Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

RICAS E LÉSBICAS

Click to this video!

Patrícia era uma garota rica, linda, morava na cobertura do maior prédio da cidade. Tinha tudo o que queria, carros, homens, roupas. Certa noite estava sozinha tomando uma champagne ao som de Pink Floyd, até que a campainha toca. Ao abrir a porta, teve uma grande surpresa. Suas duas melhores amigas do tempo do colégio, das quais fazia muito tempo que não via. As duas estavam namorando, e isso acontecia desde os tempos antigos, mas na época ninguém sabia. Lá pelas 3h da manhã depois de duas garrafas de champagne e algumas doses de Whiski, Marina e Mel começaram a trocar carícias na frente de Patrícia. Ambas começaram a se beijar. Marina estava de saia, e esta tinha umas pernas de dar inveja a qualquer um. Abriu-a devagar, e Mel escorregou sua mão até sua vagina. Os suspiros já haviam começado, e a excitação já tomava conta das duas. Patrícia levantou-se, demorou uns 10min, e retornou somente com uma blusa branca, quase transparente e uma calcinha branca, de algodão, bem pequena, com mais uma champagne. Apagou as luzes do apartamento e, primeiramente ajoelhou-se na frente das duas, beijou bem devagar a boca de Marina, depois a de Mel. Como Mel era a mais ativa, entrelaçou Patrícia e a beijou com toda a saliva que havia em sua boca. Durou um minuto mais ou menos e o beijo não excitou somente Patrícia, mas também Marina, que adorava olhar. Marina tirou sua saia, e aproveitou e tirou a calça de Mel também. Estavam as três, lindas, somente de blusa e calcinha. A cabeça já não pensava mais nada além de sexo, sexo e sexo. O corpo transpirava desejo e tesão. Marina deitou-se, Mel e Patrícia beijavam-na sem parar. Quando Mel beijou sua boca, ela sussurrou bem baixinho: -“Faz oral.” Então Mel foi diretamente para baixo, e com toda a voracidade, tirou sua calcinha. Patrícia mordia tanto a Mel quanto a Marina, e quando Mel começou a chupar Marina, esta apertou sua cabeça com bastante firmeza, e gemia, mas Patrícia não deixava ela gemer alto, pois beijava, e muito sua boca, que era muito carnuda. Marina estava a ponto de explodir, a sensação que ela tinha não era apenas de quatro mãos em seu corpo, mas sim de dez, vinte, várias, foi quando a sentiu o corpo tremer, sentiu uma sensação nunca sentida antes, seu corpo tremia, e as duas que estavam fazendo isto acontecer estavam com ainda mais vontade, até que o orgasmo veio, seus olhos viraram, pode-se dizer que ela viu o céu e a Terra em um orgasmo triplo. Relaxou, suspirou profundo e gozou. Mel e Patrícia não estavam satisfeitas, porém estavam a ponto de explodir. Como Mel havia feito oral em Marina, ela foi ao banheiro, ao sair, Patrícia, que estava mais quente que vulcão em erupção, apagou luz, e começou a beijar o seu pescoço, lambendo-a, como se fosse um gato. Mel estava com os dois braços abertos, se apoiando na porta, somente observando os movimentos que Patrícia fazia. Patrícia tomou mais uma dose de champagne, e empurrou Mel para a banheira. As duas caíram na água, Mel embaixo e Patrícia sentada em cima. Patrícia beijou tanto a boca de Mel que ela já estava quase sem fôlego. Mel arranhava sua coxa, e Patrícia pedia mais, parecia que não estava satisfeita. Mel, mordendo-a, pegou em seus cabelos e a virou, ficou de costas. Mel apertava sua bunda, e delirava ao ouvir seus gemidos e a palavra “enfia”. Nossa, Mel estava louca, mas não fazia o que Patrícia tanto queria, sá para deixa-la mais louca e excitada. Patrícia não aguentou, virou-se, e começou a se masturbar. Colocava o dedo na boca, e ia descendo pelo seu corpo, sua blusa branca, estava mais transparente do que nunca, e o bico de seu seio estava arrebitado. Desceu sua mão, e pediu para Mel tirar sua roupa. Primeiro Mel tirou a blusa dela, e por ultimo, a única peça que restou, e também a mais esperada, a calcinha branca, e de algodão. Patrícia estava simplesmente nua em pelos, então sua mão foi até a vagina, acariciando-a, fazendo movimentos deliciosos, fechando seus olhos, se torcendo. Mel pediu para que Patrícia sentasse na borda da banheira. Nuazinha, sentou-se e abriu as pernas bem devagar, puxou a cabeça de Mel até sua boca, foi empurrando para baixo deixando ela sentir cada parte o seu corpo. Mel lambeu sua vagina, e com suas mãos acariciava seu seio. Foi então que mais um orgasmo aconteceu, Mel não sabia dizer se era melhor do que o de Marina, pois os dois foram incríveis. Patrícia suspirava muito, parecia que sua alma estava saindo de seu corpo. Escorregou, e sentou-se novamente dentro da banheira, também exausta. Mel levantou-se, trocou de roupa e deitou-se ao lado de Marina, que estava deitada no chão da sala. Logicamente que já pegou no sono. Patrícia fez a mesma coisa, saiu da banheira e foi dormir em seu quarto, quase sem energias. Isso já eram quase 6h da manhã. Lá pelas 9h, Mel e Marina acordaram, deixam um bilhete em cima da mesa com a seguinte frase: - “Faz parte do meu show, meu amor” e foram embora, sem ao menos deixar telefone para algum contato que Patrícia quisesse fazer. Mas também, com dinheiro que Patrícia tinha, não iria ser nada difícil conseguir isto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


opastorpornocontos eróticos incesto o homem da minha vidaescutei a conversa da titia com a mamae sobre sexo anal contosMinha ginecologista me chupou contos eroticoslevou boquete da irmã caçula dis que gosta de chuparmenina de calcinha pornoe chiorts curtostentando comer a sobrinha contosconto esposa sarrando no forrócontos tia gostosa com sobrinho no beijo e amasso no carromeu pai tem ciumes de mim contos eroticosconto erotico do garoto ricardo fodendo titiomamaedeixou gozar no seu cucontor eroticos gay eu menino brincando com o negaoopastorpornovideornposswww.comxvidio.br movinha do recife chupa rola fato realera virgem e minha liberou pro marido da minha tia contoContos eroticos titias caindo na rola grossa do sobrinhoconto viadinhocontos erotico mi ha esposa e eu no ci emacpntos eróticos percebi que me olhavam e batiam punhetacontos erotico fui concertar s torneira da vizinhaxvidio minha irmã sozinhohistorias de sexo eu e minha madrasta bia de raboconto erodico de entiada evangelicaSexo com a tatuada contoconto erotico encoxando e estuprandoa velhaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos de cú de madrinhacontos eroticos vi minha namorada chorarCasada viajando contosContos eroticos Japonesinhacontos eróticos cantada na rua não resisti e traípornodoido transando com mulher peituda e fim de noite espíritaconto erotico de lebisca tirou virgindade irma mais novocontos eróticos fetiche com boca de velho chupando pintocontos comi minha cunhadamalandrao dando o cuzinho pra boy malhado contocontos e historias de zoofilia meu cachorro mamou nos meus peitos cheios de leitecontos de 115 cm de quadrilSexo no aterro do flamengopornô com magrinha dos peitinho duro e c****** empinadocontos de cherado decalsinhaconto erotico mano pauzusdocontos eróticos de professoras gostosas transando gostosohetero resolveu da a bundacasada pelada em lugares movimentados contosconto mulata se vingacontos eroticos mamaram meus seios em quanto eu domianem peitinho teen grita na pau do vocontos eroticosAdoro leitinho na bucetaContos de ninfetas dando o rabo no trabalhoconto erotico minha mulher nua na frente do paipintelhos na transparencia das cuequinhasSubrinha sapeka adora usa ropinha provokante para da para mimcontos eroticos duas novinhas na prasa de shortinhocontos eróticos disneylandiacontos eroticos cuidando da minhas sobrinhas e suas amiguinhascontos eroticos reais cornos impotentesconto erotico funk perdi tive variosconto engravidei a cunhada rabudaconto eróticos desejandoa mulherdomeu filhozoofilija detei i porómae gostosa contosnão sei como ela aguenta toda no cu e na boca está pica gigantefui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticocomendo o cu d sogra gordona d 290 kiloamigas pegao mendigo na rua da banho e depois/punheta/elecontos eroticos transformado em puta"gozei tudo na boca"conto cu ensopado de porra gayContos eroticos sempre quis da meu cu pro vizinhoconto erotico patroa tarada passando mao na buceta lesbiccontos eroticos gays tenho seios de meninascontos eroticos exibindo minha esposa no banhoconto vilma convence fred ser connoxvideo mulher fazendo trepe tizerconto gosto de ser putinha