Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BRINCANDO DE BONECA, MAMANDO DE VERDADE!

Click to Download this video!

Sempre fui muito ingênua nesses lances de sexo. Brinquei de boneca até aos 19 com a minha prima Luisa. Nás morávamos longe uma da outra e nas férias passávamos juntas. Por ser muito tímida, não tinha muitas amizades, nem na escola e nem onde morava, por isso era muito apegada a minha prima. Luisa era dois anos mais velha do que eu, tinha um corpo bem desenvolvido, um peito de fazer inveja! Eu na época não tinha muito corpo, magra e com cara de menina. Lembro-me que na nossa infância Luisa falava de namoradinhos que tinha e o que deixava os meninos fazer com ela, eu horrorizada, achava tudo muito nojento. Certa vez, já mocinha, Luisa veio passar as férias comigo e assim que chegou foi logo me puxando pelo braço para brincarmos de boneca. Ouvi minha mãe falar "tão grande e ainda brincando de boneca!" Minha tia defendeu-nos: "Deixa as meninas aproveitarem a infância". Até hoje me lembro dessas palavras da minha tia, coitada, nem imaginava que tipo de "brincadeiras" aconteciam naquele quarto! Assim que Luisa me puxou, entramos no quarto e sem a menor cerimônia trancou a porta. Fui logo pegando a minha boneca preferida, Luisa disse que não precisaríamos da boneca porque eu seria a sua boneca. Claro que havia más intenções nessa proposta, mas na época nem me liguei nisso. Deitou na cama, levantou a blusa, seus seios enormes saltaram empinados diante de mim. Fiquei impressionada com o tamanho deles. Luisa puxou minha cabeça para que eu mamasse nela como fazíamos com as nossas bonecas. Meio sem jeito meti a boca em seus mamilos duros, chupei com força, ela baixinho gemia. Afastou minha cabeça e disse que eu deveria passar a língua por cima dos seus biquinhos e depois sugar com força. Fiz isso e ela se contorceu toda. Perguntei se doía, já que ela gemia tanto. Luisa riu gostosamente, disse que a brincadeira agora ia ficar melhor. Levantou-se da cama, pegou sua mochila e tirou dela um embrulho de papel amassado. Disse que agora brincaríamos de bichinhos e eu seria sua cachorrinha. Desembrulhou uma caixinha de leite condensado já aberta, tirou o short e a calcinha, deitou na cama, abriu bem as pernas e lambuzou a xoxota com leite condensado. Eu era a cachorrinha e deveria lamber tudo. Meti a boca e quase de uma vez sá chupei todo leite, mas ela zangada disse que teria que ser devagar, lamber primeiro e depois chupar. Passei a língua sobre seu grelinho já inchado de tesão e fui chupando onde havia leite condensado. Ela pressionava minha cabeça contra sua xoxota, rebolava na minha cara e dizia que eu deveria enfiar a língua dentro do seu buraquinho. Enfiei e ela se tremeu toda, com mais força segurou minha cabeça e disse que eu deveria engolir um outro leitinho que sairia da sua xoxota. Eu com a cara quase toda enfiada dentro dela, senti algo mal cheiroso e de gosto horrível descendo pela minha boca. Quis tirar a boca, mas ela segurou firmemente minha cabeça e gozou na minha boca. Cuspi tudo e tentei limpar a boca com a mão. Não queria mais brincar daquilo. Ela carinhosamente me deu o restinho do leite condensado para beber, o que tiraria o gosto amargo na boca. Me fez tirar a roupa e disse que seríamos papai e mamãe. Deitou-me na cama e por cima de mim ficou se roçando, senti algo gostoso nesse roça-roça e meti a boca nos seus seios. Foi instintivo, ela ria e se esfregava ainda mais em mim. Meteu um dos dedos dentro da minha xoxota e eu é que passei a me contorcer. Chupou meus seios miúdos, ainda em desenvolvimento, desceu sua língua pelo meu corpo magro, chupou minha xoxota com uma agilidade que ainda hoje desconheço. Nesse momento tive meu primeiro orgasmo, uma sensação gostosa explodia em mim. Descobri as delícias do sexo e passamos a "brincar de boneca" mais vezes. Dois anos depois, eu já com 19 anos e Luisa com 19 já fazíamos loucuras dentro do quarto, sá que dessa vez com vibradores.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico puta mini saia cadelacu da irma madura contos fotos ilustraçoesAmigos de meu filho eu provoquei e eles vieram conto eroticocontos foi sem quere comi a cunhada coroacontos eroticos de advogadas coroasEu contratei uma garota pra ela ser meu presente de casamento eu e ela e meu marido fomos pra lancha conto eroticohttp://zoofilia deixei o dog meter na minha filha.contoscontos eroticos no cinemasexo com renata crentinhame comeram contos teencontos eroticos calcinha da ermaconto chantagem afilhadaMae do amigo no msn conto eroticoContos de sexo... A mini saia mal cobria a bunda delaPiroca de 25cm - conto eroticodezenhos de 11aninho pormoxxvidios defisieticontos eroticos sou ex presidiario e comi sobrinho novinhoCasada viajando contoscontos exitantes comi a mulhersinha domeu patrão na cama deleconto macho fica pelado minha mae da para um velho pirocudo espiei ela contoscontos de cú de madrinhaminha mulher puts molecada contosfilmando a minha sogra de saia limpando a casaMesmo contra a vontade da minha familia eu sou mulher do meu primo viuvo conto eroticome comeram contos teencasas dos contos Eróticos Genros Mais lidosfio dental trabalho contosamo ser rasgada fisting contocontos não resisti ao cacetaocontos eroticos mulher e amigaconto erotico entro dois no mesmo buracocontos com sobrinhaamelhor buseta de bashia do mundo gosanohomens com pau instigantecontos erotico-você fodendo muito meu cuzinhocu atolado vestido voyeurcontos/minha cona era apertadinha e virgemcontos transei com minha mae gostosa peituda no banhocontos eróticos virei strip-teaseestrupei minha irmanzinha a força conti heroticiporno com prima e irmaimagemMinha mulher saiu com amigas e voltou bebada para casa contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaPerdi meu cabaco o com meu pai e arrobadocontos eu marido na prai de nudismodos contos eróticos perdi minha mãe contos dormiu e tomou no cu fodidatravesti.coza.com os.dedos no seu cucontoseroticostesaocontos erotico o dono do mercadinho de pau durominha mulher me traiu contoscontos eróticos do amigo do meu pai me agarrou na cozinhaenchemos a boceta de porracontos eroticos duas mulheres e um adolecente climaxcontos eroticos exibindocontos gays comessado pelo primocontos esposa nua frente familiacontos abusado virei mulhercontos eroticos minha namorada deu paravisinha casada o novinho contos com fotosconto gay pastor dominadorconto erotico com meu sogro peladoContos erótico de lutinhacontos eróticos troca troca meninoschantageada e humilhada pela empregada negraconto sentando no colo no carro sexocontos meu marido descobriu quando cheguei arrombadameu namorado me fez de putacasada reclamando do vizinho contos eroticoscontos eroticos descobri que era gay e não sabia parte5aiaiai vou goza no kct do meu paicontos eroticos de pai e filhinha novinhaamamentar o pedreiro contoscontos eróticos vovó safadaconto lesbica humilhei minha amigacontos eróticos e de dia em q uma ninfeta que eu odiava dormiu na minha casacontos eroticos deixei a sapatao chupa minha buceta e meu cu