Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU DESPERTAR

Click to Download this video!

Meu despertar sexual aconteceu bem cedo, mas eu me sentia muito mal, sentia uma sensação de culpa, de estar fazendo coisa errada, hoje sei o que quero e superei essas bobagens de sentimento de culpa.

O que eu chamo de despertar foi assim: Eu tinha 19 anos, morava em Santana-SP, estudava de manhã e ficava a tarde inteira sázinha, era muito curiosa, vivia mexendo nas coisas do meu irmão (na época ele tinha 19 anos) e sempre achava revistas pornograficas.

Quando achava, meu coração batia forte, minhas pernas ficavam bambas e sentia um calor gostoso no meio das pernas, imediatamente eu corria pro meu quarto, tirava a calcinha e deitava de lado, enquanto eu virava as paginas, ficava massageando minha xaninha até gozar (eu não sabia o que era mas adorava). Depois ia pro banho e ficava brincando com uma tampa de um shampoo que era fina e comprida, enfiava e tirava na bundinha até gozar de novo. Eu não enfiava nada na bucetinha pq tinha medo, minha mãe me falava que não podia ficar mexendo ali.

Uma ocasião encontrei uma revista diferente das outras, tinha mulheres com cachorros, eu fiquei com as pernas tremulas. Tinha fotos de uma mulher fazendo de verdade com um cachorro, dava pra ver o pinto do cachorro dentro dela, isso mexeu muito comigo porque tinhamos um cachorro em casa, e pela primeira vez eu me dei conta que poderia fazer igual a revista, embora morresse de medo porque achava meu buraquinho muito pequeno para aquilo.

O cachorro era do meu pai, mas ele gostava muito de mim, pois eu que dava comida e banho nele. Era um vira-lata de medio porte, muito bonito de nome Nero, devia ter uns 2 anos.

Eu já tinha visto o Nero montar na perna do meu pai algumas vezes e meu pai tocava ele pra fora, agora eu já sabia o que era, e senti meu corpo mole de tesão, minha xaninha estava pegando fogo, queria fazer aquilo.

Como era 3:00 h da tarde, ficaria sázinha até as 7:00 h, com medo mas vencida pelo desejo, chamei o Nero pra dentro, tirei a saia e tranquei todas as portas, sentei no chão do meu quarto e chamei com o coração aos pulos.

Ele veio como sempre todo alegrinho, mas eu queria que fizesse comigo igual fazia com me pai, então colocava a perna embaixo dele, mas nada acontecia, ele vinha cheirava e lambia minha xaninha por cima da calcinha, puxei a calcinha para o lado e deixei ele lamber, foi uma sensação tão gostosa que nunca mais esqueci.

Já estava ficando desesperada quando de repente ele abraçou minha perna e começou a fazer aqueles movimentos, aquilo me levou a perder a noção de perigo, levei a mão até o pinto dele e comecei a pegar, estava duro e tinha uma pontinha vermelha pra fora da pele, eu mexia, apertava e ele empurrava pra frente.

Até hoje quando lembro molho a calcinha, sem pensar mais pois sá o tesão

importava, tirei a calcinha e fiquei de quatro, mas ele não montava em mim.

Eu estava maluca de vontade, queria sentir o negácio dele no meio das minhas pernas e na minha bunda.

Tanto insisti que acho que ele sentiu minha bundinha e abraçou meus quadris

com as patas e começou a fazer aqueles movimentos, eu senti um frio no estomago e uma sensação de calor percorreu todo meu corpo.

Eu não estava sentindo direito o pinto dele na minha bundinha, ele não acertava onde eu queria.

Então fui me abaixando, quando senti a ponta encostar em meu cuzinho senti um tesão tão delicioso como nunca tinha sentido antes.

Então fiquei curtindo em extase meu despertar sexual, pela primeira vez eu sentia um pinto de verdade cutucando meu cuzinho. As vezes ele escorregava e encaixava na minha xaninha, como tinha medo, arrumava e colocava de volta no cuzinho.

O tesão me impedia de entender, mas a ponta do pinto dele estava entrando e saindo do meu cuzinho...aquele entra e sai delicioso, ele empurrava e tirava muito rápido, eu não sentia dor, sá extase...então gozei pela primeira vez em um pinto...gemendo e soluçando... foi quando senti uma dor forte, assustada levei a mão para trás e senti uma coisa enorme, a ponta estava dentro do meu cuzinho que queimava e doia.

Fui com o corpo para frente e sai daquele pinto enorme e do abraço do Nero.

Assustada com a dor, dei uma bronca no Nero que deitou e ficou lambendo seu pinto enorme.

Meu susto foi passando a medida que reparava no tamanho do pinto dele, todo vermelho com uma bola atras.

Corri para o chuveiro, com uma sensação horrivel de culpa, de ter feito uma coisa errada e proibida, tomei um banho rápido preocupada que se chegasse alguem e visse o tamanho do pinto dele como eu explicaria.

Quando eu sai do banho, para meu alivio já tinha voltado ao normal, foi

ai que entendi como funcionava o pinto do cachorro.

Eu não conseguia esquecer o que tinha feito, e quando lembrava ficava tremula e muito excitada.

No mesmo dia comecei a planejar como eu faria para colocar o pinto dele inteiro no meu cuzinho antes de ficar grande, pois eu tinha certeza que depois de ficar grande eu não conseguiria.

Depois disso coloquei varios planos em ação, mas são outras histárias.

Depois de ler alguns relatos na internet, decidi compartilhar minhas

experiencias com outras mulheres que tiveram experiencias parecidas ou

ainda tem, sem medo nem preconceito.

Quem quiser compartilhar e trocar experiencias de forma adulta me

escreva: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos comi minha vizinhaContos eroticos a esposa do rabao do meu chefecache:4rfP6uYGrfkJ:tennis-zelenograd.ru/home.php?pag=67minha sogra pediu pra ver meu pintocomi mame no escuro .ctos eroticosContoseroticos minha enteada novinha sendo estuprada por dois roludosengravidei minha irmã contosconto erotico sou crente mas sou safadinhacontos menininha no parquinhocontos verdadeiro irma envangelicacontos comendo o cu da sogracontos euroticos trai meu marido com meu alunoMeu sobrinho me fez gozar no rio contos eroticos de gayscontos vi minha mulher me ligou me chamando de cornoconto erotico virgem colegialcontos eróticos de bebados e drogados gayso computador da minha filha contocomadre dando o c****** para o compadre de calcinhaContos porno de mulheres casada que traem com pau grande e choramcontos eroticos minha sogra de calcinha rendamulher do meu amigo fudeno comigo na casa deleo conto erótico eu e meu primo renatoConto erotico meu cachorro taradome fudenram esconde esconde contovirei cadela contos gaysmulher enrabada no banheiro femiininomeio das pernas uma pica dava inveja grossura esposaver filme porno com massagista se a susta com o tamanho da piroca do clientes e pede para tocar uma pueta e pede para ela bater um pueta ele goza na boca de delatrai meu marido bebado com seu amigo bebado na sala contosminha mae da para um velho pirocudo espiei ela contoscontos de incestos posando na sogracontos sexo família bitiraram a roupa da esposa contoconto quando fiz dez anos dei minha xoxotinha para o meu padrasto caralhusoo macho frequenta mimha casae o dono contosConto Erotico Sou Morena A Gostosona Da Favela E Dei Minha Xana Pra Um Branco Do Pau Granderelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhascontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoFui enrrabar minha esposa o pau não subiu o que façoeu punhetei um estranhoconto erotico na lagoa com a familiaNo motel minha sobrinha ela chupou meu pau eu chupei sua buceta e fudi ela contos eroticos home pelado com nome ketlynconto ettico o inquilinocontos eroticos chantageando a vizinhaconto erotico de mulher casada socando o pepino na bucetaconto erotico fudendo a velha feia e sujacontos fodendo a namorada de todo jeitocontos eroticos alice com a buceta inchada leitinho do padrinho contos gayconto brincando de cachorrinhoconto hetero dei o cu na academiaContos eroticos dei na festa em macaxeiranovinha safadinha dormindo com dedinho no cuzinho Fredvidianho quis me da e nao resisticontos eroricos incesto mae safada loka por rola nocu ena bucetacuzinho da zildaSou casada mas bebi porro de outra cara contosConto eroticxo gozando na boca do paiconto aquela mulher mexeu na minha buceta cu teenConto erotico as amiga carente da minha maeVovo rabuda e seus contos eroticosesposa comvemceu maridu deixa. ela da para outro..comtos eroticosTennis zelenogradconto erótico eu e meus primos nu no lagoconto erotico barzinho depois servicocontos eróticos dando o cuzinho no swingcontos eróticos:curraram minha mãe casado chupa travesti contoconto erotico eu estava tao bebada que nao sei quem me comeu me encheu meu utero de leiteconto erotico dei o cu pro garoto dotado e mijei de dorcontos eròticos gay virou minha negacontos de coroa com novinhocontos pai e mãe nudista fala com os filhos como e bom chupa uma rola