Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MADRASTA DOMINANDO ENTEADA REBELDE

Click to Download this video!

Meu nome é Lara (fictício) e sou uma mulher de 35 anos malhada, pernas grossas, cabelo no ombro, morena, 1,68cm, 56kg, bumbum espetacular. Sozinha com ele. Embora moremos no rio, meu marido trabalha em Brasília auxiliando partidos políticos. A filha dele Luana era um posse. Rebelde, malcriada, desobediente, senta raiva de mim por causa do pai separado. Ela é uma delícia: loirinha, 1,62cm, pele branca queimada de praia, quadril largo pelos loirinhos, mignonzinha. Logo que a vi achei ela uma gracinha, mas me irritava com sua desobediência. O pai vivia em Brasília e quando estava sozinha ela me desafiava saindo e voltando tarde. Certa vez ela me desobedeceu em público e eu ameacei lhe deixar de castigo; ela contou ao pai e eu discuti com ele e depois descontei nela que saiu sem meu consentimento e voltou bêbada para casa.

O seu estado era lamentável e o pai a ofendia sempre, certamente ficaria chocado (ele é um catálico ortodoxo) estupefato. Eu então resolvi usar a bebedeira dela como chantagem. Ela chegou cambaleando, e vomitou a noite toda, dormindo com a car na privada. Eu então tirei várias fotos dela naquele estado lastimável e coloquei um cigarro de maconha na boca da menina enquanto (eu às vezes fumo quando transo) tirava as fotos.Eu dei um banho nela aproveitando para alisar seu belo corpo quando a ensaboava. Quando acordou Luana estava acabada. Ela acordou de ressaca e eu aproveitei para descontar as humilhações do dia anterior: disse que ela teria de me obedecer ou contaria tudo ao pai ela discutiu dizendo que o pai não ia acreditar e eu mostrei as fotos inclusive mostrando a do cigarro (o pai nunca aceitaria). Ela ficou pálida e implorou para que eu não contasse nada para ele. Eu disse que ela teria de aceitar tudo que eu dissesse. Ela passou a me obedecer cegamente e quando o pai voltou ficou quietinha e ele elogiou meu "entendimento com ela". Eu comecei a fantasiar inúmeras situações com ela dias depois eu tive uma idéia. Num sábado eu mandei ela se vestir que íamos sair.

-se arrume, vamos sair.

- para onde

- não interessa. Ela colocou um shortinho e eu mandei ela colocar um vestido preto curto. Chamei uma amiga minha "entendida". Fomos a um barzinho e bebemos bastante ate que ela ficasse de pileque fomos a um a boate gay. Ela ficou espantada, mas bêbada, entrou no clima. Minha amiga começou a alisá-la e ela a afastou, eu a recriminei dizendo para ela não ser mal educada. Resolvi escancarar e beijei minha amiga na boca e fomos, e convenci ela a experimentar. Fomos ate o banheiro da boate e lá inúmeras garotas se pegavam, Luana fciou aboabalhada e eu a empurramos para o para dentro e a disse para ser mais "cooperativa" pois não estava traindo o pai dela, ela argumentou que não gostava de mulher, e eu disse que ela não sabia de nada, pois nunca tinha experimentado. Como estava embriagada minha amiga a encurralou na parede do banheiro enquanto eu baixava sua calcinha e levantava seu vestido. A xaninha lisinha dela aparecia enquanto Dalva esmagava ela na parede e a beijava a forca. Eu lamabi sua bucetinha (linda e virgem) e ela tentávamos se debater.Passados alguns minutos ela se acostumou e Dalva então, beijava e chupava seus peitos e ela começava a delirar esperando o gozo. Fiz um trabalho perfeito e ela gozou. Ainda sem conseguir pensar direito por causa da bebida eu ela e Dalva fomos para minha casa e jogamos ela nua na cama jogamos muito champanhe nela que já não estava mais arredia. Dalva cercou a lamber sua xana e eu deixei-a de quatro enfiando o dedo no seu cuzinho, ela tentava resistir mas eu forcei. Enfiei, um dois dedinhos, Dalva fez ela gozar feito uma louca e então colei minha xana na sua boca e ordenei "chupe" ela ficou tímida, mas depois começou a colocar e tirar a língua de dentro de mim enquanto rebolava na sua e chupava Dalva. A menina pegou o jeito rápido e eu gozei freneticamente em sua boca enquanto Dalva gozava na minha. Depois eu e Dalva pegamos uma cenoura enfiamos no cuzinho dela, que bêbada não conseguiu se desvencilhar de nás que a segurávamos. Ela começou fechando a portinha mais depois se acostumando e engolindo o legume, ná duas demos vários tapas na cara dela que virou uma verdadeira putinha nossa. Alguns minutos depois sua xana se molhava enquanto o legume saia e entrava. Ela gozou e dormimos as três extasiadas e nuas na cama...continua

Não percam - práximo conto -convidando a amiguinha da filha

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto abusei da minha sobrinhacontos eroticos amarrada e humilhada analcontos eroticos de urologista e pacienteconto erostico sexo com entregadorwww.contos eroticos patroa trai marido dando cu pra manino novenho pauzodotodos dias me mansturbo com a cachora da minha casa,contos eroticosContos eroticos forçada a dar para um.cavalo na fazendaconto narceja vadiao pai da minha amoginha me comeu contoslésbicas castigando o rabo da parceriametendo na irmã dormindo boa f***conto erotico com meu sogro peladomeu tio me chupou e eu não aguentei e pedi pra ele tirar meu cabacinhoHetero comeu o gay contoscontos da mãe que leva na cona e no cu do filhosubrinho transa com a tia peitudacontos meu calmante é picacontos eroticos de encoxadasvizinha abrindo a cortina contoscontos erótico tenns com mulher mais velhascontos meu tio caminhonriro socou a rola no meu cuzinhoConto casada traiu em confraternizacaominha conhada mi bexandoenfiando as havaianas na boca contos eroticosconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,scontos eroticos de gay grudados com cachorros gigantes e o que ekes passam no cu para ficarem grudadoscontos eroticos no consultorio medico tomando injeçãojaponesas babys fazendo zoofilaconto enrabando a sogra mandonatoda loira gosta de um negão contos eroticosconto erotico o viadinho de calcinha e shortinho enrabado a forcaconto transei com borracheiromae desfilando de calcinha fio dentalconto erotico sogra seu filho tem um rola grossaContos eroticos no acampamentoviadinho de calcinha caiu na ualcontos erotico estrupando sograsanba porno gei comi meurmao maisnovo dormodorealizando minhas taras com a gravida contos eroticoscontos erotico eu meu marido e velho do fundo de casacontos eroticos gay iniciadonunca falei eu falei contos eróticosminha tia coroa crente de 57 anos contoconto erotico ajudando minha tia no encanamentovelhas gordas de 90kg nuasContos minha irma e meu cunhado vieram passar uns dias conoscovideo de se eu pega ella arranco os cabeo dellacontos eroticos tirando virgindade de netinhaeu punhetei um estranhoSexo anal "nunca mais fui a mesma"conto erotico de muher que da po seu cachorocomendo a x******** miudinha da netinha devagarzinhocontos eroticos esposinha e o velhaodona jandura conto eroticoArombaram meu cuzinho quando pikena conto eroticomulher chama homem pra chupar sua b***** dela já foi gozar e alguns amigos queridosAcordei com o pau dentro da minha bucetaamigao raspando a os pelos da buceta da minha mulher conto e videoporno bundas de morenas com cabelos longos mastubandoscontos eroticos comi toda a familiacontos eróticos assediada por minha amigaContos de primas de fio dental e boquetevídeos porno metendo na minha tia depois do carnavalcontos eróticos esfregaçãoconto chantagem afilhadacontos esposa bi sexual marido sortudodepilada pelo amigo contosmulheres que estejam dispostas a fazer zoofilia que mora no Rio Grande do Sulconto primeira peitinhocontoseroticos primo transou com a prima e ela ficou gravidaestalos da cama-contos eróticosfui iniciada em zoofilia desde pequenacontos eróticos por categoriamalandrao dando o cuzinho pra boy malhado contocontos erotico transai com uma negona vizinhaBucetas aregaladas e raspadibhaminha mae me fez virar travesti contos eroticosconto amasso proibidoMamando rola na escola contoseroticoscontos enrabado na saunaviado corno humilhado e cuspido contosconto xotA cu filhinhogostosa fastando pratras pra ser encoxada rabetaoconto erotico minha mae e uma putaconto erotico namcontos eroticos de meninas abusadas pelo padrastominha irma seu cu cheiroso contoscontos eroticos casa nos fundos cerca de aramecontoseroticoscomcavalocoroa coxuda gozando contoscontos eroticos gay entre primosdei na infacia e não me arrependo contos gaysuma x aninhar bem lisinha e gostosacontos de incetos e orgias entre irmas nudismoconto erotico fingi que tava duente e cumi o cu da enfermeiraconto erotico encoxando menininhaconto transformado travesticonto erótico pagando a carona com a bucetacasa dos contos eróticos jogo mamãe