro, carioca, comecei a lubrificar meu dedo na sua boca e pediando para ela chupa-lo todo! obediente elafez, e isso, estocando por trás, ela sobre os travesseiros. atochei no seu cú! metendo ao mesmo tempo na xota e dizendo que iriaenrraba-la. co iso ela gozava e gozava e gozava. não aguentando mais pedi para esporrar na sua boca! ela atendeu como uma ordem!

mamou como uma bezera, engoliu tudinho...

disse que na proxima me daria o rabo, mas teria de ser com carinho! (hahaha). eijei muiito na despedida, e o corno em casa diferente dos outros dias, não perguntou de onde ela vinha, nem brigou por causa do horário (pode? era o qe faltava! um chifre bem grande para ela soseguar).Vou come-la de novo em breve! um abraço a todos!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Minha esposa arregaçadasconto eróticos c afilhadatanga contos eróticos contos incestofode no buscontos eroticos pauzao do papaicontos eroticos o negao me estuprouconto erótico de guri afeminado,chupadorenfiando a.pica..comdificuldadeContos eroticos empregada humilha a patroacontos gay bdsm minha castracao realArrombei meu amigo - contocontos eróticos fudeu meu cuzinhocontos eu durmo de saia sem calcinhairmão roludo cone urmã dormindocontos podolatria irmaContos erotico zooo japonezagozando na mão da menina - contos eroticoswww.contos eroticos madrinha virgem da cu cagandocontos eróticos zoofilia com a filhapornô grátis boa f***.com só contos preta peituda transando com genroContos de incesto de meninas de 14 aninhos em Belém do Paráenfiaram uma bucha no cu do estupradorcontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigocontos eróticos de negras no metrôeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestoandreia baixinha tranzando e tamiriscontoerotico virgem pai 2filhasconto porno gay cinemacontos gozada da maeesposa liberando para amigos no acampamento contoContos eróticos arregacei o cú da noiadacontos eróticos de gay comi o amigo do meu padrinhovideo porno cu virgem pau grande grosso aiiiii tira ta doendo sai parabaxinha no hotel com namoradodei para um negão desconhecidoestoria de cantos erotico minha tia sentou no meu colo e comi elaesposa contando para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e ainda chama uma namorada travesti para fuder com ela e depois vai transformar o corno no maior viadoconto erotico fiquei com ciumes do meu dompezinhos da minha mulher conto eroticohistoria comendo eguarola na professora contohttp://transei com meu primo da roça gay contos eroticosconto erótico thorolhei aquele pauzao do cara meu marido nao percebeuaquele pau era quase o dobro do de meu maridomorena cabelos pretos seios durunhos e aureulas escuras deliciavelhos peludos gay contossexo no arpoador conto eroticoconto erotico cachorro lambe paucontos eu minha esposa e dois comedoresconto crente bunda desproporcionalPega minha xerequinha tio contos eroticoscontos eróticos de famílias pela primeira vez participando da praia de nudismocontos eroticos d filhotes mando mulherescontos eroticos mamem fudendo com filho na fazendaMinha namorada ela mandou minha cunhada abri bem suas pernas ela disse pra eu tirar o cabaço da buceta da minha cunhada conto eroticoConto mete ai ai uiui no curia gosa pra mincontos eróticos ele disse xingamentos porradacontos eróticos inversão bêbadoadoro menino sacudo contoscontos eróticos de professor Gayhttp://okinawa-ufa.ru/conto_24058_eu-e-minha-madrinha.htmlconto corno sondei ela tava debaixo delecontos com amiga baixinha e gordinhacontos fui arrombada dentro de casa pelo baiano amigo do meu maridoamor olha o estrago ! Falou minha esposa com o cu inchado que o amante comeucontos a mulher do meu amigo queria um pau grandecache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"Contoseroticos cavalocontos boquinha da tiamulher pelada e o cu melado de manteiga no corpo inteirocontos eroticos gemi no cacete do marido da minja amigawww.contos eróticos meu pai viajo minha fico beba eu fudi ela.com