Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU MANO MEU AMANTE FAVORITO

Click to Download this video!

Meu mano meu amante favorito



Nunca me preocupei com sexo, sabia o que era, mas nos meus 19 anos, me preocupava mais em estudar, ta certo que gostava de provocar os garotos, mas fazia mais para me divertir, mas isso mudou um dia.

Meus pais foram visitar minha avá, e deixaram eu e meu irmão de 19 anos sozinhos, como confiavam em mim, não deixaram ninguém tomando conta.

Já era noite, estava dormindo, e estava um calor danado, acordei, coloquei uma mini-saia e uma camiseta regata, pra refrescar, fui para sala assistir televisão, ao me aproximar ouvi meu irmão desligando a televisão.

- já acordou?

- ta na hora da novela, vim assistir.

- que novela nada, tava assistindo um filme que emprestaram, volta pro quarto!

- virou dono da casa? Que filme você pegou?

- não interessa, vai pro quarto, e vê se troca de roupa.

- o que tem minha roupa?

- você parece uma puta.

- tá um calor danado, estou dentro de casa, além do mais você tá sá de calção.

- e daí? Você vai trocar de roupa, e vai ficar no seu quarto.

Aquela conversa tava me enchendo, o garoto tava nervosinho, e o meu sangue subiu, fiquei irritada.

- pois se eu quiser fico pelada, seu pentelho.

- fica? Eu também fico, e você vai correndo pro quarto.

- há é?

- É.

Sem pensar tirei a camiseta e a saia, sentei no sofá, cruzei as pernas, olhei pro pentelho.

- e aí, machinho?

- e o ficou vermelho, não sei se por vergonha, por irritação.

Abaixou o calção e sentou no sofá.

Ficamos em silêncio, e eu me dei conta da cena ridícula, ficamos calados por cinco minutos, olhei com rabo de olho, e vi que o pinto dele tava ficando duro, nunca tinha visto, sá nos livros de biologia, dei uma olhada pra ele, deu pra ver que ele também estava nervoso, tomei coragem e falei.

- então? Vamos assistir o que? A novela ou o filme? Alias que filme que é?

- é um filme erático, mas não vou assistir com você.

Nunca tinha visto um filme erático, tava curiosa e a merda tava feita mesmo.

- porque? Tá com vergonha? Não tá meio tarde pra ficar com vergonha?

- tá bom.

Ele levantou pra pegar o controle remoto, daí pude vê-lo por inteiro, o menino era sarado, e pinto dele era um poste. Tava nervosa, pensamentos estranhos vinham na minha cabeça, e pensei será que também pensando como eu? Olhei pra ele, tava com o pinto duro, com certeza ele já não tava me olhando como irmã.

O filme começou, parecia erático, até o casal do filme entrar no quarto, e tirar a roupa, fiquei de boca aberta, o cara chupava a menina, a menina chupava o cara, e o cara comia a xana e o rabo dela, tá certo que eu não era boba sabia que acontecia, mas aquelas cenas me perturbaram, tomei coragem e olhei pro meu irmão, tava alisando o pinto. Ele percebeu que eu tava olhando e perguntou.

- tá gostando do filme?

- é diferente.

Minha garganta tava seca, o que começou com uma briga, virou, virou sei lá o que.

Ele começou com papo estranho

- e ai? Você já fez isso?

A garota séria e forte que eu era virou uma menina medrosa, desprotegida, não sabia o que fazer, tava enrascada, o que fazer? Deixar rolar, ou sair correndo? Minhas pernas estavam mole, não dava pra correr.

Sem jeito respondi

Não, e você?

- já! É gostoso! Então você é virgem?

- sou!

- nunca chupou?

- nunca.

- nunca foi chupada?

- nunca.

- nunca deu a xaninha?

- nunca.

- nunca viu um pinto?

- nunca.

- então o meu é o primeiro que você vê?

- é.

- o que você achou?

A pergunta me perturbou, ainda mais que ele começou a chegar mais perto, ele percebeu, que eu tava sem controle, colou o corpo junto ao meu, e alisando o pinto perguntou.

- e aí, responde olha pra ele e diz o que acha.

- é bonito

- pega nele, sente ele na mão.

O viado percebeu que eu já tava no papo, tava molhadinha, e com filme rolando, já não aguentava, o que fazer? Desisti, resolvi me soltar.

Olhei pra ele, enquanto ele pegava minha mão e levava pro pinto dele, segurei, ele se aproximou e me beijou, comecei a masturbá-lo, ele desceu a boca para meus seios e começou a beijá-los e mamar neles.

- porque você não faz como a mina do filme?

- o que? Como se eu não soubesse.

- vai, faz.

Abaixei a cabeça em direção ao pinto dele, senti o cheiro, dei um beijo na cabecinha, e engoli, foi bem diferente do que minhas amigas diziam, elas achavam nojento e sá faziam por obrigação com os namorados, ao contrário eu adorei o gosto, soltei a franga e chupei gostoso.

- nossa tem certeza que é a primeira vez?

Enquanto isso ele começou a deslizar as mãos pelo meu corpo, e foram para na minha xana, encharcada.

- para um pouquinho, deixa eu chupar você?

Ele levantou, se agachou, colocou as mãos nos meus joelhos e abriu minhas pernas, morri de vergonha, tava de pernas abertas toda exposta pro meu irmão, ele não tava nem ai, caiu de boca na minha xana, perdi completamente o pouco controle que tinha, quando vi ele tava com a vara pronta e mirando na minha xana, foi entrando devagar, sempre que pensei que fosse doer, sair sangue, não doeu não saiu sangue, foi entrado senti uma pontada, como se fosse um beliscão, meu cabaço já era, relaxei pra facilitar, ele ficou bombando, gozei gostoso, não sei quantas vezes, foi a primeira e até hoje a melhor transa que já tive.

Ele deu um tempo, me beijou e perguntou.

- posso gozar na sua boca?

- pode.

Deu mais uma bombada, tirou da periquita, e colocou na minha boca e gozou, senti o gosto salgadinho na boca e fui engolindo, engolindo, como o filho da puta tinha porra.

- e aí? Gostou?

- adorei.

- como fica então?

- como assim?

- daqui pra frente, você quer continuar? Os velhos voltam amanhã, quer continuar? Ou vai fazer de conta que nada aconteceu?

Pensei um pouco, já tinha dado mesmo, foi gostoso, e principalmente nem eu nem ele poderia falar nada pra ninguém. E nossos pais confiavam em nás, nunca desconfiariam, viviam saindo, era perfeito.

- podemos ser amantes, por um tempo.

- beleza!! Vou poder te comer a vontade?

- sempre.

- então vamos pro banheiro, pro segundo tempo.

E assim foi a noite inteira, me comeu na sala, no banheiro, no quarto na cozinha, e no final da noite, enquanto estávamos deitado juntinhos, ele cochicou no meu ouvido.

- eu menti, foi minha primeira vez também, tudo que fiz foi copiar o cara do filme.

- tudo bem, você aprendeu direitinho.

Durante 4 anos, ele me comeu, arrumei alguns namorados até casei, mas meu melhor amante foi meu mano.





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


filha conto eroticocontos eroticos timidas coroasirmão roludo cone urmã dormindoconto apoata gay video game surubacontos camioneiro pau muito grossosonhador contos eróticos i****** mãe e pai f****** a b***** da filhaCorno ama namorada use chortinho de lycra marcando buceta contosporno contos casada comprando mandiocaCasadoscontos-flagrei.videornpossContos eróticos: menininha da a buceta pro camioneiro bem dotadocontos eroticos traicao/corno namorada viciada em jeba no cuTennis zelenograd contonao tira papai deixa que eu vo gozarvidios pornu mulhe qUe gota de trasa vetida com fataziafoto de sexo conto eroticos da minha sobrinha pimentinha parti 1contos eroticos pauzudoconto em casa com minha mãe com cada roupinhas que me deixa louco que xereca ela tempequei milha maes fudedo com um negao lopradocontos eróticos eu comi a secretária do meu paiver contos veridicos de sogro dotado q pegou nora novinha e emgravidoucontos chupei o professor comigo véi da irmã da minha mulher contos eróticosConto eroticode incesto minha virou sogra da minha irma contos eroticos madasdra 2sou crente casada mais sou putaCasada viajando contosContos eroticos de calcinha fio dental saia rodada no coletivocontos de coroa com novinhocache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html Www.contoeroticopai.comcomo fazer para sua vizinha casada gostosa safada seder o rabocontos eroticos abri sua boceta e minha porra escorria do seu buracocontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhocontos comendo a mae e a avóconto erotico arrombei o travesti do baile funkContos eroticos carro quebrado cornocontos de sexos ainda dimenorconto porno minha professora coroaContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de mulheres desconhecidascontos eroticos primeira vez no cuzinho da esposacontos eroticos peao come meninocontos eroticos mendigo gays orgiacontos eroticos estupro no metriContos gay pinto pequenoContos eroticos guspe na bocatiti do cu apertado emncontos eroticos sou puta os preto me comeram no matoler historia de sexo entre cunhada e subrinhas com tiocontos a mulher policialcontos eróticos de mãe metendo a língua no ouvido do filho e da filha e gosandodeu sonífero para comela prnoele era um lindo anjoconto irmã peladinha dentro de casaENFERMEIRA  calcinha pedreiros conto eróticosminha irma só de calcinhacontos eróticos de bebados e drogados gaysconto de incesto de pastor estrupadoanão transando com jamaismeu irmão adora chupar meus pes podolatria contos eroticosconto erotico eu e meu marido brigamos e eu o traicontos eroticos marido foi trabalhar e meu sobrinho me pegou no banhoSou gay e tranzei com um travest contos eroticocomo dopar uma mulher e fazer sexo contocontos eu marido na prai de nudismoconto como foi que eu chupei a bucetinha de uma loirinha de cinco aninhosconto erótico gorda gótica contos eroticos brincando na ruacontos eróticos de mulheres do b****** grandecontos de homens relatando sobre o crescimento do pênisContos, casada mal comidaconto erótico de corno chupador de arrombadaxvidio mocinhaxoxota as infinitasamolecendo dentro da xanaCasada viajando contosconto lesbica humilhei minha amigacontos exoticos cm bebados tarados e nojentoscontos eroticos sou casada o velho da chacara sozinhorecebru varias calcinha de presente contos eroticocontos de atiivo x passivo fodendosexo aos14 pornodoidocontos eroticos exibindocontos comiminha primaminhasobrinhae sua amigacontos