Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DANDO O CÚ NO BUZÃO PARA SAMPA

Click to Download this video!

Em 2008 decidi fazer uma viagem até São Paulo, pois já fazia um tempão que eu não via a minha avá então resolvi visitá-la.

Foi na minha primeira semana de férias do trampo que eu decidi fazer a viagem. Comprei a passagem, me despedi do pessoal e comprei algumas merendas, afinal, eu iria viajar de ônibus e demoraria dois dias e meio.

Com tudo arrumado, peguei um táxi e fui até a rodoviária. Com vinte minutos depois o ônibus chegou. Entrei, arrumei minhas coisas na poltrona a qual eu havia escolhido e fui para o final do ônibus, afinal, na época que eu viajei o ônibus costumava ir vazio.

Já era de noite, peguei meu travesseiro e voltei para minha poltrona para dormir um pouco. Percebi que o ônibus estava vazio então deitei atravessado em dois bancos. Duas horas depois quando acordei, notei que o ônibus estava com mais três passageiros eram duas mulheres e um homem, totalizando oito passageiros. O rapaz havia sentado na poltrona ao lado das quais eu estava e ao perceber que eu estava acordado, resolveu me cumprimentar. Respondi sem malicia nenhuma. As duas mulheres haviam sentado dois bancos na frente do meu e havia um casal a uns três bancos atrás ele perguntou em que eu trabalhava o que eu gostava de ouvir e depois acabou sentando do meu lado para podermos conversar sem fazer barulho e acordar o pessoal. Conversa vai, conversa vem e eu tirei um cochilo rápido. Acordei com ele alisando minha rola. Eu estava de bermuda taktel e senti-o massageando bem devagar meu pau por cima do shorte. Ele me disse que tinha uma coisa que eu precisava saber e que ele precisava saber de mim. Ele me disse que tinha namorada mais que curtia garotos às vezes e queria saber se poderia rolar algo comigo. Falei a ele que nunca tinha feito antes, mas que tinha curiosidade e que exigia sigilo total. Então ele sá me pediu pra relaxar, pois o pessoal tinha acabado de sair do ônibus, iriam esvaziar o sanitário e limpá-lo e que durava meia hora a limpeza e por isso ninguém entraria para incomodarmos.

Fechei os olhos e sentir o velcro do meu shorte sendo aberto, minha cueca sendo baixada e sua língua tocar suavemente minha glande... Fui ao Céu! Ele bateu um boquete impressionantemente maravilhoso, pediu que eu ficasse de quatro. Obedeci rapidamente e ele lambeu meu cu bem gostoso e enfiava e tirava a língua bem devagar na portinha do meu cu... Que tesão. Um loiro de 1,68 de altura, com um pau de 16cm, e com corpo de academia. Disse a ele que era aminha vez de chupar ele e mamei bem gostoso no pau dele. Socava bem devagarzinho a rola dele em minha boca e tirava até que ele gozou bem gostoso, segurando em minha cabeça bem forte, me fazendo engolir todo aquele leitinho gostoso. Ele me disse que tínhamos que nos vestir, comermos alguma coisa e ir ao banheiro. Para ninguém desconfiar. Então saímos juntos, eu fui à cantina e ele ao banheiro. Dez minutos depois o ônibus saiu e ele sentou na poltrona ao lado, como havíamos combinado para não perceberem. Joguei alguns jogos no celular merendei e acabei oferecendo merenda a ele. Ele me olhou pra mim colocou a mão no pacote de bolacha e disse bem baixinho que queria era comer meu cú. Pisquei o cú na hora! Eu sabia que se tivesse outra oportunidade daria o rabo bem gostoso a ele. Ele voltou a sentar do meu lado e me disse que havia perguntado ao motorista e que a práxima parada e era de 1 h para comer e tomar banho. Ele me deu um gel ky e me disse que eu tomasse banho primeiro, passasse o gel no cu, la dentro. Perguntei se pela manhã ninguém iria ver ele disse que me comeria no banheiro e que depois iríamos almoçar. Fui para o banheiro tinha uns dois caras. Entrei no terceiro box, fechei a porta e comecei a me ensaboar. Logo depois de enxaguando, passei o gel com dois dedos enfiando dentro do cu e ouvi uma voz cantando. Era ele. Ele resmungou que os banheiros estavam lotados e eu disse entra aqui primo toma banho aqui que eu sá to me secando. Ele perguntou se eu tava pensando que ele era viado ai eu disse que ele iria era perder o ônibus se ficasse com frescura. Pura sugesta. Imaginando que os caras não tivessem desconfiados, ele entrou no banho e começou a se molhar enquanto me via com o dedo no cu passando o gel. Então acabou o banho rápido, colocou a camisinha e notando que o banheiro já estava sem mais ninguém, colocou a rola na portinha do meu cú.Que caralho grosso! Ele deslizou bem devagarzinho pra dentro do meu rabo me rasgando todo. Eu gemia sussurrando para ninguém escutar. Ele gozou rapidinho e logo depois fomos almoçar.

No almoço, ele me disse que tinha dado uma rapidinha que tinha sido sá uns dez minutos por causa do rango mais que tinha a ultima noite e que se desse certo me comeria de novo. Falei a ele que estava sentindo meu cu todo arregaçado mais que estava cheio de vontade de dar de novo, pois tinha sido rápido demais.Pagamos a conta e fomos para o ônibus. Dessa vez sentamos quase nas últimas cadeiras, para que pudéssemos ter a visão de todos. O ônibus saiu, e duas horas depois quando começou escurecer e muitos já estavam dormindo, peguei no pau dele e comecei a alisar até que ficou duro e eu soquei na boca. Nessa hora, descrição já nem tomava mais conta de mim. Minha sorte é que todos dormiam e deu tempo de eu beber mais uma vez daquele suco de pau.

Um passageiro da primeira poltrona acordou, e veio ao banheiro. Acho que ele não desconfiou de nada. Ficamos conversando até que todos fossem dormir. Quando acabou a movimentação, senti um tesão enorme no meu cú. Ele baixou meu shorte devagar, depois a cueca. Fiquei de ladinho no banco e ele enfiou três dedos dentro do meu buraco. Passou tanto ky que eu senti escorrer pela bunda. Ele me disse que agora é que tava bom pra trepar. Tirou o pau pra fora, me fez mamar uns cinco minutos, sentindo aquela rola crescendo dentro da minha boca até chegar a garganta e me pediu que sentasse e fizesse o serviço.

Sentei naquela vara que nem uma vadia. Bem devagarzinho fui sentindo aquela cabeça rosada invadir meu buraco quentinho e então rebolei bem gostoso feito uma cadela. Ele me pegou pela cintura e me abraçou enquanto eu cavalgava e rebolava naquela maravilha. Vendo que o pessoal estava dormindo, arriscamos uma posição mais ousada. Fiquei com a cabeça virada para baixo do banco, e a bundinha toda arrebitada para aquele macho gostoso e ele socava até o fundo, me fazendo sentir suas bolas baterem na porta do meu cu. Depois fiquei de quatro ele meteu mais um pouco, segurando bem firme em meu ombro. E fiquei de frango assado. Ele meteu mais forte ainda me fazendo quase gritar de dor e prazer. Eu queria gritar para ele me arregaçar mais era pena que não podia. Ele arrancou a camisinha rápido e me disse pra beber a porra dele porque se não o ônibus iria ficar cheirando a gala. Aff... Tomei mais uma dose daquela bebida que não me sai da memária. Nos arrumamos e fomos dormir.

Quando acordamos, faltava apenas meia hora para chegar a São Paulo, O pessoal já estava acordando e se arrumando, então trocamos telefone, e-mail. Não resisti e falei que ficaria com saudade dele pedi que não perdêssemos contato e por fim pedi um último amasso na rodoviária. Chegando lá, fomos a um banheiro entramos junto num desses lugares que toma banho, mamei gostoso no pau dele e ele mamou no meu. Fizemos um 69 no chão do banheiro. Depois que estávamos com a boca cheia de leite de taca, trocamos um maravilhoso beijo de língua e cada um bebeu da porra da mistura do beijo para selar aquele último momento.

Saudades, galego gostoso!

Oi pessoal, espero terem gozado lendo esse fato real que não me sai da cabeça e que resolvi compartilhar com vocês. Caso queiram manter contato comigo me mandem e-mail

[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos dei a buceta para inimigocontos encoxada com o maridoMinha ginecologista contos eroticosConto erótico tapa na minha filhacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaMae no colo conto eroticoEstuprado na frente do filho conto eroticocunhada mais velha casada contoscontos comendo a menina no carnavalestou comendo a mulher do amigo caminhoneiro na viajem contoscontos eroticos o porteirocontos eroticos chantagemcontos eroticosmeu marido me chamou pra ver um filme porno com os amigosengolindo ate o talo contoswww.contospornodoidoSou casada mas bebi porro de outra cara contosminha esposa meteno com outro q delicia porno doido em cabines chupando e dando a buceta por buracos de paredescontos eroticos gay o namorado da minha irmamulher massagista escorregar o dedo na xota da clientemeu cachorro emgatou no meu cu cintocontos eróticos amigas prostitutasesposa e filha de fio dental e eu contosconto emprestei meu marido para minha vizinha casada e carenteCasadoscontos-flagrei.contos erotticos gay 9 aninhosContos podolatria empregadaamiga da minha filha tezudinhaconto erotico mae no carroContos de casadas e lesbiscasenrabada e estrupada por traficantes na saida da discoteca.contoscontos de cú de madrinhacontos eroticos comi uma nordestinaeu sentada na sofá sem calcinhas com pernas abertas pra o papa-contoeu minha amiga e meu namorado contos eroticoscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosconto erótico a namorado com mendigocontos papai passando bronzeador em mimContos eroticos em estradaHome poi mulhe prachora na picaComtoerotico cherinho de bebewww.contos de gozadas na marrafotos derabudas na academia roupa brancafoto de sexo conto eroticos da minha sobrinha pimentinha parti 1contos enteadacontos de gays q ficaram arrombadisSou casada mas bebi porro de outra cara contosooooooooohhhhh porra pornohttp://tennis-zelenograd.ru/conto_3433_irmazinha-viciada-em-masturbacao.htmlcontos eróticos cuzinho da sograminha enteada um tesaozinhocomendo vendedora de produtos contos eróticoscontos eróticos com menininhas de 10relatos coroas defloraçãoconto minha madrasta me transformou em mulhercontos de sexo anal bissexual com mulheres gordas comendo marmeu vizinho da policia me fode sem meu corno saber contominha mulher foi dominada contosContos passeando de carro usando cinta liga e fio dentalcontos eroticos irmaEu tirei o cabaço da buceta da minha filha eu fiz um plano com ela era pra ela arranjar um namorado no colegio dela pra ela levar ele em casa pra ela fazer ele fuder a buceta dela pra ele achar que a buceta dela era cabaço conto eroticocontos eroticos vi minha esposa chupando outronovinha nao consegue desengatar do caocontos eroticos dentro da piscinacontos eróticos isto e realpassou a pamadinha e epurrou no cu da esposacontos eroticos com irmao vendadoconto erotico um padre me come e eu sou homemminha vizinha de camisetanovinha meia canbotinha lindaContos erotico zooo japonezaputona da pro chefe marido nem desconfiacontos eroticos amigo gay iniciouconto de moçinhas inocentescontoseróticos minha priminha de cinco anosconto erótico minha esposa caiu na ciladaContos zoofila comi mia professoraCasada viajando contosContos eroticos estruparam minha avo e mamaeContos de ninfetas sem calcinhaConto sogra e nora esfregando a buceta na buceta da filhaContos casadas reais com permisao do marido