Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PRIMO TRANSFORMOU MEU BOTÃO NUMA FLôR

Click to this video!

Não tinha certeza ainda do que eu queria, nem sabia direito o que estava fazendo com meu corpo

ao me deixar levar pelos meus desejos e pela sedução do meu primoo, estava muito excitado e

curioso por isso não pensei nas consequências do meus atos naquela noite. Bem que eu quis me

devencilhar dele e me recompor, mais era tarde demais, suas mãos fortes seguravam com força

minha cintura me deixando sem chance de interromper nossa cápula carnal. Naquela altura ele

já havia me penetrado completamente, sua virilha encostava em minhas nádegas e meu ânus

acolhia sem membro viril que se movia entre minhas nádegas arrancando sensações de prazer e

dor, me fazendo sentir coisas que eu jamais havia imaginado sentir. Meu primo me desfrutou

a noite toda e me deixou com a sensação de que eu estava todo melado e aberto, eu estava

envergonhado e pedia a ele que não contasse para ninguém o que ele havia feito comigo.



Prometi que me comeria quando quisesse, desde que não espalhasse para os outros que ele havia

rompido minhas pregas anais tirado minha virgindade naquela noite. Ele chegou ao clímax por

três vezes naquela noite e me disse que se eu aceitasse ser mulherzinha para ele todas as

noites, ninguém ficaria sabendo de nada. Fiquei aliviado e comecei a imaginar que não seria

tão ruim ser a mulherzinha dele todas as noites, pois gostei muito da sensação que senti por

causa das ejaculações dele em meu ânus, foram momentos que mesmo cheios de dúvidas, desconfiaça

e incertezas, me transportaram para uma dimensão de meu autoconhecimento nunca antes

experimentado.



Ele manteve a palavra, não revelou nada para ninguém nada do que havia se passado entre nás na

noite anterior e eu não tive outra saída, a não ser me deixar ser possuído por ele todas as

noites e durante o dia, quando tíhamos oportunidade de copular.



Minha rápida adaptação ao coito anal foi meu consolo de todas as noites, mesmo sentindo um

imenso prazer quando era possuído por ele e sentindo um desejo irresistível de acolher seu

corpo no meu, por períodos cada vez maiores e mais frequêntes,sentia uma melancolia profunda

por ter dado a bunda para ele e me tornar sua fêmea.



Eu havia perdido a minha virgindade para ele numa única noite, ele transformou meu botão

numa linda flôr vermelha e aberta, mas foi durante cada segundo que ele passava comigo que

algo foi mudando em meu corpo sem que eu percebesse logo, a cada centímetro que seu membro

entrava e saia de meu ânus, num vai e vém frenético e constante, outras vezes num movimento

calmo e suave, é que percebi que ele também me tirara a masculinidade.



NUma noite fiz uma surpresa, me vesti de mulher para ele, calcinha e camisola, foi incrível

como ele me comeu naquela noite. Eu sá me sentia completo quando ele estava me penetrando,

longe dele, parecia que havia um buraco em minhas nádegas, eu sentia sua falta e sá me

realiza quando era preeenchido por ele.



Eu conheci um cara de uma academia, bem mais velho que eu, ele tinha 24 e eu 19 anos. Quando

ele me viu olhando os cartazes da academia ele perguntou se eu gostei, respondi que sim e ele

perguntou de qual eu gostei mais, mostrei o cartaz de um atléta bem másculo e malhado, ele

me convidou para entrar e eu aceitei seu convite. Conheci a academia e prometi voltar mais

tarde como ele me pediu.



Eu já sabia que eu ia voltar lá, não para treinar como combinamos, mas para fazer sexo, sá que

daquela vez eu estava querendo o parceiro, não fui cantado e aceitei por um vacilo, como

aconteceu quando acabei dando o bumbum para meu primo. Com aquele cara era diferente, eu

estava querendo beijar sua glande e acolher seu membro entre minhas nádegas e senti sua

ejaculação em meu ânus.



Quando voltei, ele mandou que eu subisse, ele vestia uma sunga bem apertada, deixando a motra

um volume que já anunciava uma cápula anal poderosa. Beijei sua glande e comecei a chupar seu

pênis por inteiro, ele beijou meus peitos e mordeu cada um deles delicamente. Passou saliva

em meu ânus e começou a me penetrar.



Que volume, meu Deus, como eu desejei ter uma vagina para dar para ele, na falta dei o que tinha

mesmo que era meu ânus viciado em rola, puxa vida, minha respiração faltou, minha boca ficou

seca e eu gemi de dor e prazer, mas aguentei firme toda aquela pressão para depois senti uma

quente deliciosa ejaculação em meu ânus. Puxa vida, não havia mais tempo para dar mais uma

com ele, fui para casa de meu primo e lá ele me comeu deliciosamente.



Para resumir, meu primo transformou meu botão numa margarida e meu amigo transformou ele

num girassol gigante e vermelho. Aprendi a contrair e a relaxar meu ânus com força e peço a

Deus que ele me dê parceiros ativos, bem dotados, de ereção prolongada, sadios, ejaculação

farta e gostem de comer meu bumbum. Sou passivo, submisso e me entrego ao macho para dar

prazer e realizar seus desjos sexuais.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


vi ele comer ela/contoo pai da minha amoginha me comeu contoscontos eróticos surpresa travesticonto sexo de madrasta fazendo fio terra no entiadoPornofamiliacontosComo fazer a mulher se apaixonar pegando a calcinha delacontos eróticos amadores com fotos de casais realizando fantasias de Megane masculinoContos eroticos meu sogrocontos eróticos de novinhas dando para garanhõesContos eróticos dotadosdany gosta de chupar rola peruibecontoseroticos irmoes e irmã no assaltocontos eroticos gay casado domado pelo negaoconto eurotico eu fui viajar e minha esposa saiucontos eroticos minha sobrinha comi na minha camacontos de coroa com novinhowww.contos eroticos de tias soteironas com sobrinhos.comcache:zwmyzgvJpMwJ:idlestates.ru/mobile/conto-categoria-mais-lidos_1_22_fetiches.html Contos eroticos esposa novinha com marido e amigo pintudocontos porno sou putinha pra minha mae no puteiro da familiano acampamento enquanto eu dormia contos eróticoscontos minha esposa viu o garotode pau duroconto erotico arrombei o travesti do baile funkMimha mae me obrigava dar a peluda para o picudocontos consolei a mulher do meu amigomamae levou meus amigos pra acampar contos eroticoscomi um a menina de 14 contoXvidio mulhes que anda a noitecache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html Estourei o cu da crente na viagem contoszoofilia cadelagozoucontos minha esposa vigia a casa pra eu fuder a visinhacontos eroticos de incesto deixando a irma com ciumesmetendoo con vpontadi pornoconto erotico estudandopelado com uma travesti contos eróticosContos eróticos primeira vez colégiocommini vidio porno so rabudas epitudascontos eroticoso cu da cadelinhacontos eroticos esfreguei um bundão gostosoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadortransei gostoso com minha aVò insertoscontos uma menina me seduziuconto erotico minha namorada dançando com outro na baladaContos um garota me ensinou oque era uma punhetaContos dei o cuzinho para a travesti fabiola voguelpapai traindo mamae comigo contos eroticoscontos metendo na tiaContos erótico de Muller casadadei o cu po meu pone contos eroticos pornoconto estagiaria chefesarinha contos eróticos numero de telefoneConto de putinha que adora ser cadela de muitos machos contos erotico o coroa me fudeu em cima da sua lanchaconto erotico praia esposa garotoscontoscontos o velho fez casada de putaNovinha enlouqueçeu os pedreirosmedica seduzidapor lesbica historiascontos de marido bem dotado querendo ver a mulher com duas picas no cu e bucetacontoseroticos comendo ocu dtititive dar para um dotadocontos er irmas vizinhaTravessa gostosa lavando a b***** em casa com cama escondidacontos eróticos de bebados e drogados gaysquero tua jeba rasgando meu cuGozou dentro contos eroticosenrabada pelo chefe contosa trois com minha cunhada Contos erotico visinha na,area de lazedcontos eroticos nao entracontos eroticos chupadacontos eroticos gay meu tio de dezenove anos me enrabou dormindo quando eu tinha dez anos