Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRIMEIRA VEZ...PESCANDO

Click to this video!

A histária que vou contar pra vocês ocorreu quando eu tinha 19 anos. Naquela época eu já tinha um corpo de mulher, 1,68 de altura, 55 k bem distribuídos, bumbum arrebitado e seios fartos, loirinha de olhos esverdeados e cabelos a altura dos ombros. Era verão e meu pai havia me convidado para uma pescaria, sim, pescaria, o sonho dele era ter um menino, mas como ele sá teve meninas e eu sendo a mais velha tive de acompanhá-lo, sá para agradar. Meu pai sempre ia pescar com seus amigos, Gustavo, Leo e Marcelo, eles acampavam na barranca do rio saiam na sexta-feira a tardinha e sá voltavam domingo a noite. Era a primeira vez que ia me levar junto e eu estava ansiosa. Chegando a sexta-feira saímos logo que papai chegou do trabalho, apanhamos os amigos e fomos para a pescaria. Quando chegamos no rio, já era mais ou menos umas nove horas da noite, ligamos os lampiões (liguinhos – aqueles com botijões de gás) e montamos acampamento. Tínhamos duas barracas, daquelas para quatro pessoas com varandinha e tudo mais. Eu e papai ficamos com uma delas e os demais homens na outra. Todos os amigos de papai me bajulavam e diziam que agora teriam uma nova colega de pescaria, elogiavam minha beleza e depois do lanche que preparei (macarrão) todos disseram que eu já poderia casar. Gustavo e o Gustavo deviam ter a idade de papai 41 anos e Leo uns 30. Notei que todos olhavam para meus seios que pareciam querer pular pra fora daquela blusinha com decote em V, que deixava meu colo a mostra. No dia seguinte os olhares dos amigos de papai continuaram, até porque coloquei um shortinho curto, daqueles que deixam a parte do bumbum de fora. Não fiz isso de propásito, é que estava muito quente e esqueci que a mata era cheia de mosquitos. Saímos para pescar em dois barcos, passamos a manhã inteirinha e sá pegamos dois peixes, mas que foram suficientes para o nosso almoço. A tarde não voltei para o rio pois estava muito cansada e não queria atrapalhar. Além do que tinha sido mordida por vários insetos e preferi ficar na barraca descansando. Lá pelas três horas da tarde ouvi barulho de um motor de barco, era o Leo que voltava, ele disse que estava preocupado comigo e sozinha no acampamento. Leo olhava fixo para minha coxas, então perguntei o que ele estava olhando. Leo respondeu que olhava as mordidas dos insetos e que tinha uma pomada que iriam suavizar a coceira. Oba! Exclamei, pois a coceira realmente estava insuportável. Leo então pegou uma pomada na sua mochila e disse que ela era muito boa. Ele destampou a pomada e começou a aplicar na minha pele. Suas mãos estavam quentes e apesar da surpresa não falei nada, simplesmente deixei ele continuar passando aquelas mãos na minha perna e nas minhas coxas. Eu fiquei molhadinha na hora e Leo notou que minhas faces ficaram vermelhas. Leo perguntou se estava fazendo efeito a pomada, e eu respondi que sim. Estava tão gostoso que fechei meus olhos, foi quando Leo me beijou e eu naquela excitação correspondi. O tesão começou a tomar conta do meu corpo e a cada carinho de Leo eu me entregava mais. As suas mão entraram pela minha blusinha e tocaram meus seios, os biquinhos ficaram duros e Leo começou a sugar, primeiro um depois o outro. Eu estava totalmente descontrolada e quando percebi Leo já estava tirando minha blusinha meu shortinho e minha calcinha. Estava eu peladinha na frente do amigo do meu pai, a beira de um rio. Leo muito gentilmente me deitou abriu minhas pernas, me beijou e começou a esfregar seu pau na minha bucetinha virgem. Ele sussurrou algo no meu ouvido, mas não escutei, então ele colocou aquele membro duro na portinha da minha bucetinha e começou a pressionar, foi colocando aos poucos, foi incrível, eu estava descobrindo sensações que nunca tinha imaginado existir. Ele colocava um pouco, parava e depois colocava mais um pouco, sentia seu membro pulsar dentro de mim, até que entrou tudinho, mais uma vez ele fez uma pausa, olhou pra mim e disse: minha linda, agora você vai descobrir os segredos do amor. E começou a movimentar o membro dentro de mim, num vai e vem lento e depois mais rápido. Comecei a gritar de prazer, e a cada estocada eu parecia que ia explodir, até que gozei pela primeira vez. Ele notou minha excitação e então tirou seu pau ainda duro da minha bucetinha, me colocou de quatro e me penetrou mais uma vez, agora minha buceta estava fervendo, e Leo dava estocadas fortes apertando meus seios. Quando Leo ia gozar, tirou o pau de dentro da minha bucetinha e gozou nos meus seios. Leo me beijou mais uma vez e retornou ao rio, disse que ia se encontrar com meu pai e pediu para que eu não contasse nada do que aconteceu. Disse que não falava nada se amanhã a gente fizesse tudo de novo. Ele sorriu e foi embora... o que aconteceu depois...bem isso é outra histária....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


dando contosver tv pornô mulher que tem a vajina muito linda e grade gozando na pica sem para vaquira com o cavalocoki a amiga da esposa contoscontos quase bicontos de coroa com novinhominhas sobrinhas conto eroticocontos lesbico meus pais viajarammulhe dane a buseta a primeira vezcontos eroticos gangbangcontos: sentei no colo do velhovidios dos bucetao mais carnudo e enchados nuscontos de velhas dos seios bicudotransando com a interna contoscoitado do meu cu contosConto erotico meu pai me cobiçandocontos eroticos meninas filhinhas subrinhas priminhashomem colocou sua picA ENORME NA XOTA DA CABRITA ENFIO TUDOputa incotrado afuder cm amante vidiovoyeur de esposa conto eroticocontos comi minhas gemias zinhasDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos eroticos gay dei minha bunda pro filho da vizinharossou em mim contoscontos eroticos q bocA e essa desse baianocontos transex fudendo com entregador de pizzameninas nova levando pica dormindo e gemendo altocontos eroticos aposentadas cavalascontos tio no carrocontos eroticos gays excitantesConto de cadelinha depósito de porra dos machos no barxvidio mocinhaconto gay daniel e murilo me.comeramcoroa amostranda a calcinha video feito casacontos eroticos sexy romantico e gostosocontos eroticos de pau gigante arregassando bucetasubi a saia da e comi minha empregada vadiaxxvideo de pica enorme socada no cu de ninfeta chorando gritandoo ai 5mincamiseta e sem calcinha contoscontos de coroa com novinhominha cadelinha zoofilia contoscontoschupou tio i phoneWww.contoseroticosvirgindade.commamando na velha contosconto gay fui abusado no alfanato pelo os fucionarioPorno conto ponheta da casada buzcontos eróticos mulecadabuceta velha contoscontossexotravesticontos reais minha mae chupou minhha bucetao meu padrasto me arrastou pro matagal contosmeu avô rasgou minha bucetaporno grades com minha prima de rageriContos comendo a mulher do amigovisão dos sonhos dos cornoscontos eroticos gay o pastorcontos eroticos comeu meu cu no onibus e da cobradoracontos minha prima defisiete me viu batedo umapelado na Rua, ContosContos punheta duplamete essa picona do cu do meu maridinhocontos eroticos gay fiquei sozinho em casa meu vizinho veio mim comerContos eroticos de meninas estupradas.deixei meu vizinho me desvirginar contoscontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandroszoofili negao magro com umaacontos eroticos com solteira no cinema pornocontos fodi menininha por docesme encoxaram a noite bunduda,no parquinho contoscontos eroticos linguada no cucontos sexo incesto amo meu filho