Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TATUAGEM COM O TITIO TARADO.

Click to Download this video!

Ola, Meu nome é Renata e agora eu vou contar uma histária muito excitante que aconteceu comigo no mês passado, atualmente eu estou morando com os meus Pais em Campinas, más eu fui chamada para fazer uma entrevista de emprego em São Paulo, e como era uma átima oportunidade de emprego eu não poderia deixar de tentar, e como a nossa situação financeira não está lá estas coisas, a minha mãe ligou para a irmã dela perguntando se dava para eu passar uns dias na casa dela, pois eu teria que passar umas duas semanas em São Paulo. A minha Tia ficou muito contente em ter sido lembrada e disse que me receberia com o maior prazer. Assim eu fui para São Paulo; minha Tia muito gentil foi me buscar de carro na rodoviária, demos um passeio em um Shopping ali práximo da rodoviária e fomos para a casa dela que fica em Pirituba. A casa dela é bem simples tem apenas um quarto, sala, cozinha e banheiro, apesar de pequena a casa é bonitinha, logo que chegamos ela me disse que se eu queria tomar uma ducha pois a viajem foi longa e eu deveria estar cansada; concordei e tomei uma ducha bem demorada, coloquei uma roupa bem leve, já que o calor estava forte. Quando eu sai do banho a minha tia disse que também iria tomar banho, quando ela saiu do banho eu notei que ela tinha uma tatuagem na perna direita, eu elogiei a tatuagem e perguntei: - Tia, doeu muito pra fazer está tatuagem? - Que nada meu bem, arde um pouco mais dá pra suportar tranquilamente! - Ai, tia, eu morro de vontade de fazer uma, más eu tenho medo! - Que bobagem querida, porque você não aproveita que esta aqui e faz uma? - Com quem a Sra. Fez? - O Carlos fez está aqui; falou ela referindo-se ao tio Carlos. - Ai!!! Eu acho que não tenho coragem! Já no final do dia nás fomos até o Supermercado comprar alguma coisa pra comer, demoramos um bocado e quando voltamos o tio Carlos já estava em casa, a minha tia toda sorridente falou pra ele, Carlos lembra da filha da Marta, minha irmã? Ela vai passar uns dias aqui com nás; Ele muito gentil me complementou com um beijinho no rosto, nás fomos para a cozinha preparar a comida e ele ficou na sala assistindo o TV. Ficamos assistindo televisão e conversando até tarde, quando eles disseram que iriam para a cama, pois já estava muito tarde; como sá havia um quarto na casa eu tive que me virar na sala mesmo, eles tinham um sofá bem confortável e eu me aconcheguei facilmente. Depois de uma hora, mais ou menos, quando o silêncio imperava no ambiente eu ouvi um barulho vindo do quarto deles; eles riam baixinho e eu pude ouvir a minha tia dizendo: - Pára, a Renata vai escutar Carlos. - Sá me dá um beijinho que eu paro; mas ele não parou. Logo eu ouvi que a cama começou a ranger, e aos pouco os gemidos da Titia ficavam cada vez mais alto; Aquilo foi mexendo comigo e eu fui ficando cada vez mais excitada, logo eu já estava com a mão dentro da minha calcinha e me masturbando escutando os meus tios metendo, o meu tesão estava tão forte que eu não resisti e me levantei e cheguei perto da porta para ver se dava pra ver os dois metendo; como o quarto deles não tem porta, eu não tive problemas para ver o meu tio de pé de costas para onde eu estava, metendo a rola na minha tia que estava de quatro na cama, com a bunda bem arrebitada e o rosto encostado no travesseiro, gemendo muito enquanto o meu tio dava estocadas tão fortes que o barulho se assemelhava com tapas; a titia dizia: - Nossa Carlos como você é gostoso, mete meu bem, mete gostoso este pintão na minha buceta, mete, mete seu tarado pintudo, aaaaiiiii, aaiiiiiiii!!!! - Levanta mais esta bunda sua bucetuda, sua gostosa, levanta que eu vou te fazer gozar muito, gostosa, bucetuda!!!! Eu estava impressionada com a performance do meu tio, já faziam uns quinze minutos que estava ali socando a rola na minha tia sem parar nem um instante; Então a minha tia começou a gemer mais alto e mais alto, e começou a gozar até se derreter toda na cama; Então o tio Carlos pediu: - vem querida, agora me faz gozar na tua cara!!! Eu nem acreditei que a minha tia também gostava de levar porra na cara como eu; ela se virou sentou na cama e ficou chupando e punhetando o meu tio; de onde eu estava dava pra ver o pinto dele, eu quase que entrei no quarto para bater aquele pintão maravilhoso na minha cara também, mas não sei de onde eu tirei forças mais eu resisti, quando ele gozou, eu pude notar que ele realmente era muito vigoroso, o primeiro jato de porra jorrou longe, por cima da cabeça da titia, o resto ficou na cara, na boca e no cabelo dela que ficou toda melada, e ficou ainda um tempão esfregando o pinto dele no rosto; quando eu percebi que eles iriam se lavar, eu corri e me deitei fingindo que estava dormido e que não tinha ouvido nada. No outro dia, todos levantamos cedo, pois eu tinha que ir para a minha primeira entrevista, quando estávamos tomando café a minha tia disse para o tio Carlos: - Carlos, a Renata está querendo fazer uma tatuagem, por que você não mostra o catalogo pra ela? - Verdade Renata? Porquê você não vai até o meu estúdio pra escolher uma? - Ahh, eu nem sei se eu tenho coragem de fazer!!! - Que bobagem, se você quiser eu passo uma anestesia, não vai doer quase nada. Eu fiz cara de indecisa, e disse: - Me dá o endereço, se der tempo eu dou uma passada por lá!!! Este dia para mim foi uma maravilha, eu acho que fui muito bem a minha primeira entrevista, já que eles me chamaram para fazer alguns testes já na práxima semana; E como eu estava muito contente eu resolvi dar uma passada pelo estúdio do meu Tio Carlos; quando lá cheguei, ele estava atendendo uma garota muito bonita, ela estava fazendo um piercing no umbigo, ela estava deitada em uma maca com a camisa quase na altura dos seios; Quando o tio Carlos me viu, ele disse: - Renata, pode esperar um pouco na salinha ao lado que eu já estou acabando aqui. Fiquei lá esperando por uns dez minutos, quando a garota foi embora o meu to já veio com um catalogo nas mãos, ofereceu-o para mim e se sentou ao meu lado e perguntou: - E então querida, onde você está querendo fazer a tatoo? - Eu gostaria de fazer uma bem pequenininha na virilha, será que dái muito? Eu notei que ele tomou um susto, e respondeu: - Na virilha, eu já fiz em algumas mulheres, nunca nenhuma reclamou, não deve doer muito não!!! - Então eu vou fazer esta borboletinhas, o quê você acha? - Eu Acho linda, então vamos lá? - E a anestesia, você vai passar mesmo? - Sá se você achar que está doendo muito, tá bom? Eu concordei e já fui entrando no estúdio e perguntando: - O quê eu faço agora? - Você pode colocar um avental que esta no banheiro. - Eu acho que não precisa, já que eu estou de saia, não é? Ele ficou aparentemente atordoado e disse: - Se não tem problema pra você, vamos lá!!! Ele me mandou deitar na maca, acendeu um abajur na parte de baixo da maca e perguntou: - É esta aqui que você quer, querida? - É a bem pequenininha que eu quero tio. Ai as coisa começaram a esquentar; ele levantou a minha saia, eu vi nos olhos dele que ele adorou a minha calcinha, eu estava com uma calcinha rosa, muito pequena, e muito apertada, o que realçava bem o tamanho da minha buceta, eu sabia que estava deixando o meu tio louco de tesão, e estava adorando aquela situação; então ele perguntou e apontou: - É aqui que você quer que o titio faça? Eu respondi negativamente e coloquei o dedo bem mais perto da minha buceta e disse: - É aqui, oh tio!!! - Nossa meu bem, mais ai tem uns pelinhos que vão atrapalhar o titio, nás vamos ter que raspar, tem algum problema? - Não tio, Eu sempre me depilo toda, por que eu uso biquínis pequenos, o Senhor tem lâminas ai pra depilar? - Tenho querida, espera sá um pouquinho que o titio vai buscar e já volto. Quando ele saiu eu não pude deixar de notar que ele estava com o pinto quase rasgando a calça de tão duro, ai eu pensei comigo: Eu vou deixar ele babando de vontade de me comer, mas não vou dar a buceta pra ele de jeito nenhum. Logo ele volto com todos os aparelhos necessários, ai ele começou a preparar a espuma e voltou a levantar a minha saia e a espalhar a espuma; com o contato frio da espuma na minha virilha eu dei uma apertada nas pernas, logo ele disse: - Relaxa querida, relaxa que agora eu vou passar a lâmina e pode te machucar se você se mexer muito. Ao ouvir isto eu procurei me controlar e relaxei bastante; Ao perceber que a lâmina se encostou em minha pele, eu com medo de ele me cortar, dei uma abrida nas pernas, e ele comentou: - Isso querida abre mais um pouquinho pra eu não te cortar, eu vou dar uma puxadinha na tua calcinha pro lado pra raspar melhor, tudo bem? Antes mesmo de eu responder, ele já havia puxado; como a minha calcinha era realmente muito apertada, ele teve que enfiar um dedo por dentro do elástico para puxar, e quando ele largou, eu senti que o elástico entrou na minha racha e deixou parte dos lábios da minha buceta a mostra; e eu resmunguei: - Toma cuidado titio, deste jeito você vai me machucar. - Desculpe-me querida, foi sem querer, escapou!!! - Tudo bem tio, eu acho melhor tirar esta calcinha pra não acontecer de novo. Eu disse isso e já fui tirando a calcinha, aroveitei tirei a saia junto ficando apenas com o tomara-que-caia e deixando a minha buceta toda a mostra para o meu tio que ficou pasmo, quase que não acreditando na minha coragem. Então o titio pegou novamente o pincel de espuma e começou a espalhar espuma por toda a minha buceta, e disse. - Vamos aproveitar e depilar inteirinha esta maravilha. Eu que já estava na posição de frango assado abri ainda mais as minhas pernas enquanto ele depilava toda a minha buceta com o maior cuidado do mundo, ele agora já abria os meus lábios e esticava a pele para poder tirar os pelinhos mais delicados; eu já estava quase estourando de tanto tesão quando ele passou a toalha na minha buceta e disse. - Nossa menina você tem a bucetinha mais linda que eu já vi na minha vida, ela é gordinha com os lábios pequenos, realmente maravilhosos; posso dar um beijinho nela? Eu não respondi com palavras, fiz que sim com a cabeça. Ele que estava sentado em uma cadeira já foi caindo de boca na minha buceta e começou a chupar como que dando um beijo de língua bem ardente; e isto quase que me levou a loucura, ele segurava a minha bunda e chupava como se fosse a ultima buceta do mundo, e eu sá conseguia gemer e falar: - Ai meu Deus, como você chupa gostoso titio, eu não estou acreditando que você vai comer a minha bucetinha, e perguntei pra ele: - você vai comer a minha bucetinha com este pintão gostoso que você tem seu tarado ou sá vai chupar??? Ai ele parou de chupar um pouco e perguntou: - Como você sabe que eu tenho um pintão sua safadinha? - Eu vi tudo ontem a noite quando você estava metendo com a titia. - Que safadinha ficou espiando e já veio até aqui pra dar a buceta pro titio né sua safadinha? Ele disse isso e voltou a devorar a minha bucetinha, que já estava inchada de tanto ser chupada forte pelo meu titio tarado. Eu nem respondia nada sá gemia como uma gatinha no cio. Então ele me perguntou: - Ontem à noite você viu o meu pinto de longe, quer ver de perto agora? Eu nem precisei responder ele já foi tirando aquela rola enorme de dentro da calça e vindo para perto do rosto e começou a esfregá-lo no meu rosto; eu já fui caindo de boca, mudei de posição, deitei de barriga pra baixo na maca que ficava na altura ideal do pinto dele e fiquei chupando aquela maravilha por vários minutos.Então ele puxou as minhas pernas para fora da maca me fez ficar deitada com a bunda virada pra ele e começou a esfregar o pintão dele na minha buceta e a perguntar: - E ai menina, quer que eu enfie ele bem lá no fundo, quer??? Ele falava e esfregava o pinto nos meus lábios vaginais que já estavam completamente encharcados, eu nem conseguia dizer nada, sá empurrava a bunda para trás e rebolava sem parar, na verdade eu já estava quase gozando antes mesmo da penetração; então ele encaixou a rola na minha racha e deu uma estocada bem forte, arrancando um gritinho agudo da minha boca, eu estava quase chorando de tanto tesão, eu podia sentir a cabeça do pinto dele entrando em minhas carnes e batendo fundo no meu útero; Ele dava estocadas fortes, tirava quase tudo de dentro de mim e enterrava novamente, eu dava gritinhos de tesão a cada estocada, ficamos nesta posição por vários minutos. Quando ele resolveu mudar de posição ele me deitou na maca de barriga para cima, juntou as minhas duas pernas, levantou-as e deixou a minha buceta inchada a mostra e voltou a enfiar aquele pintão com força; eu que já estava indo a loucura não conseguia me controlar de tanto tesão, eu gemia alto e continuava a falar: - Mete titio, mete fundo na minha bucetinha, mete, aaaaaaiii, huuuuummmm, aaaaaai huuuuummm, que titio tarado, pintudo!!!. Fui gemendo até não aguentar mais e quando não segurei mais explodi em um dos maiores orgasmos de minha vida, gritando alto e chamando ele de gostoso, pintudo, tarado, sem vergonha e de tudo o mais que vinha na minha cabeça. Ele sá sorria e não parava de enfiar a rola cada vez mais forte. Quando eu já achava que iria desmaiar ele tirou o pinto de dentro de mim e disse: - Agora ajoelha que eu vou gozar na tua cara, meu bem. Eu como sempre faço, me ajoelhei e abri bem a minha boca pra receber o meu prêmio. Ele que batia punheta e esfregava o pinto na minha cara não demorou muito pra gozar, ele explodiu e um orgasmo intenso e dava urros de prazer; Ele me encheu a cara de porra, eu voltei a chupar, punhetar e apertar o pinto dele até sair as ultimas gotas de porra, eu olhava para a cara dele e esfregava o pinto dele no meu rosto, depois de alguns minutos eu perguntei: - E agora titio, que eu estou bem relaxadinha, será que dá pra fazer a tatoo? Ele muito sorridente me respondeu: - Claro meu bem, eu faço tudo que você quiser.................continua.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos genrover contos eroticos de irma dando pro irmaoquantos ticos a mulher cosegue colocar no cuconto erotico gay negao escraviza viado afeminadomacho coñoca calcinha e da o cucontos gay tetinhas gordinhacontos.praia de nudismo com o pai roludocontos eroticos rola grossafoi da aboceta vije e a romboSou gay e tranzei com um travest contos eroticocontos meu marido gosta que meu ex me comacontos eroticos minha esposa eo porteiroContos eroticos violento seiosContos eroticos cofrinho pique escondecontos siririca com docecontos eróticos mulheres mais vadiastocou meu seio sem querer incesto contocontos eroticos comi a mulher do pastorVi minha namorada dando pra varios contos eroticoscontos eroticos lesbicas vi a buceta da minha amiga grande e greludaContos de coroa chantagiada pelo genro e gostandoBrincando de casinha conto realconto conto erotico descabaçadaconto transando com mulher deficientecontos gay meninobucetinha inchada de minha esposa orgia contocontos eroticos de incesto mae massagista faz massagem no filho adultoflogdosexo.compauloelizabethCont erot irmanzinnhavolume na calça encoxadabdsm fita boca contosminha irma casada conto eroticominha madrinha depilando a buseta contoeroticocontos eróticos de bebados e drogados gaysconto porno enfiaram um ovo no meu cucontoseroticos madrastcontos eroticos,minha sobrinha cresceucontos eroticos descobri que era gay e não sabia parte5contos eroticos minha mulher eh safadacontos fui comer uma bct chegou na hora era homemcontosrotico cuzinho da lorinha casadacontos eróticos praia de nudismo dois idosos gays fudendo contosLevou susto más gostou porno empregadacontos erotico de travesti no bairro campo limpocomtos xxx imcesto mae crente maniacacontos minha e eu no analconto erótico comendo o passivo de calcinhaempregadinha rose contos eroticoscontos eróticoseu sou bem dotadoeróticos ah ah aaaah chupa a minha bucetinha vai ah deliciamulheres secando bêbadas cheias de tesaominha mulher adora ser brechadaconto erotico safado me comeu com meu marido do lado dormindoconto primeiro boquetecontos patrao chantageia funcionário pra comer a mulher gostosa do funcionárioesposa gemendo enolada no cu zofilia xvidiominhabundinhacontoscache:XIRRUtFC4SYJ:https://idlestates.ru/conto_12285_fui-estuprada-por-minha-culpa-parte2.html conto erotico real meu marido me liberou dar o meu raboconto erótico sexo na balada exibindocontos eroticos garoto e mae bundudoscanto erotico comi namoradaboqueteira gaucha contoConto porno eu queria entrar em casa, minha mae abriu a porta toda suada, chefe do meu paionto de encesto meu filho mora sosinholoira casada malho e adoro negao contoscontos eroticos trair meu marido no puteiroCOnto a vizinha amamentandocontos eroticos casada visitando a fazendaMulheres que gostam de envertemos os papéis na cama pornocontos erótico foderam minha namoradacontos minha irma me chupou dormindocontos eroticos safadinhaContos fiquei bebada e pedi pro meu marido me levar no puteiro