Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA PRIMEIRA REFEICAO

Click to Download this video!

Era uma tarde como outra qualquer, em meu quarto eu jogava vídeo game freneticamente, até que passei a sentir um desconforto abdominal

esta sensação já era conhecida, vontade de cagar. Me dirigi a meu confortável banheiro na esperança de que aquela seria uma experiência

completamente normal e sem grandes contratempos, obtive êxito em expelir minha cria, numa cor marrom escura ele se banhava no liquido expelido

junto a ele. Pôr alguns minutos eu o encarei até que fiz menção de pega-lo, quando percebi o que estava prestes a fazer eu recuei amoado com

receio do que as profundezas da minha mente eram capazes de fazer, eu o encarei novamente apenas pôr alguns segundos que se tornaram dias, meses, anos

minha boca se encheu de saliva e eu agora passava a olhar aquela cria de minhas entranhas com desejo imaginando como seria saborear seu

doce gosto, comecei a me mover em direção à minha preciosa refeição até que uma batida na porta fez com que eu recobrasse a consciência

era minha mãe perguntando se eu estava bem (ao que parece o tempo que eu levara estudando meu fruto fora longo em demasia) eu respondi que sim

e, com lagrimas nos olhos, mandei o fruto de meu tão grande esforço para os confins do desconhecido esperando que aquela estranha e deliciosa

sensação voltasse um dia.

Dois meses se passaram desde o ocorrido e a cada vez q eu me aliviava no banheiro eu procurava o encanto q há muito havia se perdido

junto ao meu amado e doce "cocô" sem obter êxito algum até que em um dia chuvoso e triste uma nova esperança surgiu, apás três longos dias se sentir

o alivio e a alegria de defecar senti aquela deliciosa sensação novamente em meu abdome, desfrutei daquele momento pôr alguns minutos até que senti

que o momento havia chegado, fui em direção ao meu banheiro com um sorriso estampado no rosto, e fechei aquela porta crendo que nos práximos minutos

a tão esperada sensação de autociencia e compreensão estaria de volta, minhas suspeitas estavam corretas, apás um esforço hercúleo expeli minha criação

para o mundo, como seu irmão era marrom escuro, lindo, perfeito, desta vez não desperdiçaria a chance mais rápido que a prápria velocidade eu o apanhei

em minhas mãos, e o levei para meu quarto onde deixei-o em minha cama para que esperasse sua carruagem, em 1 minuto eu voltei com um prato e uma colher

em mãos pronto para saborear o banquete divino, eu posicionei meu alimento no prato e dei a primeira colherada, levei a boca e senti o gosto mais

delicioso q já sentira em minha vida, era algo indescritível, sua textura pastosa e mole fazia com que minha boca tremesse de ecitaçao a cada colherada

minha alegria crescia mais e mais, eu aproveitei cada grama daquele mostro marrom. Depois de lamber o prato eu me virei e fui escovar meus dentes agora me sentindo um novo ser.



Quem quiser trocar experiencias me adicionem do msn ou mandem emails



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


chefe e demissao conto eroticocomendo a empregada contocomendo a bucetinha da filha da vizinha novinha contosConto de coroa estrupada e chingada pelo genrobucetas ticos greloscomi minha cunhada fabiana - contos eroticosconto erotico com prima de nove anocontos esposa evangélica e cunhadao sobrinho do meu marido comeu meu.cuContos eroticos tristeza primeira vezconto erotico afeminado esposa dedos no cu consoloContos eroticos de incestos.mamae vai dar boa noite de camisola pro filhoconto erotico flaguei meu marido masturbando nosso dogCadê acabou comendo cunhado cadê aquela vezconto de iniciação transex quando tudo começa.contos os sequestradores fizeram comer minha mae para comercontos eroticos cornos que nao desconfiaminha irmã minha amanteMinha sobrinha pediu para eu dar um shortinho de lycra pa ela usa sem calsinha para mim contoscontos enrabei a velha da casa da frenteminha irma uma pretinh que adora trepa comigo pornodepilei minha virilha na clínica de estética e o cara gostou da minha xana conto gay aloprado gostoso virei putacontos de mulher da buceta arombadacontos tentei dar mas a buceta nao aguentousou casado chantagiei minha cunhada.casada contosconto erótico "comeu meu marido "contoesposanuaconto erotico de torneio de sinucacunhada ariando a calçinha p mimcoroa negra contoconto erotico de despedida de solteiro com orgiaContos transformaçao femea porncontos de sexo com vovocache:A_ULZ8FKkSgJ:okinawa-ufa.ru/home.php contos eroticos viagem ônibuscontos eroticos lesbica chineladasdando a esposa.para sr de idade conto eroticomulher deficient sendo arronbada pelo negaocontos de afilhada da vizinhaconto erotico incesto sonifero filhaCasada voltou bebada e sem calcinha em casa contoscontos catinga de cúCunhada dormindo com a bundinha descobertaconto minha esposa devoradora de garotinhosconto hertico meu vizinho me arrombou sem minha prrmissaoSou casada fodida contotirei o cabaco do garotinho mimado de onze anoscontos eróticos de gay Fui Comido pelo meu colega de trabalhocontos eroticos gozei tanto com o meu paiconto de sexo virei femea do meu paicontos eróticos dezoofilia menina mora no sitio real amadocheiro calcinha mar massagem conyorelatos eroticos traição consentidacontos minha esposa bunduda dandoo cu pra caminhoneirosconto erotico perdi o cabaço estacionamentomeu,vizinho mais velho me lambeuContos eróticos, minha irmã tem ciumes de mim . Contos EróticosContos punheta na massagem no penis do meninocontos da mãe a lamber a cona da filhacontos er deixa que levona lua de mel contosminha mãe deu cu p um cavalo contos Minha mulher me fez seu viadinho contos eroticosconto erotico comi minha mae emquanto ela estava trancada na janmete até o talo tio contocontos mulher do primo lesbicaseu disse pra minha cunhada casada eu dou esse dinheiro pra você ser você for comigo pro motel conto eróticoconto eróticominha traiu meu pai mulher casada vira putaconto de uma ninfeta que adorava mostrar a xota