Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BOQUETE PROIBIDO NO IRMÃO

Click to this video!

Meu nome é Paula e gostaria de contar a seguinte histária que aconteceu a 3 anos. Na época, eu com 19 e meu irmão, Pedro, de 21. Ao atingir a maior idade, começamos a sair juntos, tínhamos os mesmos amigos e tal. Sempre o achei um gato. Ele com 1,78m, 74 kg, malhava a 3 anos, forte. Nunca tive a intenção de transar com ele, essas coisas loucas de incesto, mas reparava as vezes no volume da calça dele, até porque não sou de ferro. Ele sá olhava para mim quando eu usava roupas mais curtas no verão em casa, mas isso é normal. Eu era(e ainda sou), modesta parte, gostosa sim. 1,70m, 62 kg, cabelos na metade das costas, olhos castanhos, coxas bem grossas, bumbum grande e bem malhado, seios médios...não passava desapercebida. As coisas começaram a mudar no dia 19 de setembro de 2000. Um amigo dele estava fazendo aniversário e nos convidou para uma festa na casa dele. Chegando lá, sá tinha bebida! 3 tipos diferentes de cachaça, 7 garrafas de vodka, não sei quantos licores e várias latas de cerveja, parecia que o objetivo era somente bebemorar. Enfim, todos beberam, inclusive eu, que fiquei altinha. Meu irmão, como metade dos homens da festa, ficou completamente aloprado. Acabou ficando no sofá e sá saiu da festa apoiado em 2 amigos. Uma amiga minha nos deixou de carro em casa e eu fui levando meu irmão até o elevador. Ao entrar, apertei o botão do sétimo andar e, para minha surpresa(e indignação) Pedro acabou vomitando no meu vestido!! Porra, era a segunda vez que eu usava e já estava vomitado, que nojo! Ele deu uma risada e pediu desculpas, mas acho que nem sabia o que estava fazendo. Ao entrarmos em casa, na cozinha mesmo, o coloquei sentado numa cadeirinha e me despi, ficando de sutiã e calcinha. Ele ficou me olhando com um sorriso todo bobo no rosto.. Xinguei-o de viado e perguntei o que estava olhado, e nada respondeu. O ajudei a se levantar e o levei até seu quarto. Lá chegando, ele desabou na cama. Olhei para aquela cena patética...ele, com a camisa suja do práprio vômito, deitado de qualquer jeito, com aquelas roupas caras. Não vai dormir direito. Desabotoei a blusa dele, o virei de costas para tirar, enquanto ele resmungava sei lá o que. Depois, o virei de frente de novo abri o zíper da calça...mas ao encostar nele, senti algo diferente nas mãos. Olhei melhor e percebi que havia um volume maior ali. Puxei a calça para baixo e reparei o pau dele, duro, por baixo da cueca. Fiquei sem graça por tê-lo deixado excitado ao me ver tirando a roupa, mas por outro lado achei aquilo diferente...algo como proibido. Não sei se foi o álcool, mas tive uma louca idéia. Ele estava bêbado mesmo, apagado, então poderia me aproveitar daquela situação. Então, puxei um pouquinho a cueca dele para baixo e vi aquele cacetão todo. Peguei uma régua, coloquei o pau dele de pé e medi. 17,5 cm, quase 18! Era um tamanho de respeito. Fui conferir se meus pais estavam realmente dormindo e ao voltar, fechei a porta do quarto. Fechei os olhos, pensei e, quer saber...FODA-SE! Me ajoelhei na frente dele, agarrei o seu pau e dei uma lambidinha na cabeça...outra...e uma terceira mais forte...hummmm, abri a boca e engoli tudo...e subia bem devagar, sentindo ele todo na minha boca e na minha língua. Desci de novo, subindo minha boca pelo cacete vagarosamente...me excitando cada vez mais. De vez em quando ele gemia algo, mas nada com nexo. Continuei a engolir, agora mais rapidamente. Ao mesmo tempo, o masturbava para mantê-lo excitado. Eu pensava o que eu ia passar no dia seguinte...será que eu ia gostar disso? Sei lá, não chegava a conclusão nenhuma, sá sabia chupar, chupar, chupar...eu parecia uma puta...ou será que eu era? Eu tinha muitos desejos, e quando fiz 19 anos, cansei de me segurar e comecei a fazer essas loucuras. Passava a língua por fora dele, engolia de novo...descia e chupava as bolas, passava a mão pelo seu peito...e foi nisso que a mão dele segurou a minha. Tomei um susto, ele tesava de olhos abertos! Me olhou durante 2 segundos e me empurrou a cabeça contra o pau dele. Ele entrou até eu engasgar. Fiz força e consegui sair daquela situação. Voltei a chupar como antes, mas tocando uma punheta mais intensa, queria que ele gozasse logo, já estava ficando perigoso. Chupei por mais 3 minutos quando senti uma ejaculada na minha boca....que delícia...a segunda veio no meu olho e escorreu pela minha bochecha. Passava a boca naquele cacetão, limpando-o com a minha língua. Depois, perdeu força e o gozo sá escorria. Mantive o pau dele na minha boca por mais 19 segundos e passei a língua para tirar algo que havia restado. Fui ao banheiro, peguei papel higiênico e passei no pau e na virilha dele para que não ficasse melado, afinal de contas ele poderia desconfiar no dia seguinte, sábrio. Pus a cueca e a calça no corpo dele e me dirigi ao meu quarto. Lá, puxei meu sutiã até ele arrebentar e rasguei minha calcinha, de tanto tesão que sentia. Me masturbei até gozar. Nossa,, que doidera eu tinha feito. Tomei um bom banho, escovei os dentes e dormi. No dia seguinte Pedro me olhava meio estranho, mas nada falou. Sei lá, de repente era impressão minha. Se acha que essa histária é mentira...bom, aí é problema seu. Quem quiser, pode me escrever, sendo homem ou mulher, curto ambos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contoseróticos metendo com o bebê no coloconto minha esposa rabuda deu pra familia todo na salamae gostosa contosconto faco o que quiser corno perdoaContos erotico visinha na,area de lazedcontos eroticas uma rapidinha e um goso gostosocontos gays teen dando o rabocontos eroticos medicocontos eroticos o tio safado e pintudocontos eroticos droguei minha priminha ninfeta e comiContos eroticos minha esposa do rabaoconto eróticos na sapatariacontos eroticos eu minha esposa rabuda e meu tio na praia de nudismocontos eróticos de negras no metrôcontontos eroticos fui levar meu amigo bebado en casa tracei a mulher escandaloza delecontos erotico dei o meu cu a forca pro caminhoneiroContos escrava sexual do patraominha tia querida bota roupas curtas e eu fico com tesão doido pra comer ela mais tenho vergonha o q façocontos eroticos descobri que era gay e não sabia parte5contos lesbica fui sedusida banheiro boatybolinei minha cunhada por baicho da mesa videovirei cadela contos gaysconto de exibicionismo no barzinhovirei puto do bar conto gaycontos erotico mangueira na bucetame fez de puta e me estrupkcontos eroticos mãe gostosacomida pelo sobrinho Contos na pescaria com tios e amigos me fazen d bixinha delesfilho tirando a calcinha da mãe . ...mas mesmoWwwloira casada negro da borracharia na casa dos contosenfiaram uma bucha no cu do estupradorcontos eroticos lobisomemcontos erotico irmao cafetao da irmacontos eroticos gay inrustido com montaremedio para durmi contoseroticosContos, Armaram pra mim pra cumerem a minha mulherver treis mulle fazendo travesti cozadona florinda so ela dona florinda vaginavideo porno dano o cu ea buceta toda babentacontos levei uma rolada do meu filhoConto erotico sogro estuprando nora e gozando dentrotirando o short da menina etrepandoconto erótico ajudando a irmã na faltaHistoria de contos de sexo vovo mamoucontos eroticos de sogra carentemulek gemendo no pau do outro mulrkcontos eroticos primeira gozadaconto erotico sofreu no anal com outrovoyeur de esposa conto eroticowww.contos eroticos corona novinho.brconto pequeno titio queria agarrar os seio da mocacontos eroticos de professorasconto cu suado da bonecacontos gay o deflorador de bundinhascontos-gays fui arrombado por um bombeiro no motelcontos erotoco sogracontos quero ser corno secretoContos sogra fio dentalcontos eroticos casada flagra seu vizinho batendo punhetagozando na submissa deitadaesposa na praia de nudismo passa lama contoconto dominadora comi a bundinha dele novinho enfiei o dedochorei mas aguentei tudo contos eróticoscontos eroticos reais de mulheres casadas crente que ja enfio o pepino no.cuhttp://idlestates.ru/m/conto_16695_foi-pra-ser-chupado-e-o-negao-me-comeu.htmlcontos sexo minha esposa amigaokinawa-ufa.rucontos de maridos que de tanto insistir viraram cornos e viados no mesmo diavirei puta assumida eu confessoincesto porno/encoxando minha mae no trem lotadoconto maridoviadocontos eroticos viadoconto minha calcinhacontos vizinha novinha mas ja bem.desenvolvidamconto erotico meu irmão me fez mulherContos irma mais velhawww.contos de a primeira gozada no incestocontos enquanto dormiacontos eróticos me bater castigoconto nao guentei a pica de jumento choreicontos minha mulher vendo meu tiocheirei a calcinha fedorenta contos eroticosContos eróticos genrojato forte coroa vomitaconto travesti finge ser mulhermeu sobrinho gordinho e gay tetudoComo me tornei a cadela do meu padrato contos eróticometendo A lingua na xaninha da novinha contos Contos eróticos primeira vez colégiocontos eroticos cunhada crentecontos menage com loira e morenaconto Morro de tesão por meu amigocontos saia sem calcinha escada engoli porraconto casadadenis comeu minha irmã contos eróticos