Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FAZENDO UM DIQUE REMASTERIZADO

Click to Download this video!

Fazendo um dique



No conto anterior ( O caseiro do Pequeno) vocês viram que o caseiro Paulo nos flagrou no remanso quando íamos começar nossa sessão de putaria, e contou-nos que já tinha visto muitas vezes o que fazíamos, não teve alternativa, tive que dar para ele também, e cá pra nás, gostei, pauzão grosso, duro, ele me carregava e terminava o serviço dentro do lago. Durante a semana conversando com seu Rui, este me diz que agora vai ficar mais difícil ir à chácara e levar-me, não queria me ver espetado pelo caseiro, mas, acabei convencendo-o que seria melhor irmos mais alguns domingos e com isso convenceríamos ate as mulheres que estávamos realmente fazendo o dique, conforme o Paulo falou. Depois paulatinamente começaríamos a faltar aos domingos, sem que ele percebesse que foi por sua causa. A ideia era ganhar tempo para convencê-lo a levar-me todas as vezes qiue ia a chacara. Seu Rui entendeu e ainda levou-me mais três domingos seguidos, eu gostava, por que ao chegar o Paulo já estava a nossa espera, ficava esperando trocarmos de roupa e juntos subíamos o rio. Quando chegávamos, ele puxava o barco amarrava-o e vinha com muita sede para cima de mim, com sua verga duríssima, chegava metia ela no meio das minhas coxas, me sarrava um pouco, depois fazia chupá-la, aproveitava que estava lubrificada e a introduzia no meu cuzinho que a essa altura estava piscando mais que vagalume. Eu me retorcia todo urrava, gemia, enquanto ele forçava a cabeça para entrar, mas, depois eu me largava, sá sentia ela deslizar buraco adentro ate seu saco encostar-se em minha bundinha. Ele me agarrava com força e carregava-me para dentro dÂ’água, com a vara espetada, falava ao meu ouvido que estava a dias sem transar esperando pelo meu rabinho, queria comer meu cuzinho por muito tempo ainda, cu gostoso, voce nasceu para ser comido, voce gosta de rola, e bombava ate encher-me de leite. Caia na água e ia nadar um pouco, depois ficava sentado na margem do outro lado observando-nos, enquanto eu estava ocupado, dando um trato no pau do Rui. Seu Rui gostava primeiro de chupar-me bastante e ser chupado ate me dava leitinho de vez em quando, sá depois e que ele penetrava meu buraquinho, bombava um pouco, trocava de posições varias vezes, sempre admirando minhas nadegas, ele sempre pedia para eu abri-las com minhas mãos enquanto ele apreciava e degustava-a com sua vara. Eu gostava de servir a ambos, tinham estilos diferentes, Paulo era mais rústico, não gostava de muitas delongas, umas poucas chupadas na rola, e ia direto espetar a vara no meu cuzinho, com um pau mais grosso, duro como uma estaca, bombava sem parar ate abastecer-me, carregava-me para dentro do lago onde gostava de terminar o serviço. Já o seu Rui, era o oposto, gostava de fantasiar bastante, chupava meu buraquinho e gostava que eu chupasse rua rola, metia pouco, mas, fazia varias penetrações, pedia que eu ajoelhasse e ficasse com o rosto rente a areia, abria minha bundinha e chupava meu buraquinho, como criança chupa uma chupeta, deixava-me completamente mole, excitado, virava-me fazia uma penetração tipo frango assado, bombava um pouco, deixava-me de lado e introduzia de novo, bombava mais um pouco e novamente trocava de posição, sempre terminava o serviço deixando-me de quatro. Eu ia nadar e limpar-me, e lá dentro dÂ’água, Paulo chegava começava a passar a mão na minha bunda, levava-me para a parte mais rasa eu ajoelhava e mamava gostoso naquele belo pau. Depois ali mesmo ele cravava sua ferramenta no meu orifício e o vai e vem ficava frenético, eu sentia sua vara crescer dentro de mim e depois as ejaculações vinham em abundancia. Eu acho que era por ciumes que o Rui não gostava de transar na frente do Paulo, ele sabia que o caseiro por ser mais jovem tinha mais pegada, seu pau ficava duro mais rapido, era mais grosso e maior, enquanto ele demorava para pegar embalo, ficava mordendo, lambendo por muito mais tempo. Algumas vezes seu Rui ia ate onde estavamos e enchia minha boca com seu pau, ficava acariciando-me passando as mãos em minha cabeça, perguntava se estava tudo bem, enquanto isso Paulo no vai e vem se acabava massageando e enchendo meu o meu rabinho de leite. Lavava-me e ia com seu Rui ate perto do barco, ele reclamava não ter mais privacidade, é chato estar transando com outro olhando, não gosto disso. Muitas vezes eu pedia para ficar mais um pouco e procurava ir para dentro dagua onde o Paulo novamente atracava meu rabinho, completava o serviço deixando-me contente, tinha recebido o pauzão do Paulo mais uma vez, e seu Rui tinha me chupado bastante. Em compensação na segunda feira eu recebia uma carga dobrada de chupadas e de rola do seu Rui, ele ficava exausto e suava, eu ficava com o olhinho ardendo de tantas penetrações. Aos poucos fui deixando de ir à chácara, Paulo sempre perguntava por mim e seu Rui alegava que era por causa da escola, tinha muitas lições para fazer e como trabalhava sá podia fazê-las aos domingos. Passava-se muitos domingos e eu pedia ao Rui que me levasse para a chácara, ele não gostava, mas eu alegava que se não fosse de vez em quando o caseiro podia pensar que era ele seu Rui que não queria, e ficaria com bronca. Quando ia o caseiro chegava e logo perguntava por que demorou tanto não gosta da chácara? Gosto, mas estou abarrotado de lições, por isso venho de vez em quando. Vá se trocar vou te mostrar como ficou o dique que você ajudou a começar. Subíamos o rio, muitas vezes sá nás dois, seu Rui não gostava de ver-me na vara de outra pessoa, e nem de usar-me sob os olhares de outros. Quando íamos sá os dois eu me largava na vara do Paulo, ele falava que agora tem prazer em trabalhar para seu Rui, sabe que no fim de semana eu venho para abastecer sua rola com meu cuzinho guloso e aproveita para tirar o atraso e eu também, era comido de todos os jeitos, aguentava aquela super vara e ainda rebolava com o cuzinho todo preenchido. Paulo gostava quando vinhamos sosinhos deixava eu mamar a vontade, ele tambem aproveitava para realizar seus sonhos e chupava meu cuzinho como mestre deixando-me totalmente excitado. Mamava a vontade, e metiamos dentro e fora dÂ’água, eu saia com o cuzinho ardendo e dilatado de tanta rola. Pena que outra dessa sá daqui mais de um mês, se o seu Rui consentir em levar-me. Depois eu conto mais.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fui pintar a casa da minha cunhada com ela e minha esposa e o marido dela cantos eroticostransa shopping Interlagos contocontos eróticos bem depravado de bem picanteminha cunhada traindo meu irmao com o patrai contosConto erotico enteadacontos de sexo com viuvacontos eróticos gay sendo putinha do meu primo bruno parte 2contos eróticos mamãe mim deu de bandeija para seu namoradocontos eróticos gay brincando com os amiguinhos na infânciaconto erótico dei pro Negrão pauggconto de saia no ônibus lotadoContos eroticos meu sogrocontos gay menino hormonio virou mulhercontos eroticos elisangela cunhadaeu e minha namorada na piscina contoscoloquei a madame pra gritar no meu pau contosloirinha goatossa vismeu filho me encoxaram a noite bunduda,contos eroticos primo da esposacontos eroticos gay inicioContos eroticos peguei a manaContos dois na minha mulherconto mamo rolaContos eróticos de lésbicas transando na casa da amiga de muitos anoscracrudas dando pros velhosminha afilhada linda me provocando contoscontos eróticos tio f****** sobrinha casadaconyo erotico pai e filha ahh uhh mais meteVi meu comendo o cu contosmetendoo con vpontadi pornocontos eroticos de ex maridominha esposa me contando os detalhesfotos de adoráveis travestis pirocudas nuaspauzudogosavideo erotico"minha primeira vez com travesti"meu cao meu machonoite maravilhosa com a cunhada casada contosEu tirei o cabaço da buceta da minha filha eu fiz um plano com ela era pra ela arranjar um namorado no colegio dela pra ela levar ele em casa pra ela fazer ele fuder a buceta dela pra ele achar que a buceta dela era cabaço conto eroticocontos de siririca de mulher acima dos 60 anoscontos eroticos engravidei uma novinha faveladahantai filinha patendo punheta pro pai safadaContos eróticos teens gays chupando o filhinh da minha amigatransei com amigo da minha filhacontos eroticos de comi a bunda da mae da minha amigabucetas ticos grelosconto erotico gay cuzinho rosinha tapas socacontos dormi com minha irmãHistoria de contos de sexo vovo mamoucontos mulher coloca silicone no peito e na bunda para ficar gostosaFio dental conto erotico gaycontos eroticos dei o cu na marra lua de melconto erótico primas brincando no quarto nuascontos erotico gay quando mim focaraocontos eroticos paulo e bruna parte 2contos de traicao anal,postados no facebookCasada viajando contosDona Florinda chupando a rola de Seu Madrugaconto erotico minha mae me fazchupa -lacontos eroticos esposa e primocamiseta sem calcinha. contos de casada.Meu+irmão+arrombou+meu+cu+a+força+conto+eroticomuile fudeo nacaxueraconto usando calcinha da irmacontos eroticos teen chuvaviajando pra casa de minha tia fude minha mae com chantagem casa dos contoscumadrecavalawww.meu filho mim comeu com doze anos contocontos de incesto dez anoscontos eroticoscalcinha algodaoai meu neto rasga a buceta da vovo conto eroticpgarota da buceta grande cetado nado negãoconto de mulher casada crente com filhorealizei a minha maior fantasia transei com um jovem loiro do pau grande e meu marido assistindoEjaculei meu esperma dentro do utero da minha vizinha gostosa e a engravidei contos de sexoconto erotico com o velho do asiloconto erotico enfermeira estupradagazar na vagina da sogra xvidiosnoivo e noivas na lua de mel comprido e desejo de fatazia travestixvidiocontos eroticos novinhaConto erotico advogada enrabadaterceira idade de calcinha no cucontos casada viagem trabalho coroaConto de putinha objeto de prazer para todos os machoscomo enfiar caralho na conaSubrinha sapeka adora usa ropinha provokante para da para mimemcabeçando no cu bucetacamiseta sem calcinha. contos de casada.Conto gozou muita porra no meu cuboquete no filho contostranso com meu cachorro todos os diasghupa ghupi pornconto erotico gay estuprado estupradormeu corno .e seus anmigos comedores do meu cu .contos c/fotos