Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FILHINHO DA MAMÃE

Click to Download this video!

Olá, meu nome é Vinícius, tenho 28 anos, moro no interior de Goias. O que vou contar aconteceu quando tinha em torno de 19 anos, minha família nesta época era minha mãe e minha avá, meus pais eram separados, aliás, praticamente nunca viveram juntos. Bem, vamos ao que interessa, nesta época moravamos numa casa de dois quartos, um pra minha avá e o outro pra mim e minha mãe com duas comas de solteiro, ela aqui com 33 anos, morena clara, uns 50 kilos, baixinha, enfim, um delicado corpo de mulher, ela sempre foi muito divertida, amiga de todos mas sistemática em alguns momentos, comigo muito carinhosa e cuidadosa, filho único, sem perspectiva de ter outro filho, dedicava a mim todas as suas atenções. Ao contrário da maioria dos contos que já li, não tínhamos o costume de banharmos juntos, nem de vê-la se trocando, mantinhamos sempre o respeito, assim vinha sendo educado, no entanto, numa tarde de domingo, tinha acabado de chegar do clube que ficava bem nos fundos da nossa casa, tinha nadado, jogado muito futebol, se divertido bastante, cansado, tomei um banho, comi alguma coisa e deitei no sofá pra ver televisão, somente neste momento pude perceber que minha mãe estava vestida com uma roupa diferente das que costumava usar, uma camiseta cavada e o que me chamou mais a atenção, um shortinho bem curto, o mais curto que eu já tinha visto nela, chegando a entrar um pouco na bundinha, aliás, ela não costumava usar shortinhos ou mini saia em casa, de onde eu estava fiquei olhando aquela cena e começei a gostar daquilo, acho que por instinto toquei em mim ao perceber que ficara excitado, naquela idade nunca tinha experimentado nada alem de umas brincadeiras com os colegas e umas revistinhas de sacanagem, nesta hora acho que percebendo algo diferente ela olha pra mim e pergunta porque eu estava com aquela cara, devia estar mesmo diferente, então disse que não era nada, sá estava olhando ela nos seus afazeres, mas creio que ela percebeu nos meus olhos o que verdadeiramente estava acontecendo, pois deu um sorriso gostoso e virou seu rosto. Daquele dia em diante as coisas começaram a mudar, o que era incomum passou a ser quase que diário, aquelas roupas pequenas e delicadas, e uma maior liberdade nos assuntos e carinhos. Alguns dias apás a esta ocasião, estava novamente deitado na sala com calção e sem camisa, ela com uma blusinha branca e um shortinho rosa, bem a vontade, estava linda, aproximando se senta em baixo, colocando minhas pernas sobre seu colo e começa me acariciar, no início, normalmente como sempre fazia, mas de repente começa apertar as mãos nas minhas pernas me dizendo que eu estava jogando muito bola e ficando com a musculatura forte, e que estava quase me tornando um homem. Ao falar isso, suas mãos subiram de forma delicada bem no alto das minhas coxas e percebi que seu olhar era direto no meio delas, talves pela inocência, fiquei calado, somente sorri, demostrando que estava gostando, e ela novamente me deu aquele sorriso, então, inclina seu corpo para meu lado quase se deitando, alcançando minha barriga, braços e peito, percebi definitivamente que aquelas carícias estavam diferentes, deliciosamente diferentes, nessas alturas o volume no calção começa aparecer e ela disfarçadamente passa o braço encostando nele e me fazendo arrepiar, ela sorri e me pergunta o que aconteceu filhinho? Minhas palavras custaram a sair... "seu carinho tá muito gostoso mãe, me fez arrepiar", ela perguta se estava gostando e se poderia continuar, respondendo somente com o movimento da cabeça, concordo claro, então, me suspreendendo, ela começa a beijar meu peito enquanto suas mãos deslisam por todo meu corpo, eu paralisado, estático. Enfim deita sua cabeça no peito impedindo minha visão dali para baixo, sinto ela tocar meu pinto, pequeno pela idade mas duro pelo tesão daquele momento, passando sua mão por cima do calção, apertando e fazendo um leve vai e vem, descendo até as bolas e voltando, acho que meu coração ia explodir, ouço ela dizendo, como seu pauzinho tá duro filho, tá gostando do que a mamãe tá fazendo???? "Muito mãe, muito" mesmo sem ver, sinto ela colocando a mão dentro do meu calção e segurando ele agora pele a pele, que delícia, ela abaixa um pouco meu calção, e começa uma deliciosa punheta, "Você tem um pinto muito bonito filho", ele que sá conhecera e poucas vezes minhas mãos e dos coleguinhas, agora sente as mãos delicadas da minha prápria mãe, com a respiração forte, demostrando que também esta muito excitada, e o melhor ainda estaria por vir, devagar começa descer a cabeça e nem mais imaginando o que poderia acontecer... ela beija meu pau e fazendo movimentos com a lingua me deixa descontrolado, arrepios e gemidos são inevitáveis, ela sentindo o que estava pra vir, intensifica os movimentos e enfim coloca meu pau todinho na boca, chupando como uma louca, nesta hora ela se levanta um pouco e posso ver sua boca engolindo-o todinho, por não ser grande, cabia todo na boca dela, com aquela visão e a sensação maravilhosa de ser chupado, meu corpo estremeceu e o gozo foi intenso... meu Deus, estava gozando pela primeira vez... na boca da minha mãezinha, que loucura, que delícia, nunca poderia imaginar aquilo, ela sem tirá-lo da boca, continuava suas chupadas deixando amolecer todo antes de levantar a cabeça. Quando terminou, ela olhou pra mim e disse, gostou do carinho, filhinho da mamãe??? Vejo que já é meu homenzinho, eu quase sem palavras disse, "Adorei mamãe, adorei"... continua.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contosrotico cuzinho da lorinha casadaf****** e chupando pela primeira vez seu namorado na estrada desertaPirocada sexo gay velhos tara contos veridicosconto porno apostei minha buceta e foi arrombada pelos meus amigosna lua de mel contoscomtos eroticos fui rouba e fudi a dona da casaconto eróticos c afilhadacontos eroticos porno de pirralhas inocentesconto erótico gay com muito estuproContos eroticos dopou a sogra e estuprou elacontos eróticos comi a bundinha da mulher do meu amigo com ele dormindo realContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcheirando os sapatos da minha irman podolatria contos eroticoslouco pelo bumbum da minha irma contos eroticoscontos de sexo meu pai viuvo anoite primeiro meu encouxandoWww Contos eroticos sobre como foi a primeira vez no sexo com uma mulher mais velha .comconto erotico meu compadrer e minha esposacontos eroticos perdi meu cabaçoxvideos pai mete lolcamente em filha pagina1Videosputas fz boquete de na linguaDesde novinha sempre dei o cuzinho contosminha cunhada abre as pernas e me mostra a calcinhacontos heroticos gay meu tio de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anosmulhecasada danu ucu pela primeiraveisimagens de conto de homem macho transando com amigo caminhoneiro machocontos eroticos o velho me comeu aforçacontos eroticos venha ca sua puta safada,eu vou arrombar seu cu de cadelaContos briga de xanasdefrentezoofiliaconto gay amigo do meu paicontos erotico minha mulher me confessou que me traiuquero ler conto erótico sogro f****** com a noracontos eróticos eu e meu pai comendo minha esposaContos Eróticos Nega bebada de leguinContoerotico comendo um cu no metroconto erótico esposa foi parar no hospital com a buceta sangrandovidios pornu mulhe qUe gota de trasa vetida com fataziaContos eróticos:meu querido professorconto erotico gay negao pirocudo so fode cu de viado novinhominha esposa e sua namoradinha contoEsposa quer alargar o cuzinho contosWww.contoeroticopai.comcontos eroticos exibindopprn contos eroticos casada se prostintuindocontos apanhando do tutordormindo escondido na casa da namorada conto eróticoaconto em uma viagem de onibus comeram minha esposaSou casada mas bebi porro de outra cara contossuco de uma magrela trepando em pornô famíliaContos eroticos como chantagieieu adoro meu macho zoofiliacomeram meu cuzinho conto gaycontos lesbicos princesa chupa princesao pau do meu marido nunca tinha feito minha buceta sangra eu não sabia que minha buceta ainda era virgem eu tava sozinho em casa com o amigo do meu marido ele no meu quarto ele começou a fuder minha buceta que sangro eu disse pra ele você me fez eu ser mulher você tirou minha virgindade da minha buceta conto eróticoEu contei para o meu marido que dei o cucontos eroticos sou ex presidiario e comi sobrinho novinhocontos eroticos muler do conhadorelato erotico cheirei a calcinha da sogracontos comendo a mae e a avóa esposa do meu tio contoContos erotico gay a rola surpresa do amigo nerdcontos eróticos primos amantescontos minha primeira vez a tressuco de uma magrela trepando em pornô famíliaMenina da pracinha, contohomem deixar você anda mulher toda arreganhada tanto transarcontos coroa 58 anos pau grossomeu pai meteu conto gayOq deu a chantagem do sindicoconto erotico construcao estuprada