Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NÃO TEVE JEITO - COMI MINHAS FILHINHAS GÊMEAS 1!

Click to this video!

Tenho 34 anos, sou casado desde os 20 (minha esposa casou-se grávida de 7 meses nossas filhinhas) e tenho 02 filhas gêmeas, Camila e Carolina, que são a cara da mãe, que por sinal, hoje com 31 anos, continua gatíssima, tudo em cima, ainda mais agora que colocou silicone nos seios, um espetáculo!

Pois bem, minhas gatinhas são loirinhas, fazem balé, e com 19 anos, já chamam a atenção dos marmanjos. Têm quadris largos, cabelos lisos, coxas grossas, olhos verdes, seios pequenos mas bicudos, e bundas de mulata, redondinhas e em forma de coração.

Sempre fui muito carinhoso e atencioso com elas, com muitos carinhos, beijinhos e atenção, sempre tomei banho com elas.

Elas foram se tornando mulher, desenvolvendo seios e ficando com as xoxotinhas cabeludas, mas ao contrário do que eu pensava, não se afastarem de mim, e os carinhos começaram a ficar mais ousados ...

No início me assustei, mas vi que minhas gatinhas iam ser que nem a mãe, safadinhas e cheias de tesão prá dar.

De uns tempos prá cá, passaram a pedir para a mãe comprar prá elas somente calcinhas iguais as da mãe. Esqueci e dizer: minha esposa sá usa calcinha fio dental.

Moramos no Leblon, e 6 meses atrás, comecei a notar que minhas princesinhas tomavam banho, ficavam sá de calcinha fio dental em casa, desfilando com os peitinhos balançando e os pentelhinhos escapando pelo lado da calcinha, e vinham e sentavam cada uma do meu lado no sofá, roçando as pernas em mim, ou o que é pior, revezavam-se no meu colo. e quanto meu pau ficava duro, ficavam rindo uma prá outra. Eu corria prá quarto, pegava minha mulher, e descontava nela, dava duas sem tirar ...

Teve um domingo que eu estava vendo um FlaxFlu na TV da sala, sá de cueca, a Camila sentou no meu colo de frenta prá TV sá com uma calcinha microscápica, e quando meu pau ficou duro, a cabeça saiu prá fora, e ela ficou esfregando a buceta na cabecinha, eu deixei, a putinha gemia, eu comecei a beijar suas costas e alisar seus peitinhos por trás, estava quase gozando quando a mãe que estava dormindo na cama levantou e passou na sala em direção a cozinha, ela se assustou e levantou, não sem antes dar uma boa olhada no meu pau, que a essa altura já estava metade prá fora da cueca, e soltar um sorrisinho sacana ...

Decidi ver qual era a delas ... Afinal, sabia que as duas eram virgem, sá ficavam e rolava mãozinhas, e se estavam querendo brincar com o papai, o papai ia atendê-las ... não ia ter jeito, eu ia comer minhas gatinhas ...

Num final de semana em que minha mulher foi visitar sua mãe doente, fiquei com as gatinhas sozinho, e no sábado as chamei para ir a praia. Chegamos da praia por volta das 15h00, tomei banho, pus um calção largo e deitei na cama para descansar, chamando as duas (já com segundas intenções ...) prá deitarem comigo. Como o ar condicionado de meu quarto é forte, aceitaram na hora.

Vieram as duas sá de calcinha fio dental, os peitinhos durinhos, e deitaram uma de cada lado.

a Camila deitou de costas e encostou a bundinha em mim, e dormiu logo, enquanto a Carolina se engalfinhou nas minhas pernas, deitando a cabeça no meu peito e pressionando as tetinhas em meu braço.

Ficou com o pau duro na hora, e comecei a acariciar os cabelos e as costas da Carol, que safadinha, começou a passear a mão pelo meu peito e barriga.

Meu calção já estava estufado, e dedici ir mais além.

Desci a mão até a bundinha da Carol, que suspirou e começou a passar as unhas no meu peito.

Desci a mão mais um pouco e enfiei dentro de sua calcinha, alcançando sua bocetinha virgem, que estava meladinha.

Qual não foi minha surpresa quanto, imediatamente, a Carol tirou meu pau duro prá fora e começou a me punhetar.

Comecei a brincar com o dedo em sua rachinha, e seus gemidos altos acabaram por acordar Camila, que olhou a sacanagem que estava rolando, abriu um sorriso, e disse que também queria brincar com o papai.

Dei um beijo na boca da Camila, e mandei ela por os peitinhos na minha boca, tirar a calcinha e ficar de quatro, porque ia brincar com a xoxotinha dela também.

Ficamos nisso uns 30 minutos, eu brincando com as xoxotinhas das minhas filhinhas virgens, chupando os peitinhos da Camila e sendo punhetado pela Carol.

Pedi prá Carol chupar meu pau e para a Camila sentar na minha cara, e comecei a lamber sua bocetinha e seu cuzinho.

Ela ficou louca, começou a esfregar a xana na minha boca, e a falar: "Ai paizinho, que delícia, faz tempo que nás queríamos ficar assim com você, a gente ficava vendo você foder a mamãe todo o dia, escondidas atrás da porta ou no armário, e queríamos provar sua pica !!!"

Essa foi a deixa que eu esperava: pedi prá Camila, que já estava com a bucetinha toda melada, descer e começar a sentar na minha pica, e prá Carolina sentar na minha cara.

A safadinha da Camila sentou no meu pai, e gemendo muito, foi descendo bem devagarzinho.

A putinha perdeu o cabacinho rebolando e alisando os práprios peitinhos, e em poucos minutos, estava sentada no meu saco com meus 20cm enterrados na sua xana, e o que é melhor, rebolando e gemendo que nem uma puta!!!

Comecei a chupar a xaninha da Carol, e com as mãos alisava seus peitinhos, enquanto sentia a bucetinha da Camila subindo e descendo no meu pau.

Tinham herdado a safadeza da mãe na cama, com certeza !!!

Como metiam !!!

Quando a Camila gozou pela terceira vez, mandei elas trocarem de lugar, e foi a vez da Carol sentar gostoso, e também perder o cabacinho rebolando, gemendo e falando "Ai que gostoso paizinho, teu pau tá entrando tudinho na minha xaninha !!!"

Depois mandei minhas princesinhas ficarem de quatro, e enquanto fodia a bucetinha de uma, enfiava três dedos na bucetinha da outra.

Fiquei fodendo as princesinhas por mais cerca de meia hora, e na hora de gozar, mandei as duas ficarem agachadas na frente do meu pau, com as bocas abertas, e gozei gostoso na boquinha das duas, que tomaram toda a minha porra e pediram mais.

Terminada a suruba, tomei banho com minhas princesinhas, e disse a elas que não podiam contar prá ninguém o que havia ocorrido.

Elas me prometeram que jamais contariam, desde que o paizinho comesse elas todos os dias ... tive que aceitar...

Já faz seis meses que isso ocorreu, e desde então, mudei meu horário de trabalho para chegar em casa depois do trablaho 1 hora antes que minha esposa. Assim dá tempo que trepar com minhas duas princesinhas todos os dias, e ainda recuperar minhas energias para saciar a puta da minha mulher, que adora foder todo dia. é a vida que pedi a Deus.

Depois conto como enrabei pela primeira vez minhas princesinhas, e como fodi minha cunhada e minha sobrinha juntas.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico enteadaContos nao sabia bate punheta amiga de mamae me explicoueu confesso mijocontos eu minha esposa e dois comedoresconto erótico f****** gostoso a b******** da minha filhinha n******conto minha esposa rabuda deu pra familia todo na salacontos eroticos de me fodram enquanto dormeO primo enterrou o pauzão de uma vez so tirou o cabacinhofudendo a sogra conto ingenuaxoxota as infinitasenfiando as havaianas na boca contos eroticospeguei meu amigo f****** as tetas da minha esposa na cozinha contos eróticoscontos erotico, dei pro dois amigos do meu filhoxv¨ªdeo novinha da no estacionamento xvideos preneditadofui comida feito puta e chingada de vadiaconto erotico encoxando e estuprandoa velhaContos de mãe que adora ver sua filha casada, trepando com seu genroContos eroticos gays meu irmao comeu meu cu a forçameu pai batendo punheta.eu foi fala com ele e ele madou eu bate pra elecontos meu cunhado é corninhocontos eroticos lobisomemcontos punheta rapidacontos eróticos com esposa obedienteestoria de cantos erotico novinha sentou no colo do Homem dentro do ônibus na viagemcontos eróticos de un gordo virgemconto ele me comeu pelo buraco da paredeporno estrupo do chefunho cnto eroticscontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosLora dismaiando no cu no anal em tres minutoscontos erotico-você fodendo muito meu cuzinhocoros bem casada no primeiro anal da vida contos mais lidoscontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadoconto chorei mas aguentei a pica do meu patrasdoesposa do amigo minha cadela contoiniciação contos eroticosContos o moleque comeu o cu virgem da minha mulherele domindo eu calvagando no pau deli contoconto minha tia so anda de calcinhaSebastião, o vaqueiro que gostava de cavalgar 2xoxota e picas contoscontos comeram a.bunda do marido e esposacontos eroticos negrinha casada ficou bebada na festa mais de treze caraas fizeram suruba com elacontos eroticos fui cuidado meu sogro e ele viu meus pritosContos podolatria empregadatetudas sogras ninfentas contoscontos eroticos depessoas normais reaisParaíba putinhofui consola a cunhada contoscontos erotico comi cu da tia no conventocontos mulher alta bunduda ggLiberei minha esposa só pRa negrão contosamanda casamos grande cabeçudo contoscontoseroticos desde pequena adoro dar o cuzinhoNovinha desmaia de tanto gosa conto eroticomelhores contos gays descobri a putinha que havia em mimbuceras com paj giganti dentrocontos eroticos pagamentoesposa perdeu aposta e encarou duas rolas conto eroticocontos eroticos gays atiçei meu tioa magrelinha de rua contos eroticoscontos eróticos​, praia de nudismoMuller casada quer jumento para me ter neladoutor esporreando muito no travedticontos eroticos pego gostoso o meu filho gueiContos eroticos comadrecontos/minha filha esfolou meu paucalcinha incesto contosComtos mulher fodida pelo marido e o filhochupei a pica do colega de escola eu gostei sou gaycomi a madame na fre.te do marido. experiencias sexuais.rabinho da putinha de nove aninhos com vontade de fude contos eroticosgozou nela e espirrou porra em mimmarido corno nao ve mulher paasa a mao no pau d outronegao deu o cu contos gay