Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TREINANDO UM CÃO PRA COMER A PATROA

Click to Download this video!



Meu nome é Ronaldo, tenho mais de 40anos, casado, família, etc...etc...Há algum tempo atrás eu resumi uma historia de uma amiga sobre transar com cães. A confiança dela em mim e sua narrativa me fizeram ate me aprofundar mais sobre o assunto de transar com animais e principalmente cães. A historia é antiga, e o sexo com animais também. No decorrer dos séculos parece que sempre existiu essa pratica e hoje em dia é mais divulgada e contada com muito mais naturalidade. O conto eu mandei para um site e publiquei um e.mail. Recebi muita correspondência sobre o conto, alguns elogiando e outros querendo saber detalhes e pediam fotos de cães transando com mulheres. Sei que alguns deviam ser ate de homens curiosos ou garotas, mas enfim muitas mulheres queriam saber mais a respeito do assunto e ai eu busquei informações para dar a elas. Minha historia começa aqui. Uma das cartas era de uma mulher que a principio não se identificava e dizia apenas ser separada, sem filhos e perguntava como fazer para transar com seu cão. Eu respondi algumas coisas sem importância a principio, pensando ser ate brincadeira, mas, os seus e.mails foram ficando mais longos e quase todos os dias ela comentava algo a respeito do seu cão. Era um pastor alemão, desses que todos nos conhecemos. Depois de algum tempo passei a lhe dar dicas importantes como excitar seu cão e fazer com que ele trepasse nela. A mulher que aqui vou chamar de Suely, não se achava com o animal. Ela dizia que fazia tudo o que eu sugeria e quando chegava a hora H, nada, ele desistia ou apenas gozava mas não metia nela. Eu percebia que ela ficava frustrada a cada correspondência que me enviava. Falei com minha amiga, e pedi conselhos e dicas e passei tudo pra ela. Banhos, higiene a brincadeira e faze-lo montar sobre ela, mas, nada...não dava certo. Apesar da frustração de Suely, acabamos virando amigos de tanto falar e tentar resolver o problema dela. O pastor alemão é um cão dácil com seu dono, é bravo com outras pessoas e não seria apropriadamente um cão, alias como nenhum é, para fazer sexo. O despertar de um cão por sexo humano começa com o cheiro da bunda e da buceta da mulher. Ele a principio lambe e depois quer copular como se fosse uma cadela, mas isso precisa de muita paciência e dedicação não o deixando atrapalhado. Suely me contava que tentava de tudo, ficava nua pela casa, e o fazia cheira-la, ficava de quatro pra ele que apenas a lambia e algumas vezes ela chegou a gozar assim mesmo. A nossa penúltima tentativa foi a de colocar o cão de costas e ela cavalgar sobre ele, deu certo, ele a penetrou com o pau ainda duro e ela chegou a gozar nele, mas logo ele saia fora. O Toco, era um cachorro de 4 anos, já bem adulto e sempre foi criado em casa e nunca tinha trepado com uma cadela. Acho que isso o fazia indiferente com a mulher. Como eu não a conhecia imaginava ser uma mulher ate muito feia pra querer trepar somente com um cão. Porque ela não tinha um homem, e porque insistia tanto com essa historia. Isso estava me deixando chateado porque eu via que nunca ia dar certo, e a coitada da mulher ia ficando mais triste com isso tudo. Puxa, acho que ela pensava que se nem um cachorro a queria, o que diria um homem. Num desses papos ela me enviou uma foto. Fiquei surpreso por se tratar de uma mulher muito simpática e diria até muito bonita. Acabei mandando uma foto tambem e nos apresentamos como amigos e confidentes sobre o assunto de zoofilia. Ficamos mais íntimos e começamos a falar por telefone. Sua voz era doce suave que combinava muito com seu rosto. Num desses belos dias da vida da gente e falando ao telefone ela me convidou para ir tomar um suco em sua casa. Zona Oeste de São Paulo, marcamos num sábado a tarde. Cheguei a casa, alias simples mas muito bonita e bem cuidada, com um belo jardim na frente, típica da região. Suely, quando me atendeu se mostrou ainda mais bela que a foto, um sorriso pequeno e lábios pequenos que davam a forma de uma boca maravilhosa e um corpo nos seus 1,70m. de forma maravilhosa. Cabelos curtos, pele branca, muito cheirosa, ali diante dos meus olhos uma mulher de fechar o comercio, muito bonita e muito simpática. Rapidamente pela minha cabeça a idéia de que ela queria transar com um cachorro me pareceu absurda a principio. De longe eu ouvia os latidos do Toco. Entramos e andando a minha frente vi a bela bunda que aquela mulher tinha. Uma sala grande, ainda meio agitado e nervoso me sentei num sofá bem grande e não demorou ela me convidou para conhecer o Toco. Fomos até o quintal e ele acabou me fazendo festa. Acariciei seus pelos e sua cabeça e ele felizmente me aceitou com ela ao meu lado. Ela ofereceu um suco de laranja eu aceitei e fiquei la fora brincando com o Toco e fazendo amizade com ele. Eu olhava pra ele e ficava imaginando porque ele não queria trepar com a sua dona maravilhosa. Entramos e começamos a falar sobre o cão. A medida que íamos falando eu acabava me excitando e pelos seus peitinhos eu percebi que ela também se excitava com o assunto. Suely nos seus trinta e poucos anos, se mostrava uma mulher carente e buscava na sua fantasia uma realização sexual acima da media normal das mulheres. Talvez confiasse mais num cachorro do que num homem. Ela pediu licença e foi ate seu quarto, e quando voltou eu quase cai de costas. Usava uma saia até o meio das pernas, larga, do tipo que eu disse que usasse pra brincar com seu cão. Ela me disse que se vestia sempre assim, como eu a ensinei. Mas eu não imaginava que aquelas lindas pernas ficassem ainda mais bonitas com aquela saia meio curta, tipo colegial. Eu confesso fiquei admirado com o lindo corpo e a disposição dela de transar com o cão. Suely me pediu ajuda com a voz embargada para ajuda-la com seu cão, eu disse que tudo bem. Ela o trouxe ate a sala e ali ia começar a maior emoção da minha vida com uma mulher. Toco quando a viu fez festa e abanava o rabo com muita euforia, ele sabia o que ela queria, tanto que a pontinha do seu pinto vermelho já saia pra fora. Ela sentou no sofá e abriu as pernas, eu quase cai duro vendo aquelas pernas abertas exibindo uma calcinha branca, linda. Toco enfiou o focinho dentro das suas pernas e passou a lamber, eu me levantei e pedi licença e fui chegando perto deles devagar pra não deixa-lo nervoso. Como ele não rosnou eu fui fazendo carinho na sua cabeça enquanto ele por cima da calcinha dela lambia e cheirava seu cuzinho. Pedi a ela que relaxasse e me deixasse tentar faze-lo se interessar mais por ela. Devagar fui abaixando sua calcinha até tira-la por completo, eu queria dar um chega pra lá no cão e comer aquela maravilha, porque não estava mais aguentando, mas imaginei que se eu o fizesse montar nela e com toda aquela intimidade eu poderia transar com ela, senão iria comer o cu do cachorro. Mandei ela ficar de quatro e abri sua bundinha, gente, que maravilha, Toco eufárico e com o pinto já maior que o meu, e o fiz cheirar seu cuzinho, ele seguia meus dedos e minhas mãos, e lambia dando a ela muito tesão. Peguei seu pinto e apertei e vi que crescia e ficava bem duro, e já tinha soltado um pouco de liquido. Punhetando ele o coloquei sobre ela e dirigi o seu pau na bucetinha dela. Toco com a pressão da minha mão fez gestos de copular e nessa hora aproveitei e empurrei ele para dentro dela e o segurei. Acho que o calor da buceta e o cheiro fizeram ele se mexer com mais força e acabou mexendo rápido e trepou com ela na minha frente. Suely foi a loucura e gemia gozando varias vezes. Toco ficou um tempo parado dentro dela e gozou. Pelos espasmos eu sentia ele ejacular dentro dela. Enquanto esperava ele gozar e terminar seu estoque Suely, se masturbava e continuava gozando. Toco saiu de cima dela e passou a lamber seu esperma e lambeu a bucetinha dela. Eu confesso que gozei por dentro das calças, a cena foi realmente muito forte e muito maluca. Ela se levantou e se limpou com a calcinha e a vestiu. Ele saiu e foi ate o quintal, beber água e se deitar, deve ter ficado cansado. Ela me disse que ele já tinha gozado na mão dela, mas não com tanta intensidade assim. Praticamente satisfeita ela me convidou para ficar até a noite e iríamos comer uma pizza juntos. Eu não podia, precisava voltar pra casa, e lhe disse que sentia inveja do cão, e ela me disse que ainda não tinha terminado e eu receberia meu pagamento. Eu disse que não tinha feito nada por dinheiro e fiz apenas para ajuda-la. Ela me pegou pelas mãos e me levou ate o seu quarto, e no banheiro se lavou e voltou envolta numa toalha, e a tirou na minha frente. Seu corpo magnífico, digno de uma mulher de 20 anos, me deixaram tonto de tesão. Ela se deitou e me puxou pra cima dela. Tirei minha roupa e me joguei praticamente sobre ela. Suely, precisava mesmo de um homem. Me chupou e me dirigiu ate sua buceta, ainda molhada pelo cão. Trepei com aquela mulher como se fosse minha primeira vez, tremendo de tanto tesão. Foi bom demais, quando gozamos juntos. Ela exausta caiu de lado e descansamos um pouco, depois tomamos um belo banho e voltamos pra sala. Suely me contou sua vida e seus problemas com o ex marido e porque sua decisão de estar com o cão. Primeiro por curiosidade e por tesão e atração pelo animal, e depois ela estava cansada de se masturbar com as mãos e brinquedos que ela tinha. Eu fui uma exceção aos desejos dela, mas foi átimo ter aparecido em sua vida segundo ela. Nos dias seguintes a alegria dela dela foi maior. Toco já sabia o que queria e seguindo o ritual ela se deitou de quatro apoiada no sofá e ele já de arma em punho subiu nela e copulou muito a fazendo gozar muito. Dali pra frente deu tudo certo e os dois foram e são muito felizes ate hoje. Minha amizade com ela me permite nas visitas de vez em quando, dar uma gostosa transada, afinal de contas como ela mesmo diz, carinho, beijinho na orelha, uma fungadinha, um beijo, uma chupadinha nos peitinhos, e um bom papo o cachorro ainda não faz. Escrevam e me contem suas fantasias com animais, podemos trocar boas informações, eu tenho paciência e posso [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


relatos eroticos chantageada pelo amigo do maridominha vizinha safada casada heleniceA melhor foda da minha vida, contoscontos erotico encoxaram mulher do gordinho na frente delecontos gay cuzinho frouxoperdendo o sele o selo do cuContos porno fui sodomizada por castigono cu nunca mais contosfreira sedutora conto eroticodando contosrelato conto: meu me incentiva a usar roupas provocantesContos heroticos brincando de cazinha com a priminhacasa dos contos minha sogra meu tesãofiquei com a buceta ardisa pela grossa rolaWww. meu tío comeu meu cualconto erótico casada primeiro amanteesposa bebada se abrindo apos a farra no bar contoconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos dei pro mulequinho de ruaSou casada fodida contoconto erótico chantagem na matacontos eróticos comendo abuceta da patroaconto erotico transei com meu filhoMe comeram ao lado do meu namoradoConto porno dotado no vilarejocontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadocontos eróticos gay e coroaCasa dos contos: Virgem na baladaconto em casa com minha mãe com cada roupinhas que me deixa louco que xereca ela temcontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos cunhada currada e dandocontos eroticos perigoMeu sobrinho me fez gozar no rio contos eroticos de gaysconto tio pedro arregacando cu da minhaCercada por varios contos eroticosna praia com meu genro contosfiquei olhando o travesti encoxando meu marido no onibusxoxxota da magrinha nao aqutou a tora todatitio caralhudo noivo corninho esposa putinha contostravesti adoro calcinhas fio dental e o vibrador da minha irma contor sou homempodolatria entre famililia contos eroticoconto gay pastor dominadorcontos eroticosmeu marido me chamou pra ver um filme porno com os amigoscontos eróticos eposa e amigoEstuprei minha amiga dopada conto erotico contos gay comendo o muleke do orfanatoconto sobrinha curiosacomo da a buceta direutinhocontos eróticos na piscinacontos eroticos transex operadacontoseroticosbernardobianca casada dando a bunda ea buceta contos eroticoscontos eróticos gay depilação entre machosestuprada na lanchonete contosbebi demais e fui enrabada pelo mendigocontos veridicos por garotas teenscontos eróticos vítimacontos Eroticos zangadinha safainha contos eroticos a calcinha da vovolindasapertadascontos eroticos comi a dona da empresaminha coleguinha me chamou pra comer o cuzinho na casa delavideo de porno com machos a força brutamenetecotos heroticos gay neguinho me comeucontos eroticos menina. na fazendafingi que dormia e minha mulherco uma conto erotico minha sogra viúva linda e gostosa ela mora sozinha eu fui na sua casa minha sogra ela conversando comigo no sofa ela me disse que minha esposa disse pra ela que eu adoro fuder o cu dela eu disse pra minha sogra eu adoro fuder o cu da minha esposa minha sogra disse pra mim meu genro eu nunca eu dei meu cu virgem pro meu finado marido minha sogra ela me perguntou pra mim meu genro você que fuder minha buceta e meu cu virgem eu disse pra ela eu quero minha sogra fuder sua buceta e seu cu virgem minha sogra ela me levou pro seu quarto conto eróticoGozei no pau do meu irmão dormindo contoscontos a primeira ves que comi uma fravidaconto de o tenente me chupou muito gaypeladas e meladas de muita manteiga no cuContos briga de xanascontos mulher infiel marido atento incestoeu vi uma pica toda arregaçadacontos eroticos de fudendo com o pastorcontos eróticos incesto o homem da minha vidasandra porno animais homem comendo o cu do cavalo ele gostaconto erotico eu fui no ensaio da escola de samba e dei o cu laChupando o pau do.meu paidormi.do