Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SENDO ARROMBADA

Click to this video!

Continuando minha histária anterior...

Meu Mestre ligou-me no final da tarde seguinte. Perguntando se a puta dele já estava sem calcinha e quer saber de uma coisa? Eu estava sem! E também estava molhada de tesão. Ele mandou que eu enterrasse de cara aquele pintão na minha buceta, apoiando ele na minha cadeira. Fiz e com o maior prazer. Ele mandou que eu desse palmadas na minha bunda enquanto eu rebolava em cima do pintão e ainda que era para eu colocar o fone perto pois ele queria ouvir. Deveria dar 5 palmadas em cada nádega e se ele não estivesse satisfeito ele iria dobrar a cada vez. Resultado disso tudo é que eu cheguei a 20 palmadas, rebolando no pintão, com a bunda ardendo, sendo chamada de puta vadia e gozando, gozando e gozando.

Ele mandou pegar o pinto menor dizendo que eu iria sentir o que era ser arrombada. Aquela ordem me deixou gelada. Mas, excitada como estava, peguei-o. Ele mandou que eu ficasse de pé, apoiada na minha mesa, de forma que conseguisse colocar o pinto na parede e encaixar ele no meu rabo. Depois de posicionar-me da forma que ele queria, disse-lhe que estava com medo, pois com certeza iria doer. Ele respondeu-me que se estivesse comigo naquela hora eu iria apanhar até implorar para ele me rasgar ao meio. Aquelas palavras me deixaram muito excitada, imaginando essas cenas acontecendo. Ele disse que ia ser bonzinho comigo, que eu poderia molhar aquele pinto na minha buceta para ele entrar melhor no meu rabo. Fiz como ele mandou... enfiei o pinto na minha buceta, o molhei e coloquei-o na parede com a ponta encaixada no meu cu. Estava muito excitada quando ele mandou que eu fosse empurrando minha bunda para trás de modo que aquele pinto fosse entrando como o dele. Eu podia gritar, chorar, mas, não deveria parar. Comecei a fazer o que ele ordenou, conforme aquele pinto começou a entrar, eu comecei a gemer, a dor era horrível, conforme entrava mais, mais eu gemia até implorar a ele para que pudesse parar e ele dizia que não, a puta obediente dele tinha que continuar. Assim, o tesão misturado à dor, continuei, gemendo, chorando, implorando, mas, não parei. Aquela situação me deixava tão excitava, que não conseguia mais raciocinar, queria somente gozar e terminar aquilo. Quando disse a ele que não conseguia ir adiante, que tinha chegado ao meu limite, ele riu e disse que eu ainda não sabia o que era limite. Mandou eu tirar aquele pinto do meu cu, bem devagar, fui tirando e chorando de dor, ele ria mais ainda... Assim que eu tirei, ele mandou enterrar novamente e sem choro, deveria puxar até a ponta e enterrar, depressa e sem parar. Ele queria que eu gozasse daquela forma. E, assim, eu fiz. Chorando, gemendo, com tesão, meus dedos mexendo no meu grelinho, gozei até ficar arriada em cima da minha mesa com aquele pinto enterrado ainda no meu cu.

Ele desligou dizendo que bastava para amostra. Ele queria encontrar-me pessoalmente para mostrar tudo aquilo que eu queria saber sobre o sadomasoquismo e ele iria levar no dia, uma coleira com meu nome, para que eu soubesse definitivamente, quem era a cadela vadia e quem era seu dono.

Você acha que eu me encontrei com ele?

Escreva-me para saber.

Eu conto...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos inocenteTuco e nene buceta da grande familiAContos eroticos de mulheres sendo abolinadas no onibus lotadosgozando pelo cu contos eróticoshomem fudendo o tenis enquanto come a mulher deleConto doente mental gozeideixa eu ver seu peitinho contosmaisexo peituda senta e goza na boca do macho contos eróticosa irma dela dorme conosco de calcinhavoyeur de esposa conto eroticoum pivete me engravidou contosme masturbei vendo as calcinhas da vizinha no varalestou ficando louco pela filha de minha mulher incestocontos gay cuzinho frouxoultimos contos eroticos dando o cu pela primeira vez gaysconto submissa ao paus negros e grandeconto gay cinema pornô RecifeContos gay me iludiu e me comeuescrava do meu namorado contoconto erotico mamae chupando todoscontos eroticos de incesto: preocupada com meu filhocontos eroticos gay aprendi pra que serve minha bundarelato de gêmeos que acabou torando sua sograContos o moleque comeu o cu virgem da minha mulhercontos minha garotinhacontos eróticos realizando a fantasia da minha mulher no nosso aniversário de casamentoconto erotico patricinha dando pra pobrecontos eroticocos de gay casados com mulher fulera Dei minha buceta para meu genro na presença de minha filha contos femininominha tia olhando meu pauremedio para durmi contoseroticosconto erotico fodendo madrinha rola enormeEstouraram meu cuzinho na viagem contoscontos marido jogandocontos eroticos espiando a senhoraContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorfilme pornô minha prima gravata preta para mimporno comendo a buceta da gostosa emsima dos retalhoscontos eróticos pequenaFODA GRAVE arrombando ninfetinhaJoão e chupando piru mesmo tempofiz troca troca com os meninoscheirei a calcinha fedorenta contos eroticoscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html incesto reais irmão tirando virgindade de irmã pequena em van escolarconto erotico.de novinha gosando com o paicontos eroticos gay fiquei sozinho em casa meu vizinho veio mim comercorno gemendo cu contoconto irma casadaContos eroticos violento seiossexo gostoso foda maravilhosa grita quando o pau entra ui delicia mete essa vara na minha buceta no meu cu chupa a minha buceta vai porra ai que gostoso essa pirocacontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoconto a vizinha tetuda casou mas seu casamento t maucomendo a empregada contoconto sobrinho timidorelatos eroticos travesti tirou os cabacinhos das novinhas chorou muitoconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arromboucontos com fotos o guarda roupa da casada liberada do mansocontos eróticos de bebados e drogados gaysconto zoofilia fazenda a forca sexocontos eroticos fudendo minha bisavoconto erotico velho praia nudismocontos eróticos estupradaconto erótico eu tentei resistireu quero ver anaconda chupando leite da mãecontos eroticos comendo minha vovozinha na chantagemtrepo com a enteada dormindoconto erotico incesto sonifero filhacontos sexo a primeira vez que comi o travestiscontoerotico de escoteras