Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMO ME DESCOBRI CORNO.

Click to Download this video!

COMO ME DESCOBRI CORNO.





Sou casado com Júlia à dez anos e tivemos um ano de namoro.Quando a conheci e comecei a namorá-la,ela tinha 19 anos e eu 21,portanto hoje estamos com 29 e 32 anos respectivamente.Ela é uma moreninha clara,cabelos bem curtos agora(Cortou-os recentemente),tem os olhos que mais perecem duas esmeraldas de tão verdes,mede 1:57 de altura e pesa 48 kls.Tem os seios pequenos,durinhos e empinadinhos,os biquinhos são rosados e salientes.Sua bundinha tambem é pequena,arredondada,arreebitadinha(caracteristicas das baixinhas como ela)com um cu delicioso que ela(agora descobri)adora dar.Sua buceta é carnudinha,rosada e com os grandes lábios bastante salientes e tem gosto e aroma caracteristicos que adoro sentir.Quanto à mim,sou moreno tambem,1:75 m,60 kls.Olhos negros.Não temos filhos.

Quando a conheci e comecei a namorar,descobri que ela não era mais virgem,o que nunca impediu de a gente ter um relacionamento harmonioso e de ser-mos cumplices em nossas aventuras sexuáis.Nunca,nem na época de namoro,nem depois de casados,tive sequer o menor motivo para desconfiar de que ela não me seria fiel.ATÉ QUASE à UM ANO ATRÁZ.

Moramos em uma cidade do interior paulista,onde temos nossa casa que é bem confortável e independente de outras.Tenho minha empresa,que apesar dos inumeros impostos que temos que pagar para nosso pseudo governo,vai muito bem.E foi por imposição de negácios por essa empresa que acabei me descobrindo corno.

No início desse ano,não me lembro direito,mas acho que foi no mes de fevereiro,precisei me ausentar de casa por dois dias em uma viagem de negácios à capital do estado.Sai em uma segunda feira pela madrugada e cheguei por volta das 19 horas da manhã no hotel em que me hospedaria e onde deveria encontras alguns senhores com quem fecharia alguns contratos.Na recepção foi infornado que esses senhores precisaram se ausentar temporáriamente e não me atenderiam naquela semana e que tinham deixado recados com minha secretária já na sexta feira e por garantia,tambem na recepção do hotel.Na hora fiquei puto da vida por tres motivos,ter feito uma vigem dessas sem nessessidade alguma,Não ter sido avisado pela minha secretária e tambem por ter perdido alguns contratos que seriam bem lucrativos para a empresa.Cancelei minha hospedagem,procurei,um pouco mais tarde,um restaurante para o almoço e depois fui à um cinema para descansar um pouco,me preparando para enfrentar a estrada de volta.Cheguei em casa por volta das 20 horas e estranhei um carro que estava na minha garagem.Não era nenhum carro conhecido meu,de nenhum parente meu ou de minha esposa.Mas poderia algum deles ter trocado de carro e eu não ter ficado sabendo.Estacionei meu carro na rua mersmo,em frente de casa e entrei pelo portão social.Entrei em casa e não vi minha esposa em lugar algum.Foi ao banheiro do corredor,tirei mei terno e pendurei em um cabide que eu colocara ali quando me vesti pela madrugada,e fui para o quarto de vestir que tem duas entradas,uma independente e outra direto para nosso quarto de dormir.Estava pendurando meu terno no armário quando ouvi gemidos tão conhecido de mim,parecia com os gemidos que minha esposa soltava quando estava goxando ou na minha boca ou comigo dentro dela.Vagarosamente,já prevendo o que viria e com um aperto no coração,fui até a passagem de um quato para o outro e fiquei totalmente paralizado com o que vi.Minha esposa,minha santinha,minha idolatrada,estava de quatro na cama,chupando o pau de um cara moreno e um negro estava metendo vigorosamente em sua buceta.Ainda ficaram assim por uns minutos até me verem.Quando minha esposa me viu,deu um grito e escapou deles,tentando se enrolar em um lençol.Eles,assustados,trataram de pegar rapidamente suas roupas e sairam em verdadeira disparada pela porta do quarto que estava aberta e desimpedida.Não demorou nada e ouvi o carro saindo da minha garagem.acho mesmo que nem se vestiram para isso.Sem conseguir alguma reação,fiquei olhando para minha esposa que estava com os olhos arregalados e nada dizia tambem.Aos poucos fui conseguindo reagir e voltei para o quarto de dormir e sai dali me dirigindo para a sala,onde me sentei no sofá.Hoje eu me lembro da cena e acho engraçada,mas na hora eu queira morrer e matar.Eu,de cuécas,sentado no sofá,tendo acabado de descobrir que sou corno e minha esposa ainda nua,enrolada em um lençol,vindo se sentar ao meu lado.

Nunca fui dado à bebidas.às vezes eu tomo uma ou duas doses de wuisque antes do jantar,mas é coisa muito rara isso acontecer.É mais quando temos visitas.Mas aquela noite eu queria me embriagar para ver se quando passasse o efeito,eu descobrisse que tudo não passava de um sonho,ou melhor,de um pesadelo.Pedi à ela que me preparasse uma doze dupla e ela fez melhor.Trouxe a garrafa de wuisque,dois copos e gelo que dispensei.Me servi de uma dose dupla bem generosa e virei de uma vez.Aquilo desceu quimando tudo por dentro e me deu um alivio momentaneo.Me servi de outra dose e assim foram algumas até eu começar a me sentir alto pela bebida.Júlia tambem se serviu de uma dose pequena e com duas pedras de gelo e ficou bebericando ao meu lado sem dizer uma unica palavra até eu começar a fazer perguntas.à quanto tempo isso vem acontecendo?Desde quando começou a trazer homens para dentro de nossa casa?Com quanto já tinha saido?Por que fazia isso comigo?essas coisas que quando a gente se descobre corno,se quer saber.Ela,vendo que eu não estava querendo briga e nem estava tendo uma reação violenta,resolveu me contar tudo.Procurarei reproduzir aqui,o mais fielmente possível,as suas palavras:

Você se lembra do dia em que me conheceu naquele barzinho?Lembra que quando me apresentaram à você,eu estava acompanhada por tres homens que depois eu os apresentei à você como amigos meus?Nunca os tinha visto na minha frente até aquele dia.Eram clientes.Isso mesmo,clientes.Sempre fui e continuo sendo puta.Quando sai dali com eles,fomos para um motel e dei para os tres juntos.Desde pequena que adoro sexo grupal.Alguns dias depois,você me procurou e começamos a nos conhecer,depois você me pediu em namoro e eu ia lhe contar,mas durante a conversa que tive-mos,cada vez que eu abria a boca para falar,você não deixava.Depois,aprendi a gostar de você e não tive mais coragem para falar.Não foi fácil para mim conciliar nosso namoro e meus compromissos com meus clientes.Muitas vezes,eu tinha acabado de sair de um motel com alguns clientes e em seguida encontrava você e acabava voltando para o mesmo motel e em outras vezes,em outro.Outras vezes,estava com você e tinha que inventar uma desculpa qualquer para você ir embora logo,porque estava chegando a hora que marcara com algum cliente.Com o paasar do tempo comecei a desconfiar que você deveria estar sabendo de alguma coisa ou estava um pouco desconfiado,tal era minha gama de desculpas para você.Ai você me surpreendeu me pedindo em casamento.Aceitei e marcamos a data.Nunca quis me casar de noiva.Sabia que não merecia,então o convenci a nos casar-mos somente no civil e que a cerimonia tivesse lugar já no salão onde seria a festa,poucos minutos antes dessa.Lembra que cheguei com quase uma hora de atrazo?Cheguei tarde em casa para me preparar,estava atendendo um cliente antigo,que nunca pude recusar por pagar muito bem nossas trepadas.Depois que casamos,passei um bom tempo sem nada.Sexo sá com você.Meus clientes tinham perdido contato comigo.Não sabiam mais o numero do meu telefone,até que encontrei com um deles na cidade.Esse foi o primeiro depois de casada.Ele não quis esperar para marcar nada,quis ir comigo para um motel naquela hora mesmo.Adorei recordar o que eu tinha antes e passei o numero do nosso telefone para ele que começou à passar para os outros.assim,gradativamente todos foram voltando à me telefonar e marcar compromissos comigo.Comecei a sair com todos novamente.Não demorou muito e comecei a trazê-los para nossa casa e nossa cama.Gozava como nunca ao saber que estava metendo com outros na cama em que mais tarde meu marido me comeria tambem,e algumas vezes sem ter dado tempo de eu tomar um banho antes.Isso mesmo.Foram várias as vezes em que você chegava e eles tinha acabado de sair.Uma vez,eu estava com dois na nossa cama,quando vc entrou pela sala,Ele tiveram que sair correndo pela porta dos fundos e pular o muro sá de cuécas como você está agora.Não sei como conseguiram chegar no carro deles que estava à uma quadra daqui,.

Conforme ela ia falando,eu ia sentindo alguma coisa estranha comigo,a bebida já não fazia muito efeito,minha cabeça estava um pouco mais desanuviada e sem perceber,meu pau estava endurecendo com as palavras dela.E ela continuou:

Tenho saido tambem por prazer com alguns homens que acho simpáticos.Quando conheço e gosto,faço o que posso para te-lo na cama e dentro de mim.Alguns amigos seus sabem bem disso,Já estiveram aqui comigo enquanto você estava na empresa.Alguns deles,apenas uma vez,mas outros várias vezes.Desses eu nunca cobro.É por tezão mesmo.

Neese ponto eu a interrompi e me levantei para ir ao banheiro e ela percebeu minha ereção e se levantou tambem,deixando cair o lençol em que estava enrolada,ficando inteiramente nua na minha frente.Meu pau terminou de endurecer ali mesmo.Fui para o banheiro e ela me seguiu,entramos e ela abriu o chuveiro,tirou minha cuéca e me empurrou para baixo da água fria e com o choque,minha cabeça melhorou muito.Senti algo no meu pau e baixei a cabeça,era ela me chupando.Ao sentir aquilo e lembrar de tudo o que me dissera,gozei rapidamente na boca dela e para minha surpresa,ela aceitou que eu gozasse la e ainda engoliu minha porra.Nunca sequer me deixara gozar na boca dela,apesar de me chupar maravilhosamente,mas sempre me pedia para nunca gozar na boca.Do banheiro,fomos para nosso quarto de dormir onde me deitei e ela tambem,ao meu lado.Conversamos mais um pouco e ela segurou minha mão e levou-a para sua buceta.Pegou meu pau e começou a punhetea-lo enquanto eu a bolinava.Em segundos eu estava de pau duro novamente.Tive outra surpres,.ela se deitou de bruços na cama,abriu bem suas pernas e me disse:vem,você sempre quis comer meu cu,pode meter.Subi por coma dela e sem sequer uma lubrificação,fui entrando naquilo que senpre foi meu objeto de desejo.Senti entrar fácil demais para quem nunca tinha dado o cu.ela me esplicou que nunca tinha dado o cu PARA MIM,seus clientes estava cansados de o comerem.Nunca dava para mim,para eu não desconfiar,mas agora que eu sabia de tudo,poderia usufluir tambem dele.Depois que eu gozei pela primeira vez no cu da minha mulher,sai de cima dela e me deitei ao seu lado e ela,sem serimonias,me pediu para chupá-la.Não quis.Lembrei do negro que metera na su buceta pouco antes,e não consegui mesmo.

Ficamos dois dias sem nos falar.Eu estava com receio das minhas reações que tivera,das sensações que sentira,minha cabeça estava confusa,não sabia que atitude tomar.Ela,acho que por receio de eu ter uma atitude não condizente com o que ela queria.,Mas no terceiro dia,pela noite,quando cheguei da empresa,não suportei mais essa indecisão e a chamei para um conversa franca.Nos sentamos e fiz uma unica pergunta para ela:O que ela faria se eu pedisse para ela parar com isso tudo para poder-mos levar uma vida de casal descente daqui para a frente?Prontamente ela me respondeu que dependeria unicamente de mim se ela continuaria comigo e na casa ou iria embora,mas dessa vida ela nunca largaria.Fiqeui algum tempo sem dizer nada.Na minha cabeça passaram muitas coisas nesse pouco tempo,muitas lembranças de antes de eu descobrir,muitas lembrnaças de depois que eu descobri e se formou uma confusão dos diábos dentro de mim.realmente não sdabia o que fazer,até que fui traido sumariamente pelo meu pau que estava duro novamente com as lembranças do que vira e do que ela me contara.Tirei meu pau para fora,fiz ela se levantar e a coloquei de quatro,apoiada no sofá,levantei seu vestido,rasguei sua calcinha e meti nela vigorosamente.Gozei fartamente dentro dela.Passamos alguns dias e acho que fomos nos acomodando com a situação e com o passar dos dias,fui aprendendo a conviver com isso.ela nunca deixou de sair com outros,mas agora me contava como tinha sido e eu gozava muito metendo nela e ouvindo seus relatos.Minha cabeça foi mudando e aprendi a gostar de ser corno.Até que um dia,me vi pedindo para ela,enquanto trepava com ela,se eu poderia assistir uma trepada dela,com outros.Mas eu não queria ver uma trepada comum,gostaria mesmo de ver ela sendo fodida por vários ao mesmo tempo,até eu fiquei surpreso com minhas palavras,mas já estavam ditas.Depois que gozamos e nos deitamos um ao lado do outro,ela me perguntou se era mesmo isso que eu queria e quando respondi que sim,ela me perguntou como faremos?Conversamos bastante e achamos uma solução.

Chamei um vidraceiro e mandei instalar uma porta de vidro escura,daquelas que de um lado se ve tudo o que se passa do outro e desse lado não se ve nada do primeiro,na passagem do quarto de vestir para o quarto de dormir.Quando ficou pronto,preparei uma cadeira confortável,dessas que se usa comunmente à frente de computadores,e a coloquei estratégicamente no quarto de vestir,logo atráz da porta.Conversei com Júlia e disse estar tudo pronto para eu assistir,mas não gostaria que eles soubessem que eu estaria ali,mesmo por que não gostaria que eles soubessem que eu sei de tudo.Alguns dias depois ela recebeu um telefonema de alguns clientes dela e marcaram para aquela tarde mesmo.Me telefonou para a empresa e me avisou disso.Não consegui mais trabalhar.Chameu meu gerente e disse para tomar conta da empresa aquele dia e que provavelmente sá voltaria no dia sefuinte.Fui para casa.Eu e ela,quase não conseguimos almoçar,tamanha era noassa apreenção pelo que viria.Eu por ser a primeira vez que veria de fato minha mulher trepando com outros e ela por saber que eu estaria ali,atráz da porta vendo tudo.

Minha jùlia se preparou como nunca,tomou um banho demorado e refrescante,raspou inteiramente sua buceta e seu cu,passou agua de cheiro(Um perfume bem sutil), maquiou-se esmeradamente e passamos à esperá-los.15 horas e eles chegaram.Corri para meu esconderijo e tirei a bermuda e a camizeta que estava vestindo,ficando somente de cuécas novamente.Não demorou muito e eles entraram,já com minha esposa inteiramente nua e eles ainda vestidos.Ela,carinhosamente foi tirando suas roupas e quando os tres ficaram nus,pude ver o por que ela sempre foi larga na sua buceta e no seu(agora eu sei)cu.seus paus eram descomunáis.Não considero meu pau pequeno,tenho 19 cm,mas aquilo eram exageros da natureza.Quando estavam todos nus,ela se abaixou e abocanhou cada um deles,um de cada ves até ficarem duros mesmo como ela gosta.Depois se deitou de costas na vama e abriu bem suas pernas deixando sua buceta bei exposta para eles,Um deles se abaixou e começou a chupar sua buceta passando a lingua por toda extenção do seu reguinho,indo até seu cu,o que q deixava cada vez mais com tezão.Se onde eu estava,já com o meu pau fora da cuéca e me punheteando vagarosamente,podia ver o brilho nos olhos dela.estava feliz.tinha o que queria,vários paus e grandes para ela e eu assistindo tudo.Não demorou e ela gozou na boca dele,ele então se deitou e a puxou para coma dele.Ela se encaixou e foi descendo bem devagar,acho que para eu poder ver o pau dele sumindo centimetro à centimetro dentro dela.Quando ela sentiu-o todo dentro dela,inclinou-se para a frente e com uma das mãos abriu sua bunda expondo seu cu para os outros dois.Um deles,não esperou convite e foi se posicionar por traz dela,direcionou seu pau para a entradinha do seu cu e foi forçando até entrar a cabeça.Pude ouvir um gemido dela,depois ela pediu para que ele enterrasse de vez seu pau nela e assim que sentiu os dois dentro dela,ouvi ela começar a dizer palavras que nunca a ouvira dizer,para eles.Me fodam gostoso,metam todos dentro demim,me arrombem para meu corninho poder brincar dentro de mim,seus putos,me fodam mais ráido,com mais força.até que o terceiro meteu seu pau na boca dela.ela teve que se calar e ai eu ouvi eles chingando-a de todos os nomes possíveis em uma foda dessa natureza,Vadia,cadela,puta,safada,seu marido não te satisfaz então sai dando por ai.Essas coisas,Eu já gozara uma vez quando o segundo meteu tudo no cu dela e ela já estava com o primeiro na buceta.Gozei novamente quando ouvi essas palavras.Claro que me segurando para não fazer nenhum tipo de barulho para não ser descoberto.Assim que o que comia seu cu gozou dentro dela,saiu e o que estava na sua boca foi tomar seu lugar.Percebi que seu pau entrou com muito mais falicildade que o primeiro.Alem do cu estar mais alargado,ainda estava lubrifocado com a porra do outro.Não demorou muito para todos gozarem nela e ela estava arfando ofegantemente de tanto gozar e levar paus.Pararam e se deitaram uns ao lado dos outros na cama para descansarem um pouco.Eu gozara duas vezes e meu pau não amolecia.Queria ver mais,mas não sabia o que viria em seguida.Mas logo descobri.Minha Júlia ficou de quatro e um deles se deitou por baixo e fizeram um 69,ela chupando o pau dele e ele chupando sua buceta ainda com porra dele mesmo.Um outro,aproveitou a posição dela e meteu no seu cu enquanto o terceiro era masturbado por ela.O que estava no cu gozou e saiu.O que estava na mão dela veio por tráz e meteu na buceta dela enquanto o que estava por baixo chupava essa mesma buceta.Eu estava louco de vontade de gozar novamente,mas me segurei.Eles não.Gozaram grande quantidade de porra dentro dela.O que ela chupava,gozou na sua boca e ela engoliu tudo sem deixar escapar uma gota sequer.descansaram um pouco,se vestiram,pagaram para ela e ela os acompanhou.ainda nua,até a porta da casa.Voltou correndo para nosso quanto onde eu já estava deitado na nossa cama com um tezão incomparável.sabendo e tendo visto que ela estivera ali,naquela cama,naqueles lençõis,à poucos minutos com tres homens e que gozaram muito juntos,meu tezão era incomparável mesmo.Ela chegou logo,com porra vasando ainda do seu cu e sua buceta e escorrendo pelas suas pernas,se deitou ao meu lado e me beijou na boca.Senti o gosto de porra no seu beijo.Ela me pediu para chupa-la.Não sei o que me deu,mas não pensei duas vezes,cai de boca naquela buceta e comecei a lamber até deixá-la limpinha,fiz tambem com seu cu,enquanto isso ela gozara mais duas vezes na minha boca.Meu pau estava estourando e ela tratou logo de sentar em cima dele.senti seu cu largo,meu pau jogava lá dentro e não consegui me seguirar mais e acabei gozando mais uma vez,mas agora dentro do cu da minha mulher que acabara de levar outros paus minutos antes.Essa foi a primeira ves que assisti uma foda dela.depois disso,seguiran-se outras vezes.Em uma noite,enquanto eu a comia,ela me perguntou se eu não gostaria de participar junto com mais alguem,mas teria que ser nas trepadas que ela dava por prazer,pois profissionalmente ela não poderia fazer isso.Pensei um pouco e enquanto gozava,respondi que sim.Então ela me disse que seria com um nosso vizinho e disse o nome.Fiquei pasmo.Perguntei para ela se teria coragem de cantá-lo.É um senhor já de uns 50 anos,mas muito bem apessoado.Alto,um corpo bem modelado.Ela me disse que não precisaria cantar ninguem,já vinha sando com ele à algum tempo e já conversara com ele à respeito de eu participar junto com ele.Tudo acertado,passamos uma tarde e noite maravilhosas,com meu vizinho me chamando de corno manso e de outras coisas,chamando-a de puta para cima,enquanto metia nela e eu era chpado,ou ambos metia-mos nela,outras vezes,eu metia nela e ele era chupado.repetimos mais algumas vezes com ele e passamos a procurar novos parceiros tambem.Ela nunca deixou de sair profissionalmente.Essa ela me conta detalhadamente.Passei tambem a escolher alguns homens para vir à nossa cada e foder com ela na minha frente ou com minha participação.Ela está adorando esse meu lado.

Essa é uma boa parte da minha histária com minha Júlia.Agora posso dize, sem preconceitos,que sou corno assumido e que gosto mesmo disso.Espero voltar mais para a frente com novar aventuras da minha Júlia e talves comigo participando.até la.

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contoseroticos/reconhecendo o encochadorcontos eróticos minhas afilhadinhas da bocetinha bem novinhacontos porno esposas estuprados submissosContos.encesto.so.com.mae.cu.com.batatadei para um cavalo contos eroticocontos eróticos com mulher alemoavideo porno gay o promo etero bota o primo gay na surubacontos gays inicio da puberdade.Conto erotico sou uma coroa vadia e meninoscontos eroticos matoconto erótico comendo crente viagemconto casal com cavaloencesto mae envagelicaconto mae e filha bebadasela me contou que estava toda assada de fuder a noite todacontos dando no banheiromoleque estrupando putinha conto eroticoconto porno eu comi minha cunhada coroa de 69 anoscontos de cú por medoler contos pornos eletrecista mi comeo no hotelContos menininha pequena deixou homem comer seu cuzinho por doceContos.eroticos.enfiando.cu.da.maeQuero treinar o vinha perdendo a virgindade da bucetinhacontos eroticos comendo o preciosocontos mostrando o piru para a vizinhaDei a bucha pro meu sobrinho virgemconto erotico de manausMeu genro quer me comer e agoracomendo cuzinho de elanycontos eroticos minha sobrinha meu amor part1comendo a rosquinha contosconto lesbica humilhadaFoderam gente contos tennscanto erótico meu marido viajou ficou em casa eu e minha filharola na professora contoconto erotico eu sempre te ameicontos gay chorei no pau do coroaAcordei com o cuzinho cheio de porra contossogra metida a santa contos eróticoincentivanda pelo marido contos pornocontos eróticos com tia perdendo apostacontos sou casada e comi um novinhocavalo gordo assim que meu irmão me mostroucontos sexuais de jessica no carrocontos eu e minhas amigas seduzimos meu paipai cacetudo conto gayvideornposshomens velho gay contoscontos eroticos de pai e filhinha novinhaContos eroticos vi minha mulher sendo arrombadaconto erotico de leke fudendo carenteconto erótico da b******** Doeu muitocontos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhaprimeira gozada na boca contosrelato do marido cornochantagiei minha sobrinha contosconto erótico "comeu meu marido "Meus amihos estruparam minha mae contos eroticosconto incesto minhas irmãs gritaram no meu paumais que irmaos contos eróticos virgenscontos eróticos de bebados e drogados gaysContos de safadezas com o padrasto desde pequenacontos eroticos gays com advogadosconto minha esposa no canavialcontos eróticos com boys lindos,passeioscontos erotico frentistacontos eroticos prima 32nosContos de cedezinhas sendi iniciadacheirando os sapatos da minha amiga contos eroticos.meu filho viu meubucetao peludo e meteu a rola.. contos.contos dormi com minha irmãcontos eroticos marido come o cu da deficienteelena senta na pica durahistória canto erocito meu marido trouxe um cachorro e ele comeu minha bucetinhameu irmao mijou na minha boca conto erotico gayconto desde pequena participo de orgias com minha familia