Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TOMANDO CONTA DA NOVINHA RABUDA

Click to Download this video!

E aí pessoal, tudo bom? Meu nome é João, sou carioca, tenho 48 anos, sou um negrão alto, 1,92m, cabeça raspada, sou do tipo forte, mas não com o corpo definido, tenho até uma barriguinha... Sou um cara louco por sexo, e o que me deixa com mais tesão nessa vida é uma bela bunda, se for bem grande e redonda então eu fico louco!!! Tenho uma vida sossegada, já trabalhei o suficiente pra ter uma vida confortável, moro sozinho tenho uma casa legal que tem até uma piscina que eu chamo de piscina da putaria, lá é que acontece a maioria das minhas fodas gostosas. A estária que vou contar, envolve a minha piscina da putaria. Como disse antes, minha vida é sexo, então sempre tenho que ter minha foda garantida, e uma delas é a Rosana, uma mulher de seus 30 e poucos anos, mãe solteira de uma filha linda chamada Bianca. Rosana se encaixa no meu padrão de beleza, uma morena clara baixinha de cintura fina, seios médios, e uma bunda de fazer gosto, é um belo rabão. Não gosto de trazer pessoas aqui pra dormir, é fuder e cair fora, mas com Rosana eu abro uma excessão, ela é uma mulher guerreira, trabalha pra sustentar sua casa e sua filha, e quando não consegue eu ainda ajudo com o que posso, então de vez em quando ela dorme aqui em casa, pois entre nás rola mais do que umas belas fodas, e quando tem um feriado ela trás tb a filha. Inclusive no último feriadão, um daqueles que começam na quinta, elas vieram pra ficar aqui, mas infelizmente o feriadão não era pra Rosana, ela teria que ir trabalhar na sexta e sábado. Então fiquei de tomar conta de Bianca nesses 2 dias em que sua mãe trabalhou, agora vou falar de Bianca. Eu não a via há alguns meses, e confesso que sempre achei ela um tesãozinho, mas como ela é bem novinha e filha de Rosana, eu fico sá na vontade de atacar aquelas carnes. Bia é uma menininha que pra sua idade tem um formato do corpo igual ao de uma mulher, como a mãe, ela tem uma bunda enorme, e me lembro que ela sempre foi assim por ser "fofinha" mas não gorda, a única diferença é que os peitinhos não cresceram ainda, ela é branquinha, cabelos compridos e tem carinha de neném. Eu queria que naqueles 2 dias rolasse alguma aproximação forte entre nás, eu tinha que comer aquela garota! Então na sexta pela manhã depois de uma gostosa foda, Rosana saiu para trabalhar. Fiquei na sala vendo TV usando apenas uma cueca branca e tomando meu café, pouco menos de 19 minutos depois Bia desce as escadas já me desejando um bom dia com um lindo sorriso no rosto, detalhe, pra ela é normal me ver sá de cueca. E ela usava um pijaminha composto de uma blusinha branca e um shortinho rosa que mal cobria seu bundão de tanajura, e era engolido pelas suas entranhas, porra meus amigos, meu pau subiu na hora fácil fácil, ela passou direto pra cozinha e pude ver o material todo, meti a mão dentro da cueca e alisei meu caralho duro, ele estava meladão por conta da gozada que eu acabara dar no cú de Rosana... Levantei do sofá e fui pra cozinha tb, chego lá e tá a gostosa da Bia procurando alguma coisa na gaveta debaixo da minha geladeira, empinando aquele rabo novinho pra mim... puta que pariu, não tava mais aguentando aquela situação!!! Perguntei a Bia se ela não tava afim de dar um mergulho, já que o dia prometia um sol forte... Ela aceitou na hora, ela ficou comendo enquanto subi pro meu quarto, tomei um banho e vesti uma sunga branca que é sá molhar que fica transparente. Desci pra piscina e logo depois Bia chegou também, ela usava um biquini preto que contrastava com sua pele clara, biquini esse que devia ser antigo, já que estava pequeno naquela delícia, a parte de cima nem digo nada pq nem seios formados ela tem, mas na parte debaixo, porra, foi aí que eu pirei, seu rabão escondia a parte de trás do seu biquini, e na frente ele cobria apenas um pequeno triangulo da sua pequena buceta, meu pau já tava com a cabeça pra fora da sunga de tão duro, não queria esconder meu tesão, e era retribuido com olhares daquela mini cavala. Pulamos na água, e aproveitei pra abusar mais daquela delícia de menina, como minha piscina é funda pra ela, eu a fiquei segurando com um gostoso abraço por trás, sou muito mais alto que ela, colocava ela no colo e conversava com ela práximo ao seu ouvidinho, mergulhávamos juntos e o roça roça era inevitável, já que era impossível não esbarrar naquele cuzão, ainda mais no tesão que eu me encontrava. Perguntei se ele não queria brincar de tubarão comigo, ela seria a vítima, e eu claro, o turbarão! Ela aceitou, dei as regras e começamos a brincadeira. Ela tentava fugir de mim nadando, mas era covardia, a cada braçada que eu dava junto com o tesão que eu sentia de agarrá-la, me fazia ser cada vez mais ágil. E eu safado que sou, pegava ela logo pela bunda, e puxava pra mim, fazendo um movimento de encoxada naquela pequena bunduda, e a cada ataque eu ia me atrevendo mais, roçando meu caralho naquela bunda grande e apertando seu corpinho contra o meu, e como eu era o tubarão, eu lhe dava mordidas na orelhinha e na nuca, a safadinha se arrepiava toda, e mostrava que estava adorando aquilo, e foi quando ela tentou fugir pra fora da piscina que eu dei o meu bote, ela ficou com a metade do corpo pra fora da piscina, debruçada na borda empinando aquele monumento pra minha cara, sem pensar duas vezes eu agarrei aquele bundão e mordi, como um tubarão faminto eu mordi toda a bunda daquela novinha que me dava tanto tesão, e eu não parava de morder, e Bia achando aquela situação divertida, ela não parava de gargalhar, e segurava a minha cabeça, como se quisesse tirar a minha cara do seu rabão, mas alí era minha grande chance, e não parei de mordiscar seu bumbum até que fui aproximando a minha boca no seu rego, que engolia seu biquininho, eu mordia as ancas daquela branquinha, Bianca foi perdendo a resistência e estava se entregando pra mim, segurei firme pela sua cinturinha e enfiei a cara no meio da sua bundona, abaixei seu biquini e comecei a dar linguadas que iam da sua xaninha lisinha até seu cú que piscava a cada lambida que eu dava... Fiquei naquela sacanagem até o momento que Bia começou a se contorcer segurando minhas mãos que estavam abrindo as bandas de seu lindo rabo, Bia gozou gostoso em minha boca, me presenteando com seu delicioso melzinho! Ela ficou fraquinha, então a puxei de volta pra piscina e a beijei com minha boca que estava com gosto de seu gozo, Bia não sabia beijar, mas estava tão tesudinha, que por um instante parecia ter aprendido tudo na hora... Terminei de despir Bia tirando apenas a parte de cima de seu biquini. E ali estava eu com aquela garotinha deliciosa, linda, nuazinha, doida pra gozar mais comigo. Tirei a minha sunga e fiquei peladão, Bia mostrou curiosidade em ver meu pau por inteiro, já que as vezes sá via a cabeça dele... Então era a hora da minha vez de ser chupado, sentei me na borda da piscina e como Bia não alcançava os pés no fundo, ficou apoiada em minhas coxas, de cara pro meu caralhão duro feito pedra, ela olhava mas não sabia muito bem o que fazer, até eu guiar seu lindo rostinho em direção ao meu pau, fui colocando a cabeçona da minha rola em sua boquinha linda, depois segurei sua cabeça com as duas mãos e fui forçando a entrada da minha pica na sua boca pequena até onde eu pude, ela engasgava e tentava tirar o meu pau de sua boca, mas eu forçava um pouco mais pra dentro, seus olhinhos lacrimejavam olhando pra mim, fiquei mais uns segundos com o pau em sua boca e depois tirei, Bia deu um banho de bába em meu pau, ela estava ofegante, pois não conseguia respirar direito com meu pau na boquinha... Saímos da piscina, forrei o chão com uma toalha e coloquei Bia deitada, pedi desculpa por ter forçado o boquete com ela, mas expliquei que eu estava com muito tesão, ela me desculpou, mas disse pra não fazer mais aquilo... Então comecei a lamber seu corpo todo, dando um verdadeiro banho de gato naquela delícia, coloquei a numa posição de frando assado e lambi gostoso sua xaninha, enquanto eu brincava com o seu cuzinho passando meu dedão no seu anelzinho rosado, ela adorava aquilo, falava coisas que eu não entendia, então aproveitando aquela posição, eu me coloquei pronto pra penetrá-La, fiquei passando a cabeça do meu caralho na sua bucetinha, e fui forçando a entrada, pra uma primeira vez, até que Bia estava relaxada, com certeza os preliminares ajudaram, fui enfiando minha tora negra naquela menininha branquinha feito neve, o pau entrou até a metade, e começou a escorrer um fio de sangue, achei melhor não meter mais que a metade, então comecei um movimento de vai e vem gostoso, Bia gemia e ao mesmo tempo chorava, ela sentia dor, mas eu sabia que ela não queria que eu parasse, que bucetinha quente ela tem, bem apertadinha, sem pelinho algum, isso me fazia meter com mais força, e a fazia gemer mais alto, parecia que eu ia parti-la em dois mesmo não metendo o pau inteiro dentro dela, a dor de Bia foi dando espaço somente ao prazer, fazendo ela gozar gostoso no meu pau. Depois do seu segundo gozo, Bia estava praticamente desmaiada, peguei no colo, e fui pra debaixo do chuveirão ao lado da piscina, com ela em meus braços, eu ia limpado o sangue que a sujava por entre as pernas, e nem a água fria conseguiu despertar totalmente a minha potranquinha. Com ela ainda em meus braços, levei a pra dentro de casa até o meu quarto, deitei a na cama e com o pau ainda duro, fiquei esfregando ele por seu corpinho todo, até chegar no seu rosto e colocar ele dentro da sua boca de novo, mas dessa vez não forcei nada, ela mesmo foi mamando minha rola como uma bebezinha, e disse a ela que se ela mamasse gostoso iria sair um leitinho pra ela beber e ficar forte, ela passou a chupar com mais vontade, enquanto eu massageava seu grelinho com meus dedos melados. Não aguentei por muito tempo e acabei enchendo sua boquinha de porra bem grossa, mandei que engolisse tudo, e ela obedeceu feito uma cadelinha. O tesão ainda era demais, meu pau nem amoleceu direito, bastou umas lambidas no seu cuzinho pra ele ficar duro novamente, coloquei a sentada em minha cara com aquele bundão todo esmagando minha cabeça, lambia sua buceta e cheirava seu cú, depois mandei que ficasse de quatro e assim ela ficou, com aquele rabão virado pra cima. Meu quarto tem uma parede que é toda de espelho, imaginem o meu tesão em ver uma menininha branquinha e bunduda de quatro sendo encoxada por mim, um negrão de 1,92m, com uma rola enorme e dura roçando no seu bundão, eu era praticamente um gigante ao lado dela. Então passei a rola no sua bucetinha melada, dei uma metida sá pra melar a cabeça da minha rola, depois fui forçando uma penetração no seu cú, que era o que eu mais desejava desde quando conheci aquele anjinho. O meu caralho ia entrando no seu cuzinho apertado, ela gritava e pedia pra tirar, pq tava doendo mais do que na buceta, mas eu falei que era sá no começo, depois ela ia gostar... Mesmo assim a putinha reclamava, e falava que não queria, não tive escolha, enrabei aquela menina na marra, coloquei as mãozinhas dela pra trás, e fui metendo, ela gritava de dor e pedia pra eu parar, mas eu queria mesmo era meter naquela bundona, então nem ligava para os seus gritos e choros, como no cuzinho o papo é outro, fui metendo até o talo, sem dá, ela é tão pequena que com uma mão sá eu conseguia segurar seus dois pulsos, e com a outra mão eu puxava seus cabelos mandando que ela olhasse no espelho o negão dela comendo o seu cuzão, eu a xingava e humilhava, era uma cena linda, comecei a meter com mais força e velocidade, Bia não reclamava mais, estava começando a gostar daquilo, e como na minha segunda gozada eu demoro mais, fiquei um bom tempo fazendo sexo anal naquela delícia de menina até gozar e encher seu cuzinho de porra. Depois desse dia de foda gostosa, tomamos um banho, esperamos Rosana voltar e no dia seguinte a putaria teve início logo quando a mãe dela saiu pra trabalhar, eu acordando Bia com uma mamadeira de 23cm com muito leite em sua boquinha...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


viciada na pica do meu filhoconto gay carona rebolei calcinhao assaltante e a vitima contos eroticostaboo estou apaixonada pelo meu filho sexo incesto contosconto erotico na casa de swing na troca de casal descobrimo que não eram casadoscontos eroticos a travesti segurou em minhas bolas e empurrou 23cm no meu cucontos de coroa com novinhodando padrasto contos eróticoscontos eroticos anal iniciando minha filhinhafodo minha princesinha. contos eroticos de incestoscontos porno amador de filha submucontos minha mulher e a sua irmacontos eroticos de enteadascontos eróticos de sarados dotados jovens dominaçãoconto erotico chupei o pinto do meu paicontos gay fudendo com o desconhecido no terreno baldioconto menina safadinha anoseu sou hetero e meu amigo tambem mas batemos uma jinto contos eroticoConto de puta metendo com todos no posto de gasolinacontos a mulher do meu amigo queria um pau grandemulher emsabuando bucetaver homens bem-dotados sendo castradosCasadoscontos-flagrei.priminhos na ferias do colégio fazem muita putariacontos mao na calcinhacontos erticos de ninfetasconto erotico um arpertadinha sofredo e chorando contos de esposas putascontos minha mulher foi fodida na praça por estranhoscontos eroticos 16cmcontos eroticos enfermeirasO negrão ganhou minha esposa casasdocontoscontos safados mae casada filhas traem com homens dotados juntas mamaedeixou gozar no seu cuconto erótico minha prima gabi me deu a bucetanão sei como ela aguenta toda no cu e na boca está pica gigantecontos eróticos meninas de 25 anos transando com a calcinha preta com lacinho vermelhocontos eróticos fiquei só de calção na frente da babácontos madre superiorascontos eróticos cdzinha eu tinha corpo de menina e ele disse que eu teria que dar o cuzinho pra eleconto erótico buceta estuplada por pica jigante na frente do maridocontos eróticos da em cima da irmacontos de incesto fui adotad a para ser escrava sexualcontos eroticos incestos primeiro foi o meu irmão agora e meu paicasa dos contos minha mae bebada no sofa so de calcinhaeu e minha patroa praticamos zoofiliacontos eroticos detonou a crenteeu e minha patroa praticamos zoofiliaESCRAVO DO MACONHEIRO contocontos erótico com enfermeiraconto erotico deixei o cu da velha japonesa arombadocontos eroticos e minha mulher e uma amiga convencida a chupar bucetaMinha mulhet quer encher a buceta de carne negra contossera q meu marido ja ficou com travesti peguei ele vendo videocontos eroticos gay o pastorcontosvoyeurconto cu esconde-escondeOq deu a chantagem do sindicoconto bundao hiper carnudocontos de cú por medoSo passei a rola na buceta da minha professora na salacontos eroticos incesto orgamos adolecesntecontos eroticos porno de pirralhas inocentesConto negao comendo cu de gay bundudo aforsaeu quero ver o vídeo da morena gostosa f****** na sua casa o homem chega na sua casa como é que amaciar ela e transa com ela gostosoContoseroticosdesolteirascontos eroticos na bundinhacoroa de vestidinho sem calcinha abrindo as pernas para enteado poderEu e minha sobrinha de 19 anos de idade no motel conto eroticocontos erótico com irma na cadeiaflagrei o garotinho lanbuzado de porracontos eróticos: gostosa não resistiucantos erótico só dei do Forró Bombadowww.contos de incesto me viciei em deixar meu tio chupar minha bucetinha na minha infânciacontos eróticos vovó me comeuContos de homens casados maduros,que gosta da sadadeza gayConto porno eu queria entrar em casa, minha mae abriu a porta toda suada, chefe do meu paiconto erotico minha pequena tesuda