Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRIMEIRA VEZ...PESCANDO

Click to Download this video!

A histária que vou contar pra vocês ocorreu quando eu tinha 19 anos. Naquela época eu já tinha um corpo de mulher, 1,68 de altura, 55 k bem distribuídos, bumbum arrebitado e seios fartos, loirinha de olhos esverdeados e cabelos a altura dos ombros. Era verão e meu pai havia me convidado para uma pescaria, sim, pescaria, o sonho dele era ter um menino, mas como ele sá teve meninas e eu sendo a mais velha tive de acompanhá-lo, sá para agradar. Meu pai sempre ia pescar com seus amigos, Gustavo, Leo e Marcelo, eles acampavam na barranca do rio saiam na sexta-feira a tardinha e sá voltavam domingo a noite. Era a primeira vez que ia me levar junto e eu estava ansiosa. Chegando a sexta-feira saímos logo que papai chegou do trabalho, apanhamos os amigos e fomos para a pescaria. Quando chegamos no rio, já era mais ou menos umas nove horas da noite, ligamos os lampiões (liguinhos – aqueles com botijões de gás) e montamos acampamento. Tínhamos duas barracas, daquelas para quatro pessoas com varandinha e tudo mais. Eu e papai ficamos com uma delas e os demais homens na outra. Todos os amigos de papai me bajulavam e diziam que agora teriam uma nova colega de pescaria, elogiavam minha beleza e depois do lanche que preparei (macarrão) todos disseram que eu já poderia casar. Gustavo e o Gustavo deviam ter a idade de papai 41 anos e Leo uns 30. Notei que todos olhavam para meus seios que pareciam querer pular pra fora daquela blusinha com decote em V, que deixava meu colo a mostra. No dia seguinte os olhares dos amigos de papai continuaram, até porque coloquei um shortinho curto, daqueles que deixam a parte do bumbum de fora. Não fiz isso de propásito, é que estava muito quente e esqueci que a mata era cheia de mosquitos. Saímos para pescar em dois barcos, passamos a manhã inteirinha e sá pegamos dois peixes, mas que foram suficientes para o nosso almoço. A tarde não voltei para o rio pois estava muito cansada e não queria atrapalhar. Além do que tinha sido mordida por vários insetos e preferi ficar na barraca descansando. Lá pelas três horas da tarde ouvi barulho de um motor de barco, era o Leo que voltava, ele disse que estava preocupado comigo e sozinha no acampamento. Leo olhava fixo para minha coxas, então perguntei o que ele estava olhando. Leo respondeu que olhava as mordidas dos insetos e que tinha uma pomada que iriam suavizar a coceira. Oba! Exclamei, pois a coceira realmente estava insuportável. Leo então pegou uma pomada na sua mochila e disse que ela era muito boa. Ele destampou a pomada e começou a aplicar na minha pele. Suas mãos estavam quentes e apesar da surpresa não falei nada, simplesmente deixei ele continuar passando aquelas mãos na minha perna e nas minhas coxas. Eu fiquei molhadinha na hora e Leo notou que minhas faces ficaram vermelhas. Leo perguntou se estava fazendo efeito a pomada, e eu respondi que sim. Estava tão gostoso que fechei meus olhos, foi quando Leo me beijou e eu naquela excitação correspondi. O tesão começou a tomar conta do meu corpo e a cada carinho de Leo eu me entregava mais. As suas mão entraram pela minha blusinha e tocaram meus seios, os biquinhos ficaram duros e Leo começou a sugar, primeiro um depois o outro. Eu estava totalmente descontrolada e quando percebi Leo já estava tirando minha blusinha meu shortinho e minha calcinha. Estava eu peladinha na frente do amigo do meu pai, a beira de um rio. Leo muito gentilmente me deitou abriu minhas pernas, me beijou e começou a esfregar seu pau na minha bucetinha virgem. Ele sussurrou algo no meu ouvido, mas não escutei, então ele colocou aquele membro duro na portinha da minha bucetinha e começou a pressionar, foi colocando aos poucos, foi incrível, eu estava descobrindo sensações que nunca tinha imaginado existir. Ele colocava um pouco, parava e depois colocava mais um pouco, sentia seu membro pulsar dentro de mim, até que entrou tudinho, mais uma vez ele fez uma pausa, olhou pra mim e disse: minha linda, agora você vai descobrir os segredos do amor. E começou a movimentar o membro dentro de mim, num vai e vem lento e depois mais rápido. Comecei a gritar de prazer, e a cada estocada eu parecia que ia explodir, até que gozei pela primeira vez. Ele notou minha excitação e então tirou seu pau ainda duro da minha bucetinha, me colocou de quatro e me penetrou mais uma vez, agora minha buceta estava fervendo, e Leo dava estocadas fortes apertando meus seios. Quando Leo ia gozar, tirou o pau de dentro da minha bucetinha e gozou nos meus seios. Leo me beijou mais uma vez e retornou ao rio, disse que ia se encontrar com meu pai e pediu para que eu não contasse nada do que aconteceu. Disse que não falava nada se amanhã a gente fizesse tudo de novo. Ele sorriu e foi embora... o que aconteceu depois...bem isso é outra histária....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


pediu para o marido lamber porra contosTennis zelenograd contocontos eroticos exibindo minha esposa no banhono cine porno me fuderam na marra(adorei)e ainda fizeram o frouxo do meu marido virar viadinho.contoscontos eróticos professor e alunacontlo erotco para pagar uma divida pedi minha mulher para se vestir como putafui brincar ns pracinha,e is,meninos mw comwram contoa eroticosfanfiction contos eroticos de mulher de short de lycra curtofoi no estoque da enpresa que trai meu marido conto eroticocontos.eroticos.fui arrombada por um bem dotadocontos matei minha vontade sem quererporno contos eróticos eu ea minha esposaContos eroticos varios homens e mulherescontos exoticos cm bebados tarados e nojentoscontos eroticos casadas canalhas contos erotico o coroa me fudeu em cima da sua lanchagozando pelo cu contos eróticosFoderam gente contos tennsconto erotico de faxineira casada safadavidio porno corno mulher da em cima do jsrdineiro e empregada ver e participadepilada pelo amigo contoscache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html bucetas ticos grelostravestis narrando quando deram o cuzinho pela primeira vezespiando minha tia safada.htmlconto erotico mae no carroexcravo domestico casa dos contos gayconto porno gay putinha de várioscontos eronticos pai e filhia no camilhao trasei com elative que engravidar de um garotão pois o corno não consegue contosvelhos travestis a levar no cu de pretosminha tia casada matutinha contoscontos necessitava de rolacontos eróticos meu sobrinho me chupouDei pro Angolano Contos Eroticoscontos eroticos amei ser estupradaContos pornos-esporrei na comida da cegaConto amarrada abre mais vadiatoda raspada na praia de nudismo contospezinhos lindos da minha mae contos eroticocontos eroticos gay - minha irma me preparouDei gostoso pro meu avô em quadrinhosContos eróticos japonesaconto gay fodi o namorado da minha irmaconto meu pai descabacou minha irmacontos da mãe a lamber a cona da filhaCorno ama namorada use chortinho de lycra marcando buceta contosmeu amigo me deu a sua esposa contoscontos eroticos chantagemFoderam gente contos tennsContos eróticos no banheiro da escolaContos eróticos picantes pecados na igreja com padresgata de excita o tio conto mais falladoContos eroticoseus.filhoscontos eróticos esposa e um amigo gaysou casada sedusi meu sobrinho contoscontos eróticos esposa tímida no swingContos erótico lesbico policial mulher contos eroticos meteram em mim e fiquei muito abertainspetora viu meu pau contosvideo corno olhando sua esposa morder o traveseiro de tesao dando cu pro negso dotadoevy kethyn istinto ativocontos esposa da o cu no acampamento ao lado d marido no escuroContos filha fica de calcinha perto do paiPiroca de 25cm - conto eroticoeu e minha patroa praticamos zoofiliaconto erotico gay tv a cabovídeo porno mulhercoloca um vibrado na buceta antes de ir trabalharContos Comendo A filha da amigaconto eróticos sabrinacontos eroticos dei pro irmao da igrejacontos eróticos a gata e o lixeiroCasadoscontos-flagrei.