Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU AMIGO RAFAEL

Click to this video!

Meu amigo Rafael



Encontrei meu amigo Rafael no Shopping e ele pediu que eu fosse passar o dia com ele para ajudá-lo a estudar varias apostilhas, iria prestar um concurso e queria estar bem preparado. Eu o conhecia desde a escola primaria e sabia que eles receberam educação diferente. Desde pequenos eles tomavam banho juntos e ficavam a vontade dentro de casa na frente de seus pais. Chegando lá fomos para o quarto dele e lá ele tirou a roupa ficando a vontade e pediu que eu tirasse também, mas fiquei acanhado e deixei a cueca pelo menos. No decorrer do dia enquanto estávamos preocupados em estudar e fazer consultas na internet, a mãe dª Maria, a irmã Sonia e ate seu pai Sr. Augusto entraram varias vezes, levando suco ou frutas. Eu ficava constrangido por estar de cueca, ate que em dado momento entra Da. Maria e a irmã Sonia, para recolherem os pratos e copos. Ela se assusta a me ver de cueca e pergunta se o que eu estava escondendo era diferente do que seu filho e seu marido têm, pedindo que eu ficasse a vontade aqui todos são iguais e não vemos maldade nisso. Rafael então tomou a iniciativa e puxou minha cueca para baixo, quando eu fui levantá-la a Sonia acabou de tirá-la e pude ver que ela se entusiasmou em ve-lo mole ainda. Acabei ficando o resto do dia totalmente pelado e assim eu andava pela casa junto com eles. A tarde sua mãe vem e chama para tomarmos banho, Rafael disse vamos, depois voltamos a estudar mais um pouco. Pensei que iria tomar banho com ele, pois quando criança faziamos troca-troca todos os dias na volta da escola, mas quando entramos no banheiro sua mãe já estava lá toda ensaboada e pediu justo a mim para esfregar-lhe as costas. Eu estava pasmo ao ver aquela coroa enxuta, nua, sem o menor constrangimento. Comecei a esfregar-lhe as costas e a apreciar seu belo corpo, sua bunda arrebitada, sua xana raspadinha e gordinha parecendo uma almofada, e com esses pensamentos fui traído pelo pau que logo ficou em posição de ataque, eu não queria que isso acontecesse, mas, aconteceu. Ela ao ver o pau duro esboçou um sorriso maroto e disse ao filho Rafa, eu sabia que isso iria acontecer, mas vou dar um jeito, agachou ficando de quatro em minha frente segurou minha vara e a posicionou na sua xana, eu empurrei e a xaninha a engoliu toda. Bombei varias vezes e notei que o meu amigo vibrava com o acontecimento, e eu bombando firme naquele belo trazeiro, não percebi que ele saiu e foi chamar sua irma. Os dois ficaram olhando eu acabar a relação amorosa com sua mãe e a Irma tirou a roupa e falou que ela iria tomar banho agora e eu faria companhia, esperou sua mãe sair entrou e comecei a esfregar-lhe o corpo daquela bela donzela. Ela fazia gestos e apertava meu pau provocando-me para que logo eu estivesse de pau duro, o que aconteceu rapidinho. Rafa e sua mãe saíram, ficamos a sás, ela se mostrou uma formidável parceira, mamava e acariciava as bolas com suas mãos macias, apertava minha bunda, levando-me ao extremo da excitação. Não aguentando mais a encostei na parede abri-lhe as pernas e soquei na xana tudo o que ela queria, mas nessa posição não tem jeito de entrar tudo, então ela se vira, fica de quatro e pede que eu enterre o pau sem dá. Quando ja estava ejaculando enchendo-lhe de leite, ela gemendo de prazer, acabou chamando a atenção do pai, que abriu a porta e viu eu me acabando na bunda de sua filha, e ficou interessado em tomar banho também. Tirou a roupa e disse que Rafa estava dando um trato na mãe lá no quarto e que logo voltaria para tomar banho também. Ela se lavou e saiu, fiquei com o velho Augusto, que pediu que eu o lavasse, comecei a ensaboá-lo e não pude deixar de observar a bela vara que ainda mole mostrava ser respeitosa. Esfreguei seu corpo rapidamente e fui lavar o que mais me chamou a atenção, e comecei carinhosamente a esfregá-la e alisá-la, ela foi tomando corpo, ele me pedia para acariciá-la, eu o fazia com muita boa vontade, meu cuzinho já estava pedindo rola e piscava sem parar. Ele todo lavado e com a verga dura, não pude aguentar e fui de boca naquela bela pica e mamei como bezerro desmamado. Ele se contorcia se mexia, e pedia que eu ficasse de quatro, mas eu não tirava a vara da boca, estava uma delicia grossa, dura e latejando. Quando não aguentava mais, virei ficando de quatro e abri bem minhas nadegas, oferecendo-lhe meu cuzinho, que ele espetou e enfiou, socando-me aos poucos toda aquela vara. Eu gemia e urrava de prazer e ele como mestre socava e batia com força suas bolas em minha bunda. Gemi e urrei tanto que acabei chamando a atenção dos demais, e quando ele começou a ejacular eu fui ao extremo e ao levantar a cabeça, vi os três na porta a sorrir, enquanto o velho dava os últimos retoques no meu rabo. Entraram todos no box, nos lavamos e lavamos o Rafa, que já estava exausto também, por ter atendido aos reclamos de sua mãe lá no quarto. Todos satisfeitos, por hora, fomos tomar um lanche e voltamos a estudar no quarto, aonde sua Irma veio e não saiu mais de perto de mim. Mas depois eu conto mais

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Meu irmão chupa minha maehistorias de meninas q foram estupradas e gostaramcontos eroticoa arronbada pelo titiopai quero atencao contos eroticoscontos eróticos estuprada pelo médico dupla penetraçãocontos eroticos gay casado domado pelo negaopau expulsa pau do corno da buceta contoscontos eroticos comendo uma carcereiraContos erotico amigas devendocontos eroticos casei com um velhocontos minha primeira vez a trescontos eroticos porno de pirralhas inocentescontos eroticos nanycdzinha esposa corno contocomeram meu cuzinho conto gaygordinho cagando na vara conto eroticoscontos erótico pai ficou muito bravo ao saber que seu filho é gaycontos erótico estuprada pelo chefinhomamando na velha contose bom de maismete na minha vizinha gordinhavideo de sexo fetiche mastubaram a buceta dela com varios consodos grandescontos eróticos minha sobrinha de babydollcontos eroticos a bunda do meu irmão caçula é uma tentaçãominha irmã minha amanteconto erotico catador de papel comendo.buceta da novinhasexo-gostoso-numa-ilha-paradisiaca..comrelatos sexo eu e minha filha novinhafilhos vendo a mae transar com outos homenscontos eroticoscontos cu da minha prima escondido no paiolcontos eróticos virei cd para usar fio dentalcontos bi eu e meu primo e minha prima meu primo gozo no meu raboela queria dar uma dançadinha no quartodando a buceta na maquina e quase morrendomorena amiga da esposa contoque cunhadacontos ajudando minha mae peituda na faxinacontos eroticos como passei a ser travesti por causa do meu cunhadoconto erótico de corno chupador de arrombadaminha noiva com porra dos macho pra mim contoscontos eróticos de enteadacontos erótico moleque safadocantos historias transei com minha sobrinha de 11aninhoscontos eróticos com mulatasconto erotico do garoto ricardo fodendo titioprimeiro conto de aline a loirinha mais puta e vadiawww.mulatanua.comvirando escrava submissa do traficante contocontos eroticos exibindo pra piralhoscontos eróticos comi mi.ha irmanzinhacontos eroticos de vovominha tesudinhaContos eróticos te amo tiocontos erot co dando a buceta pro cavalo e p ca grandecontos eroticos a buceta da minha mae e a coisa mais gostosa do mundocontos eróticos chuva molhadaconto gay dei para meu filhohoje morena bonita eu estou querendo te pegar gostoso hoje morena bonita todos têmContos vovó no banhoum careca inesquecivel contoslambendo meu cu contos exibicionismoesposa soltinha e seria com amigos em casa contoconto gay xoxotao de garotoamiga da minha filha tezudinhaAgarrando o pênis com tesãocontos eróticos eposa e amigocontos de coroa com novinhoflagrei o garotinho lanbuzado de porraContos eroticos A reforma Viciada em sexoVer fantasias de homem no xvidiorealizando minhas taras com a gravida contos eroticoscontos carona q virei cornocontos veridicos de mulher casadaContos passeando de carro usando cinta liga e fio dentalconto troquei de papel com a minha mulher