Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O SERVENTE DE PEDREIRO HETERO

Click to Download this video!

Sou engenheiro e trabalho em diversas obras, certo dia fui apresentado a um servente novo que começaria a trabalhar numa das minhas obras.Se chamava Soares era magro e alto de pele morena e cabelos negros cortado bem curto tinha um semblante indígena meio mameluco com algumas tatuagens no braço que sem cerimônia peguei para observar melhor os desenhos aproveitei para mostrar minha tatuagem e assim notadamente um tesão percorreu meu corpo desejando aquele homem bruto e tão receptivo.Logo depois tentei me desviar daquele sentimento sacana, pois não costumo misturar meu trabalho com sexo além do mais era velho conhecido dos outros operários que nada sabiam dos meus desejos .Fui até outro setor da obra averiguar o trabalho e depois foi até uma pequena copa da obra tomar um gole de água, pois o dia era muito quente.Chegando lá ao me servir percebi o novo servente entrando coma desculpa de tomar água também, foi logo me dizendo que era casado mas que a mulher não ligava quando não dormia em casa e que a alguns anos costumava dormir no apartamento de um amigo no centro da cidade e que gostava bastante destas saídas,a princípio não acreditei no que estava pretendendo revelar mas desconfiei que era uma cantada, muito constrangido pedi licença e me dirigi direto ao meu carro pois estava explodindo de tesão e medo sem saber ao certo qual atitude tomar pois estava querendo aquele homem mas não o conhecia e temia cair numa armadilha .A caminho de casa recebi um telefonema era o Soares que consegui meu numero na agenda do telefone do mestre de obras e me convidou para tomar uma cerveja no final da tarde sem nenhum constrangimento. Disse-lhe que não poderia, mas quem sabe no sábado pudéssemos tomar uma cerveja e bater um papo ainda não sabia o verdadeiro interesse por mais que desejasse aquele homem loucamente.No sábado a tarde liguei e disse que estava ido até minha casa de campo fazer um serviço urgente e o convidei a me acompanhar e me ajudar no serviço pelo qual pagaria o preço de uma diária, ele concordou e fui até seu bairro de periferia buscá-lo.No nosso caminho de ida sá conversamos sobre trabalho e por uns instantes achei que tudo não passava de uma viajem da minha cabeça, pois me falou da mulher dos filhos e na metade do caminho pediu para comprar umas cervejas o que fiz no primeiro bar que encontrei aberto na esperança de quebrar o gelo e quem sabe sentir enfim aquele macho sobre mim.Ao chegarmos na chácara mostrei-lhe o trabalho a ser feito e ele então pediu uma bermuda emprestada para não sujar sua roupa, subimos até a sede e entreguei-lhe uma bermuda que sem se importar com a minha presença vestiu vagarosamente como que deixando que eu apreciasse aquele volume por baixo da zorba azul escura. Depois de vestir-se, sentou-se numa poltrona ao meu lado e começou a coçar o saco e me olhar com cara de safado disse então: Pode pegar não é isso que você quer ? E tirou aquele membro escuro e cheio de pelos de dentro da bermuda me convidando a tocá-lo.Não consegui me segurar e caí de boca naquela vara que aos poucos foi endurecendo entre meus lábios e tomando uma dimensão que me amedrontou a princípio, chegou uma hora que sá a cabeça preenchia minha boca me deixando de pernas bambas de tesão e medo daquela rola . Enquanto eu o mamava ele dizia :chupa pra ver o tamanho da jeba isso chupa gostoso, que boquinha quentinha parece uma bucetinha molhada, chupa mais vai enfia tudo na boca .Então mandou eu ficar de quatro que queria me encoxar e sentir meu rabinho guloso, deu uma cuspida na cabeça do pau e colocou de primeira na portinha do meu cú que não estava acostumado co aquilo tudo, implorei para que fosse de vagar e fui atendido ele sá começou a bombar depois de ter enterrado tudo dentro de mim.Foi demais sentir aquela tora dentro e ele falando um monte de putarias no meu ouvido: vou trabalhar nada vou ficar te comendo o dia inteiro,meu viadinho vou deixar esse cuzinho do tamanho do meu pau pra te comer sempre, é assim que você gosta então leva nesse cuzinho tudo pra você e assim por diante...depois de gozar um gozo grosso em golfadas dentro de mim ele se trocou e disse que precisava ir para a casa dele e outro dia poderíamos marcar para repetir a brincadeira,fez-me jurar que não abriria minha boca sobre o assunto e nem mesmo pediu o dinheiro da diária que nem chegou a realizar.A partir daquele dia sá consigo me masturbar pensando nele e em sua postura de macho predador me subjulgando e me possuindo .





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


tetudas sogras ninfentas contosContos eroticos novinha virgem sendo arrebentada pela mulecadascontos eróticos funcionária[email protected]contos erotico gozei como uma puta velhasono no cu das duas safadascontos eroticos chantagiei a o amigo do meu marido para me comeconto erotico de lebisca tirou virgindade irma mais novocontos chefe da namoradaestuprado pelo pai na infancia gay contocontos eróticos 3 piça na mãe rabudacontos eroticos de viadinhos de calsinhacontos minha enteada minha amanteContos eroticos recem nascido (a)contos eroticos, o bispo me comeu gostosoPeguei meu entiado masturbando com minha calcinha.conto eroticocontos eroticos mae filho filhaPai,tio e filho contoscontos dei pro meu genroa filhinha pequena que minha esposa cuidava era safadinha contoscontos porno papai me deixou arnbadaconto sexo vilma e bety rabinho doendocontossexo minha mulher negro pausudocontos eroticos fudendo a mae travesticontos eróticos de bebados e drogados gaysmarido viado hormonios femininos conto eroticocontos eroticos estuprada no cine porno com o maridoconto arrombando namoradavoyeur de esposa conto eroticofilhos gay moleque novinho trepando pela primeira vez cantando muitoContos-esporrei na comida da cegapornodoido garota pequenA seguanndo pau grandecontos erotico sendo fodida e fotografadacontos eroticos padrinho cuidando da afilhadatrai meu namorado chorei conto eróticoContos eroticos casada cheia de porra pro maridocontos erotico chantagiei e depilei minha sograconto erotico nao resiste e peguei cunhadacanto erotico meu amigo negao comeu meu cuConto erotico deixou o amigo violentar a esposacontos eroticos negao estuprou eu e meu maridocontos comendo a bucetinha da titiagay novinho e o pepino/contos eroticoscontos eroticos de comendo os meninos do orfanatocontos eróticos quando casei pedir por um descascador designar minha esposacontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoContos eroticos novinha desmaia de tanto gosacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacasadeconto heterocontos eroticos casado dominado e enrabadocontos eroticos esposa bebadaContoseroticosdegatinhascontos/flagrei minha prima dando para dois negoessafado dorme com sua irmã e após se enroscar em grandãocontos arrombei minha mae com mega rolaocontos erotico de ninfeta dando a buceta pro tio dormindopornodoido dona de casa chifra rapidinha cm amigosexo com as amigas e as filhas contosvirei uma safada a pedido do meu marido contoscontos bdsm erposas escrava submissainiciação contos eroticoshomens velho gay contosConto erotico menina curiosacasa dos contos marido pede para esposa por uma sainha bem curta e.provocacolocando devagar na bundinha vestidinhocontos eróticos eu quero te fuder mas aqui vão vercontoseroticos homem chupando pau sujo e bebendo mijoporno gey contos heroticos pegando novinhomenino tarado contosconto erotico historia de mulheres casada em fretando pau gradeContos eroticos gosto de estupro seioscontos verdadeiro irma envangelica