Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PERDEDO MEU CABAÇINHOO I

Click to Download this video!

Bem a continuaçao quando voltei ao minhas coisas pedro voltou com a jarra de agua perguntado aonde poderia deichar eu falei en qualquer lugar da cozinha me virei e dei uma topada com ele o cheiro dele estava forte cheiro de suor pois tenho un sensivel ofato fiz uma cara de nojo pedro me agarrou e disse :

-quer dizer pra chupar a rola dakele viadinho vc e bom e agora faz nojo pra min sua putinha

eu logo retruquei

-sai daki ou falo tudo pro meu pai

Pedro

-conta o que eu vo te mostra como voce e uma putinha.

ele tiro sua calça e saco de seu pinto todo raspado e com uma pinta preta do lado e ele começo a balaça akele pinto devia ter uns 18cm para min seria muito pois era virgem e apertadinha ele logo disse

Pedro

-vem logo chupa sua putinha estou com presa ainda tenho que reboca a parade chupa logo vai

Eu

-por favor nao faça isso comigo

começei a gritar por socorro ele logo meteu um tapa na minha boca que meus dentes ficaram soltos eu chorava muito ele me abaixo na força e disse se eu mordesse ou gritasse me espacaria e contaria pro meu pai o que eu fiz chupei com muito nojo ele agarro minha cabeça e o pinto dele desçeu ateh minha gargata e bombava muito forte eu abri a bcoa o maximo que podia pedro gozo dentro da minha gargata eu engasguei e vomitei tudo e chorava pedido pra ele parar mais anda fazia akele bruto tiro meu short eu estava sem calçinha foi o que fez o pau dele subir no ato minha buceta era muito peluda logo disse

Pedro

-vo raspa sua bucetinha vamo no banheiro logo

dando um forte tapa na minha bunda e ainda por cima rasgou o tope que era so o que restava estava peladinha na frente dakele bruto morria de medo que o pinto dele ia me machucar entrei no banheiro ele logo foi abrindo tudo atras de um gilete para me depilar passou um sabao e me deichou lisinha começando a me chupar loucamente e mordedo meu grelo akilo doia mas dava prazer para o me arrepedimento gozei na boca dele o que fez akele homen ficar mais doido do que ja era me agarro e foi colocando o pau com tudo na minha xota e deu uma bomba forte e certeira o que me fez dar um grito imenso ele estranhou minha xota começou a sair sangue ele me levo pra debaixo do chuveiro e ligo no gelado bombava forte nao queria nen saber eu eu chorando e gozando uma locura ficou bombado uns 19 minutos quando tirou o pau da minha xota e me viro contra ele me abaixo en direçao ao seu pau enfio o pau dele denovo na minha gargata e gozou dessa vez foram 5 jatos fortissimos na minha gargata eu tentava sai dakela situaçao mais nao dava acabei tendoq ue engolir tudo so que dessa vez nao vomitei ele me seguro de um geito que aj era dificil de respirar fica numa nausea terrivel e minha bucetinha toda arregaçada e sangrando ele agarro minha bunda e me puxou pra cima fica num 69 vertical lavou minha bucetinha toda ele pegou a toalha e jogou encima de min e disse enchuga a buceta que daki a pouco eu volto ele saiu e se vestiu e voltou para o quintal e eu me recompodo e chorando de dor minha xota ja nao sagrava mais ja era 4.30 da tarde ele me disse se eu contasse pra alguem ninguem iria acreditar em min e sim nele fiquei muito asustada nao sabia o que dizer o que fazer naquela situaçao entao o telefone tocou ele disse

Pedro

-vai logo atende putinha

era minha mae e me disse que ia demroa a chega que chegaria la pelas 8 da noite pedro aprto o botao do viva voz para escutar a conversa e disse que meu pai estava junto iria sai para comemorar alguns acotecimentos e me perguntaram se tinah algum problema eu ia disse pedro logo me segurou e disse en voz baixa fala que nao tem problema ou vc vai ver peguei o telefone e disse que nao tinha problema min ha mae disse que me traria um pizza nesse ponto ateh que fiquei feliz mais pedro me abaixou e chupou minha buceta e tiro o telefone da minha mao e desligo na cara da minha mae e disse

Pedro

-agora voce vai perde esse cabaçinho ateh do cu sua safadinha

Eu

-pedi para que nao fosse violento como foi da primeira vez disse que me trataria como uma puta de 19 reais deu um tapa e disse que me levaria pro quarto dos meus pais e iria gozar no meu cuzinho

me agarro com força e me levo pro quarto eu ja nao resisti sabia que seria inutil contra ele logo ja estavamos pelados pego minha cabeça e ja foi colocado o pau dele em minha boca so que agora o pinto dele ja ia la no fundo peguei o geito e tirei as mao deles da minah cabeça e chupei por min mesma ele disse

Pedro

-viu sua putinha apredeu rapido

eu ia ateh o maximo que dava ia tudo ateh la no fundo e acabei engolindo tudo e ja estava preparada dali para frente ele logo me viro e colocou com a bunda pra cima e colocou 1 travesseiro debaixo de min o outro na minha boca pra morde pq disse que eu gritava muito e enfio de uma vez na minha bucetinha doeu mais nen tanto como de começo começou a fica bom quando ele cspiu no meu cuznho e disse se prepara que agora vai eu disse pra espera que eu ia ver um creme ele enfiou de uma vez nossa como akilo doeu muito mesmo chorei novamente e mordia o travisseiro e ele bombava rapido e fundo nao me aguentei ele o dono da situaçao bombava e me chama de puta tirou o pau do meu cu todo melado de sangue e falo rpa min chupa eu me recuzei tomei um tapa na cara me agarro an força e me vez chupar ele gozo na minha boca o sangue misturo com o gozo era horrivel mais eu nao engolia adorei chupar o pau dele totalmente ereto ele me fez engulir tudo e no final disse agora eu vo embora sua safadinha mais amanha estou aki denovo e disse tudo bem continuamos trnasado por 2 dias ateh que ele terminou o serviço e eu meu cabaço no ultimo dia ele me deichou 200 reais entre todas as noites eu levantava pra vomita a porra dele mais tenhoq eu disser so viciada em uma chupeta e adoro engolir porra semana que vme tem mais

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos casal vendo pintudo urinarcontoseroticos as 2 filhas daminha visinha vierao brincar com minha filhinha wuen brincou foi euconto maridoviadocontos filha peituda provoca seu pai de baby doll ele fudeu eladescabaçando um hetero contoDei o rabo no estoque contoscontos putas incesto comendo minha mamãe na fazendacontos mem tinha peitinho dava cusinhoContos eroticos gozando na boca do tio carlosnamorado domado contos eróticoscontos eroticos meu amigo de trabalho e minha filhadesde pequena pratico zoofiliaconto de meu avô rasgou meu cuContos gay Massagemcontos eroticos gay virei mulher hormôniosmaridos broxas contoscontos eróticos peguei ela se masturbandocontos eroticos sou viuva tenho um sobrinho novinhoContos cm o vizinhocontos eroticos devoradoContoerotico descabaçando meninas de seis a doze anosporno comtos corno vendo cu da mulher depois que negao arombouconto erotico madura gorda e a submissa ninfetinha e gostosaContos eroticos de calcinha fio dental saia rodada no coletivosuco de uma magrela trepando em pornô famíliacontos bebe safadacunhada timidacontoscontos eróticos meu comeu esposa dele e a minhadepois que o irmão ensinou ela a atividade a irmã da xoxota para o irmãocontos porno gay sobre conhadosConto de sexoEnfiando a cabeça da pica na buceta virgem filhaela pediu pra parar mas continuei fudendoConto erotico aproveitei e forceicontos eroticos na rua adrenalinacontos eroticos: me incentivou a usar calcinhas minusculasminha filha e meu genro vieram me visitar bucetasou uma patinha desde garotinho contos gayMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,como e que aimha vagina abre na hora do sexo?Conto gay - menininha do paicomi minha mae junto com minha irma contocontos eróticos debaixo da varacanto erotico trai meu noivovídeos de porno mulher gazando espirrando no caralho grande tremorcontos eroticos mulher do pedagioescravisando primo contos eroticoscontos eroticos comendo a patroa no onibusscomendo a japonesa contos eroticosconto erotico casado se apaixonou por um afeminadocontos eroticos gays no cinemameu pai me arregasou todavideos de gay apostei o meu cu e olha no que deucontos eróticos gay sendo putinha na minha casaNao aguéntei e meti o dedo no cu da minha irma no bisao contovivos magras de peitospequenos deixando gozar no peitocontos de sexo com novinhas trepando com advogadoscontos heroticos de rapazes que foram comidos e descobriram que eram gayscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html cachorros rendidos gozando pornopeguei minha sigra dormindo sem calcinha e meti a pica nelaContos eróticos família liberal.2,conto erotico meu tio no caminho da escolaprimeira vez com travesti contos eroticosConto comseguir comer a patroaHistórias eróticas sobre estuprosconto erotico traindo o namoradoMinha esposa me fez uma surpresa contocontos eróticos sexo com a netinha de vestidinho curtinhocontos eroticos como meu irmao me comeu o meu cucontos eróticos me bater castigofode rebola nele vaiCasa dos contos zoofilia o cao que gostava de ser cadelaconto amante do manoconto erotico meu marido tem tesao de imaginacontos eroticos "cadela" "fome"contos eroticos mae filhahomem conto heterobuceta bem regacada peluda perna aberta na camagozando so no cu da leilianeconto erotico com meu sogro peladomeu irmao fudeu com mamae contos comi o cuzinho do vizinho novinho contos heroicosFodelança contos comendo a mulher e sua amigacontos eroticos cegoconto eroticos dividindo amigo do meu maridocontos eroticos dando para o cunhadocontos pisando na cara e comendo cuMeu primo me convenceu a mostra meu pau para elearregaçado pelo cachorro contossexo contos deposito de porracontos eróticos menina de 25 anos 25 anos transando com cachorro com calcinha preta com as unhas vermelhasmeu lobo gostosocontos. chupou pela primeira vez um machocontos eroticos praia de nudismoconto erotico meu cunhado fez meu cu sair sanguecontos eróticos crente