Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SIMPLESMENTE NORA

Olá, meu nome é Nora, hoje tenho quase 60 anos. Mas o que vou narrar começou a acontecer comigo quando ainda tinha 45 anos. Sempre procurei me cuidar, mesmo sendo mãe de 5 filhos. Sou gordinha, 1.60m, 80Kg, bunda grande, pernas grossas, seios médios, morena clara, típica beleza de Belém do Pará. Na época era casada, mas vivia muito mal com meu marido, pois o mesmo bebia muito, do tipo de cair na rua, e quando chegava de porre me tratava mal e muitas vezes chegando a me bater. Mesmo assim levamos nossas vidas e eu sempre sonhando com uma virada de vida que pudesse me dar um modo de viver melhor. Meu filho mais velho, então com 19 anos, acabava de entrar pra vida militar, como soldado da FAB. Foi quando conheci aquele que viria a ser minha maior alegria na vida, justamente quem eu menos esperava, Luís, o colega de farda do meu filho. Luís é do interior do Pará, e veio pra capital, pra trabalhar e fazer a vida e ingressou na mesma turma de recruta de meu filho. Entre os dois nasceu uma amizade típica de irmãos, com Luís passando a conviver conosco de modo esporádico. Ele pouco conversava, era bastante reservado, mas volta-e-meia eu o pegava me olhando. O pouco que conversávamos me mostrou o quanto ele era inteligente, observador e discreto. Um dia ele me perguntou, sem mais nem menos, por que, eu, uma mulher tão legal, vivia a vida que eu vivia com meu marido. Fiquei sem graça e perguntei o porquê da pergunta, e ele me disse: - mulher como a senhora, tem que ser desejado todos os dias e todos os momentos. Confesso que fui pega de surpresa, não imaginava que ainda causava algum tipo frisson, ainda mais num garoto com idade de ser meu filho. Ele dizia isso me olhando nos olhos. Fiquei boba, mas mantive a postura. Disse para que parasse com essa besteira e que fosse procurar alguém da sua idade. E ele me respondeu que o tempo daria a resposta que eu procurava. Depois disso, nunca mais tocamos no assunto e seguimos nossas vidas. Pouco tempo depois ele foi transferido pra servir em outra cidade, sá voltando à Belém dois anos depois.

Nesse espaço de tempo, meu filho casou com a Elisa e eu me separei de meu marido e fui morar com meu filho, que cansado de me ver sofrer nas mãos de meu marido, me convidou pra morar com ele. Quando Luís voltou a Belém, veio morar na casa do meu filho. Quando soube disso, fiquei imaginando mil coisas: como ele estaria, se tinha casado, se tinha namorada, se ainda lembrava de mim, eu mais parecia uma adolescente. Quando ele chegou, vi que não tinha mudado muito, continuava do mesmo jeito, sá que tinha ficado mais forte. Quando ele me abraçou e me beijou no pescoço, senti um arrepio delicioso. Naquele dia, senti seu olhar em cima de mim o tempo todo. Ele estava mais safado, mais gostoso e isso estava me deixando doida de tesão.

Ficamos nos paquerando por uma semana. Ele me contou que estava sá e sem nenhuma namoradinha. Falou que eu estava mais gostosa que antes e que esse dois anos sá tinham feito bem pra mim. Eu ouvia isso todos os dias, e meu tesão nele sá aumentava. Então, no sábado seguinte e não mais resistindo a tanto desejo, resolvi que naquela noite, depois que meu filho fosse pro quarto dele com a mulher, ele seria meu. Ficamos sá nás dois na sala e ele me pediu que fizesse cafuné nele. Eu estava com um vestido bem fino que ficava um pouco acima do joelho e sem calçinha, afinal tinha vindo pra comer aquele safado. Sentei no sofá onde ele estava e ele deitou sua cabeça no meu colo e eu comecei a fazer carinho em sua cabeça. Estava tão gostoso passar a mão na cabeça dele que nem notei quando ele se virou e ficou com o nariz bem sobre minha buceta, sentindo o cheiro que exalava de minha xana e acariciando minhas pernas, subindo e descendo, chegando cada vez mais perto de minhas coxas e se insinuando por entre elas. Estava perdendo o controle de tudo. Quando ele tocou minha xana, não resisti e me levantei e fui pro meu quarto, estava toda molhadinha. O medo de ser pega por meu filho, na sala com seu amigo, não foi suficiente pra baixar meu tesão, me recompus e voltei pra sala e pedi pra continuar a fazer o cafuné nele. Mas ele foi mais safado e disse que sá seria possível se eu deixasse ele chupar a minha buceta. Nem tive dúvida e ali mesmo, na frente dele, levantei meu vestido até a cintura e sentei no sofá e dessa vez de frente pra ele, que caiu de boca na minha buceta, me fazendo ter o primeiro orgasmo de minha vida. Nunca imaginei o que uma língua tão gostosa como aquela, pudesse fazer o que fez comigo. Parecia que o mundo tinha parado. Fiquei imaginado, quem tinha ensinado ele a chupar uma buceta tão bem. Ele me beijou e seu hálito tinha o sabor de minha buceta, misturado com meu gozo. A impressão que tive, foi que eu passei uma hora chupando aquela boca, sorvendo sua saliva e matando minha sede de carinho.

Fomos pro meu quarto e ali dentro, dei vazão a todo o tesão acumulado. Ele tirou meu vestido e me olhou dos pés a cabeça, me deixando um pouco encabulada. Me deitou na cama e lentamente foi explorando cada parte de mim, me cheirando, beijando, me deixando muito louca. Eu nunca imaginei que pudesse ejacular como homem, mas foi o que fiz em cima dele, tal meu tesão. Depois foi a minha vez de fazer ele feliz. E mostrei a ele o que uma loba faminta como eu pode fazer e me deliciei com seu corpo gostoso, macio, chupei ele todo, e quando cheguei a sua pica descobrir o seu sabor mais gostoso, levando ele a loucura com minha boca sedenta. Quando ele me possuiu com ferocidade, pensei por um momento em meu ex-marido e todas as coisas boas que poderíamos ter vividos juntos. Mas este pensamento passou logo, pois com um garoto me devorando, eu lá ia querer pensar em meu ex. E fodemos muito nessa noite. Parecia que o mundo fosse acabar ali mesmo e aquela seria a última foda da humanidade. Ele queria gozar no meu cu, e eu que nunca tinha dado meu cu nem pro meu marido (porque o corno não gostava de variar nas experiências), não me fiz de rogada e me abri toda pra ele possuir meu rabo. Doeu muito, mas foi muito prazeroso. Me descobrir rebolando em sua pica e sentindo o maior tesão. E ele com a mão direita, fazia uma siririca em mim, me fazendo ter uma das melhores gozadas duplas de minha vida. Ele não aguentou mais e gozou e mim, inundando meu cu com seu leite quentinho e maravilhoso. Ele continuou metendo gostoso em mim e eu pensei que ele fosse parar, mas o filho-da-mãe gostoso não o fez e me colocou na posição do frango assado e continuou a comer meu cu, comigo olhando para ele. Essa visão dele, me deu o maior tesão: eu nunca pensei que pudesse ter tanto prazer na vida. Deus tinha reservado esse momento sá pra mim e eu iria aproveitá-lo até o fim, e foi o que fiz. Ele falou que ia gozar de novo, e disse que o faria em minha boca. Tirou o pau do meu cu e ejaculou seu leito novamente em minha boca. Nunca tinha feito isso. Aliás, tudo com ele, foi como se fosse a minha primeira vez. Dessa vez ele caiu do meu lado e ficamos ali, sá nos beijando, nos tocando, nos conhecendo mais. Naquela noite ele me contou que nunca conseguiu me esquecer e que tinha batido muitas punhetas pensando em mim e que tinha voltado a morar na casa do meu filho, sá pra ficar bem perto de mim, já que agora eu estava separada. Não demorou muito e ele já estava de novo de pau duro procurando minha buceta e meu cu. Nessa noite fomos dormir as 03 da manhã, exaustos de tanto fuder. Ele dormiu entre minhas pernas, sentindo o cheiro de minha buceta. No dia seguinte quase fomos pegos por meu filho, que acorda cedo pra ir trabalhar. Passei da hora de tão deliciada que estava.

Não sei se é certo fazer o que faço, ainda mais na casa do meu filho e acima de tudo com o melhor amigo dele. Porém em se tratando de tesão o meu nuca baixou por ele. Sá de olhar pra ele, eu fico toda molhadinha, com vontade fuder. Passei a ser escrava sexual dele, ele me come todos os dias. Isso já tem mais de 19 anos. meu filho descobriu tudo e ficou uma fera, mas isso eu conto depois...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


comi minha cunhadinha contos eroticosminha esposa me contou suas aventuras sexuaisconto erótico de tiazinha rabudacheiro de mulher conto eroticocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontoseroticos/enrabei a professoracasado contos eróticoscontos de sexo gay especial entre primosconots eróticos zelador Alfredonoite com a cunhada casada contoscontos, tirei bosta do cu de menina menor de idadeconto cine porno gay RecifeContos eroticos recem nascido (a)contos eroticos minha esposa e nosso casal de amigosmetendo A lingua na xaninha da novinha contos contos coroas primas do interiordando para dois garotinhos contoscontos eroticos online colodei o cu p meu filho roludo conto eroticcontos submissa para pagar dividas40cm no cu da minha vo contoscontos eroticos com homem contratado para engravidarContos eroticos de padrecontos trazei com a amiguinha da minha filha dormindomeus amigos me comeram sem do gay contos eroticosConto erótico filhinha querendo o pintão do papaiquero ver duas mocinhas branquinhas estragando a bucetinha na outrame masturbeipensando nela contos eróticosTennis zelenograd contoconto erotico alice de manausMinha namorada mim traiu na vaquejada contos contos brincando di papai e mamaeconto erotico pequena de mini saiacontos zoo meu marido sem eu saber viciou o cao passando minhas calcinhas para ele cheirarcontos de coroa com novinhocontos eróticos viajando com mamaevideodemorenaclaraSexoincestocontosMelhor amiga da minha mulher na minha rolacontos q lambidinha deliciosa papaicontoseroticosdentistacacetudos e contos eróticoshttp://contos anais de casadas chorandoconto homem esperava mulher e sogro sair e metia na sogra amanteContos eróticos- guarda florestal de pau gigante me arrombouDormindo ao lado da cumhada x vTennis zelenograd contoconto erotico do viadinho de calcinha na casa do tiocontos eróticos doeu mas gozeiContos.eroticos..de.incesto.no.dia.decasarcontos cunhada mora nos fundo de casacontos minha mulher vendo meu tioporra no prato contoscontos porno melhor amigominha mulher caminha toda noite na areia da praia conto de cornoprovoquei o angolano na praia Contos Eroticoscomendo minha irmã enquanto a minha mãe olha o Bingoconto minha estagiáriacontos eróticos comendo a minha filha caçula na viacontos tirei sua ropa bem de vagar pra ela nao se acordatoda loira gosta de um negão contos eroticoscontoseroticos de corno.o padre e minha esposaconto eroticos gay. virei mocinha e negaominha sogra viúva ela tava comigo no meu carro ela disse pra meu genro vamos pro motel conto eróticoConto erotico casei com uma puta deliciosacastigo sadomasoquismo contos seiosme comeram na frente do meu marido contocontos gay amigo da minha irmacontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigoconto gay velho do ônibusEu quero filme pornô de uma dentista de saia jeans com avental bem peitudacontos de cornosaaaaah. chupa minha bucetinha vai. isso. vou gozar na sua boca. me faz gozarFicaram satisfeio com meu CuzinhoContos fui castradocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos de incestos e surubas ferias entre irmas fazendadspassou a pamadinha e epurrou no cu da esposaContos mamae é a puta da familia e dos vizinhoscontos eróticos de bebados e drogados gaysfilho fudendo sua mãe na freeti de seu paideixa eu ver seu peitinho contoscontos eroticos exibicionismocontos eróticos homem velho casa caipirinha novinhaminha primeira transa lesbica com minha irmazinhacontos eróticos de gatinhas novinhas dando para super hiper dotadoscontoseroticos.o pai de santo me convenceuele me encoxando e eu rebolandofui arrombada contosArombaram meu cu na cabine eroticafui trepada pelo jegue di meu sogro. conto erótico