Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CUZINHO SACIADO II

Click to this video!

Cuzinho Saciado II (favor usar este que está corrigido)



Reportamo-nos ao conto anterior, o Cuzinho Saciado, onde terminei relatando a sansacional gazada, deitado de bruços numa cama de hotel com um macho insaciável em cima. Pois bem, a suáve tortura e o imenso prazer continuaram. Depois de gozar e inundar meu cuzinho, meu macho ficou ali, com todo o peso de seu corpo sobre o meu, descansando. Eu sentindo o pauzão enterrado no rabinho em precesso de lento amolecimento, escorrendo um pouquinho de porra nas minhas pernas, porque, com tudo dentro anda, não liberava o caminho para o restante do líquido jorrar.



O cacetão demorava para desfalecer, não queria sair da gruta encantada. Passados longos minutos, senti o volume diminuir. Meu macho soltou um longo suspiro de satisfação. Num gostoso adeus do cuzinho para o pauzão delicioso, dei uma suave e delicada mexida, empinando a bundinha contra seu corpo, contraindo o cuzinho e apertando o mastro entalado com força. Ele respondeu ao adeus, empurrando ao máximo, pressionando seu corpo sobre o meu. Disse no meu ouvido com uma voz forte e rouca: quer mais? Demorei um pouco para responder, e o fiz repetindo o gesto anterior, suave e languidamente, virando a cabeça para trás, encostando no seu rosto e empinando bem a bundinha. Uma perfeita putinha.



Foi o suficiente para sentir lá dentro o volume começar a aumentar e a ganhar vida. Ah é, quer ser comida duas vezes sem tirar de dentro, quer minha potranquinha? Quer? Gemi, rebolei lentamente e empinei novamente a bundinha, falando com o meu garanhão por gestos, apertando o cuzinho, soltando gruinhidos, gemidos e ruídos desconexos. Sua vara já estava pronta, nunca tinha visto e sentido tanta vitalidade. Parece que acordou maior e mais voraz. Abra mais e empine esse bundinha, potranquinha, você vai sentir uma pica como nunca sentiu, empurrando tudo até o fim. Enlace minha pica com esse cuzinho, aperte, vai gostosa.



Nâo me controlava mais, estava inteiramente submisso ao meu garanhão. Gemia, rebolava, gingava, empurrava a bunda contra o seu corpo e contraia o cuzinho, num prazer imenso. Queria tudo dentro. Sentia uma sensação indescretivel, um calor tomando conta do meu copor suado, aqule pau me levava ao delírio, entrando nas profundezas do meu rabinho feliz.



Ele fudia de uma maneira diferente, sempre com o pau pressionado bem dentro, fazendo movimentos curtos, sem tirar. Entre duro e mole, fazia bem mais de uma hora que eu estava com o rabinho preenchido, inteiramete tomado por um cacetão dominador. Meu pau estava mole, o prazer modou de lugar, passou para o cu, da entrada às profundezas do canal, centimetro por centimetro. A sensibilidade era total. Gozei! Pela primeira vez uma gozada inteiramente anal, empinando, mexendo, gemendo, contorcendo-se e sentindo a força de uma macho dentro de mim. Ele percebeu, e disse: isso, potranquinha, goze, goze na vara do teu macho. Rebole, aperte assim, assim, isso gostosa. Agora você é minha mulherzinha.



Passou o calorão mágico, mas não passou o prazer. Meu garanhão delicioso continuou a meter, indo até o fundo e agora com movimentos mais longos. Agora é a hora de retribuir e comecei a mexer novamente, queria beber o líquido do meu garanhão pela segunda vez sem tirar de dentro. Goze mais, goze potronquinha gostosa, quero você gemendo mais.



Aperte esse cuzinho como uma buceta, aperte. Na tentativa de dar prazer e obedecendo as ordens do meu macho, o calorão mágico voltou. Em resposta as suas tocadas, eu dava aquela mexida longa, empinando a bunda para receber a pica com mais prazer e volúpia, contraindo, apertando, delirando de prazer.



Virei para trás a cabeça, ele perguntou tá gostando minha potranca, tá? Tou, agora quero ser sua mulher, sua fêmea. Goze, encha sua fêamizinha de porra. Ele pegou minha cabeça e me beijo, um feijo de língua profundo. Chupava minha língua com força. Boca contra boca, cuzinho com um pau maravilhoso e o meu pau, naquele momento fora de atividade, me senti uma verdadeira fêmea, satisfazendo seu macho e sendo satisfeita.



Dava aquela mexida delciosa e recebia a enterrada do cacetão lá dentro, sentindo o prazer da cabeça aos pés, sempre irradindo do cuzinho, que naquele momento mágica fazia o papel de buceta. Gostoso, como é bom receber um pau assim. Goze na sua mulherziha, goze, goze, macho gostoso.



Ele urrava de prazer. Gozamos ao mesmo tempo, a minha segunda gozada anal maravilhosa, cheia de contrações e de corrente elétrica, com um pauzão tudo enterrado, sentindo todo o ímpeto de uma macho maravilhoso. Ele caiu ao meu lado. Meu cuzinho sentiu alívio e vazio ao mesmo tempo. Aberta a porteira, a porra jorrou nas minhas pernas, lanbuzando minha bunda e o lençol, já úmido de suor.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos incesto vovô e titio me fuderama minha mulher Ela foi arrombada pelo negão como chega eu sentir coisa diferente dentro delacontos eroticos de comi a bunda da mae da minha amigacontos eroticos de casadas traindo com sogroconto erótico sobrinho provoca seu tio bebado pelado e tio o comecontos erótico eu de dhorte sem cuecacontos eróticos chantagem cunhadagoza muitorapidamente na sogracontos eroticos dona marcia coroa rabudacontos meu tio dedava minha xaninhacontos de sexo com novinhas trepando com advogadoscontos Minha esposa rabuda provocando de shortinho contos swingconto erotico masticou minha buceta estruboenchi o cuzinho da travesti contosmae e filha de fio dental na praia e do padrasto contocdzinha contos troca trocaVelhos na farmácia chupando seios contos eróticoscontos eroticos meninas drogadas pelos paisme casei com uma puta safadaconto flagrei minha irma dando e enrabeiSou escrava sexual do meu filho ences,contos erot.Contos eroticos assanhadasConto erotico sobrinho fudeu gostoso com a tia coroaeu confesso mijoconto gay metemos.o dia todoprimeira vez com travesti contos eroticossempre dou uma escapadinha contoscontos eróticos de gay e picudo pedreirosConto erotico sou vadia maduracomedo a aluna no motel contohistorias eroticas vovo come menima cucontos pornor cunhado picudoContos gay studio fotograficocontos eroticos (homens que pagam as dividas com a mulher)contos eróticos comi minha filhanegras abrino o cu pra meter nele gostosocontos erótico ele derrubou com a esposa juntoconto noiva liberadacontos eroticos de madame cm entregadomendigojumentopresenciei minha esposa me traindovideos de porno de professoras se chupando lentalmentecontos eróticos gay e coroacontos de crossdresser me seduziu e me fez putaconto erótico menina zuando pau pequenocontos eróticos de mulheres casadas tirando a virgindade da sobrinha bucetudaEu morava sozinho na cidade a filha do meu amigo ela veio do interior pra ela ser minha empregada conto eroticovidiod etoticos madrata dominando a esteadaconto de encesto sou filho unico meus pais viajarom e eu fui com elesmelhorescontos eróticos gosando pelocuconto de sexo com estrupo em família rasgei o cu de meu avô sem doContoseroticos minha mulher na passagem no anocaralho meu empurra tudo nu meu cuzinhocontos gay cu arrombadoconto erotico cinema marido e mulhercasa do conto minha filha sentou no meu colo de mini saianamorada sem calcinha no sofá mostrando a b***** para o namorado e f****** com elecontos erticos/meus doi primos revesaran em mincontosdesexo padrasto metendo na enteadacontos dexei minha mulhe tomando no cu na minha frentecache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html minha tia so de roupao contos eroticoscontos eroticos- paguei minha filha pra cheirar sua calcinhacontos eroticos minha namorada virgemProvoquei e foi arrombada porno conto Conto erótico Brincando de esconde esconde com o garoto mais velhocontos de pura putaria entre pais e fcottos. curmir minha enteada novinhacontoseroticos me fode tiovidio porno gay em hotéis ospede e garconleitinho do padrinho contos gayconto papai noel tirou meu cabaço gayconto erotico historia de mulheres casada em fretando pau gradeconto erótico "Meu sobrinho veio passar 3 dias comigo. Ele tem problema uns probleminhas e "contos eroticos minha mulher me castiga apertando minhas bolascontos de sexo anal bissexual com mulheres gordas comendo marContos eroticos dor no sacovideo de homem gosano na boca de outro hom video gay caseirominha filha chantagista contoscontos horoticos verdadeiras pelotasloira louca por pau gg contoscontos eroticos mamei no pintinho do nmeu filhinho pequinininhosendo possuida pelo servente do colegio parte 1!!!contos eroticos