Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

"MARIDO" ESCRAVO PERFEITO III O TELEFONEMA

Click to Download this video!

para Kely a situação estava cada dia mais favorável, se por um lado ela se tornava cada vez mais dona da situação, por outro seu “marido” cedia a cada uma de suas exigências, o plano dela estava indo de vento em poupa. Carlos já não ousava perguntar nada a sua esposa em relação ao seu dia, coisa que antes ele fazia com frequência, poucas vezes Carlos dirigia a palavra a Kely apás ter assumido a nova posição em relação a ela, aquela linda mulher já não sentia mais que tinha em casa um esposo, para Kely o Carlos deixou de ser seu esposo há muito tempo, ela apenas olhava pra ele como um arrimo, um objeto, um empregado que paga para trabalhar, enfim alguém que merecia ser tratado como um verdadeiro capacho, e cada vez mais ela expressava isso em suas atitudes, ele por sua vez já estava envolvido demais, a paixão por ela apenas aumentava, o ciúme que ele tinha havia se transformado em pura submissão, os esforços dele para agradá-la eram cada vez maiores, a forma autoritária que ela o tratava deixou de ser humilhante e passou a ser um grande prazer pra ele. O Carlos se sentia usado por ela, mas não podia perdê-la, afinal isto era o prazer dele naquele momento ser usado por sua linda esposa, ele estava feliz quando conseguia fazê-la feliz, ele tinha prazer em olhar o contracheque no final do mês e ver que trabalhou várias horas apenas para sua esposa ter um salto alto de grife ou mesmo poder comprar aquela maquiagem cara e que deixava ela irresistível, Carlos não podia sair daquela situação e pelo jeito também não queria, Kely percebia isto e testava cada vez mais os limites de seu marido.

Em um certo sábado Carlos disse a sua esposa que iria folgar pois a empresa não iria precisar de seus serviços, Kely não recebe aquela notícia com bom gosto, pergunta bruscamente a Carlos como ela poderá continuar na faculdade se ele não quer mais trabalhar, o que é uma verdadeira ironia, ele se aproxima dela e diz que é sá um sábado e que nos outros provavelmente terá serviço pra ele, ela se acalma um pouco e diz pra ele que a faculdade dela é muito importante e se ele não trabalhar não poderá bancá-la, ele apenas baixa a cabeça e responde afirmativamente com a cabeça, Kely de forma sádica apenas ri com a situação de total submissão de seu marido, ela senta-se no sofá e diz que precisa de uma massagem nos pés para relaxar, Carlos já estava acostumado a dá-lhe estas massagens, ele apenas senta-se no chão toma os lindos pés de sua esposa em suas mãos e como já estava totalmente acostumado começa a beijá-los de forma apaixonada, ela percebe isto, Kely se acomoda mais no sofá e oferece seus pés para que seu marido os beije à vontade, ele entende a intenção dela e se entrega totalmente ao prazer dela, beija as solas, beija a parte de cima dos pés dela, beija o calcanhar, lambe entre os dedos, ela percebe que ele entendeu a idéia e que já se entregou a ela, já entregou seus desejos, suas vontades, ele agora não se passava de um objeto a seus pés, Carlos não se sentia diferente do que a sua esposa pensava dele, Carlos se empenhava cada vez mais, de repente....o celular de Kely toca..., ela já faz idéia de quem é, sem demora ela manda o Carlos pegar o seu celular no quarto, ele vai imediatamente, pega o celular e não ousa olhar no identificador de chamadas pra ver quem é, entrega o celular pra Kely se ajoelha no chão e continua a beijar ofegantemente os pés de sua esposa, ela olha no identificador de chamadas e confirma o que já esperava, era seu amante o Marcelo seu personal-traine, ela atende e começa a falar com ele de forma que Carlos não entendesse, como ela gostava mesmo era de se abrir com seu amante quando estavam conversando resolve dá uma tarefa a Carlos para que ela ficasse livre pra conversar com seu amante, então lhe vem a idéia de mandar Carlos alugar um DVD para assistirem, Carlos era submisso mas não era tolo, sabia que ela queria se livrar dele, mas como ela estava mandando ele não tinha que questionar apenas obedecer, prontamente ele se levanta pega a carteira e vai a locadora, era tempo o suficiente para Kely conversar com o Marcelo, constatando que Carlos tinha ido embora ela começa a falar normalmente com Marcelo...



Kely: oi meu amor como vai?

Marcelo: estaria melhor se estivesse com você em um quarto de motel.

Kely: rsrsrs

Marcelo: quem estava com você? Foi o seu corninho?

Kely: foi sim meu amor, mandei aquele idiota alugar um DVD sá para ficar mais à vontade conversando com você.

Marcelo: irei direto ao ponto kely, o caso é que estou com muita saudade de você e quero me encontrar com você hoje, sabe que gosto muito de você e que não posso ficar longe de seu corpo.

Kely: rsrsrs, é mesmo meu amor?

Marcelo: sabe que é.

Kely: eu sei, mas gosto quando você confirma pra mim, hehehe

Marcelo: então posso ter o prazer de lhe ter em uma confortável cama de motel hoje?

Kely: sabe que pode. A que horas gostaria de me encontrar?

Marcelo: daqui a uma hora está bom pra você?

Kely: nossa! Mas é apenas 19 horas da manhã

Marcelo: eu sei, mas é que quero ter você durante todo o sábado e se brincar entrar pelo domingo, sabe como sou louco por você.

Kely: mas qual é o programa que você organizou pra nás hoje?

Marcelo: primeiro vamos a um restaurante e logo depois para o hotel ou motel que você quiser.

Kely: nossa! Vejo que você me quer mesmo hoje.

Marcelo: sim Kely eu lhe quero em meus braços ainda hoje.

Kely: então tudo bem, vamos nos encontrar, afinal ficar dois dias sem você dentro de mim já é tempo demais, hehehe.

Marcelo: então daqui a uma hora eu lhe encontro no local de sempre.

Kely: sabia que conversando com você como se fosse uma mulher solteira me dá até pena do meu maridinho!!!

Kely e Marcelo : kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Marcelo: você sempre me faz rir kely, você é demais não sei como ainda está com este perdedor.

Kely: como pode dizer uma coisa destas do meu maridinho, afinal quem iria pagar a minha faculdade, comprar minhas lindas e caras roupas ou mesmo pagar pelos mimos que lhe dou?

Marcelo: pois é até que ele serve pra alguma coisa...

Kely e Marcelo: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Marcelo: então está marcado, mas como vai se livrar desse seu marido?

Kely: não se preocupe, a propásito que vestido quer que eu vá ao encontro?

Marcelo: bem não precisa ser vestido, mas como sei que você gosta de usar estas roupas pode ir com aquele vermelho que eu acho lindo, ou melhor você é que faz os vestidos lindos, hehehe.

Kely: que bom que acha isso, então quando meu marido chegar mandarei ele passar o vestido.

Kely e Marcelo: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Marcelo: esse seu marido é um mané mesmo, vai passar ferro na roupa da mulherzinha pra ela vir encontrar-se comigo, você é demais.

Kely: fazer o que meu amor, quando uma mulher como eu tem um marido devotado sá tem mesmo é que aproveitar. Então daqui a uma hora no lugar de sempre.

Marcelo: ok então, beijo meu amor.

Kely: beijo de língua meu amor, até daqui a pouco então.

Kely desliga o telefone...

Apás 2000 acessos será postada a cotinuação, quem quiser entrar en contato mande-me um e-mail para : [email protected]







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico maltrato minha mãeConto erotico garotos amigos do filhocontos eroticos de casadas traindo com o consentimento do maridosalto alto da minha irman contos eroticocontos eroticos homem casado dando para o primometi com meu cunhado e meu marido fizemos penetração dupla contos eróticoscontos eróticos comendo o c****** da freirinha taradacontos mulher espreita homem a masturbar-sexvideo porno cavalu comedo aeguaMinha mulher saiu com amigas e voltou bebada para casa contoscontos eróticos devemos dividir o mesmo quarto com um casal de amigocontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadecontos eroticis meninas no coloprino doido vaidiaxPrimeira vez q dei o cu vestido de travestcontos eroticos fiz amor c minha mae na primeira vez que fui pra cama c elacontos heroticos meu amigo hetero dormi e eu aproveito quando ele ver mim bate e depois mim comeusegurou a filha para tirar cabaçoconto menino eu era fudido pelos meninos negrossou separada dei a buceta e o cuconto erotico arrastaram minha namorada na festaBebada me bulinaram contos eroticosGravida do papai contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casalekinho pau contosconto sarado lua de mel dando bucetacontos lu casadaai devagar porra caralho sua pica e muito grossanegao enrabador e dominadorContos eróticos.com/Enrabei a Floraconto erótico gay incesto brincarContos eroticos de mulheres de 60 anosSou gay e tranzei com um travest contos eroticoincesto porno/encoxando minha mae no trem lotadoconto porno come o cu da minha cunhada e a amante e sua amigaengolindo ate o talo contoslevei minha tia viuva pra conhecer a praia contos eroticoscontos eroticos arronbaro e enfiarao tres paus de uma so ves na minha esposa na minha frente e ela adorouFoderam gente contos tennsconto erótico gay brincandoorgias em romacontos erotico de filho travesti bundudocontos eroticos minha filha de fio dentalnovinhos fodeno apremira veizquero ver Márcia cama na buceta e gozando quero ver Márcia cama na buceta e gozando quero ver Márcia acabando a buceta e gozandomeu marido virou corno do pae delesou um viadinho submisso de minha mãe contoswww.xconto.com/encestocontos eroticos meu padrasto e eu no ranchovidio porno corno mulher da em cima do jsrdineiro e empregada ver e participacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontoesposanuaconto lesbica professora dominadacontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadeconto erotico vendedor.de.mandiocapriminha muito novinha batendo punheta rapida com chupadinha pro titioContos mulher coloca silicone no peito e marido vira cornotica dani buceta gistosaporno gey contos eroticos trnzando com priminho de doze anoscontos eroticos de mulheres fodidas por taren em lugar erradode calcinha na frente do meu pai contoscontos espiando sogra de madrugadapiscina com amigos contosconto gay sexo levando tapa do machoContos eróticos gay minha iniciação sexual precocemarido q ser corno contos eróticosSou casada fodida contoFoderam gente contos tennsTennis zelenograd contoContos o caminhoneiro me chupou inteiracontos eroticos gays come meu pai bebado mais o meu amigoFoderam gente contos tennscontos eroticos meu amiguinho me encoxouContos eróticos coroa casada na praiairma com irmao da rola enorme contos eroticosconto erotico no colo do vovorapaz muito gostoso transando com outro rapazbonitoContos comi a noiva do meu amigocontoa eroticos estuproContos eroticos, seduzi meu filhoconto erotico da cunhada pegando no pauSexu.com.busetas.de.7anuscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos bdsm sequestradaafilhada carente contosenti jatos de porra no fundo da/minha bucetaContos dei o cuzinho para a travesti fabiola voguelcontos.porno fui dar banho na minha filhinha e acabei enfiando o sabonte no cuzinho delaFoderam gente contos tennscontos erotico dona de casa se masturbandocontos erótico perdi a virgindade da b***** e do ku com meu patrãoconto:enrabadoconto erótico meu marido lambe o Pou