Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

JOGANDO DADOS NA FESTINHA

Click to this video!

Eu sou Clara, de 19 anos. Loira, pele clarinha, estatura baixa.



Faz um ano que aconteceu essa histária.

Eu estava em uma festa que já estava rolando a horas, e já havia bebido várias, quando então um grupo de garotos me perguntou se eu estaria a fim de esquentar um pouco o clima do lugar. Logo pensei que eu fosse fazer alguma dancinha para a galera ou coisa do tipo, então aceitei mesmo sem saber o que era que eles queriam fazer.



Então me explicaram que era um jogo. Eu teria que rolar um dado, e o número que aparecesse seria o número de homens com os quais eu deveria transar ali mesmo no meio da festa.



Fique nervosa assim que ouvi, mas acabei aceitando depois de um tempo. Pararam a música e todos olharam para mim enquanto eu segurava o dado. Joguei, ele rolou pelo chão e parou no número 3....

Todo mundo da festa comemorou, pois gostaram de um número razoável de homens que iriam me comer.



O que eu não sabia era que o jogo não parava por aí. Me deram o dado de novo e as novas regras eram que se eu tirasse 1 ou 2, eu daria minha xaninha sá ; 3 ou 4 eu teria apenas que dar meu cuzinho ; 5 ou 6 eu teria que dar os dois.



Joguei o dado para cima e então vi um grande 6 no chão... eu tive calafrios e fiquei parada ali enquanto todos da festa riam muito com o resultado. Rapidamente um dos caras me abraçou por trás e disse no meu ouvido "eu quero o seu cuzinho!", e saiu passando a mão pela minha perna levantando minha saia.



Outro tirou logo seu pau para fora e começou a se masturbar ainda ali do meu lado. O terceiro veio pela frente, colocou a mão no meu peito e me beijou. Enquanto essa cena acontecia eu ouvia o coro de pessoas gritando "putinha vai ser arrombada! putinha vai ser arrombada!!"...



Então o cara que estava se masturbando aproximou-se e pediu para que eu o chupasse. Os outros afastaram e me deixaram ali ajoelhada pronta para chupar aquele pinto. Abri minha boca devagar e coloquei aquilo na boca, era meio grande, mas aos poucos fui conseguindo dar conta, e ele dizia "isso... Clara, vc não sabe qtas eu já bati pensando em vc"

Fiquei uns 5 minutos chupando aquele cacete.



Quando terminei, todos os três chegaram perto e começaram a arracar minha roupa de forma violenta. O primeiro me jogou então no chão, abriu minhas pernas e começou a me penetrar na xaninha... era muito gostoso o vai e vem que ele fazia comigo. Passados alguns minutos ele rolou de lado comigo, me deixando por cima e continuou me fudendo, quando então eu ouvi "é... agora que ele fode sua buceta cheirozinha, eu vou sentir a outra entrada para o paraíso"...



Por um tempo eu fiquei com medo e pedi para que não fizesse isso, mas meu pedido foi em vão e eu apenas percebia que todos riam disso. Ele se aproximou de mim por trás e então forçou seu pau na entrada do meu cú. Demorou mas aos poucos foi entrando e doendo muito, pois nem sequer lubrificante foi usado e ele foi com muita força. Nessa hora eu já não sentia mais o mesmo prazer da transa que sentia no começo, mas eles estavam se divertindo muito.



O terceiro então veio com seu pau na minha boca e me obrigou a chupá-lo enqto eu ficava sendo comida na xana e no cuzinho. Ficaram ali me fodendo por muito tempo naquela posição até que eu já não aguentava mais.



Pararam por um tempo, mas logo quiseram continuar "vamos! a gnt tem que revezar o cuzinho dela até ela não poder andar mais!". Me colocaram debruçada sobre a mesa do centro da sala com as pernas para fora, deixando minha bundinha arrebitada. Senti já uma pressão de um pau na entrada de meu cu novamente e mais uma vez foi comida, e dessa vez com mais violência. Fui comida assim até que comecei a chorar... foi então quando resolveram parar de me foder.



Por fim, falaram que eu deveria engolir porra. Um por um bateu uma punheta jorrando porra na minha boca, mas não me deixaram engolir até que o último gozasse em mim. Então eu tinha o gozo dos três na minha boca e engoli tudo de uma sá vez.



Fiquei deitada no chão da sala me recuperando, quando minha amiga veio me dizer "nossa Clarinha... não sabia que vc aguentava tudo isso... da práxima vez quero ver vc aguentar uma mulher.... como eu...". Mas isso fica para outro conto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Porno maes pais iniciando suas ninfetinhas no incesto contosconto eroticos primas gostosa veio min vizitardepiladas muas na sauna contosConto erotico sou uma coroa vadia e meninosconto papai noel tirou meu cabaço gaycontos eroticos com cavalo zoofiliacontos eróticos de mulheres novas casadas e p****contos eroticos de meninas novinhasmulher aguentamdo casete de cavalodupla perfeita uma chupava meu pinto e a outra chupava meu cucheguei da escola vi minha p*** s***** dando para o meu tio minha prima piranha s*****contos eróticos encaixada viado da bunda grande no ônibuscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos dei um beijao na boca do meu tiop*** do tio contosmeu marido sempre tras tres amigos em casa conto erpticoprimos q pegaram primas pela cinturaemplorando pra ganha leite eroticos contosxvidio minha irmã sozinhoquero vídeo pornô de mulher com os peitão e o Filipe pequenininhoquero ouvir o funk mais soltinho bem curtinho cunhadovem me comer me esfolar porr contoconto cacete grossocontos gay negrinhocoroa negra contocontos erotico frentistacontos fui brincar amoite de esconde esconde e dei o cu pra todos mulequesContos eroticos chupando peito casais amigoscontos dei pro meu genroecotra coroa que.evie vido sexo avivoCunhada bunda site cellcoloco sobrinha no colo contoconto erotico madrinha pediucontos eróticos com estrupo rola gggcontos de zoo trinamento de cao para casadasconto mingau. de porracontos as gemeas putinhas seu papaiminhamulhere meucachorroconto fetiche apanhando da namoradavoyeur de esposa conto eroticocontos eróticos sogra pega mulher metendo na camacontos eróticos gays cu de bebado nao tem donooque falar quando um menino fala pra voce "quero lhe fuder"??garota no cio brincando com cachorrogritando e pedindo pra nao botar pois doi pra nao perde o cabacopassou a pamadinha e epurrou no cu da esposacontos minha mae viu meu rolao no bamhoXvidio irmã sozinha paime comeram dormindo no ônibuscontos afastei a causinha da mamae enguanto ela dormiaChantageei minha tia escrava lesbica contoele fodeu na minha frenteloira gostosa goza sozinha comtá um poko da sua safadadecontos eroticos eu minha esposa e Lu nossa melhor amigaContos minha sogra quis medir meu pauconto erótico papai obedecercontos de casadas o negro desconhecido me arromboucache:d8S3mF85a4oJ:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria_4_11_incesto.html arrombado; contos gaycontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoconto eróticos peõesgostei de ser enrabadocachoro da familia gozando detro da buseta da mulheminha sogra e meu sogro me convidou pra sexo a tres verídico contocomtos eroticos bebo porra de veilinhoconto coroa n**** pediu gay namorocontos eroticos sou puto do meu padastrocontos eróticos minha buceta pegando fogo i.piscandover conto veridico minha baba abusado por minha babacontos eróticos minha amiga jogadora dormiu na minha casaconto chupei a bucetinha da minha sobrinha de sete anos que ficava na minha casaXvideos gostosas musculos nas coxas na cabine eroticameu cuzinho ta sangrandocomtos arrobadapornô com minha irmã de minsainhavamos lá tem uma loira chupando a b***** da outra na boa f***contos gays comessado pelo primocontos eróticosde lésbicasconto cu suado da bonecadei minha buceta pro traficante