Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BRINCANDO DE BONECA, MAMANDO DE VERDADE!

Click to this video!

Sempre fui muito ingênua nesses lances de sexo. Brinquei de boneca até aos 19 com a minha prima Luisa. Nás morávamos longe uma da outra e nas férias passávamos juntas. Por ser muito tímida, não tinha muitas amizades, nem na escola e nem onde morava, por isso era muito apegada a minha prima. Luisa era dois anos mais velha do que eu, tinha um corpo bem desenvolvido, um peito de fazer inveja! Eu na época não tinha muito corpo, magra e com cara de menina. Lembro-me que na nossa infância Luisa falava de namoradinhos que tinha e o que deixava os meninos fazer com ela, eu horrorizada, achava tudo muito nojento. Certa vez, já mocinha, Luisa veio passar as férias comigo e assim que chegou foi logo me puxando pelo braço para brincarmos de boneca. Ouvi minha mãe falar "tão grande e ainda brincando de boneca!" Minha tia defendeu-nos: "Deixa as meninas aproveitarem a infância". Até hoje me lembro dessas palavras da minha tia, coitada, nem imaginava que tipo de "brincadeiras" aconteciam naquele quarto! Assim que Luisa me puxou, entramos no quarto e sem a menor cerimônia trancou a porta. Fui logo pegando a minha boneca preferida, Luisa disse que não precisaríamos da boneca porque eu seria a sua boneca. Claro que havia más intenções nessa proposta, mas na época nem me liguei nisso. Deitou na cama, levantou a blusa, seus seios enormes saltaram empinados diante de mim. Fiquei impressionada com o tamanho deles. Luisa puxou minha cabeça para que eu mamasse nela como fazíamos com as nossas bonecas. Meio sem jeito meti a boca em seus mamilos duros, chupei com força, ela baixinho gemia. Afastou minha cabeça e disse que eu deveria passar a língua por cima dos seus biquinhos e depois sugar com força. Fiz isso e ela se contorceu toda. Perguntei se doía, já que ela gemia tanto. Luisa riu gostosamente, disse que a brincadeira agora ia ficar melhor. Levantou-se da cama, pegou sua mochila e tirou dela um embrulho de papel amassado. Disse que agora brincaríamos de bichinhos e eu seria sua cachorrinha. Desembrulhou uma caixinha de leite condensado já aberta, tirou o short e a calcinha, deitou na cama, abriu bem as pernas e lambuzou a xoxota com leite condensado. Eu era a cachorrinha e deveria lamber tudo. Meti a boca e quase de uma vez sá chupei todo leite, mas ela zangada disse que teria que ser devagar, lamber primeiro e depois chupar. Passei a língua sobre seu grelinho já inchado de tesão e fui chupando onde havia leite condensado. Ela pressionava minha cabeça contra sua xoxota, rebolava na minha cara e dizia que eu deveria enfiar a língua dentro do seu buraquinho. Enfiei e ela se tremeu toda, com mais força segurou minha cabeça e disse que eu deveria engolir um outro leitinho que sairia da sua xoxota. Eu com a cara quase toda enfiada dentro dela, senti algo mal cheiroso e de gosto horrível descendo pela minha boca. Quis tirar a boca, mas ela segurou firmemente minha cabeça e gozou na minha boca. Cuspi tudo e tentei limpar a boca com a mão. Não queria mais brincar daquilo. Ela carinhosamente me deu o restinho do leite condensado para beber, o que tiraria o gosto amargo na boca. Me fez tirar a roupa e disse que seríamos papai e mamãe. Deitou-me na cama e por cima de mim ficou se roçando, senti algo gostoso nesse roça-roça e meti a boca nos seus seios. Foi instintivo, ela ria e se esfregava ainda mais em mim. Meteu um dos dedos dentro da minha xoxota e eu é que passei a me contorcer. Chupou meus seios miúdos, ainda em desenvolvimento, desceu sua língua pelo meu corpo magro, chupou minha xoxota com uma agilidade que ainda hoje desconheço. Nesse momento tive meu primeiro orgasmo, uma sensação gostosa explodia em mim. Descobri as delícias do sexo e passamos a "brincar de boneca" mais vezes. Dois anos depois, eu já com 19 anos e Luisa com 19 já fazíamos loucuras dentro do quarto, sá que dessa vez com vibradores.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eu dancando funk para o titiocontos eróticos não sei que fizmamae me deu seu cuzinhocontos de casadas quer menageconto gay caseiro patrao carlosconto erotico comendo a massatorepeutacontos sexo minha tia queria leiteokinawa-ufa.ru chantageadaas rola de pratigo na bucetacontos eroticoslingua no cucontos erótico putinha de zonaDei minha buceta para meu genro na presença de minha filha contos femininoconto erotico mano pauzusdoConto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadoassistir vídeo pornô travesti da rola Gabs cabeça de graçacontos caipiras amadores bucetasconto travesti finge ser mulherMulheres solteira salvdorMaduras babando na rola dos novinhos contoseroticosLambuzada de mel pro cachorro lamberrelato erotico cheirei a calcinha da sogracontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigocontos-gays fui arrombado por um bombeiro no motelcontos eróticos perdeu aposta e teve que dar para traverticonto casadaconto trepei filinha amiguinha 11aninhoscomi minha madrinha na casa dela contosAmante de coxas grossa e bundao contoscontos eroticos filho da minha vizinha amante maravilhosoirmã ver irmão peladinho com a picona com a glande cobertatentando comer a sobrinha contosnovinha.da.favela.com.amiga.olhando.homem.tocar.punhetacontos eroticos: fui comido pelo meu inimigo safadinhocontos eroticos com cavalo zoofiliaconto eróticos com velhinhapaugrossocontoseroticosentão abri as pernas dela e peguei naqueles peitinhos pequenos e gostosoContos er minha bumda e do maridoconto erotico esposa olhava por marido e gemia com cara safadawww.contos de a primeira gozada no incestoA loirinha punheteira contos eróticoscontos eroticos com cachoroscontos eróticos sogra pediu pra ver minha rolaconto erotico gay dando pro pedreiro sarado de 29 anosbudao fudida por varios brutosurso tiozao roludo conto gaytransando pela primeira vez no boa f***contos eroticos comi a mulher do traficanteMinha prima me falou que tem vontade de chupa no meu peniscontos relatos eróticos mamãe exibicionistacontos eróticos vendadacamiseta sem calcinha. contos de casada.contos eroticos crentestravesti vizinha surpresa contos eróticospenis torture alargando a uretraMoreno olhos verdes gay uberabacontos eróticos- virei mulher do meu paiContos eroticos negra entiada comi mae filhasó um pouquinho contos vidios pornô com sogra e esposade uma ves so tudo doidoele era cheirosinho conto gaycontos eroticos syrubascontos gay luta livreperdendo o sele o selo do cufodendo gostosa e esporo contos eróticosColocou dentro contos eroticosconto maridoviadocontos de incestoMinha mãe e eu no carro 2conto eu e minha noivacontos amigo dorme em casa esposacontos de homem com penis grosso que comeu sem camisinha a sogra contos porno travestis estupros sadomazoquismocolocando no cu dela bem devagar dormindocontos eroticos que saudade da lingua dela na minha bConto eu peguei meu genro me brechando no banhorelatos eroticos minha mulher me traiu e me contou adoreiconto erotico tentei comer o cu delasou hetero mas ja paguei um boquete e gostei muitomulher ensabuando a buceta grande.contos de sexo gay minha esposa viajou e dei com sua calcinhabrincando com maninho acabou em sexocontos eróticos professor e alunacontos bdsm erposas escrava submissa