Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DANDO O CÚ NO BUZÃO PARA SAMPA

Em 2008 decidi fazer uma viagem até São Paulo, pois já fazia um tempão que eu não via a minha avá então resolvi visitá-la.

Foi na minha primeira semana de férias do trampo que eu decidi fazer a viagem. Comprei a passagem, me despedi do pessoal e comprei algumas merendas, afinal, eu iria viajar de ônibus e demoraria dois dias e meio.

Com tudo arrumado, peguei um táxi e fui até a rodoviária. Com vinte minutos depois o ônibus chegou. Entrei, arrumei minhas coisas na poltrona a qual eu havia escolhido e fui para o final do ônibus, afinal, na época que eu viajei o ônibus costumava ir vazio.

Já era de noite, peguei meu travesseiro e voltei para minha poltrona para dormir um pouco. Percebi que o ônibus estava vazio então deitei atravessado em dois bancos. Duas horas depois quando acordei, notei que o ônibus estava com mais três passageiros eram duas mulheres e um homem, totalizando oito passageiros. O rapaz havia sentado na poltrona ao lado das quais eu estava e ao perceber que eu estava acordado, resolveu me cumprimentar. Respondi sem malicia nenhuma. As duas mulheres haviam sentado dois bancos na frente do meu e havia um casal a uns três bancos atrás ele perguntou em que eu trabalhava o que eu gostava de ouvir e depois acabou sentando do meu lado para podermos conversar sem fazer barulho e acordar o pessoal. Conversa vai, conversa vem e eu tirei um cochilo rápido. Acordei com ele alisando minha rola. Eu estava de bermuda taktel e senti-o massageando bem devagar meu pau por cima do shorte. Ele me disse que tinha uma coisa que eu precisava saber e que ele precisava saber de mim. Ele me disse que tinha namorada mais que curtia garotos às vezes e queria saber se poderia rolar algo comigo. Falei a ele que nunca tinha feito antes, mas que tinha curiosidade e que exigia sigilo total. Então ele sá me pediu pra relaxar, pois o pessoal tinha acabado de sair do ônibus, iriam esvaziar o sanitário e limpá-lo e que durava meia hora a limpeza e por isso ninguém entraria para incomodarmos.

Fechei os olhos e sentir o velcro do meu shorte sendo aberto, minha cueca sendo baixada e sua língua tocar suavemente minha glande... Fui ao Céu! Ele bateu um boquete impressionantemente maravilhoso, pediu que eu ficasse de quatro. Obedeci rapidamente e ele lambeu meu cu bem gostoso e enfiava e tirava a língua bem devagar na portinha do meu cu... Que tesão. Um loiro de 1,68 de altura, com um pau de 16cm, e com corpo de academia. Disse a ele que era aminha vez de chupar ele e mamei bem gostoso no pau dele. Socava bem devagarzinho a rola dele em minha boca e tirava até que ele gozou bem gostoso, segurando em minha cabeça bem forte, me fazendo engolir todo aquele leitinho gostoso. Ele me disse que tínhamos que nos vestir, comermos alguma coisa e ir ao banheiro. Para ninguém desconfiar. Então saímos juntos, eu fui à cantina e ele ao banheiro. Dez minutos depois o ônibus saiu e ele sentou na poltrona ao lado, como havíamos combinado para não perceberem. Joguei alguns jogos no celular merendei e acabei oferecendo merenda a ele. Ele me olhou pra mim colocou a mão no pacote de bolacha e disse bem baixinho que queria era comer meu cú. Pisquei o cú na hora! Eu sabia que se tivesse outra oportunidade daria o rabo bem gostoso a ele. Ele voltou a sentar do meu lado e me disse que havia perguntado ao motorista e que a práxima parada e era de 1 h para comer e tomar banho. Ele me deu um gel ky e me disse que eu tomasse banho primeiro, passasse o gel no cu, la dentro. Perguntei se pela manhã ninguém iria ver ele disse que me comeria no banheiro e que depois iríamos almoçar. Fui para o banheiro tinha uns dois caras. Entrei no terceiro box, fechei a porta e comecei a me ensaboar. Logo depois de enxaguando, passei o gel com dois dedos enfiando dentro do cu e ouvi uma voz cantando. Era ele. Ele resmungou que os banheiros estavam lotados e eu disse entra aqui primo toma banho aqui que eu sá to me secando. Ele perguntou se eu tava pensando que ele era viado ai eu disse que ele iria era perder o ônibus se ficasse com frescura. Pura sugesta. Imaginando que os caras não tivessem desconfiados, ele entrou no banho e começou a se molhar enquanto me via com o dedo no cu passando o gel. Então acabou o banho rápido, colocou a camisinha e notando que o banheiro já estava sem mais ninguém, colocou a rola na portinha do meu cú.Que caralho grosso! Ele deslizou bem devagarzinho pra dentro do meu rabo me rasgando todo. Eu gemia sussurrando para ninguém escutar. Ele gozou rapidinho e logo depois fomos almoçar.

No almoço, ele me disse que tinha dado uma rapidinha que tinha sido sá uns dez minutos por causa do rango mais que tinha a ultima noite e que se desse certo me comeria de novo. Falei a ele que estava sentindo meu cu todo arregaçado mais que estava cheio de vontade de dar de novo, pois tinha sido rápido demais.Pagamos a conta e fomos para o ônibus. Dessa vez sentamos quase nas últimas cadeiras, para que pudéssemos ter a visão de todos. O ônibus saiu, e duas horas depois quando começou escurecer e muitos já estavam dormindo, peguei no pau dele e comecei a alisar até que ficou duro e eu soquei na boca. Nessa hora, descrição já nem tomava mais conta de mim. Minha sorte é que todos dormiam e deu tempo de eu beber mais uma vez daquele suco de pau.

Um passageiro da primeira poltrona acordou, e veio ao banheiro. Acho que ele não desconfiou de nada. Ficamos conversando até que todos fossem dormir. Quando acabou a movimentação, senti um tesão enorme no meu cú. Ele baixou meu shorte devagar, depois a cueca. Fiquei de ladinho no banco e ele enfiou três dedos dentro do meu buraco. Passou tanto ky que eu senti escorrer pela bunda. Ele me disse que agora é que tava bom pra trepar. Tirou o pau pra fora, me fez mamar uns cinco minutos, sentindo aquela rola crescendo dentro da minha boca até chegar a garganta e me pediu que sentasse e fizesse o serviço.

Sentei naquela vara que nem uma vadia. Bem devagarzinho fui sentindo aquela cabeça rosada invadir meu buraco quentinho e então rebolei bem gostoso feito uma cadela. Ele me pegou pela cintura e me abraçou enquanto eu cavalgava e rebolava naquela maravilha. Vendo que o pessoal estava dormindo, arriscamos uma posição mais ousada. Fiquei com a cabeça virada para baixo do banco, e a bundinha toda arrebitada para aquele macho gostoso e ele socava até o fundo, me fazendo sentir suas bolas baterem na porta do meu cu. Depois fiquei de quatro ele meteu mais um pouco, segurando bem firme em meu ombro. E fiquei de frango assado. Ele meteu mais forte ainda me fazendo quase gritar de dor e prazer. Eu queria gritar para ele me arregaçar mais era pena que não podia. Ele arrancou a camisinha rápido e me disse pra beber a porra dele porque se não o ônibus iria ficar cheirando a gala. Aff... Tomei mais uma dose daquela bebida que não me sai da memária. Nos arrumamos e fomos dormir.

Quando acordamos, faltava apenas meia hora para chegar a São Paulo, O pessoal já estava acordando e se arrumando, então trocamos telefone, e-mail. Não resisti e falei que ficaria com saudade dele pedi que não perdêssemos contato e por fim pedi um último amasso na rodoviária. Chegando lá, fomos a um banheiro entramos junto num desses lugares que toma banho, mamei gostoso no pau dele e ele mamou no meu. Fizemos um 69 no chão do banheiro. Depois que estávamos com a boca cheia de leite de taca, trocamos um maravilhoso beijo de língua e cada um bebeu da porra da mistura do beijo para selar aquele último momento.

Saudades, galego gostoso!

Oi pessoal, espero terem gozado lendo esse fato real que não me sai da cabeça e que resolvi compartilhar com vocês. Caso queiram manter contato comigo me mandem e-mail

[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


estuprada na lanchonete contosdei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticocontos erotico chantagiei e depilei minha sograSem a minha permissao contos eroticoscontos dei para meu cunhadinho novinhoCíntia irmã de Johnnycontos gay menino bundudocontos eroticos de curtos relatos trvesti negra da picona comendo minha esposa no hotelProvoquei o policial e ele me pegou contos eroticosconto guarda roupa da lingeriecilindro meloso gostosocontos eróticos namorada perder a virgindade com outrocontos sexo meu marido rebolou na pistolacontos eróticos babá olhando o volumeVovozinha da buceta peidandoContos eróticos cumendo minha mãeconto erotico bi comendo o cunhado e a irmãcontos/empregada neguinha bunduda...contos eroticos nordesteluna.contos.eroticoscontos eroticos meu alfilhado e um jegue.onto de encesto meu filho mora sosinhocontos erotico d fui dormi so d calçinha com papai me ferreime comeramdormindo contoseróticosConto erotico sogro estuprando nora e gozando dentronovinhos fodeno apremira veizxvidio.esfregando o pau so no short vermelinhocontos eroticos- eu e minha namorada fomos trabalhar na fazendaconto erotico gay: peguei carona e paguei com o cuzinhocontos eroticos negao estuprou eu e meu maridocontos eróticos eu dormindo senti uma coisa lisa entrando nu meu cucastigando o rabo da minha esposa com a ajuda da sogra contos eroticosDo caralho-tecnico de informatica-contorelatos de zoofiliacontos de cú de irmà da igrejaa mae da minha namorada contostanguinhas usadas contosmulheres secando bêbadas cheias de tesaocontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalhacontos eroticos encoxada na linha azul de calça brancacontos eróticos de bebados e drogados gaysconto no cuzinho da Madameme apaixonei pelo um travesti - contos eroticoscontos eroticos sogra 2018conto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos eroticos de homens que vestem as calcinhas das esposas e saem com travesticonto erótico menina zuando pau pequenocontos eroticos sobre voyeur de esposaConto erotico as amiga carente da minha maeComtos erotico 6 com a casada.miha noiva xxxconto erotico peguei meu marido trepando cõm minha irma na camaFoderam gente contos tennscontos de gays q ficaram arrombadisConto erotico amo decotescontos-você vai devagar no meu cuzinhocontos eroticos namorada casa de praiaFoderam gente contos tennszoofilia gay extraordinárias bizarroscontos eróticos vizinho pagou a dívida dando sua menininhacontos eroticos mamae de top lesspassei a calcinha contos eróticosO amigo do meu namorado me comeuConto erotico casada biquinipropria porra dedos no cu consoli xonto eroticoconto eróticos putinha da famíliaDominando ela contoscontos eróticos fetiche com boca de velho chupando pintofrutinha viadinho bunda grande e arrebitada dando o cupriminho tesudinhoMinha prima viu-me a mastucontos pornô casal fudendo com a empregadinhacontos de cú de irmà da igrejacomendo o primo e olhando pela janela conto engravidei a cunhada rabudaConto erotico desejos de minha esposaContos eroticos detalhes por detalhes e falas dos autores e personagens eu era uma menina de 18anos o cara do onibus me fudeu