Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

Tô FICANDO HOMEMZINHO

Click to Download this video!

A melhor fase da vida e o descobrimento, o descobrimento de tudo, principalmente sexo...

Na época eu tinha de 7 pra 8 anos, meus pais trabalhavam de segunda a sexta, então eu ficava com uma, vamos dizer faz tudo cozinheira, faxineira e babá, a Dona Laurice.

Estávamos no final de outubro Dona Laurice ficou doente, e como meus pais não podiam ficar sem uma faz tudo e Dona Laurice precisava muito do dinheiro ofereceu sua filha do meio Juliana, pra fazer os serviços domésticos enquanto ela se recuperava, bom para meus pais que ficaram sem se preocupar pois já conheciam a garota, ela na época tinha uns 19 anos, eu já estava na escola, meus pais saiam cedo então Juliana chegava antes deles saírem, gostei muito dela, porque ela brincava muito comigo e ensinava brincadeiras novas,

Ate que um dia estava chovendo muito, e não pude brincar no quintal, então Juliana me chamou pra uma brincadeira nova, era de arrumar a casa... eu olhei de lado pra ela e perguntei que brincadeira era essa? Na hora eu não gostei, mas ela era legal, e não tinha o que fazer então fui ajudar, arrumando a cozinha, a sala, e fomos trocar os lençáis dos quartos primeiro o meu depois os dos meus pais, tiramos o lençol, quando eu fui levantar o colchão pra colocar o lençol achei uma revista, meus olhos brilharam, uma novidade, nunca tinha visto aquilo, quando fui abrir a revista... Juliana tomou da minha mão, já fiquei curioso, e nervoso, pois na capa tinha uma mulher nua, eu gritei com ela: eu vi primeiro! Me dá! Ela olhou pra mim e disse que eu era muito pequeno pra ver essa revista, como eu era criança não liguei, fui tomar banho pra ir a escola.

No dia seguinte, já tinha ate esquecido do fato, enquanto eu assistia televisão, Juliana limpava a casa, ate que senti por sua falta, e na ponta do pé fui procurá-la, procurei em toda a casa, foi quando estava chegando no banheiro, vi que a porta estava encostada, e vi a Juliana passando a mão nos pequenos peitos por cima da roupa com uma mão e com a outra ela via a revista que estava debaixo do colchão, ela gemia parecia que estava com dor, senti uma sensação estranha, com muita dificuldade ela começou a abaixar sua calça, vi seus pequenos pelinhos ela largou a revista no chão e começou a passar a mão na sua buceta, a emoção foi tão grande que eu esbarrei na porta, ela tomou um susto, na hora eu sá pensei em dizer que queria fazer xixi, ela se levantou meio brava, arrumando a roupa e saiu do banheiro levando a revista, fiz xixi, e fui a traz dela, ela estava no quarto guardando a revista, quando cheguei e disse: posso ver a revista agora? Ela olhou pra mim e me deu a mesma resposta: você e muito pequeno pra ver essa revista? Mas como criança e chata quando quer uma coisa... Eu disse: ta bom quando meus pais chegarem eu peço pra eles pra ver a revista que você estava vendo no banheiro... De branca que ela era ela ficou mais branca ainda, ela passou as mãos pelos cabelos como sem saber o que fazer, e disse ta bom eu te mostro, mas você tem que prometer que não vai falar pra ninguém que eu te mostrei ou que você viu, balancei a cabeça que sim. Ela pegou a revista, deitamos na cama como se fossemos ler uma historinha, ela começou a passar as paginas a primeira cena que vi foi um casal nu se beijando, depois uma mulher chupando o pinto do homem, voltei a ter aquela sensação estranha, crescendo na minha cuequinha, ela me viu mexendo no meu short e perguntou qual era o problema, balancei a cabeça dizendo que não sabia, ela pediu pra ver, fiquei com vergonha, ela disse então vou guardar a revista, eu hesitei, resolvi tirar o short junto com a cuequinha, meu pintinho estava duro, nunca tinha visto ele assim, ele pos a mão, na hora me arrepiei, mas depois ela foi fazendo carinho e eu comecei a gostar, ela disse: você ta crescendo... Ta ficando hominho...Vou te mostrar como hominho faz, lembra o que eu te disse, não fala pra ninguém o que a gente fez, balancei a cabeça que sim, ela encostou a boca no meu pinto, cheirou, beijou, depois começou a chupar, meu pinto era pequeno ela conseguia por ele todo na boca ate minhas bolas, chupou, chupou, muito gostoso o que ela fazia, ate que ela parou, tirou a camiseta, depois seu sutiem, e pediu pra que chupasse seus peitos, eu olhei pra ela e perguntei porque? Ela disse: porque e assim que hominho faz! Você não é hominho? Nem respondi, fui chupando o peitinho dela que estava se formando, enquanto eu chupava seu peito ela abria sua calça e passava a mão na sua buceta, eu já estava gostando de chupar o peito dela quando ela parou de novo, se levantou tirou toda a calça junto com a calcinha, foi quando eu vi pela primeira vez uma mulher pelada, foi em direção do criado mudo e pegou uma escova de cabelo com um cabo grosso, ela me sentou na ponta da cama tirou todo o meu short, ficou de joelhos na minha frente, e disse: que ela ia fazer um carinho muito gostoso em mim, ela cuspiu no cabo da escova e começou a passar na buceta dela, vi que o cabo começou a entrar nela, ela então se aproximou de mim e começou a chupar meu pinto de novo, chupava com tanta vontade, eu não sabia o que fazer, passava a mão nos cabelos dela, ela gemia, chupava, quando vi o cabo da escova estava todo dentro da buceta dela, meu pinto tava todo melado, ela levantou minhas pernas e começou a lamber minhas bolinas, foi um carinho muito bom, ate que ficou mais gostoso, senti um tremor, um calor, sei lá, mas foi bom, quando olhei pra boca da Juliana estava escorrendo um liquido desbotado parecido com leite condensado, depois ela disse que aquilo era esperma. Cai na cama, ainda vi ela socando o cabo da escova na buceta, logo em seguida ela deu um gemido agudo, quando ela tirou a escova o cabo estava todo melado, depois de alguns minutos descansando ela se vestiu, e perguntou se eu tinha gostado, parecia outro mundo pra mim, respondi que tinha adorado...

Ela então me fez prometer que não falaria pra ninguém o que tinha acontecido, e o que ia acontecer. Eu já não esperava a hora da Juliana chegar, eu fazia o maximo possível pra ajudar Juliana com a limpeza da casa pra poder ficar sá com seus carinhos. Sua mãe não se recuperava, e meus pais pegavam mais gosto pelo trabalho de Juliana.

Já tinha se passado duas semanas que Juliana estava trabalhando lá em casa, começamos a tomar banho juntos meu rosto ficava na altura do umbigo dela, quando saiamos do banho, ela se deitava na minha cama pelada, de pernas abertas, mostrando seus poucos pelos, pra me ensinar a chupá-la, chupava o botãozinho da sua buceta, depois ela mandava, colocar o dedo, e chupar ao mesmo tempo, meu pinto ficava duro, ela forçava minha mão na sua buceta, cheguei a enfiar meus quatro dedinhos, sá ficando pra fora o polegar, eu chupava tanto que segundo ela eu a fazia gozar, ela não ate então não deixava eu colocar meu pinto na sua buceta, eu acho que era porque meu pinto era muito pequeno, teve uma vez que estávamos tomando banho e fiquei passando a mão na bunda dela, achei bonita, macia, a espuma do xampu escorrendo pelo corpo, passando pelas costas, bunda, ela pegou minha mão e colocou no meio da bunda, e disse pra procurar um buraquinho, devagar eu passava a mão, passei o dedo bem no cu dela, ela gemeu: ai mesmo! Enfia seu dedinho devagar...era bem apertado, a água quente caindo no nosso corpo, ela gemia, fazia cada cara, pedia pra mim enfiar a outra mão na buceta dela, e foi o que eu fiz, sua buceta já estava toda melada, fácil, fácil, entrou meus quatro dedinhos na sua buceta, e a outra mão continuava acariciando o cu dela, ela gemia, rebolava na minha mão, já sentia que ela ia gozar na minha mão, e dito e feito...Eu nessa hora tirava minha mão de dentro dela, ela sentava no chão do Box, como se estivesse desmaiada, saiamos do banheiro, e íamos pro meu quarto ela como forma de agradecimento vinha com sua boquinha quente chupar meu pinto, que quando gozava, agora ela bebia toda minha porra, e dizia: vem meu homemzinho sua empregada vai te limpar...





se gostaram retornem

e-mail: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto calcinha fioConto comeu minha esposa e eu não percebiconto porra meu excontos eróticos de bebados e drogados gayschupando até ela gozar dirá cx aodSou frissurada e rola grossa conto realpapai Me. comeu ContosChantagiei minha irmazinha contos eroticostentando comer a sobrinha contoscontos eróticosmae solteiraTennis zelenograd contocontobucetavirgemcontos eróticos priminha caçulaFotos erótico padratos e entiadanoite maravilhosa com a cunhada casada contosConto comi a mãe da minha namoradaconto erotico minha mulher no club com negrocontos eroticos marido mandando mulher saraContos eroticos danadinha colo do velhocontos eroticos minha enteada me chantageoucontos eroticos meu patrãocontos casada f****** com outroMeu marido sabe que dou o cu a um amigo de infanciaGangbang nas incesto fotoscontos eróticos de gay e picudo pedreirosconto erótico viadinho de calcinha é enrabado na construçãocontos arregacamos minha esposaContos com belas picascomtos eroticosgarotascontos eroticos surubascontos sadomasoquista mais uma gorda dominada parte 2contos com a visnha casada escondido oacontos minha filha olhou em dandoassistir agora porno alargador de buceta pica grossa e enormeMeu meio irmão do pau de chocolate contosfilme pornô da mulher do Suvaco Cabeludo Vem homem do pau mais grande e g************* delamae de pintelheira loura dormindo nuacontos eroticospica grossa rasgando bucetameteu o dedo na minha bundinha contodesejos de machos que adora safadeza com outros macho experiências vividasHomem mais velho iniciando duas meninas novinhas as chupar pica contos eroticosconto deixou a buceta ficar peluda pra dar pro paicontos erotikos menina de menor dando o cu a troco de balaodiava o marido da minha prima parte2 contos gaycontos eroticos casadas e pedreirosConto Casada Irmandadecontos eroticos violadaeu e minha filha ficamos viciadas no pau gostoso do meu tioconto erótico vó e seu netinhoconto do tarado que se fazia de bonzinho para comer as meninascontos de coroa com novinhocontos eróticos de novinhas dando para garanhõesconto erotico deixando minha esposa ajudar meu sogroveati roupa de menina e dei para um coroa contoscontos sex fui tratada como putamulheres religiosas corpo bonito seio grande quadril largo transandocontos eroticos arrastada pro mato e enrrabada pelo brimo da rola grossaEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DE CALCINHA FETICHE OLHANDO ESPELHO MINH BUNDAbelas picas brancas rosinha gozando gaysnoite maravilhosa com a cunhada casada contos19 anos contos gaysPorno orgias lesbicas incestuosas iniciando as bem novinhas contosloiro do olho verde me fazendo um boquete gostoso perto da piscinaContos filho namorado "pintinho"contos eroticos aiii chupa minha buceta aiii porrra aiiii chupacontos eroticos podolatria com a minha maeestudando com contos eroticosFoderam gente contos tennsrabinho da filha da vizinha com doze anos loca pra fude contos eroticosconto gay viciei na rola do negÃover travesti dano o cu pra sincaras r chupano pimtocontos eroticos brincado com meu irmao acabei perdendo o cabacinhoConto erotico sou uma coroa vadia e garotocontos porno heteros'na adolecencia brincando de esconder meus amigos me comeram'abusada pelo filho contoconto erotico ficando com um doente mentalenfiando a perna da capeira na bucetacoroa coxuda gozando contoscontos eroticos dando pro jumentoSou casada fodida contocontos eroticos troca de casais entre cunhadoscontos eroticos solteira vendidaesposa torcendo de biquini em casa conto eroticocontos erotico farmaceutico macho negao fodendo gaytravesti.coza.com os.dedos no seu cuconto porno gay teen mulatotraficante comendo a travesti conto eroticoconto erotico viadinho pego usando calcinha no sitiominha cunhada quis que eu a visse nua