Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI DUAS DAS MINHAS ACAMPANTES

Click to this video!

Durante algum tempo eu exerci a função de monitor de acampamento. Sempre fui bonitão, ao menos esse é o comentário da mulherada.



No acampamento era ainda pior, já que na época era universitário e as menininhas ficavam loucas. O regulamento não permitia de modo algum envolvimento entre monitores e acampantes, e eu tentava evitar isso já que as adolescentes apesar de muito gostosas, poderiam vir a ser uma grande dor de cabeça.



Tudo ia bem até que em uma das temporadas tive como acampantes uma inglesinha "Julia" 19 anos e uma francesinha "Brigitte" 19 prestes a fazer 19 (nomes fictícios). As duas nunca esconderam que me achavam o monitor mais gato de todos, e sempre me davam presentes, tipo chocolates, cachecol, camisetas.



Um belo dia fomos fazer uma atividade fora do acampamento, onde nos dividimos em turmas. Cada monitor ficava com seis acampantes, e tinhamos de superar as equipes rivais. Depois de algumas horas de atividade a Julia fingiu que havia torcido o tornozelo e eu tive de levar ela de volta ao acampamento, deixando os demais acampantes com outro monitor.



A Brigitte em solidariedade a colega falou que queria voltar junto, eu aceitei, afinal seria bom ter alguém para ajudar a apoiar a Julia, já que não ficava bem eu levar ela no colo, e eram mais de 7 km de estradinha de terra para voltar.



Depois de andar uns 3 km a Julia falou que tava doendo muito e que tinha visto uma casinha no caminho e se poderiamos descansar um pouco na sombra. Levei as duas para lá, e chamamos mas não tinha ninguém.



Forcei a porta e vi que a casa não era ocupada a algum tempo. Entramos para nos abrigar do sol. Elas tomaram água do cantil que eu levava, e a Julia ficou elogiando minha força.



A Brigitte então se levantou veio até mim, e segurou meu rosto e me deu um beijo na boca. Fui pego de surpresa, mas claro que sequer tentei impedí-la. Ela falou que a Julia não tinha torcido o pé nada, falou que era um plano delas e que estavam loucas de vontade de me beijar.



Imediatamente encostei a porta e puxei a Brigitte pela cintura, apertando seu corpo contra o meu e enfiei a lingua na sua boquinha carnuda. A Julia se levantou e me abraçou por trás, passando a mão nas minhas cochas. Na hora meu pau ficou duro como pedra. A Brigitte sentiu e avisou a amiga do meu estado.



Elas pediram para ver ele, e tomado de tesão tirei os 19 cm para fora da cueca. Uma esticou a mão e pegou minhas bolas enquanto a outra se abaixou e começou a lamber. Me chuparam, lamberam, cheiraram, mordiscaram, até que eu não aguentei e avisei que ia gozar. As duas exigiram que eu gozasse na boca delas, claro que atendi.



O pau nem amoleceu e eu falei que também queria vê-las nuas. A Brigitte logo tirou tudo e ficou esfregando a bunda no meu pau. A Julia sá tirou a parte de cima e disse que tinha vergonha de tirar o resto. Não reclamei e fiquei esfregando o pau naquela bucetinha carnudinha da Brigitte e logo forçava a entrada.



A Julia logo se animou e veio me beijar, e eu consegui enterrar a cabeça na bucetinha da outra. Começei a fazer movimentos suaves de vai-vem, mas a Brigitte já gritava de tesão. Não aguentei e passei a socar com força, enquanto com a outra mão explorava a bucetinha e cuzinho da Julia.



Depois de alguns minutos avisei que ia gozar de novo, e gozei na bundinha da francesinha. Descansamos um pouco e logo as duas voltaram a atacar meu pau; com as duas chupando logo estava de novo em ponto de bala, e quando achei que ia comer a Julia ela avisou que ainda era virgem, mas liberaria o cuzinho.



lambi aquele buraquinho com volúpia. Coloquei com bastante calma, enquanto a amiga me surpreendeu e chupava a bucetinha da Julia. A menina teve um orgasmo quase instantâneo quando eu enfiei toda rola no seu cuzinho e a amiga lhe mordia o grelinho. Soquei com força por vários minutos e também gozei, desta vez bem dentro daquela ninfeta.



Nos vestimos novamente e as levei de volta ao acampamento. Lá ela voltou a fingir uma torção, e não falamos mais no caso. Ao voltarmos à capital as duas me ligaram várias vezes, e ainda as como quase sempre. Hoje elas tem 19 e 20 aninhos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


descobrindo que o primo gosta de rolaconto erotico crente negra velhaContos eroticos dei pros mendingosFoto casaro de gordinha de calcinhaComo fazer um cabacinho liberar(conto gay teen)contos gay bundinha com marquinha de biquinisexo-gostoso-numa-ilha-paradisiaca..comconto erotico joga quem peder tira a roupas tinha uma supezavideo porno cidia perdedo avijidadecontos eroticos de marido ajuda varios amigos afuder esposaContos de sogras velhas crentes rabudas dando o cucontoincestocoloconto noiva liberadaporno contos casada comprando mandiocapiercing no mamilo da priminhacontos eróticos: gostosa não resistiucheirei a calcinha fedorenta contos eroticosela e virgem e so da o cu contoscontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos adoro tomar leitinho do papaitraveati fudendo na cpzinha do apartamento no fruta pornotravesti bem dotado chupando o c****** da mulher do cumolicesas antigas Sophie travestis masturbando na salapintinho na bunda contoscontos erotico com mim colega sem calcinhative que dar contos eróticosconto erotico de entidas e gravidaputa goza e grita vou gozar a.como mete toda vaifilho tirando a calcinha da mãe . ...mas mesmocontos com fotos o guarda roupa da casada liberada do mansowww.ver contos eroticos de professoras gostosas ruivas de 20 ate 30 anos tranzando com seu alunos de 16 a 19 anos de idadeconto fiquei pelado na frente da médicarelatos eróticos sexo com aluno especialconto porra. do amante ocorrendo das coxatomando banho de rio com titio contos gaybrinquedos eróticos para estender o buraco do anuscomtos de travesty petdedo o cabasso do cuzinhoconto erotico eu esculto minha mae gemendo com meu padrasroMulher quadril fino buçeta arreganhada brincadeiras com irmã-contoscasadas baxias di calsias na zoofiliacontos tirar leite eróticosvedio de puliciais revistando os bonitois e chupando o pau delismeu pai gozou no meu cu contos gayaconto erótico ajudando a irmã na faltaContos eróticos reais de Angolaesposa de biquini com os filhos contoconto erotico mano pauzusdocontos eroticos homens cavalos e mulheres fogosascontos eroticos em familiacontos eroticos comi minhas filhinhas pequenasporno. minha. mãe. tá. muita. tritinhadanada da minha cunhada louca pra darhistorias de sexo eu e minha madrasta bia de rabocontos eróticos punheta da primacontos de sexo picantes filhas se acabando nas pirocas. groças. e grandes do papai taradaomarido da mae bolina menina contosContos eróticos entrou no cupai do meu amiguinho, conto gayeu fundendo a buceta da minha mae viuva ela disse filho goza dentro da minha buceta eu sou operada eu não engravidou conto eróticocomendo aenteada de cbelos cachiadoshomens com pau instiganteconto comendo o casado de calcinhacontos eróticos sou hetero mas deucontos de casadas o negro desconhecido me arrombouContos eroticos dinheirocontonaturismodormi com meu irmao contosContos reais de sodomiaconto eróticos mana so de calcinhacomtos etotico meus.amigos comeram.minha maeselma melando a pica de cocorGay contos pastorwww contos eroticos de incestos como minha mae e minha irmacontos eroticos eu minha esposa rabuda e meu tio na praia de nudismocontos de loiras c****** trepando com negão estrangeiroquero cadastra meu email no canto erotico de casais com mais de quarenta anoscontos sobrinho negroroludogreludinha na praia contoLora dismaiando no cu no anal em tres minutosfui dormir na casa da tia e comeu o Helenacontos de mulheres casadas que colocaram o dedinho no rabinho de seus maridos e eles adoraramcontos enteadas e padastroscontos novinha rabuda deu p paicontos papai i eu na sala com um amigocontos eroticos vizinho me pegou shortinhocontos eroticos gay meu tio de dezessete anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anosele era cheirosinho conto gaycontos sexo minha esposa amiga