Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PERDENDO A VIRGINDADE COM O PADRASTO

Click to this video!

Olá, meu nome é Lalesca, tenho 19 anos e vou contar uma histária veridica que aconteceu comigo há algum tempinho. Eu tinha sá oito anos quando minha mãe se casou com o Fábio, meu padrasto. Ele tem 1,82 de altura, tem os olhos super azuis e os cabelos bem pretos e nem de longe aparenta ter 45 anos. Como eu fui morar com meu pai nem percebia como ele era gostoso e sá aos quinze anos quando meu pai se casou com uma puta e eu tive que ir morar com a minha mãe que tudo começou. Comecei a reparar no jeito que ele andava, no seu corpo molhado de suor quando saia da sala de ginástica e não vou mentir que muitas vezes me masturbei ouvindo ele e minha mãe treparem. Mas eu tentava ser mais discreta possivel, ele sempre me tratava como filha e me chamava pra sentar no colo dele, fazia cocégas em mim e sempre foi muito legal. Um dia, eu estava indo para piscina quando escutei uns gemidos do banheiro. Era Fábio batendo uma punheta no banho. Aquilo me excitou muito e eu fiquei parada do lado de fora do banheiro escondida atrás da porta passando a mão na minha buceta virgem. Eu nem me toquei na hora que ele saiu e de repente ele estava do meu lado, todo molhado enrolado na toalha falando "O vc ta fazendo menina?" nem olhei pra ele, saí correndo e fui pra piscina. O clima ficou meio estranho entre a gente e eu temia que isso abalasse nossa relação. Nás costumavámos sempre assistir um filme na TV a cabo as quintas a noite, o dia que a minha mãe faz plantão no hospital e chega mais tarde, na quinta seguinte eu fingi que nada tinha acontecido e fui lá assistir o filme com ele. O filme era aquele "Invasão de privacidade" e eu sentei um pouco afastada dele mas mesmo assim nás comentamos os comerciais que passavam antes do filme. Foi quando ele disse "Lesca, vem ca sentar no meu colo pra gente conversar" até aí normal, nás sempre faziamos isso. Quando eu sentei no colo dele já me excitei. Ele tava sem camisa e o corpo dele é malhadão, o short era fininho e com certeza ele tava sem cueca. Dava para ver o contorno do cacete dele. "Eu vi o que vc tava fazendo aquele dia, vc não precisa sentir vergonha de mim eu sou quase seu pai" aí ele me surpreendeu quando colocou a mão na minha coxa e disse que eu tava ficando muito bem feitinha. Não resisti e tasquei um beijo na boca dele, e ele não retrocedeu, enfiou a lingua feroz na minha boca enquanto apertava a minha bundinha. Começou a beijar meu pescoço e a apertar minhas tetas, então perguntou se eu era virgem e eu disse que sim, aí ele puxou minhas pernas e me colocou bem em cima do pau dele e disse "rebola gatinha, rebola pro seu papaizinho gozar" eu comecei a me esfregar no pau dele enquanto ele me beijava com intensidade, aquilo estava sendo tão gostoso que nos intervalos dos beijos e gemia baixinho no ouvido dele e isso fez logo o pau embaixo de mim endurecer. Ficamos assim por quase quinze minutos quando escutamos um barulho na porta. Eu desci logo do colo dele e fui pro quarto mas quando vi minha mãe passando fui pra porta do quarto deles ver no que ia dar ela ver ele de pau duro. Não deu outra: na mesma hora que ela entrou no quarto ele agarrou ela e enfiou o pau todo bem no cu dela de uma vez. E eu é claro fiquei sá na mão. No dia seguinte acordei com uma mão alisando minha buceta. Era Fábio que já tinha tomado seu banho matinal e estava com o corpo molhado, uma toalha enrolada na cintura e um pau explodindo. Ele disse que minha mãe tinha acabado de sair para uma emergencia. Ele imediatamente pulou em cima de mim e começou a esfregar seu pau por cima da minha calcinha. Começou a falar que já queria me comer a muito tempo mas não tinha coragem de pedir. Mandou eu abrir as pernas e eu disse que não ia dar pra ele, que não me sentia preparada e que sá queria brincar um pouco. Ele se levantou, tirou a toalha e forçou o pau dele na minha boca. Eu fiz força pra não aceitar mas ele disse que falaria pra minha mae que eu tava a fim de trepar com ele. O pau dele foi todo na minha boca, eu não sabia como sugar um pau mas aprendi bem na hora. Lambia a cabecinha e punhetava com as mãos, ele puxava meu cabelo e me chamaava de putinha. Mandava eu engolir tudo e eu engolia. Então ele pediu pra ficar com a boca parada pra ele meter o pau nela. Ele começou a meter forte na minha boca, até garganta até que gozou e me fez engolir e limpar o pau dele todo. Quando eu pensei que tudo tinha acabado fui saindo do quarto mas ele me agarrou por trás efregando aquele cacete na minha bundinha e disse que ia me comer por bem ou por mal. resolvi facilitar as coisas, virei e tasquei outro beijão na boca dele. Ele me jogou na cama, rasgou minha camisola e minha calcinha e começou a me chupar. Enfiava a lingua no meu grelinho e eu gemia alto de prazer, agora implorando pra ele meter. Já com o pau em ponto de bala de novo, Fábio esfregou a cabecinha do seu pau na minha buceta durante uns dois minutos e forçou a entrada. Eu gritei quando senti aquilo dentro de mim e pedi pra ele ir devagar mas ele enfiou tudo de uma vez, como se fosse um animal. Ele percebeu que eu estava quase chorando, passou a lingua nas minhas tetas e me deu um beijo gostoso. Começou um vai e vem gostoso e lento, eu já estava a vontade com tudo aquilo e comecei a gemer no ouvido do Fábio. Ele foi aumentando o ritimo das estocadas e eu estava rebolando embaixo dele, de repente já estavamos trepando como dois aniamais no cio. Ele saiu de cima de mim e mandou eu sentar na pica dele. Cavalguei que nem uma louca, pulando naquele pau enorme e apertando as bolas do Fábio que chupava meus seios. Ele gritava que eu era uma putinha que ele podia comer a qualquer hora e eu delirava com tudo aquilo até que gozei pela primeira vez em cima do pau do Fábio que soltou uma gargalhada quando percebeu. Ele me virou de costas e começou a beijar minha bunda, lambendo o buraco do meu cu. Eu disse que era melhor não fazermos naquele dia porque eu ainda tinha aula, ele começou a bater punheta na minha bunda e esfregar a cabecinha do pau no meu cu e gozou novamente me deixando toda melada. Nos beijamos e começamos a rir de tudo aquilo, com os corpos suados, cansados e entrleçados. Perguntei a ele se a minha perfomance foi boa e ele disse que nunca tinha comido uma buceta tão boa. Fábio me deu mais um beijinho, se enrolou na toalha novamente e pediiu pra eu levantar, tomar banho e ir pra escola se não eu me atrasava. Até hoje nás trepamos muuuuuuuuito e minha mãe nunca desconfiou de nada, ainda bem!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos marido cornoconto erotico enfiou vela acesa na minha bucetacontos eroticos enrabando o cliente bebadoconto porno com vizinhonão anãozinho chupa meu pauCasadas na praia contoconto erótico de gay dando o cu pra catador de papelão conto erotico com novinha no parqueminha esposa ela casou comigo virgem da sua buceta e virgem do seu cu eu e ela na nossa noite de núpcias eu tirei a virgindade da buceta e a virgindade do cu dela conto eróticoComi+o+cusio+de+mia+sobria+de+dose+ano+conto+eroticoConto erotico comi minha aluna virgemcontos de machos que experimentou um boquetecomo arrombar um cu virgem ticaIncesto com meu irmao casado eu confessocontos eroticos madasdra 2Mães chupando filho contoseroticoscontos mulheres que gostam de ser preenchido no cuzinhoContos Gays Fui Assediado pelo marido Gostoso Da Minha Irmâcontos centadas no colo do titio no incestoneqguinha gritando ai vou gozarMeu sogro cheirou minha calcinhacontos eroticos com fodaconto erótico com foto titio me rasgoumorro de tesão pela a minha madrasta/videosvidio negao fes travesti loirinha urra com baita pau ate o talo no cuzimconto erotico sogra Alzheimerrelatos de casadas que treparam vom suas cunhadsscontos eroticos de enteadasQuero transa com minha prima que estar gravidacontos eroticos gays zoofiliameu cachorro mecomeu a forcaconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadochupei minha netinha contos eróticosContos eróticos metendo debaixo da cobertameu marido comeu nossa filhaconto erotico incesto eu e mamae na passagem de anodou meu cu para meu amigo colorido contos eróticosdei meu cuzinho muito cerdo contos eróticoscontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eróticos sonífero em famíliaconto viuva carnuda carenteporno éla dis méche que eu vou gozarcontos eróticos;abusaram dd mim na festa da faculdademae desfilando de calcinha fio dentalcontorelatoeroticoscontos eroticos traindo marido na viajandoa minha primeira vez com sexo canino contosContos eróticos sarrado minha tiacontos eroticos do R.G.do SulContos eroticoss adoro trepar sem camisinhacontos eroticos um casal de amigos nos convidou pra uma jantaminha novinha tarada contocontos de corno. bipassivoscontos exoticos comi minh minha irma detalhPorno contos pais e maes tias avo's iniciam suas meninas incestomeu cu ficou rasgado e sangrando contosesposa e meu amigo contos pornosGarotos na puberdadi flagrados com seu priminhoquero ver travesti transando no abdômendirigindo sem calcinha contosaiaiai vou goza no kct do meu paiConto erotico banho maecontos eroticos negrinha casada ficou bebada na festa mais de treze caraas fizeram suruba com elacontos gays picantes o filho da vizinhacontos eroticos namorada brava e virgemMinha mulher voltou bebada e sem calcinha em casa contoscontos eróticos iniciado pela primaRelato de zoofilia dando o cabaço pro burrovendi a buceta/contoContos de sexo virgem dor extrema membro grosso teen incestoconto erotico submissa gozei choreiTennis zelenograd contocontos.eroticos fui.fodida pelo tio velho da van escolarinquilino viu as minhas calcinhas contos eroticoo computador da minha filha contocontos eróticos fiz orgia com meus enteadossviuva ecitada ver filho tomando banho e da pra elegarotas virgens bundudas enrabadas no circo contos eroticosconto meus soblinhos me devoraramMeu nome é Luiza, tenho 26 anos, 1,70 mconto eróticos lábios românticosconto estrupado pelo amigoConfesso bato punheta pra velhopai que fica rosado.o pau na buseta da filha bebadaconto viajando com a maninhaconto porno de amigas casadas fudendo com machos picudos nas ferias