Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MADRASTA DOMINANDO ENTEADA REBELDE

Click to this video!

Meu nome é Lara (fictício) e sou uma mulher de 35 anos malhada, pernas grossas, cabelo no ombro, morena, 1,68cm, 56kg, bumbum espetacular. Sozinha com ele. Embora moremos no rio, meu marido trabalha em Brasília auxiliando partidos políticos. A filha dele Luana era um posse. Rebelde, malcriada, desobediente, senta raiva de mim por causa do pai separado. Ela é uma delícia: loirinha, 1,62cm, pele branca queimada de praia, quadril largo pelos loirinhos, mignonzinha. Logo que a vi achei ela uma gracinha, mas me irritava com sua desobediência. O pai vivia em Brasília e quando estava sozinha ela me desafiava saindo e voltando tarde. Certa vez ela me desobedeceu em público e eu ameacei lhe deixar de castigo; ela contou ao pai e eu discuti com ele e depois descontei nela que saiu sem meu consentimento e voltou bêbada para casa.

O seu estado era lamentável e o pai a ofendia sempre, certamente ficaria chocado (ele é um catálico ortodoxo) estupefato. Eu então resolvi usar a bebedeira dela como chantagem. Ela chegou cambaleando, e vomitou a noite toda, dormindo com a car na privada. Eu então tirei várias fotos dela naquele estado lastimável e coloquei um cigarro de maconha na boca da menina enquanto (eu às vezes fumo quando transo) tirava as fotos.Eu dei um banho nela aproveitando para alisar seu belo corpo quando a ensaboava. Quando acordou Luana estava acabada. Ela acordou de ressaca e eu aproveitei para descontar as humilhações do dia anterior: disse que ela teria de me obedecer ou contaria tudo ao pai ela discutiu dizendo que o pai não ia acreditar e eu mostrei as fotos inclusive mostrando a do cigarro (o pai nunca aceitaria). Ela ficou pálida e implorou para que eu não contasse nada para ele. Eu disse que ela teria de aceitar tudo que eu dissesse. Ela passou a me obedecer cegamente e quando o pai voltou ficou quietinha e ele elogiou meu "entendimento com ela". Eu comecei a fantasiar inúmeras situações com ela dias depois eu tive uma idéia. Num sábado eu mandei ela se vestir que íamos sair.

-se arrume, vamos sair.

- para onde

- não interessa. Ela colocou um shortinho e eu mandei ela colocar um vestido preto curto. Chamei uma amiga minha "entendida". Fomos a um barzinho e bebemos bastante ate que ela ficasse de pileque fomos a um a boate gay. Ela ficou espantada, mas bêbada, entrou no clima. Minha amiga começou a alisá-la e ela a afastou, eu a recriminei dizendo para ela não ser mal educada. Resolvi escancarar e beijei minha amiga na boca e fomos, e convenci ela a experimentar. Fomos ate o banheiro da boate e lá inúmeras garotas se pegavam, Luana fciou aboabalhada e eu a empurramos para o para dentro e a disse para ser mais "cooperativa" pois não estava traindo o pai dela, ela argumentou que não gostava de mulher, e eu disse que ela não sabia de nada, pois nunca tinha experimentado. Como estava embriagada minha amiga a encurralou na parede do banheiro enquanto eu baixava sua calcinha e levantava seu vestido. A xaninha lisinha dela aparecia enquanto Dalva esmagava ela na parede e a beijava a forca. Eu lamabi sua bucetinha (linda e virgem) e ela tentávamos se debater.Passados alguns minutos ela se acostumou e Dalva então, beijava e chupava seus peitos e ela começava a delirar esperando o gozo. Fiz um trabalho perfeito e ela gozou. Ainda sem conseguir pensar direito por causa da bebida eu ela e Dalva fomos para minha casa e jogamos ela nua na cama jogamos muito champanhe nela que já não estava mais arredia. Dalva cercou a lamber sua xana e eu deixei-a de quatro enfiando o dedo no seu cuzinho, ela tentava resistir mas eu forcei. Enfiei, um dois dedinhos, Dalva fez ela gozar feito uma louca e então colei minha xana na sua boca e ordenei "chupe" ela ficou tímida, mas depois começou a colocar e tirar a língua de dentro de mim enquanto rebolava na sua e chupava Dalva. A menina pegou o jeito rápido e eu gozei freneticamente em sua boca enquanto Dalva gozava na minha. Depois eu e Dalva pegamos uma cenoura enfiamos no cuzinho dela, que bêbada não conseguiu se desvencilhar de nás que a segurávamos. Ela começou fechando a portinha mais depois se acostumando e engolindo o legume, ná duas demos vários tapas na cara dela que virou uma verdadeira putinha nossa. Alguns minutos depois sua xana se molhava enquanto o legume saia e entrava. Ela gozou e dormimos as três extasiadas e nuas na cama...continua

Não percam - práximo conto -convidando a amiguinha da filha

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos siririca praiaemcabeçando no cu bucetamete vai vo gozar aiiiii uiii dlçesposa soltinha e seria com amigos em casa contocontos eroticos adoro mijar na calcinhachantagem com irma contosviajo da bundona aqui na Dona a mostrando o c*contos erotico levwi minha esposa numa suruna de suprwsacontos eroticos menininho sapeca no meu coloputa que mora no bairro portãoporno contos pintando a cssa da casadaconto erotico peguei as meninas do playgroundcontos eroticos: me incentivou a usar calcinhas minusculasconto submissa ao paus negros e grandeContos de mulheres, fudendo com seu avôcontos comi a internadacontos de coroa com novinhogreludinha na praia contoConto eritico cunhada safada peituda veiaafeminados de praia grande contatospapai me come porfavor contos eroticoscontos eróticos longos viagemmulheres religiosas corpo bonito seio grande quadril largo transandopassivosrj sexocontos eroticos de incesto: sou cadelinha do meu filho 2contos eroticos vizinha de camizola curtinhacontos eroticos a coroa submissanao queria mas fui obrigado a foder a novinha contoswww.contos de estuprei a gordinhacontos eroticos dei p meu clienteContos mulher coloca silicone e vira putatirando virgindade de menina Londrina ParanáContos eróticos seduçãocontos eroticos enganada e oferecida pelo maridocontos eróticos infânciacavalo pampo aregasano a boceta da mulherassistir filme pornô mãe então você tá grande meladaesposa bebada e seria sendo chatageada no churrasco contoContos meninas d doze anos perdendo o cabaço com papaI ddotadobem novinha virgem chorando najeba gigante contosmanuela pedreiro contos eroticoscontos eroticos mae fazendo podolatria com o filhoconto gay meu primeiro cuContos eróticos heterossexual contos de incesto amiga da minha tiatravesti gemendo a ponta da pistolacontos eroticos coroa forróContos eroticos briguei com o marido dei pra outrocontos eroticos fudendo a mae travesticonto chupei a bucetinha da minha sobrinha de sete anos que ficava na minha casabuceta toda escancarada putariamalhando bundundaconto de casada fudendo com outroacordei com meu cuzinho todo melado contos gayporno doido costureiro medindo os seioscontoerotico de escoterasWww.videos porno contos hestoricos de novinhas violadas.comcontos eróticos casadas safadasbuceta chupar elaeleContos lesbicas nossos maridos sairam fiquei bebendo com a comadreconto - bundinha durinha , cuzinhoapertadominha iniciacao gay sendo a mulherzinha do negao contos pornocontos de coroa com novinhocontos pornos mamae carinhosaesfregando na mãe de shortinhoninfeta beijando peitoral de travestiirmã ver irmão peladinho com a picona com a glande cobertacontos de atiivo x passivo fodendoConto erotico minha mae coroa virou a minha cadelinha.comcontos eroticos consegui comer aquela bundacontos eróticos minha esposa ficou pelada na frente do sobrinhodando cuzinho pro macho da minha mulher contoconto gay meu sobrinho virou amantever contos eroticos de irma dando pro irmaocontos a minha prima Caçulaminha esposa me contou suas aventuras sexuaisconto esposa ficou tarada no meu amigogoza nuoutro egravidacontos bundão arrebitadoContos eroticos dei a buceta para inimigoconto erótico na praia com a família da esposaDesvirginando a sobrinha de 18 anosContos de sexo en onibuscontos eróticos sou mais p*** das p**** meu marido sabe dissocontos gozando pelo cuzinhocontos pornos pesados de arrombamento anal de novinhos a forcaadultas com seios e bundas fartas meu pai comeu meu cuzinho dedo do carroconto guarda roupa da lingerie