Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ALMOÇO DEPRAVADO COM A FILHINHA PUTA!

Click to this video!

Há aproximadamente dois anos, eu e minha esposa, Leila,

transamos com nossa filha, Sabrina.

A Sabrina se mostrou desde cedo muito safada, o que

logo despertou os desejos de sua mãe, que já foi dançarina

de boate (para não dizer que ela era puta)! A partir

daí, foi esperar a oportunidade certa para começarmos

nossa "farra".

Numa outra oportunidade, escreverei contando como começamos

a transar com a Sabrina, hj quero contar a última surpresa

que essa putinha por natureza nos aprontou.

Há uns dois fins de semana atrás, eu estava navegando

na internet, enquanto a Leila, minha esposa, estava

preparando

o almoço. A Sabrina estava impossível naquela manhã!

Apesar de termos transado logo cedo, ela não se satisfez.

Depois do banho não quis se vestir, passou a manhã inteira

andando pelada

pela casa e se masturbando. De vez em quando ela vinha

chupar meu pau um pouco, depois ia brincar com a Leila,

voltava a se masturbar, até que ela foi à cozinha dizendo

que estava com fome. Sua mãe lhe disse que estava fazendo

macarrão para o almoço e que não demoraria. Mesmo assim

ela pegou um pequeno copo no armário, colocou um pouco

de

leite condensado e saiu comendo. Veio até meu quarto,

onde eu ainda estava navegando, vendo fotos pornôs.

Ela começou a lambuzar seu consolo com o

leite condensado e enfiá-lo em sua xaninha. Depois de

tirá-lo, todo melado, ela o chupava e cuspia, deixando

seu brinquedo bem lambuzado... Eu já estava excitado

devido às fotos e ao chat que estava, aproveitei a deixa

para me virar de frente para Sabrina, tirei meu pau

e

comecei um suave e lento vai-e-vem, esperando que ela

viesse me chupar, mas, com um sorriso maroto, ela se



aproximou, deu um beijinho sapeca na cabeça vermelha

da minha pica e disse: "vamos papai, mamãe já preparou

o almoço!". Sorriu e saiu rebolando para a cozinha.

Confesso que fiquei desapontado, mas, tudo bem. Me

despedi

da garota da sala de bate-papo, terminei de salvar os

filmes e fotos que

estava baixando da net e também segui para a cozinha.

Foi, no mínimo inusitada, a cena que vi ao chegar...

Minha esposa estava com a blusa levantada e o sutiã

abaixado, deixando seus seios à mostra. Tinha os biquinhos

durinhos e estava toda suja de molho do macarrão; a

Sabrina,

tinha o rosto também sujo de molho e muito macarrão

espalhado

pelo corpo. Pude perceber que com uma mão pegava a comida

com o garfo, sempre deixando cair um pouco para fora

da boca, e com a outra mão se mastubava. Minha esposa

apenas sorria para mim, achando graça de toda aquela

cena.

Minha filinha então, olha para mim e diz, ainda de

boca

cheia: "vem cá papai, almoce conosco também". Ela me

puxou pela bermuda e me

colocou de pé ao seu lado, tirou meu pau da bermuda

e

começou a chupá-lo, ainda com muita comida na boca.

Vi

minha rola ficando vermelha

de tesão e molho de macarrão. Minha esposa apenas ria,

esfregando um cubo de gelo nos bicos dos seios.

Eu tinha o pau dolorido de tanto tesão. Ela chupava,

cuspia na cabeça do pau, massageava meu saco, chupava

minhas bola e salivava muito, fiquei todo melado de

uma

mistura de baba com molho... Minhas pernas já estavam

ficando bambas, eu apertava sua cabeça contra meu pau,

querendo ir até o fundo de sua garganta, a puxava pelo

cabelo e dizia: "isso filhinha, mostra para

mim que tua mãe te ensinou direitinho a ser puta! Chupa!

Chupa vadia!"

Ela percebeu que eu estava para gozar e parou.

- Esse macarrão está tão gostoso mamãe - disse Sabrina.

Mas acho que ainda falta um toque especial!

Aí, ela direcionou meu pau para seu prato de macarrão

e esfregou a ponta na comida. O calor da comida, que

cobria minha pica, era delicioso. Sabrina continuou

a

massagear meu saco, segurando meu pau com a outra mão.

Então, não aguentei mais, e comecei a gozar. Em cima

do prato! Cobri seu macarrão de porra, muita porra.

Eu

estava com muito tesão.

Quase cai para trás, estava sem forças. Meu pau começou

a amolecer, então arrastei uma cadeira e me sentei.

Sabrina

misturou o macarrão no prato e começou a comer. Devora

a comida, e

dizia, com a boca cheia, deixando sempre cair um pouco

de macarrão que escorria pelo corpo: "agora sim, mamãe,

está uma delícia!".

Terminamos de almoçar e pedi para descansar um pouco.

Minha filha falou: "então vá para a sala com a mamãe,

porque EU vou preparar

a sobremesa, mas não quero ninguém cansado, porque vai

ser BEM melhor que o almoço!".

Peguei minha esposa pelo braço e fomos para o sofá

tomando

um copo de suco.

Ouvimos Sabrina arrumando a bagunça que fizera na cozinha

e depois de uns vinte minutos ela apareceu na sala para

a sobremesa...



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mulher do gelou grande fudedosai a noite com minha esposa conhecemos u desconhecido que comeu minha mulhercontos porno de casada se insinuando para pedreirosContos eroticos o bucetao cabeludo da minha tia velhavoyeur de esposa conto eroticoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eróticos minha calcinha bi matoos nomes dos geladinho do ice lokoPasseio de lancha com um coroa conto erotico Ela pediu pra cheira e ele esporou nacara delacontos irma mais velhacomeu a baba madura contosContos eróticos brincando de esconde esconde com o inocentedei com muito amor conto separacao home pelado com nome ketlynhome pega amulher de com o melho amigo transano e fi loucoconto erotico de colega saradao do meu padrasto mim comeucontos horoticos verdadeiras pelotasContos olhando a mãe dacontos tias de 29 anos loiradoutor esporreando muito no travedticontos eroticos minha maefez um boquete em miminquilino viu as minhas calcinhas contos eroticoloucuras do carnaval varias pessoas fudendo juntas no dalaocontos sobrinha veio cuidar da sograZoolofia cominha cadela ler istoriavídeos porno metendo na minha tia depois do carnavalver contos eroticos de empresarios comendo o cu de empregadowww.contoerotico.pai e flha na chacaratransei com minha tia nas dunas da praiaseleção de traverti com pau todo no cu gozado na ponhetacontos sou puta e insaciável por rolaesposa torcendo de biquini em casa conto eroticoxvidio gay coroa 82conto mamo rolagreluda se masturbando com seu cão no quartoConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintacasa dos contos eroticos tia e primamae e filha sendo arrombadas contocontos comi minha mãeconto muro eroticocontos eroticos meu grelo e grandeConto carona de trabalho leva amiga da minha mulhercontos safadezas com a tia casada inrrustidaContos eroricos esturpo seios mordidasnegao marido de aluguel com casadas contoswww.Contos Eroticos de sexo gay incesto pai estrupando filho virgem gay sexo violetos em contos.comcontus orgia reforma casa loirameu sogro me comeu contos eroticostravesti dotadu no rnMendigos se madturbando altovi ele comer ela/contocontos eroticos cu da enteadaerataogrande que ela pediu pra pararpornogarotinha contosimagem cuzinho irma contoscontos eroticos de mulheres coroas fodedeirascontos eroticos viadoConto erótico calcinha fedidaconto comi.uma coroaContos eroticos no acampamentocontos erotico mangueira na bucetabuceta bem regacada peluda perna aberta na camacontos eroticos de enteadasContos de cedezinhas sendi iniciadaconto veridico gozada dentro xoxota recifeconto erótico vesti cinta liga pro meu filhoconto gay virei garota do sogrocontos eróticos meu marido eu e meu alazãocontos eroticos familia unidaconto eróticos lábios românticos