Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TODAS AS DEGLORAÇõES DE JULIANA II

Click to this video!

Juliana está suando um pouco menos agora, já que se acostumou com toda a rolona de Olavo dentro de seu cusinho! Exatamente como viu seu pai fazendo com sua tia Gisele anteriormente! Ao medo inicial, ela foi sucumbindo e seguindo sem pestanejar as orientações do seu sodomisador!! Primeiro timidamente e gradualmente com mais fervor, Juliana agora esfrega suas nádegas de encontro a virilha de Olavo com tal frenesi que não parecia que estava dando o cusinho pela primeira vez!!



Vinte minutos atrás ela prápria pegou Olavo pela mão e o guiou até o quarto e ofereceu seus lábios para os dele! Sem descolar os lábios dela, Olavo conseguiu abrir o ziper da saia e baixar-lhe as calcinhas. Em seguida expôs seu imenso caralho para fora das calças e como uma cobra cega encaixou entre as roliças coxas, por baixo da bucetinha de Juliana! Ela, ao ter esse primeiro contato lúbrico, deu um grito satisfação e quase extase!! Olavo a mantinha grudada ao seu baixo ventre com as duas mãos cheias dos glúteos dela, pressionando-os contra si, enquanto sua boca era sugada pela boca de Juliana, que na ponta dos pés se esforçava o máximo para aprisionar a manjubona de Olavo entre as coxas!! Nesse aperta-aperta Ju teve seu primeiro orgasmo com um homem! E desfaleceu!!



Juliana sonhava com prazeres nunca sentidos antes por ela. Não conseguia visualisar em seu sonho o que lhe dava tanto prazer! E súbito, ela abriu os olhos. Nãso reconheceu onde estava nos primeiros segundos para logo em seguida se recordar que estava no quarto de sua tia junto com o pai do marido morto dela, Olavo! As sensações que estava sentido no sonho continuavam mesmo com ela acordada!! Então ela notou que Olavo semi-deitado ao seu lado com o corpo invertido ao seu e com a cabeça entre suas pernas!! De lá vinha todas as luxurioas sensações que ela estava sentido desde do sonho!!



- Aaaahhh!!... é muiito...muuuiito...gostooso!! - Olavo escuta a vozinha tremula de Juliana, enquanto suga seu virgem grelinho sem antes ter-lhe lambido toda a extensão dos lábios vaginais desta virgem criança!



Juliana vira a cabeça para o lado do corpo de Olavo e vê pela primeira vez toda a plenitude da rola dele com mais da metade pra fora da mão que a segura!! Fascinada pela engenharia anatomica de veia e músculos, Juliana sabe que ali ela sá tem uma coisa a fazer pra celebrar a beleza daquela obra de arte!! Chupar!!



Olavo sente a boca inexperiente de Juliana tentando engolir toda sua rolona por inteiro!! É lágico que os dentinhos dela lhe arranham a imensa e rosada glande!!



- Isso...minha bezerrinha...mama gostoso!! Mas... devagar...com calma...Sá deixe os lábios tocar em volta da minha cabeçona...Isso! Isso..meeesmo! agora chupe!! Assim...assim...Com mais força...agora...Boa garota!! `tá indo...muito bem!! Muito...bem mesmo!! Agora engula...um...pouco...maaaiiis!!! Assiiiiiim bezerrinha!!



Juliana sente-se entalada com a bola esponjosa que lhe enche a boca e começa a soltar fluídos, mesmo assim ela sente gosto, um gosto indefinido que a faz chupar e chupar cada vez mais, pois seu cerebro funciona ao comando das sensações em sua xaninha!! Saliva e pre-semem escapam por entre os lábios, e ela agora respira somente pelas narinas!! Olavo está com o rosto brilhando de tanta humidade que solta a vagina de Juliana! Ao abrir por segundos os olhos, ele vê, meio desfocado, o virginal e lindo cusinho dela que devido ao estremecer das coxas e dos glúteos, parece que lhe pisca, convidando-o a explorá-lo!



- Queridinha...quero lhe fazer...uma coisa...Uma coisa que...nunca ...fiz!



Ju, um pouco fora de si, escuta as palavras de Olavo sem entender o que ele quer dizer. Ele, gentilmente, desliza sua torona para fora dos lábios dela e ajoelha a seu lado.



- Amorzinho... vire...se vire e mostre essa bundinha pra mim!!



Ju obdeceu sem tirar os olhos da picona de Olavo. Ele, simplesmente ficou onde estava enquanto a boquinha sedenta dela encaçapava denoco a cabeçorra do seu caralho! Ju estava apoiada nos cotovelos e a cabeça, num angulo esquisito, se infiltrava na virilha de Olavo. Carinhosamente ele elevou as ancas dela e fazendo com que sua cintura desse uma curva para que boa parte da xaninha e todo o cusinho dela ficasse a mercê de sua boca!! Então, ele com as mãos segura cada banda da lisa e polpuda bunda de Juliana, abrindo-a para expor mais ainda o rosado anelzinho pregueado!! Com a visão do virgem cu de Juliana e com seu caralhão embebido de saliva dentro da boquinha dela, Olavo sente uma tezão de adolescente! Finalmente ele se rende aos encantos do rosado anus da sensual adolescente e beija com avidez tudo a que cerca e se refere ao cuzinho de Juliana!!



Juliana se deixa levar pelos movimentos que Olavo lhe induz sem reclamar, mesmo quando numa posição pouco usual e mesmo assim não deixa de abocanhar aquela que é o motivo de toda sua satisfação, a rola de Olavo! Sá quando ela sente algo rombundo a pressionar-lhe o anus é que perde por instantes a concentração de chupar o pau de Olavo! Aquela coisa rombunda lhe traz outros tipos de sensações que faz conecção com o sabor do pau dentro de sua boca!! Juliana sente um dedo de Olavo a penetrar-lhe o anus e depois mais um, para em seguida parecer que ele com as pontas dos dois dedos enfiados em seu cuzinho tente dilatá-lo o suficiente para que ela não sinta e dor e em seguida enfiar sua linguona o mais fundo que puder dentro do cusinho da virgem adolescente!!



Todo este procedimento estava trazendo Olavo para o inevitável gozo! Juliana nota que a rola de Olavo começa a estremecer e de repente uma avalanche de esperma lhe enche tanto a boca que ela é obrigada a engolir quase tudo, pois uma parte consegue lhe escapar por entre os lábios, derramando-se pelo seu queixinho!! O gozo é tão intenso que Olavo tomba enquanto sua pica escapa da boquinha de Juliana, espirrando o resto de esperma no ar!!



Juliana está de novo quase desfalecendo de tanto gozo e, encostando o rosto e o busto no colchão, leva a mãozinha até a xaninha e dá os toques finais para chegar ao seu climax!! Seu trazeiro ainda está elevado quando ela atinge o climax fazendo suas nádegas apertarem-se uma contra outra formando uma bela montanha de músculos tremulos!!



Ambos tem consciencia do que vai acontecer em seguida. Então cada faz seu papel o mais excelente possível para que a sodomização dela seja perfeita!! O restante de esperma que derramou e lambuzou o rosto de Ju e coletado pelo dedo de Olavo que o usa como lubrificante, espalhando em volta de sua glande! Por seu lado, Ju leva as duas mãos até seus glúteos e os separa dando oportunidade para que Olavo beije, chupe e molhe com mais saliva, o seu ainda virgem cu!



A penetração se deu com todas suas dores e alívios até Ju se acostumar com a coluna de músculo atolada inteirinha em seu tubo anal!! Ela agora dança, se balança, se esfrega, sentado em cima da pica do cinquentão, que poderia ser seu avô!!



Ao chegarem na casa do pai de Ju, encontraram todos os envolvidos neste episádio naquela calma peculiar de parentes quando um ente querido morreu. Juliana e Olavo se juntaram a eles no mesmo tom de aparente tristeza, mas ambos sabendo que sá eles sabiam que duas mulheres tinham sido sodomizadas em menos de uma hora atrás naquele velário ceremonial!



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos porno velhoempregada me masturbando nu contosconto erotico enganei a bobinhaconto chupei a bucetinha da minha sobrinha de sete anos que ficava na minha casacontos eróticos de bebados e drogados gayso dia em que passei a amar zoofiliatranse com meu pai no onibuscontos eroticos anal iniciando minha filhinhaporno homen bebeno gala du trans dotaducontos gay chorei no pau do coroaConto erotico chorei com o cacete do cavaloquebrei o cabaço da minha irmã ela chorou muito porno cariocaContos eroticos gays. comendo o moleque na van escolarconto dei minha xoxotinha para o meu padrasto quando tinha oito anos doeu mais foi gostosocontos maravilhosos de encoxadaseu meu caseiro e minha filha e suas amigas contosConto dei o cu no cine repúblicaconto erotico velha gorda desesperada por pirocatia gozou no meu pau ao lado do primo contoconto erótico de corno chupador de arrombadaadoro usar as calcinhas da minha esposaContos de cdzinha novinha de shortinho fino socadocontos eroticos minha sobrinha comi na minha camacontos eroticos com foto empregada rabuda baixinhanovinhas iniciando na foda com o proprio paicontos eroticos guei meu colega de quarto me fes sua femeaEntro na bucetinha da minha sobrinha pequena todas as noites e encho a bucetinha dela de porrapau de jegue arrombando minha filhinha contoscontos de fingindo dormircontos erotico encesto femino eu cgupo minha filha desde os 2 aninhiscoroas peitos durinhos bicudo bundas gggcontos de pegando um cuzinho laceadoanão transando com jamaiscontos insesto comi minha irma e mae duas gostosas com fotosconvencimeu marido a ser cornocontos erotico baba casada chantageada por meninoporno tranzado com a madrinha dormindo sem semtirFotos de mulheres com opriquito melado e de fio dentalcontos eróticos comendo grama grávidaconto erotico soquei um pau de borracha na minha esposa sem ela percebercontos er tiovídeo pornô caseiro ele comeu minha b***** só na manha meteu bem devagarinhomeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machomeu cuzinho desvirginadocontos erotikos coroa so leva no cu pois esta de chicocontos coroa tetuda baixinha na feiradrixando a mulher do corno arregassadinhaconto gay me comeram dormindocontos eroticos fui comida pelo meu inimigocrescendo o pau aqui na frente da filha contos eroticoscontos meu cuzinho aberto escorrendo porracontos eroticos fui cuidado meu sogro e ele viu meus pritosmeu irnao mas velho dormiu bebado bitei i pau na bunda delesexe conto minha fia mideo o cu por 1.00 reaucontos eroticos faxineiraCONTOS EROTICOS DE VOCE AGUENTA PORQUE VOCE É MOCINHAcontos eróticos comendo abuceta da patroacontos eroticos ele insistil que deixei tira camisinhaContos de sexo virgem dor extrema membro grosso teen incestominha cunhada casada me esnobou contostraí meu marido contosdei o cuzinho é fiquei arrombandocontos comendo a menina no carnavalConto erotico novinha.pediu pra passar bromseadorcontos eróticos - dando carona pra duaspornodoodo padrasto fobe enteada novinhavídeo de professora dando a pombinhaconto no mato espiando a filha tomar banho no riumega rolas mega bucetas mega gozadas profundassou coroa loira e resolvi dar o cu com 53 anosContos.eroticos..de.incesto.no.dia.decasarcontos elas gostam de chupar e punhetaContos erótico de cdznha verídicoconto erotico gay jericontos verdadeiro de filha de 10 aninhos dando o cuzinhocontosdesexo padrasto metendo na enteadacontos eróticos um casal transando na sala enquanto os pais tiram um cochiloviajo da bundona aqui na Dona a mostrando o c*porno com amiga loira baixinha encorpadinhacontos eroticospais e filhas novinhaseu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestocontos eroticos gozando no cu da coroacontos eroticos gays come meu pai bebado mais o meu amigopotranca de mini saia fodendovideos de casais namorando muitoogostosoinsesto novinha tava bricano e fico engatada com cachorroRelatos de como tive minha primeira relaçao de sexo gay com uma cadela ainda virgem sexo zoofiliaconto erótico pepinoesfrega conto heroticocontos eroticos de estuprosno carnaval de rua