Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LOUCURAS NA CABINE DE VIDEO

Click to this video!

Eu entrei na cabine de projecao e coloquei o dinheiro na maquina. Em um segundo a tela se acendeu e eu pude ver as diversas opcoes de filmes a minha disposicao. Comecei a sentir o tipico frio na barriga que sempre sinto quando estou prestes a embarcar numa aventura sexual louca. Acabei escolhendo um filme onde uma morena deliciosa chupava um grupo de negros. Cada chupada que ela dava em um dos paus enormes criava uma onda de calor que emanava da minha virilha e se espalhava por todo meu corpo. Meu Deus, que tesao! Meu pau quase rasgava a calca e eu ja sentia o calor se espalhando e chegando ao meu cuzinho. Eu estava pronto ...



Me levantei da cadeira e abri a corda que ate entao garantia minha privacidade. Comecei a bater uma punheta bem gostosa e lenta, antecipando quem seria minha compania. Nao demorou muito e entrou um rapaz de uns 20 anos que ficou vidrado com a visao do meu pau duro. Ele foi chegando sem jeito perto de mim. Coloquei a mao dele sobre meu pau enquanto comecei a acariciar o seu por sobre a calca. Rapidamente ele abriu o seu ziper e tirou o pau para fora. Era lindo! Cai de boca e comecei a dar uma chupada de primeira. O garoto gemia enquanto segurava minha cabeca subindo e descendo no seu pau duro. A cada estocada na minha boca o pau ficava mais duro e ele comecou a foder a minha boca como se fosse uma bucetinha. Fiquei de frente para ele, sentado na cadeira, e coloquei minhas maos na sua bunda para poder sentir seus musculos se contraindo a cada enfiada que ele dava. Eu acariciava seu saco e fui sentindo as bolas se encolherem, um sinal que seu gozo estava proximo. Senti o pau crescendo ainda mais na minha boca ate que ele, soltando um gemido alto, comecou a encher minha boca com seu gozo quente. Ele acariciava meu cabelo enquanto seu pau pulsava em minha boca. Seu gosto era doce e eu engoli todo seu gozo com um sorriso no rosto. Lambi cada gota que saia da sua cabeca, deixando seu pau limpinho e brilhante.



Para minha surpresa, enquanto limpava o seu pau com minha lingua percebi que ele nao abaixava! Nao me fiz de rogado e continuei chupando. Primeiro devagarinho, e depois com mais vontade. O garoto levantou minha cabeca, me deu um longo beijo na boca e foi descendo, beijava meu peito, minha barriga e finalmente colocando meu pau na sua boca. Que delicia! Sua boquinha quente envolvia cada centimetro do meu pau. Ele enfiou seus dedos na minha boca para que eu os chupasse, o que fiz com vontade. Ele tirou os dedos da minha boca e, lentamente, foi enfiando dentro da minha bundinha apertada. A onda de calor se espalhou pelas minha pernas, que ficaram bambas. A cada chupada que ele dava no meu pau, ele enfiava seus dedos mais fundo no meu cuzinho. A essa altura eu estava entregue a ele. Me sentia uma putinha, disposta a fazer tudo o que ele quizesse. O garoto me virou de costas e comecou a lamber meu cuzinho. Mais uma vez me desmanchei e me entreguei por inteiro. Eu apoiava meu rosto na parede suja da cabine e arrebitava minha bunda, como que implorando que ele me fodesse com sua lingua...



Depois de alguns minutos lambendo meu cuzinho nao aguentei e implorei que ele me comesse. Ele me olhou com um tesao indescritivel! Primeiro ele enfiou o pau na minha boca e pediu que eu o deixasse bem molhado. Ai entao forcou meu tronco para baixo, me fazendo abaixar ainda mais com o rosto na parede. Ele veio por tras de mim e colocou a cabeca no meu cuzinho apertado. Senti seu pau duro escorregando para dentro de mim. Que delicia! Olhando para tras podia ver o seu rosto coberto de tesao enquanto suas maos fortes me seguravam pela cintura. Coloquei minha mao para tras entre as minhas pernas para poder sentir seu pau dentro de mim. Eu pude sentir o pau enterrado no meu cuzinho e seu saco batendo na minha bunda a cada enfiada. A cada estocada eu tentava arrebitar mais e mais a bunda. Eu queria sentir cada centimetro entrando dentro de mim. Coloquei minhas maos em torno das suas coxas para sentir de novo seus musculos se contraindo com suas estocadas. Cada vez que ele enfiava seu pau dentro de mim eu ia a Lua! Nao demorou muito e ele me deu um puxao forte, colando seu corpo ao meu. Seu gemido no meu ouvido e o pulsar do seu pau enquanto gozava dentro do meu cuzinho me me fizeram gozar tambem, enchendo o chao de esperma. Ele ficou agarrado a mim por alguns segundos, enquanto eu sentia o calor do seu gozo enchendo meu cuzinho. Quando me soltou pude sentir o esperma escorrendo pela minhas pernas. O garoto abotoou sua calca e, com um leve beijo e um tapinha na minha bundinha, foi embora.



Enquanto tentava me limpar com um pouquinho de papel higienico que tinha trazido, fui surpreendido por outro homem que entrou na cabine. Ao me ver quase de quatro, com gozo descendo pela minha perna, ele nao perdeu tempo. Fechou a corda e colocou o pau mais lindo que eu ja tinha visto para fora e me disse: “nem precisa se limpar, pois tambem quero comer essa bundinha deliciosa!”. Claro que comecei tudo de novo...





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eu marido na prai de nudismoContos eroticosBuceta grandeContos eroticos empregada humilha a patroaContos eroticos chantagiei minha enteadaPadrinho iniciando afilhada novinha contos eroticoscontos eroticos meu primo me comeucontos ninfeta lesbica fodde casada hereroconto erotico velho praia nudismoconto.erotico.chamando.mulher.crenti.pra.fuderpessoas fazendo sexo gostossooooconto erotico desconfiei de minha esposacontos eroticos-estuprei minha irmacontos eroticos decornos amigosminha esposa nem desconfia que eu gosto é de rola contos gaycontos de atiivo x passivo fodendocontos porno velhoverdinho tirando a virgindade da sobrinha novinha gostosacontos eroticos trair meu marido no puteirocontos de sexo com novinhas trepando com advogadoscontos eroticos escondidocontos eroticos nifeta d loja rjcontos eróticos de novinhas dando para garanhõescontos safados purezacontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu bebado quando eu tinha oito anoscontos eróticos de experiência bi de ninfetascontos sado marido violentoscontos exitantes de sexo na marrra delicioso historias reaisContos eroticos de policiais sacanaNerdes gay contos eroticosdupla perfeita uma chupava meu pinto e a outra chupava meu cubia cadela contoscontos eroticos chantagiei minha tia e comi elacontos eróticos de padrasto comendo enteada ainda bem pequenawww.conto mimha mae min torturou com vibradores na bucetaSobrinhas do prazer contospapai me ensinou chupar buceta conto eroticonovinha de calcinha fudendo com velho contosvidios pornô com sogra e esposade uma ves so tudo doidocontos eróticos quentes minha namorada em dp reaisvoyeur de esposa conto eroticomeu padrasto me fudeo todApornô doido irmão f****** irmã fortemente com pau bem grandãoboqueteira gaucha contoConto troquei o oleo com meu patraocontos transex fudendo com entregador de pizzadeserto conto heterocontos gemi grita olha corninhominha sobrinha eu vou sempre fuder ela no motel conto eroticoprovoquei o velho e fui fudidaaproveitam da inocência da mulher b******* na academia conto eróticoContos eróticos arregacei o cú da noiadacontos betinha vendo a irma sendo fodidaContoseroticoscomsogroRelatos sexuais me encoxando na cozinha e o corno na salaminha esposa nega mas eu sei que sou cornoConto ui ui ta gozando filhacontos eróticos do tio malvadocontos.praia de nudismo com o pai roludocontos eroticos marido come o cu da deficientemeu filho mete o dedo no meu cu e eu gostocontos eróticos surpresa travestixvideoporno com er maosContos eroticos amorosa amigaConto troquei o oleo com meu patraoComtoerotico profesorinhaminha netinha contos eróticosComendo cu de mulher dormindo conto eroticomulher compra cachorro pra fudelaMenina curiosa indo no circo pela primeira vez contos eroticosminha amiga pervertidacontoseroticoscommaridominha tia atendeu a porta sem calcinha contos eroticosMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,Meu corno cherador de cu.conto erótico