Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ABUSADA POR DOIS GAROTOS NA CASA DA PRAIA

Click to this video!

Sempre tive várias fantasias sexuais mas uma das minhas maiores taras são os garotos. Podem falar que é crime coisa e tal, mas qual o garoto que em plena puberdade não gostaria de comer uma mulher mais velha e ainda por cima gostosa? Acho que todo homem em sua infância desejou possuir uma mulher mais velha, seja a professora da escola, uma tia, uma vizinha, uma amiga da mãe, entre outras. A minha tara por garotos é que além de poder ensiná-los tudo sobre sexo, posso também realizar um sonho e uma fantasia deles. Ver a reação deles quando passo com minha bunda bem empinada me deixa super excitada.



Meu marido trabalha em uma grande empresa, e em função de sua profissão passa muito tempo viajando pelo Brasil afora. Este fato, entre outros, me levaram a ter algumas aventuras sexuais dentre as quais vou relatar a mais picante delas.



Há alguns anos atrás, durante as férias de verão, alugamos uma casa na praia do litoral norte de SP. Pretendíamos ficar por lá cerca de duas semanas. Mas como meu marido tirou férias no meio de um projeto importante, havia a possibilidade dele ter de antecipar sua volta, o que de fato ocorreu. Depois de uma semana ele teve que voltar para SP e como já tínhamos pago o aluguel da casa decidi que iria ficar até o último dia e aproveitar a praia mesmo sem ele. Decidido isso um carro da empresa foi buscá-lo e eu ficaria com o nosso carro e depois retornaria sozinha para casa.



Tudo aconteceu alguns dias depois do meu marido ter voltado. Logo pela manhã ia eu para a praia carregada com minhas tralhas: guarda-sol, cadeira, bolsa de praia. Na rua práxima à praia sempre haviam 2 garotos tomando conta dos carros estacionados e sempre que eu passava, eles faziam uma gracinha e é claro ficavam secando meu traseiro. Coisa de muleque safado, mas aquilo ia me deixando louquinha de tesão.



Depois de algumas horas de sol queimando meu popozão, resolvi voltar. E lá vai eu colocando a canga, recolhendo e carregando tudo novamente de volta para casa.



Parece que na volta tudo fica mais pesado. Saindo da praia, um dos garotos resolveu se oferecer para carregar minhas tralhas e eu topei. Logo o outro veio de encontro e também ofereceu ajuda. No caminho de volta, viemos os três conversando e notei que eles olhavam com malícia para o meu corpo. Aquilo me deu um tesão incontrolável. Comecei a perguntar onde moravam, o que faziam, e a idade deles. Tinham por volta dos 19 anos e moravam perto do mangue que era bem práximo dali. Eles tinham algo em torno de 1,60 e como tenho 1,70m era um mulherão perto deles.



Chegando em casa pedi para que eles me esperassem na garagem para que eu fosse pegar a gorjeta e uma bebida para matar a sede pois aquele dia estava muito quente. Trouxe a gorjeta e algumas bebidas e ficamos conversando um pouco, quando um deles perguntou se eu estava sozinha. Respondi que meu marido voltaria a noite. Era mentira mas como não sabia as intenções dos garotos é melhor não facilitar. Perguntaram então se na casa tinha piscina e respondi que ficava na parte de trás da casa. Perguntaram se poderiam dar um mergulho. É claro que minha resposta imediata seria não, mas aquele dia eu estava com um tesão incontrolável (já estava a alguns dias sem sexo), e o fato de serem dois garotos tarados, fizeram com que eu concordasse. Eu estava curiosa em saber até onde eles iriam, sendo que eu ficaria na minha, mas dando um pouquinho de corda, é claro, hehe...



Fui na frente em direção à piscina e pude perceber que eles não tiravam os olhos cheios de malícia da minha bunda, apesar de estar com a canga. Chegando na piscina eles deram um mergulho e cheios de alegria ficaram brincando. Resolvi dar um mergulho também e chegando na borda da piscina tirei a canga revelando para eles meu popozão.



Eles ficaram pasmos. Fiquei de costas para eles passando o protetor solar e um silencio pairava na piscina. Mergulhei. Brincando, comecei a jogar água neles e eles entraram na brincadeira. Logo foram ficando mais a vontade e mais abusados. Na brincadeira eles se aproximavam de mim e se atiravam, sempre tentanto me agarrar. Eu desviava e os deixava com mais apetite. Percebi que estavam super excitados com seus cacetes eretos e prontos para me agarrar. Mas eu queria provocá-los mais para ver até onde iriam de fato.



Depois de algumas brincadeiras e sempre me desviando de suas mãos bobas um deles chegou bem perto e falou: "Aí tia, com todo o respeito mas que bunda gostosa a senhora tem". Fiquei sem graça na hora mas agradeci o elogio. Foi quando o outro garoto chegou e agarrando minha cintura falou: "A gente pode dar um beijinho nela?". Respondi prontamente que não, quando eles se atracaram em mim e começaram a passar a mão na minha bunda. Me desviei deles e pedi para que saissem da casa. Daí um deles falou: "Tia na boa, fica aqui com a gente, senão a gente vai chamar uns camaradas e a coisa vai ficar feia pro seu lado". Aquela ameaça me causou indignação mas me obrigava a fazer o que eles queriam, que era tudo o que eu queria. "Tá bom, sá um beijinho e depois vcs vão embora". Eles concordaram, mas eu sabia que não seria sá um beijinho. Fui para a parte mais rasa da piscina e fiquei de pé. Os dois vieram com os cacetes estalando de duros por sob as bermudas e começaram a acariciar minha bunda e meus peitos. Já estava ficando toda molhada de tesão. Foi quando um deles se agaixou e enfiou a cara no meio da minha bunda. Delícia!!! Ele delirava... O safado abaixou a parte de baixo do meu biquini, tentei segurar mas o outro me impediu. Com as mãos ele apertava minhas nádegas e as abriu para dar uma lambida deliciosa no meu cú.



Soltei um gemido de prazer, e ele contiuava a lamber passando também na minha buceta extremamente molhada. O outro garoto aproveitava e se deleitava nos meus peitos, mamava como um bezerro.



Depois de um bom banho de língua, eles mandaram que eu os chupasse. Tiraram as bermudas e como uma escrava comecei a chupar aqueles cacetinhos em ponto de bala. Eles gemiam e se deliciavam com a minha lingua e a minha boca. Um deles quase gozou na minha boca e acabou gozando na minha cara. Limpei o gozo e continuei chupando o outro, quando ele falou: "Vem cá Tia que agora quero te fode. Deixa eu enfiar meu cacete na sua buceta gostosa". Falei que eles sá poderiam me comer com camisinha. Eles falaram que não tinham e que iam me comer assim mesmo. Lembrei que eu tinha na mala de viagem (afinal sempre estou preparada para uma foda) e pedi para ir pegar. Ele foi comigo até o quarto para pegar as camisinhas, enquanto o outro garoto se recuperava do gozo. Perto da cama, me abaixei para pegar as camisinhas e ele não resistiu a visão do meu rabo e enfiou a cara novamente no meu rabo.



Ele lambeu meu rabo até não aguentar mais e depois pediu para que eu colocasse a camisinha no seu cacete. Obedeci. Me deitei na cama e ele veio por cima, estilo papai-mamãe. Ficamos assim alguns minutos até ele quase gozar. Pediu então para que eu ficasse de quatro e enfiou seu cacete novamente. Foi quando o outro garoto chegou no quarto e vendo aquela cena, seu cacetinho se ergueu novamente.



O garoto que estava me fudendo não aguentou muito tempo e logo gozou. Foi quando o outro veio, colocou a camisinha e apontou para o meu cú. Falei que não podia comer meu cú, mas ele me mandou calar a boca e ficar de quatro. Na verdade meu cú estava pronto para ser fodido pois adoro sexo anal. Antes dele colocar pedi para passar um creme (KY para os entendidos) que carregava comigo, a fim de facilitar a penetração. Passei o creme e logo em seguida o safado foi enfiando seu cacetinho delicioso. Como já aguentei cacetes bem maiores, aquilo estava tranquilo, aliás estava delicioso. Ele fodia meu cú, sem muito sincronismo (eram meio inexperientes ainda), e dizia: "Nossa tia que cuzão gostoso, sempre tive vontade de come um cú". Depois de alguns minutos o outro garoto que já estava em ponto de bala novamente, enfiou uma nova camisinha e deu um chega pra lá no amigo. "Agora é minha vez de fude esse cuzão". Enfiou sem dá e começou as pistoladas. Depois de alguns minutos o outro garoto deitou-se na cama bem ao meu lado e pediu para que eu deitasse sobre ele. Enfiou seu cacete na minha buceta e falou: "Aí mané, continua fodendo o cú da tia, vamo fode os dois buracos que nem a gente viu no filme porno". Ai que delícia estava aquilo, sendo fodida por dois garotos. Ficamos na dupla penetração durante muito tempo sendo que eles se revezavam de posição. Gozaram como loucos e eu também.



Tomaram uma ducha e depois de se vestirem pedi para que fossem embora. Antes de ir, um deles me deu um beijo na bochecha e me agradeceu. Saíram porta afora com um sorriso de orelha a orelha. Logo que saíram, arrumei minhas coisas e parti de volta para casa, pois não sabia o que eles poderiam fazer depois. Mas até hoje me lembro do ocorrido e me fico arrepiada de tanto tesão.



Quem quiser ver minhas fotos reais e saber mais sobre mim acesse meu blog http:casadapopozuda.blogspot.com

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


zoofilia contos eroticos homem fudendo co éguas.brcontos porno traição da senhoraporno mamei tanto o peitinho q inchoucontos erotico mulher experimentando um travestivídeo do Seu Madruga metendo a pica no c* da Dona Florindaa minha prima rabuda me deu seu cu conto eróticosa minha mulher Ela foi arrombada pelo negão como chega eu sentir coisa diferente dentro delabuceta velha contosContos cm o vizinhocontos eróticos evangelicasfoi da aboceta vije e a rombocumendo a buceta cuinhadaarregaçando, chorando e gozou contoscontos eróticos​, praia de nudismocontus orgia reforma casa loiracomi egua nova contocontos eroticos tia feiaMulheres peladas com a boceta toda regasada aberta saindo puismadrinhas branca da bunda empinadajaponesas babys fazendo zoofiladois gay fudendo violentamentw/entre sicomtos eroticosgarotascontos eroticos sou uma coroa vagabunda levei o muleke na minha casa e fiz ele comer meu cu e minha bucetao importante e gozar e ser feliz conto eróticocontos eroticos srntar no colo inceztofilmes de televisao pornostravesti gemendo a ponta da pistolaMulher deixado melar tudo encima da buceta peludanovinha sequestro contoconto erotico no colinhocontos eroticos comi minha espetoraboquete no filho contosConto ertico. Minha adrasta. BebiaDominando ela contoscontos eróticos cavaloContos eróticos.com/Enrabei a Floracontos eroticosde incestos anal chorandona picaconto peguei a coroa dona do cormecioarregaçando, chorando e gozou contosfui arrombadaRenato shortinho coladinho fazendo na rolacontos eroticos crente coroa peidando no pausite onde posso encontrar contos eróticos com retrato pau duro na frente da tia contosconto aproveitou a irma dormindo e sentou na pica do cunhadoconto mandei fazer fila pra mim chupardividindo a enteada teen com o filhocontos crossdresser o velho me comeu no matinhoBebendo porra do filhinho contoseroticosmulatas do bundao e pitos caido gostosa.esposa na praia de nudismo passa lama contome fode jb. contosmulher amarrada no curral para o pone com elaeu confesso meu sobrinho me comeufodi a noite todinha filha virgem desenho hentaiminha tia mim viu de pau duro e mim deu sua buseta gostosa e boamulher tarada Senta no pau do boneco no Fláviotia gritando "me come sobrinho"contos erotico gay quando mim focaraosou puta e pratico zoofiliaContos dois na minha mulherme encoxaram a noite bunduda,conto chupei a coroacontos eróticos gay putinha pedreiroshoje eu comir a bucetinha da ester de cinco aninhoscontos eroticos de quata feira de cinzacontos a mulher casada aiiiiiiiiiiii meu cuuu ai vou fala para meu maridoContos eroticos sobre irma fazendo faxinabudao fudida por varios brutosvídeo de professora dando a pombinhacontos meu cuzinho aberto escorrendo porracontos de mecânicos casadosVideosputas fz boquete de na lingua