Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU VADIA. A SAGA PARTE 1

Click to Download this video!

Meu nome é Melissa, tenho 28 anos, branca, cabelos castanhos longos e lisos, 1,67m, 50 kg, peituda.

Aqui começo a relatar a saga de uma garota que desde criança descobriu seu verdadeiro destino: Ser a maior das piranhas.



Começa por eu ter tido uma mãe prostituta (sim sou uma senhora filha da puta...) ter menstruado aos 8, começado a me masturbar aos 9, ter sido arregaçada a primeira vez aos 10, na minha primeira ida ao ginecologista ela me revela que eu nasci com má formação uterina e que era impossível um dia eu conceber filhos e adorar sexo de todas as formas possíveis e impossíveis.Já experimentei de tudo, já realizei a fantasia de um monte de gente, adoro bukkake, cavalos, bondage, e tudo mais que envolve os desejos mais profundos e devassos.

Então, comecemos pelo inicio.



Capitulo 1: A primeira vez.



Quando criança morava com minha mãe e meu irmão mais velho César que é 8 anos mais velho do que eu. Meu pai separou de minha mãe quando eu nasci, assim que ele descobriu que era gay e foi embora para o Rio. Minha mãe trabalhava o dia todo numa empresa como secretaria, sá a via de manhã, a noite e nos domingos sá que mais tarde descobri que ela fazia uns servisinhos por fora como eu já relatei.

Bem, como eu já disse, menstruei aos 8, meio precoce, normal.

Aos nove anos descobri no quarto de meu irmãozinho mais velho algumas revistas e fitas de vídeo muito curiosas, as quais sempre assistia quando estava so em casa, e dai descobri a masturbação. Primeiro foram os dedinhos, depois o cabo das colheres, e em seguida um pincel atômico. Eram meus brinquedinhos.

Algum tempo depois que eu já pegara o jeito na coisa, descobri que todas as vezes que o amigo de meu irmão, o Jonathan ia lá em casa e passavam a tarde toda no quarto dele, os dois se pegavam, na verdade, o Jonathan pegava meu irmão.Bem, tal pai tal filho. O Jonathan era um carinha engraçado. Era mais baixo que meu irmão, musculoso, careca, e com um jeito mal encarado. Mas ele é peça fundamental em minha constituição devassa.

Meu irmão fazia judô na segunda, quarta e sexta, eram os dias que ficava sozinha em casa, e o Jonathan costumava ir lá em casa toda terça e quinta. Mas teve uma segunda feira que ele aparecera por lá. Abri a porta para o cara, perguntou pelo César, e foi entrando. Eu deixei entrar pois ele frequentava tanto nossa casa que eu não vi nada demais.Foi para o quarto de meu irmão e eu para o meu.Não se passara nem 5 minutos, ele entrara no meu quarto e fechou a porta.Eu estava sentada na cama lendo um gibi da Turma da Mônica, e ele se aproximou tomando de súbito a revista de minhas mãos.

- Melzinha - Disse ele.

- Você já viu um pau de perto? - ele falou isso abrindo as calças rapidamente colocando o pau para fora. Fiquei sem reação. Ele encostou seu imenso membro no meu rosto, falando com uma voz agora nervosa e grossa:

- Chupa! - Eu fiquei imável olhando para ele.Então violentamente

ele me puxou pela cabeça enfiando seu pinto em minha boca:

- Eu mandei chupar putinha! - Ele rosnou.

Tentei chupar, mas era grosso demais para minha boca, e sem querer raspei meus dentes nele.

- Que merda, chupa direito sua bosta! - Ele gritou tirando o pau de minha boca.

- Se não sabe chupar, piranha, eu vou te comer! - Falou isso me virando de costas, puxando meus braços para traz, me colocando de joelhos em cima da cama e empurrando meu corpo para frente de forma que eu ficasse com minha bundinha servida em direção a ele. Jonathan era imenso, ele segurou meus braços com uma mão sá, abaixou meu short e minha calcinha com a outra, enfiou um dedo na minha bocetinha quase virgem e depois meteu sua pica imensa.

Ele foi violento e rápido, mas para mim foi eterno aquele momento. Eu estava ali de quatro com minha cara espremida na cama, sem fôlego, ouvindo o arfar de um touro faminto que me arregaçava a boceta violentamente, sem dá, e minha bundinha que era tão pequenininha, redondinha e branquinha, agora estava toda roxa de tapas que eu levava naquela hora. Não me lembro ao certo do que estava sentindo, mas me lembro que apesar do pavor, estava adorando tudo aquilo.Era novo para mim, era tão ardente, brutal que eu estava entregue aquele momento.

As estocadas foram ficando cada vez mais violentas, ate que com um urro alto ele tira seu pênis de dentro de mim, e goza, por fim em minhas costas.

Fiquei imável. Ele se aproximou de meu rosto e me falou puxando meus cabelos para traz, fazendo um rolo entre os dedos daquela mão grandona:

- Se você contar pra alguém, eu vou te moer de porrada e quebrar seu braços, tá piranhazinha? -

Então eu disse a primeira e única palavra desde que ele entrara em meu quarto:

- Tá! -

Jonathan se levantou, subiu as calças dele, me deu um tapa na bunda e saiu dizendo:

- Amanhã eu venho fuder teu irmão. Tchau putinha! -

E eu fiquei ali imável, ainda de quatro, com a cara na cama, toda suada, gozada, cheguei a perceber que tinha lagrimas nos olhos, e que sá agora que conseguira respirar.Depois de alguns minutos levantei e fui ao espelho.

Olhei com curiosidade a mim mesma, ali sá com a blusa do meu moletom cor-de-rosa sem calças, nem calcinha, toda vermelha.Passei a mão no cabelo retirando a porra que estava nele, a observando na mão, e em seguida, a esfreguei no rosto.Tirei minha blusa, acariciei onde estava nascendo meus fartos seios, olhei minha bunda avermelhada então sorri. Estava satisfeita com aquilo tudo.Deitei em minha cama, peguei meu velho pincel atômico, e me masturbei ate gozar.

Acabava de nascer a maior de todas as vadias...



Continua...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos - isto e real. parte 3casada que engravidou do sogro conto eróticocontos eroticos dei para o namorado de minha maecontos virei escrava por chantagemsite onde posso encontrar contos eróticos com retrato sou puta do meu enteado contospu casado comi minha sobrinha na praia contosfundura da buceta midindo pornocontos eroticos buceta arrombadacontos eroticos nupcias mete amora massagista negao contostoda loira gosta de um negão contos eroticoscontos de cú de irmà da igrejaconto da safada deu o cuzinho na caronacontos eroticos comendo a professora velha pra passa de anoconto erotico de crente com pastorCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESlesbica minha namorada tirou meu shortsvi minha tia na cozinha fazendo comida não aguentei da sarrada na bunda dela caiu na p*****conto erotico velha morenaContos eroticos de podolatria com foto desejando tira as meias dos pes de primas pra chuparConto erotico contando minhas tranzas para meu pai e acabou me comendome comeram contos teencontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos amante vs mulherfodida no onibus por coroa contoshistoria porno de meninas com seu irmao tarado nocampcontos eroticos menina safadalindasapertadasme arrombou o rabo contos casadaconto comi minha mae quando tinha dez anosContos eroticos casada vadia Da ruaminha namoradinha me provocou pra fuder brasilcontos erotico siririca com cenouracontos genro me comeucontos de chorei com a pica grande no meu cuzinho apertadoporno bundas muitissimo leve ou seja moletive que dar contos eróticoscontos tomei leitinho na bocacontoerotico estrupada pelo negao pirocutoala pediu eu gosei no cu delafoderam minha boca contos eroticoconto gay papai gosta que chupem o pau deleFodelança contos comendo a mulher e sua amigacontos eróticos bem depravado de bem picanteJá trai meu marido e dei o rabox vídeo mulher da cu virgema outro antes de da marido conto eróticoscontos eroticos loira puta gosta de surra de piça historias olha bunda grande da titia coroa safada passa maoviadinho boquete na escola contoContos com belas picasminha mae bebendo porra contocontos pornos na padariamamae gostosa engatada com o dog alemao feito uma cadela conto erotico zoofiliaconto erótico gay incesto brincarminha mulher explorando meu cu contoconto erotico com morador de ruacontos comedor de travestiscontos erpticos de filho bem dotadocontos eroticos submissa meu dono cortou meu greloconto esposa exibicionista sensual pra molekcontos minha filha e as coleguinhas tomando leite de minha picaCONTOS EROTICOS DE.BUCETAS ARROMBADASfio dental trabalho contosEsposa quer alargar o cuzinho contoscontos genro bem dotado arronba o cu ds sograconto guey jogador chupa adversário no vestiárioSubrinha sapeka adora usa ropinha provokante para da para mimTennis zelenograd contoContos porno fui sodomizada por castigoconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arromboua rola do maninho contoso amigo do meu marido comeu meu cu/contoscontos eroticos arrombando o cuzinho da garconeteconto marido corno vendo daniela fyder com negaoConto erótico calcinha fedidacontos eroticos transando com a lutadoraNo baile funk doidinha se esfregando de maisminha irmã enfiava objetos no meu conto gayContos erotico me exibi pro taxistaconto erotico n puque esconde comi o cu da menina.que se escondeu comigocontos de travestis comendo os patroesFoderam gente contos tennstravesti gozando no próprio sutião cu da minha esposa e meu contowww.xconto.com/encestoFoderam gente contos tenns