Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UMA FAMILIA EM CRISE - PARTE 4

Click to Download this video!

Marcela, começou a fazer ânsia de vomito, e começou a xingar a mãe de vadia, vagabunda e palavrões similares, e começou a sair da sala, Cida, porém, estava aliviada e segura, segurou-a novamente pelo braço, e disse:



- Ninguém é melhor do ninguém nesta sala, agora vou falar como comecei a sentir tesão por você.



O silêncio predominava na sala, Reinaldo propôs que tudo terminasse ali, e que de cabeça fria, ficava melhor de digerir os fatos, Marcela olhava furiosa para a mãe, que por sua vez, calmamente, explicava:



- Não foi fácil aceitar a situação de manter relações com o Junior, porém, acredito que seja natural esta sensação de prazer, afinal, temos afeto e admiração pelas pessoas que amamos, e por que não termos satisfação sexual, compartilharmos experiências.



- Nunca tive atração por ele, um momento e tudo aconteceu, juro que jamais olhei com desejo, afinal, era muito retraída sexualmente, comecei a pensar se o seu pai, também não teria desejos por você, porém, antes que eu chegasse a alguma conclusão você me proporcionou uma cena fantástica.



Marcela ficou vermelha, não sabia o que sua mãe poderia saber, não era santa, tinha feito coisas que tinha certeza que foram escondidas, e agora?



Cida foi até a cozinha, pegou uma cerveja, e calmamente sentou-se na banqueta do computador, sem nenhum pudor, completamente nua e de pernas abertas, começou a falar.



- Era quarta-feira, e como sempre fui trabalhar, chegando ao trabalho comecei a sentir uma dor de cabeça muito forte, e pedi para o Augusto me liberar, como o serviço estava tranquilo, ele me liberou sem problemas, voltei para casa, tomei um analgésico e fui deitar.



Marcela estava incomodada, podia imaginar o que a mãe iria dizer, porém, não tinha forças para levantar, era ficar, e torcer para que o seu segredo não fosse revelado.



Cida ficava excitada com o incomodo da filha, e sem querer começou a passar a mão suavemente sobre a buceta, o que deixava Reinaldo, extremamente excitado, e por que não dizer curioso, para saber o que a filha tinha feito.



- Acordei assustada, tinha ouvido barulho na sala, e tinha perdido a noção do tempo, levantei da cama, abri a porta do quarto, e quando cheguei à sala, recuei e fiquei observando aquela cena, você, Marcela, estava sem blusa, somente com uma calça jeans, batendo uma punheta para o Flávio, seu namorado alisava os seus mamilos, e seu rosto não escondia, o prazer de ser masturbado por você.



O rosto de Marcela não estava mais vermelho, estava pálido, ela estava quase desmaiando, a pressão estava baixíssima, ela não podia acreditar que a mãe tinha presenciado esta cena, se bem que foram várias vezes, mais, ela acreditava que fora sempre escondido.

Cida estava excitadíssima, o dedo indicador já penetrava na sua buceta, e ela continuou.



- Se não tivesse acontecido nada entre eu e o Junior, ficaria indignada, armaria um escândalo, mas, sabia do prazer que vocês estavam sentindo, e achava interessante ver dois jovens bonitos se amando, naquele momento, senti a minha buceta molhadissima, e como agora, comecei a me masturbar, de repente você ficou de joelhos na frente do Flávio, ele se levantou e direcionou o pinto para os seus seios, e pode acreditar gozei junto com ele, queria sentir aquele gozo quente, mas, também queria sentir a sua pele, os seus seios, e queria te ver completamente nua.



Marcela, podia não querer admitir, mas, estava excitada, já não estava mais tensa, e Cida percebia isso, e ficava cada vez mais a vontade, se masturbando suavemente, e continuou.



- Desde dia em diante procurei de ver nua, mas, confesso, fracassei, usei de todos os artifícios, sei que você nos dias de calor costuma dormir pelada, porém, tem feito frio, aqui em casa não temos o costume de tomar banho juntos, nem com a porta aberta, nossos horários são meio desencontrados, então, fiquei apenas na vontade.



- Porém, já me masturbei pensando em você e também, quando estou com o Junior fico imaginando que é você que esta ali.



Marcela, já não sabia o que fazer, não conseguia disfarçar a excitação, estava gostando de ver a sua mãe nua, e queria ver o pau de seu pai, pois, com certeza estava rígido e melado.



Reinaldo neste relato afirmou que parecia que ele não estava presente, pois, ele jamais imaginou Cida tão à vontade, e que realmente ele sempre teve atração por Marcela, e que agora ele assumia que algum tempo para cá ele vinha se masturbando pensando nela, e que estava anestesiado diante da situação, pois, não sabia o que poderia acontecer, mas, que estava excitadíssimo com a desenvoltura de Cida, e com a estária da Marcela, tanto, que ele havia se esquecido da almofada, e deixava a mostra o seu membro rígido e melado.



Cida, perguntou a Marcela se ela podia fazer duas perguntas a ela, Marcela apenas balançou a cabeça positivamente, então Cida perguntou:

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico vendedor.de.mandiocacontoerotico.cabelereiro de minhA esposa atende a domicilioadoro andar sem calcinha contosbrincadeiras erotica no cu de machocontos vi meus pais transadocontos eroticos dona florinda contos dois gemeos chupandominha esposa nem desconfia que eu gosto é de rola contos gayContos de esposa estrupada pelo genro e gostandocontos eroticos bv e virgindadehomem fudendo o tenis enquanto come a mulher deledei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticobaixa vidio caceta de travesti duronacontos eroticos de pais esposa e filhas em praia de floripadei para o amante da minha mulher contocontos eróticos da casa dos contos com histórias traição as fazendeira casada safadaconto eróticos a patinha da minha sogramete mete mete gostoso. contosesposametenocomoutroContos eroticos com animaisConto erotico levantaram minha microsaia e me comeram gostosocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos o porteiro comeu meu cu contos eroticos chantagiei meu padrastoConto gay comendo a porquinha zoofiliaconto comi prima casada e engravidei contos porno novinha ingenua achando que ia brincarMimha vizinha gostosa de short de lycra curto preto contoscontos mulher coloca silicone no peito e na bunda para ficar gostosacontos eroticos joão deu a piça gg para eu e mamãe suruba dios cachorro macho dando o cu contos eróticos meu amigo casado bi me comeuseios tezudos de gravida fotono acampamento enquanto eu dormia contos eróticoscontos sado marido violentosnao vou aguentar tudoconto eroticoFoderam gente contos tennscontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadecoroa gorda velha umiha o marido fodendo com outrocontos fode-me paicontos eróticos mine saiacontos mulher desmaia na pica de borracha da amigaler c/ erot/ com as cunhdas da da roçacontos eroticos velhasdelirando com meus dedinhos contosimagens de conto de filho macho transando com amigo caminhoneiro machocontos eroticos meu irmãoferias em familia contosrelatos coroas defloraçãocontos brincadeira de sabonete na piscinaContos eroticos anciãs casadas e maridos cornosminha esposa me contou suas aventuras sexuaisconto erodico ladroesconto eróticos gozei na boca da bahianinhaconto transando com mulher deficienteeu eminha sogra no hotel conto eroticoconto minha mae chupando meu pau com meu pai ao ladocontos eroticos pequena vizinhaconto erotico com meu sogro peladotias gostosas de calcinha contovideos de porno de professoras se chupando lentalmentecontos de incesto minha filha se tornou um mulheraocanto erotico comi virgemcomendo a cunhadinha lindinha contos eróticosSou casada mas bebi porro de outra cara contosconto corno cruelNegão e minha filha contos eróticoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos..me f dinheirocontos meu cu tesudocontos eróticos a gata e o lixeiroContos sogra fio dentaldoce nanda contos eroticosContoseroticos minha mulher na passagem no anocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontosdesexopicantesConto de neto dopa avo e come a buceta delacontos eroticos de corno depois que voltaramConto erotico de mulheres com muitos homens e muita surracontos eroticos buceta arrombadaJá botei ela para transar eu não vai botar o vídeo dela transando gemendo táfui toma banho na casa da tia eu confesocontos eroicos gay casei com o caseirovizinhaecoroacontos eroticos de enteadasenteado comeu minha esposaconto eróticoconto erodico 5 amigos me fuderaocontos eroticos de chifresConto erotico deixou o amigo violentar a esposacontos eróticos jogando com a amiga