Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UMA FAMILIA EM CRISE - PARTE 4

Click to this video!

Marcela, começou a fazer ânsia de vomito, e começou a xingar a mãe de vadia, vagabunda e palavrões similares, e começou a sair da sala, Cida, porém, estava aliviada e segura, segurou-a novamente pelo braço, e disse:



- Ninguém é melhor do ninguém nesta sala, agora vou falar como comecei a sentir tesão por você.



O silêncio predominava na sala, Reinaldo propôs que tudo terminasse ali, e que de cabeça fria, ficava melhor de digerir os fatos, Marcela olhava furiosa para a mãe, que por sua vez, calmamente, explicava:



- Não foi fácil aceitar a situação de manter relações com o Junior, porém, acredito que seja natural esta sensação de prazer, afinal, temos afeto e admiração pelas pessoas que amamos, e por que não termos satisfação sexual, compartilharmos experiências.



- Nunca tive atração por ele, um momento e tudo aconteceu, juro que jamais olhei com desejo, afinal, era muito retraída sexualmente, comecei a pensar se o seu pai, também não teria desejos por você, porém, antes que eu chegasse a alguma conclusão você me proporcionou uma cena fantástica.



Marcela ficou vermelha, não sabia o que sua mãe poderia saber, não era santa, tinha feito coisas que tinha certeza que foram escondidas, e agora?



Cida foi até a cozinha, pegou uma cerveja, e calmamente sentou-se na banqueta do computador, sem nenhum pudor, completamente nua e de pernas abertas, começou a falar.



- Era quarta-feira, e como sempre fui trabalhar, chegando ao trabalho comecei a sentir uma dor de cabeça muito forte, e pedi para o Augusto me liberar, como o serviço estava tranquilo, ele me liberou sem problemas, voltei para casa, tomei um analgésico e fui deitar.



Marcela estava incomodada, podia imaginar o que a mãe iria dizer, porém, não tinha forças para levantar, era ficar, e torcer para que o seu segredo não fosse revelado.



Cida ficava excitada com o incomodo da filha, e sem querer começou a passar a mão suavemente sobre a buceta, o que deixava Reinaldo, extremamente excitado, e por que não dizer curioso, para saber o que a filha tinha feito.



- Acordei assustada, tinha ouvido barulho na sala, e tinha perdido a noção do tempo, levantei da cama, abri a porta do quarto, e quando cheguei à sala, recuei e fiquei observando aquela cena, você, Marcela, estava sem blusa, somente com uma calça jeans, batendo uma punheta para o Flávio, seu namorado alisava os seus mamilos, e seu rosto não escondia, o prazer de ser masturbado por você.



O rosto de Marcela não estava mais vermelho, estava pálido, ela estava quase desmaiando, a pressão estava baixíssima, ela não podia acreditar que a mãe tinha presenciado esta cena, se bem que foram várias vezes, mais, ela acreditava que fora sempre escondido.

Cida estava excitadíssima, o dedo indicador já penetrava na sua buceta, e ela continuou.



- Se não tivesse acontecido nada entre eu e o Junior, ficaria indignada, armaria um escândalo, mas, sabia do prazer que vocês estavam sentindo, e achava interessante ver dois jovens bonitos se amando, naquele momento, senti a minha buceta molhadissima, e como agora, comecei a me masturbar, de repente você ficou de joelhos na frente do Flávio, ele se levantou e direcionou o pinto para os seus seios, e pode acreditar gozei junto com ele, queria sentir aquele gozo quente, mas, também queria sentir a sua pele, os seus seios, e queria te ver completamente nua.



Marcela, podia não querer admitir, mas, estava excitada, já não estava mais tensa, e Cida percebia isso, e ficava cada vez mais a vontade, se masturbando suavemente, e continuou.



- Desde dia em diante procurei de ver nua, mas, confesso, fracassei, usei de todos os artifícios, sei que você nos dias de calor costuma dormir pelada, porém, tem feito frio, aqui em casa não temos o costume de tomar banho juntos, nem com a porta aberta, nossos horários são meio desencontrados, então, fiquei apenas na vontade.



- Porém, já me masturbei pensando em você e também, quando estou com o Junior fico imaginando que é você que esta ali.



Marcela, já não sabia o que fazer, não conseguia disfarçar a excitação, estava gostando de ver a sua mãe nua, e queria ver o pau de seu pai, pois, com certeza estava rígido e melado.



Reinaldo neste relato afirmou que parecia que ele não estava presente, pois, ele jamais imaginou Cida tão à vontade, e que realmente ele sempre teve atração por Marcela, e que agora ele assumia que algum tempo para cá ele vinha se masturbando pensando nela, e que estava anestesiado diante da situação, pois, não sabia o que poderia acontecer, mas, que estava excitadíssimo com a desenvoltura de Cida, e com a estária da Marcela, tanto, que ele havia se esquecido da almofada, e deixava a mostra o seu membro rígido e melado.



Cida, perguntou a Marcela se ela podia fazer duas perguntas a ela, Marcela apenas balançou a cabeça positivamente, então Cida perguntou:

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico irma fode irma no qintalcache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html meu bundao ta seduzindo meu filho contosminha sogra ensinou a dirigir contos etoticoscontos fui estudar a noite que professoramorena amiga da esposa contoContos d uma mulher virgem amarrada no curral e estuprada"que buracao" gay contocontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidocomendo a irmãzinha e a amiguinha dela contos eróticosporno idoido na purberdadefilha pelada contossonhar q mulher está bulinando outra nulhercontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidowww XVídeo pornô o tio f****** a sobrinha foi bonita e de Menorconto. a sugadora de. porraboqueteira gaucha contocontos eroticos so casadinhas e velhinhosconto minha mulher gozou na picona de meu serventeconto sogra nudistagay e travesti.momentos novo punhetacontos eroticos teens eu baixinha i peituda com meu tio no carrocontos dexei minha mulhe tomando no cu na minha frentecontos eroticos incesto vovô e titio me fuderameu e minha filha no baile funk contos eroticoslongos contos eroticos estupros dpcontos eroticos gay aprendi pra que serve minha bundamandei a rola na minha enteadinha de seis anossexo porno safada do sitiotudo no cucontos eroticos dona marcia coroa rabudatouro estrupado uma. gostosa e ela fica muito esitadacomida pelo sobrinho contos eróticos traindo rexcontos enrabado na saunagay magrinhos estampando na pica grande e grossa do n****eu confesso meu sobrinho me comeuConto de vadia explorada por muitos machostenho namorada e fui arrombadoO que e penis semiturgidocontos amarrada plug analRelatos eroticos reais ; flagrei minha mae dando o cu para um pedreiro coroa .gozei com a minha.irma no meu coloassisti vídeo porno de mulher de chortinho curto depano fino ela dentro de casabucetas e bundas gigantes da capital sao paulo em cima do sofacontos eróticos coroas na casa de repousoconto erotico minha prima dedando meu pruquito a noitecontoscomi minha cunhadinha dormindofui trabalhar e meu marido usou minha calcinha fio dental contoscontos eróticos meu marido tomando chimarrão e o amiguinho do meu filho cuidando minha bucetinhaMe chupou contosnunca tinha visto um pau tão grandePeguei minha tia veridicocontos eroticos esposa coloca coleira no maridocontos eroticos dei pro amigo do meu marido e ele gosou dentrocontos.praia de nudismo com o pai roludoconto eroticos maduras e filhas na putaria caralhudosContos,erotico de mulher casada da na,zona,ruralcontos erotico eu sou filho adotivo comi minha tiaconto abusei da minha sobrinhacontos eroticos exendo a buceta da tia de poreaconto mingau. de porracontos sentou no meu colo e eu gozeicontos padrasto e enteadavemo espoza chupamo autro mo carmaval xxvidiomulher pois o marido a xupae o travestecontos/comi a mae e tirei o cabaco da filhauso saia pra ser encoxada no onibusCornos by contosO cara desmaior a mulher e.meteu o.pou no.cu pornoprofessor de artes marciais me fudeu contos gaycontos eróticos sobre irmã bucetudacontos eroticos na praiacontos mulheres que gostam de ser preenchido no cuzinhoconto eroticos garoto pede carona e e estupradoConto erotico de secretaria espiando o faxineito tocando punhetacontos meu namoh me cmeutanga contos eróticosconto eróticos estupro no orfanatoConto porno de incesto de padreMinha irma adolecente taradinha em conto eroticose masturbar antes de durrmi faz bema magrelinha de rua contos eroticoscontos erot co dando a buceta pro cavalo e p ca grandecontos eroticos gay negrocontos eróticos comi titia no banheiro com um monte de gente em casaficou vixiada bo inxestocontos eroticos de amigas na florestaconto erótico vesti cinta liga pro meu filhoconto erotico machucando o esfíncterdei a buceta para o amigo do meu filho contos eroticos gratisarregaçando, chorando e gozou contosconto erótico thorcontos eroticos sou puta os preto me comeram no matopalhia de calcia preta nuavideos a muher levantado o vestido pra maridocomer a buceta delaninfetas com vestidos beijando peitoral dos travestispornô com minha irmã de minsainha