Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O ENCONTRO (PARTE 2)

Click to Download this video!

As tetas duras e jovens de Marta convidavam mesmo a uns beliscões fortes. A boca do estranho estava a deixá-la toda marcada de chupões, o que ainda a excitava mais, ser marcada assim pelo seu senhor! A sua cona transbordava de tão molhada, e o cheiro a sexo naquele quarto de pensão formava um miasma quase visível. Uma palmada nas nádegas faz com que Marta abra os olhos e veja o seu amante que lhe exige que se mexa, que rebole, que o aperte com a sua cona jovem e encharcada até que o faça gozar. Então, surge o pedido tímido "podias gozar sem preservativo?" O amante, sabendo bem o que ela quer, decide humilhá-la um pouco mais. "Queres ir ter com o corninho do João com a cona suja da minha porra? É isso, minha puta? Queres mostrar ao teu corno o sabor da minha porra?". Ela, timidamente, envergonhada, e ainda mais excitada, faz que sim com a cabeça, enquando que com a cona lhe aperta o caralho duro.

"Minha puta suja, e achas que vou colocar o meu caralho desprotegido nessa cona porca?"

Ela abranda, e enrubescendo ainda mais, retira um envelope da sua mala de mão.

"O que é isto, então sua grande vaca, sua porca, fizeste exames para me sossegares? E o corno, fodeu contigo depois dos exames, ou tem feito como vos mandei?"

A voz quase não sai "não voltámos a foder desde as fotos, os exames foi para estares à vontade e me poderes foder sem preservativo", mas a cona não pára e o rabo de Marta rebola em cima daquele caralho. "És uma bela puta, e o João um corno submisso... Ok, tira-me a camisa, e se me conseguires engolir todo encho-te a cona com a minha porra. Pelo menos tomas a pílula, não?"

Marta desmonta a custo daquele caralho que a preenche de forma tão completa. Toda a aparente frieza e os insultos do seu amante estavam a fazer com que ela entrasse num mundo sá seu, se sentisse mais fêmea e mais sensual que alguma vez tinha sentido. João ia adorar a descrição do encontro, isso ela também tinha a certeza. Será que o seu dono deixaria que fodessem de novo, ou ia continuar a exigir que não se tocassem?

O caralho encostado à sua boca fez com que ela voltasse à situação actual. Assumindo o desafio, abriu a boca ao máximo e sentiu aquele caralho duro entrando até à garganta. Era extremamente excitante ver a cara de Marta, submissamente engolindo aquele caralho grosso, começando a ter náuseas. Nada que o fizesse parar, antes pelo contrário, já conhecia a sua necessidade de ser forçada e humilhada. Segurando-a pelas orelhas, conseguiu enfiar o seu caralho todo naquela garganta obediente. As poucas náuseas que ela ainda sentia faziam que a sua garganta fizesse maravilhas no caralho do seu amante. Antes que gozasse, ele resolveu cumprir o prometido. Tirou-lhe o caralho da boca, colocou-a de quatro na cama, e admirou um pouco aquela cona molhada e aquele cuzinho rosado. A excitação de Marta era tanta que tinha as coxas completamente molhadas pelos seus sucos, e até o cuzinho brilhava de tão húmido. Ele não podia resistir a provar aquele sabor, e com a ponta da língua recolheu algum do seu mel. Ela estava tão excitada, que sá sentir a lingua a lamber do seu cuzinho até ao clitáris fez com que gozasse de novo, mordendo a almofada para abafar os gritos. Quando recuperou, já estava de novo preenchida por aquele pau duro e saboroso, que a enchia como o caralhinho do João nunca tinha conseguido. Sentindo-se a mais baixa das rameiras, ela pediu que a fodesse mais forte, que lhe espancasse as nádegas brancas, que a fizesse sua propriedade. As palmadas não se fizeram esperar, deixando marcas vermelhas e aquecendo ainda mais aquela fêmea no cio, que gozou mais uma vez e ainda mais forte quando finalmente sentiu outro caralho despejando porra na sua cona sedenta. Aquela mangueira que lhe lavava o útero parecia que nunca mais acabava, até que finalmente o seu amante a largou em cima da cama. Mal Marta teve tempo de respirar e já estava o seu dono a apresentar-lhe o caralho temporariamente mole aos seus lábios, para que ela o endurecesse de novo. "Vá, mostra que essa boca de puta serve para algo mais que para gemer e pedir! Sabes onde este caralho vai entrar a seguir."

(continua)

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Coroas casadas trepando com novinhos contosconto erótico greludinha amiga chupa chupa flagraZoofilia contos menininha chega do colégio animaiscontos eróticos de bebados e drogados gaysMostre minha rola cabeçuda para o cone e falei que ia comer sua mulher quando eróticosconto erotico mulher fodendo com varios vizinhosContos eroticos sem calcinha estuprada pelo sadomasoquistameu padrasto fou no meu quarto vcontosconto erotico corno pinto pequeno castidadeSou casada fodida contoO amigo do meu namorado me comeubaxinho do pau gigante impresiona casadacontos comeram a.bunda do marido e esposacontos da casa eroticos de mulheres tendos os cachorros ou lobos lambendo suas calcinhas e fodendo elasContos eroticos comeu a pedido do maridoSequestrei e estrupei conto eroticocontos eroticos teens eu baixinha i peituda com meu tio no carrocontos eroticos cu da enteadabrincadeiras erotica no cu de machocomendo as duas filhar contoscontos eroticos comi a bunda da minha tiacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto eroticos maduras e filhas na putaria caralhudosbjodelesbicacontos eroticos de enteadasmaridos broxas contoscontos de estupro pelo caseironamorada de calnsinha centou na picacontos eróticos sobre sobrinhabucetudacontos eroticos de peãorelato de gêmeos que acabou torando sua sograconto erotico com coroa casado amigo do meu paigozando pela primeira vez conto gayputinhos seduzidos contoscontos erotico eu minha e o meu amigo baianocontos gay luta livreCasada viajando contoscontos eroticoscomi minha irma drogadacontos eroticos prima sobrinha ciumes namoradaNegão e minha filha contos eróticosas mulher freira depilando o priquito no conventocontos eroticos quanto vi aquele pau mostruoso o meu cu piscocontos meu maridinho corno e viadao de negros pauzudos .relatos cuzinho na marraContos eroticos marido deixa esposa fuder com mecanicocontos eroticos gays atiçei meu tioufa ufa ela senta fode e chupacontoporno enfiei bananacontos eroticos garotinha dormindo no colo do padrinho de pijaminhaq p* gostoso ham hamContos erotico de exibi a bunda muito grande de fio dentalCHOREI NA ROLA DO GENRO CONTOCasada viajando contosComtoerotico cherinho de bebeconto de professor dando.o cu por alunoContos de casadas inrrustidascontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosconto eróticos c afilhadaorando outros peitões da bundona gostosaQuero ler contos homem fudrndo afilhada de moletacontos eroticos mulher violada enfrente do maridocontos na praia tirou o selinho da cunhadinha novinhaconto erotico meu bezerro boqueteirocontos erotico prima matutacontos comeu a inquilina separada do maridocontos sou roludo e minha tia que me aguentou no cu e na xerecamulher dando a buceta no salao da foliaimagens de conto de homem macho transando com amigo caminhoneiro machoMeu pai tava em casa comigo e com a minha esposa eu e meu pai fundemos juntos minha esposa conto eroticov¨ªdeo porno lambendo o saco do cara?conto erotico esposa sendo duplamente penetradaminha primeira traição