Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU TIO COMEU MINHA EMPREGADA

Click to this video!

Meu tio e minha empregada casada.

Trabalhava numa empresa publica de telecomunicações, quando recebi carta azul, apás a sua privatização, como tantos outros colegas, que ficaram na rua da amargura. Tinha um bom emprego, com salário razoável e um padrão de vida bem confortável, com casa prápria, carro e duas lojas alugadas, que rendiam um dinheiro extra para as despesas.

Fazia parte dessa vida a Carmen, minha mulher e meu filho, na época com quatro anos, e uma empregada, que cuidava da casa e do meu filho. Cristina era muito querida e gozava de toda a confiança nossa, inclusive do meu filho de quem gostava muito. Era casada, não tinha filhos, talvez por isso fosse tão apegada ao Danilo. Minha mulher chegava do trabalho as quatro e meia e logo a Tina ia embora, às cinco. Meu tio, morava no interior de Goiás e veio passar uma temporada conosco para tratar de uma enfermidade. Suas consultas, exames e fisioterapia pela manhã e à tarde livre, ficava vendo tv. Assim era a sua rotina. Ele tinha 39 anos e Tina vinte e dois.

Um dia não estava passando bem e resolvi vir mais cedo pra casa. Morava no Cruzeiro, cidade satélite de Brasília, e trabalhava no Setor Comercial Sul. O trânsito não era esse inferno que é hoje e logo estava em casa, por volta das três da tarde. Morava no quarto andar, um apartamento bem amplo de quatro quartos. Abri a porta da sala e entrei. Não encontrei meu tio na sala, deu uma meia hora, me dei conta de que também não vi a empregada. Levantei da cama onde tava descançando e fui vasculhar a casa. Ao chegar nos fundos, ouvi sons diferentes do habitual e me dirigir rumo à área de serviços. Os sons vinham do quartinho de empregada. Mesmo assim imaginei que fosse a Tina fazendo alguma coisa. O som era diferente, gemidos, então fui mais cauteloso. Olhei pela janelinha e estava a safada sentada na cama e meu tio com uma senhora rola fora da bermuda. Ela segurava naquele troço e agasalhava a cabeça na boca, já que não aguentava enfiar toda na garganta. Acho que devia medir uns vinte e cinco ou mais. Mal de família, pois o meu mesmo mais modesto mede vinte centímetro e é bem grosso. O coroa mantinha os olhos fechados e apenas balbuciava para a morena chupar mais rápido: “chupa, safada. Ta gostando da minha jeba, ne, sua putinha ordinária. Chupa que quero gozar na tua boca”. E realmente ela demonstrava um prazer intenso. Lambia e chupava. Mordia com os lábios e dizia pra ele gozar na boca dela, que ela queria sentir o sabor do leite goiano. Ele ainda perguntou o que o corno devia ta fazendo naquela hora e ela cinicamente respondeu que trabalhando pra comprar comida. Meu tio parece que não cansava nunca e mexia como se tivesse fudendo a boca da puta. Ela pediu pra ele parar pois não tava mais aguentando o cacete na boca. Ele mandou que ela virasse e ficasse de quatro na beira da cama e deu umas lambidas na bunda e na buceta escura da vadia e meteu de uma vez o cacete, arrancando um AI!!! Bem alto da casada adultera.

O cacete ia e vinha na xoxota dela e chegava a fazer barulho, também das batidas da barriga do tio na bunda da empregada. Ora ele aumentava o ritmo e depois parava e ficava bem lento, era quando ela gostava mais e emitia gemidos e palavrões, xingando o velho de safado, puto, cachorro, fodedor de casadas e tudo mais, e isso aumentava o tesão do tio e ele aumentava o ritmo novamente.

Mexe, vagabunda, queu vou gozar na tua buceta. Vai sentir mnha porra lá dentro, mexe..... vou gozar, safada.......ahhhhhh, to gozannndo, piranha safada.

E gozou dentro da buceta da Tina, e ainda sobrou pra derramar sobre suas costas

Ainda deu uma palmadas bem forte na bunda da morena e disse “ vai se limpar, minha putinha, que amanha tem mais”

Eu também sair de fininho e fui tomar um banho para abaixar o fogo que me queimava e daí pra frente passe a olhar a empregada com outros olhos. Ela morou conosco por mais de cinco anos. Nesse período não precisei de outra puta, pois tinha em casa duas.



Célio Abrantes



[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos patrao chantageia funcionário pra comer a mulher gostosa do funcionáriocontos de incestos e orgias com minha mulher minha irma emcass nudistasContoseroticosdesolteirasconto erótico bucetas e cu a minha disposiçãominha cunhada traindo meu irmao com o patrai contoschupei a pica do colega de escola eu gostei sou gayfilme pornô minha prima gravata preta para mimcleide chupou ate gozarcontos de sexos ainda dimenorconto minha tia tesuda peladapapai encheu minha boca de porraeu chupo hetero sempresendo chatagiada a fufer contos por amigopedreiro gozou vendo munher lavando roupas/conto eroticocoki a amiga da esposa contosnoiva tarada melando o pau do. noivojoice cavalo deu o cuo assaltante e a vitima contos eroticoscontos eroticos de casada levando jatos de porra do comedornoivo corno no altar contos eroticosquero sentir sua porra quente dentro no cuconto erotico travesti desobediente castigada pelo donominha cunhada minha amiga amantecontocontos eróticos nerdscontos minha aluninhaEu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticorelatos cuzinho na marramulher do irmão acaricia pica de outroo amigo hetero me dominouContos gay de professor de musculação dando o cu para dois alunos dotadospôrno pima maveliaContos eroticosque boceta e essa irmao cu da minha esposa e meu contotraí meu marido contoscontos minha mãe me seduziu usando mini saiacontos me arrombaramconto erotico com o velho padrinhoContos fui trai tomei so no cuComi minha sobrinha contos eroticoscontos gay o deflorador de bundinhasconto erotico mulher do meu sonho seios ggporn linda sobrinha porreiVideosputas fz boquete de na linguacoroa raspadinha gozando contosConto erotico, tenho.50 anos e transei com minha vizinha casada de 60 anosbuceta esticada aberta gozandoeu vi uma pica toda arregaçadaprimas contos eróticoFeirao big foto penetrando no cuzinhomarido chama primo pra tranzar com sua espozaconto eróticos comeu o cu a força e amarras fscontos eroticos de putas viciadas em porra gang bangmeu cunhado tirou o cabaço do cú da minha esposacontos fudendo sogra so com brincadeirascontos comi a internadaContos eróticos gay minha iniciação sexual precocecontos eroticos de cdzinhaContos eroticos bebezinha leite tetas puta incestoconto porno eu comi minha cunhada coroa de 69 anoscontos eróticos gay Proibidos - Desde Cedo no meu maninhoенцеси с зоофилыMeu primo me convenceu a mostra meu pau para elehomens rústicos fodendo com garoto que dorme na sua casapapai enfia no meu cuzinho  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  um conto gozando no motelcontos eroticos fomos enganados e fodidoscontos eróticos professor japonêscontos eroticos sogracontos tio negão come o c* da sobrinha Rosanaliceidade porrahomem comeno a espoza de pois asograeu minha namorada e uma amiga carioca conto eróticocontos eroticos minha cona e cu gosta de piça ggconto erotico rosadinho troca trocacontos eroticos praia de nudismoxvidio real meu primo mamado peito bicudo da minha mae negracontos com teens sentando na ro do pri com doze anosconto erotico amigo pauzudo do marido comeu eu e minha filhaconto erotico da desvirginadaContos eroticos com lixeiro e mulher de calcinha fio dentalcontos fui adotadadoce nanda trepando e dando gostosinho contos eroticosminha iniciacao gay sendo a mulherzinha do negao contos pornoEstourei o cu da crente na viagem contoscontos perdi minha virgindade com 25 anosquero cadastra meu email no canto erotico de casais com mais de quarenta anosArregassando a bucetinha de uma virgem enquanto ela chupa o.pau do outrocontos eróticos gay meu primo cumeu meu cu no sofafilha de diplomatas conto heroticocontos eroticos marido violentando esposaComi minha amiga bebada contoscontos eroticos dono de mercearia comendo a casadacalma aí bota devagar"cabelo na perereca"contos eróticos coroas boqueteirasmeu sobrinho menor conto eróticovoyeur de esposa conto eroticocontos eróticos de pai fudendo filha no carrocontos eróticos viúva safada