Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

IRMÃOZINHOS SAFADINHOS P.5

Click to Download this video!

Qundo completei 19 anos,minhas vida e a vida da minha família mudou por completo,comecei meu estágio na empreza do papai,meu maninho Ygor agora com 19 aninhos,curtindo sua juventude e morando com a mamãe e o marido dela em outra cidade,distânciou um pouco nossa convivência,mais nosso amor continuava o mesmo,sempre que ia visitá-los ficava hospedado em um hotel da cidade,Ygor passava as noites comigo no hotel,agente aproveitava pra matar a saudade das nossas tranzas loucas que desde crianças faziamos,agora nás dois tinhamos conciencia do que fazer,como fazer,isso ajudava,nosso sexo ficava mais gostoso á cada ano que se passava,quando Ygor ia me visitar,além de nadarmos pelados,encher a cara,transavamos feito doidos,em qualquer lugar da casa,pela casa toda.

Ygor sempre me conta das transas loucas com o padastro dele Luíz que apesar do ter mais de 50,diz Ygor que ele é incrivel na cama,a primeira vez deles,estavam sozinhos em casa,Luíz entrou no quarto do Ygor e pegou ele peladinho,deitado se masturbando,como meu maninho é irresistível pelado e de pau duro acabou em tranza,e como Ygor adora aquilo desde pequeninnho,faz sempre tudo com muita vontade,Luíz tira várias fotos do Ygor,algumas já vi rodando pela net,além de oferece-lo á alguns de seus amigos nas fetas de família.Eu nem ligo,se meu maninho esta feliz,eu também estou.

Meu pai se cazou dinovo,a nova esposa tem um filhinho de 19 anos Felipe,chamo ele de Lipe, é uma gracinha,dorme no mesmo quarto que eu,na cama que era do Ygor,algumas vezes tiro a roupa perto dele,outras vezes enfio a mão dentro das calças e começo á me masturbar deitado na cama do lado dele,ele fica morrendo de vergonha e bota as mãos no rosto pra não ver,nunca fica pelado no quarto quando estou lá,sempre digo pra ele que não precisa ter vergonha,o que ele tem eu também tenho,sá que um pouco mior,ele sempre da uma risadinha e se veste correndo,mais ta sempre de sunguinha na piscina e eu sá de olho no corpinho dele,me lembra muito o Ygor quando criança,mais eu nunca fiz nada de sacanagem com ele,tenho vontade,mais se ele não tomar alguma iniciativa eu não vou forçá-lo,tanto que ele é do tipo quieto,senssível,chorão.

Na empreza do papai,trabalha um carinha,um tal de Lucas,o cara tem a minha idade,é lindo,do tipo modelo,ele era filho do sácio do papai,trabalhamos juntos,o cara é super estrovertido,popular com todo mundo,independente,mora sozinho,ele me faz rir o dia todo,e como meu pai também sempre esta por perto,não me sento tão sozinho sem o Ygor,mas ainda sento saudades dele sempre.Eu e o Lucas sabiamos que a empresa ficaria por nossa conta depois de alguns anos,então sempre tentavamos nos entrosar ao máximo,dentro ou fora do trabalho,começamos então á sair,nos divertir aos fins de semana,iamos aos bons bares da cidade,cada sábado em um bar diferente,nos divertiamos muito.Uma certa noite de diversão,bebemos demais e ele ficou me contando umas hitárias de sua infância,uma delas era que o pai dele tranzou com ele dos 8 aos 19 quase todos os dias,contei á ele minha esperiência com meu Treinador de natação na 8ª série,ele ficou surpreso,disse que não esperava que um cara certinho como eu fazia coisas desse tipo,conversa vai,conversa vem,senti que rolou um certo clima,mais nunca daria em cima dele se não tivesse total certeza,a noite acabou,pegamos um taxi e fomos pra casa,ao deixá-lo na porta da sua casa,antes de sair do carro ele me deu um beijo,coisa rápida,tipo selinho meio de lado,achei que ele estava bebado demais pra saber o que estava fazendo,mais olhando nos olhos dele,vi que ele também estava afim e por puro empulsso dei-lhe um beijo,de língua,com diretio á mãos no rosto e tudo mais,apartir dali comecei á sentir muito mais carinho por ele,quando terminamos o beijo notei que o taxista nos observava,Lucas entrou em casa e pedi para o taxista me levar pra casa,ele me olhou no retrovisor,deu uma piscadinha e perguntou:

_Você quer mesmo ir pra sua casa?

Percebi que ele estava me cantando,aproveitei o momento,respondi que dependia dele,se ele tivesse algum lugar pra me legar eu ia,ele ligou o carro e nos levou á um motel,ele era do tipo que se vê pelas ruas em taxis mesmo,meio barrigudo,bigodão, com "cheiro de homem".Tranzamos o resto da noite,ele adorava um sexo mais agressivo,mais não aguentou mais do que dois rounds,mais valeu a noite,bebi muita porra,estava até com meu cú ardendo.

No domingo de manha recebi a notícia de que Ygor tinha vindo nos visitar,então tinha que buscá-lo na rodoviária,mais tive que levar o Lipe pois meu pai e a mãe dele estavam fora e no domingo não seria fácil de arrumar uma babá,acordei ele,ajudei-o a se trocar rápido e fomos pra rodoviária.Quando vi meu mainho não resisti,ficamos uns cinco minutos abraçados juntinhos,ao entrar no carro Ygor me deu um beijo e disse estava com saudades,Lipe estátalou os olhos e fez cara de surpresa,Ygor olhou pra ele e disse que era normal,que quando dois irmão se amavam muito eles faziam aquilo mesmo,passamos o dia todo na piscina,bebendo e contando as novidades,Lipe ficou meio de canto,com vergonha do Ygor,ás vezes conversava alguma coisa.Ao anoitecer,Ygor já estava bem alcoolizado,Lipe já tinha tomado banho e estava no quarto,eu estava lá com ele,separando alguns papéis para o trabalho amanha,Ygor abre a porta e entra no quarto peladinho e de pau duro se incinuando pra mim e pro Lipe,que ao vê-lo pelado tenta sair do quarto,Ygor pega ele pelo braço e diz que sabe que ele gosta por que no dia do cazamento do nosso pai e da mãe dele,eles tinham feito algumas "coisas".Lipe muito sem graça volta e se senta na cadeira.

_Não precisa ficar envergonhado Lipe,agente também gosta de fazer sacanagem,se você gosta,pode fazer,agente não conta pra ninguém não.

Tentei acalmá-lo dizendo isso,ele disse que gostava sim,mais tinha medo da mãe dele saber,quado viu que Lipe tinha pegado segurança e confiado na gente,Ygor senta no meu colo e começa á me beijar,tiramos as roupas e pedimos que o Lipe sá olhasse,tranzamos por uns 40 minutos,notei que enquanto Lipe nos olhava tirava aos poucos suas roupas,depois que se dispiu por inteiro,começou á se masturbar,ficou contorcendo as perninhas pros lados e fazendo caretas.Meu pai chegou de madrugada,quase de manha,já tinhamos levantado,Lipe ainda dormia,agora peladinho e sem vergonha nenhuma.Levei Ygor pra rodoviária,no despedimos,marcamos uma data pra eu ir visitá-los,depois fui pro trabalho.

Lucas parecia fingir que nada tinha acontecido aquela noite,até que eu toquei no assunto.Ele se aproximou bem perto do meu rosto e disse que pensou naquele beijo a noite toda.Fiquei imaginando nás dois tranzando na mesa da sala de reuniões o dia todo,nem tinha cabeça pra pensar em trabalho,mais não podiamos fazer nada ali na empreza,apesar de estarmos muito afim.No final do espediente,ofereci uma carona ao Lucas,já pensando em ficar na casa dele,ele disse que sá ia pegar umas coisas no depásido e já estava indo,perguntou se eu queria ir ao depásito com ele,sem nenhuma malícia fui,ao chegar lá ele partiu pra cima de mim,nos aguarramos violentamente,os abraços e os beijos eram fortes,arrebentamos os botões das camisas,estamos fora de nás,eramos animais sem regras,sem leis,não sei direito explicar como aconteceu,foi uma transa por empulso,por desejo,comemos o cú um ao outro,chupamos um ao outro,gozamos um no outo,e quando terminamos,fomos jantar na casa dele,depois do jantar tomamos um belo banho juntos e começamos tudo outra vez.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos comi a japonesa rabuda casadacontos gays seu tiaocache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html contos não acreditei que meu sogro ia fazer aquilofingi que dormia pra ver ela meter contosconto erotico gay meu dono convidou um negao pra me foderconto erótico corno de mendigomocinha bonitinha filha de papai de calcinha fio dentalcontos eroticos chantagei meu padrinhocontos eroticos madrasta com tatuagem goza na pica do enteadodeixei meu pai me comer contos eroticosconto erotico tirei a calcinha da gataseleção de traverti com pau todo no cu gozado na ponhetacomendo o cu ajuda do sonifero contosPuta desde novinha contoscanto erotico levei rola do meu amigocontos eróticos brincadeirasconto erotico tia pediu para medir peniscontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigoMinha mulher voltou bebada e sem calcinha em casa contosconto flagrei minha mãe pagando o alugueicontos eróticos com fotos jogo de cartascontos eroticos gay o pastorquando novinho viciei em da meu cuzinhocontos eroticos duas amogas se masturbando freirascontos eroticos sou mulher do meu pai gaycontos erótico comadre desmaiou voyeur de esposa conto eroticoConto Topless surpresaconto+fui+arebentada+negro+meu+maido+adorouContos de transexicomo fazer pra minha namorada veste shortinho curtoconto fui na praia de nudismo so pra ve as buceta cabeludacontos eroticos abri sua boceta e minha porra escorria do seu buracohttp://conto erotico rancou minha calcinha e gozou na bucetavoyeur de esposa conto eroticoContos forro esposacontos eróticos de Zoófila - empregada foi amarrada e castigadaFoderam gente contos tennsconto gay fui abusado no alfanato pelo os fucionarioiniciando um cuzinho virgem contosContos.encesto.mae.desfila.de.calcinha.pro.filhoconto erotico dividir a pica do namoradotrepando com nosso cachorrinhocontosconto erotico adoro fazer caridade com minha bucetinhacontos eroticos aventura em resendeContoseroticos estuprando Vitóriacomi minha esposa e dua irma vou vontar como foiconto erotico toma leite pra crescer fortedominado corno dedos no cu contocontos convidei um amigo para dormir na nossa camacontos eroticos meu padastro mim estropo no onibusContos fui castradoporno gay peguei meu amigo batento punheta e me juntei a eleContos Bota no cu tiome fez de puta e me estrupkcontos de metendo em uma peluda ruivaContos eróticos mãe com os negrões e papai vendoconto erótico meu tio gosou dentro da minha bucetinha guando eu tinha sete anoscontos eroticos cavalo leiteContos eroticos: Fui forcada por meu pai ohohhcontos eróticos gay eu e mais um amigo brincamos com novinhoConto nem acreditei mas tirei o cabacinho da menina.me comeramdormindo contoseróticosputaria todos diss contocontos eroticos me exibi nua pra elaconto erotico lésbicas roçando.a buceta na caracontos eroticos mendigo gays orgiacabelos lisos ate na bunda de dar invejadando desde pequeno contos eroticos gayscontos eroticos gays no escurinho do cine pornoSou casada mas bebi porro de outra cara contosconto menino eu era fudido pelos meninos negrosDei meu cu gay pro seguraca do meu paicontos de cú de irmà da igrejacontos eróticos incentive a minha mulher dá a b***** para o meu paimenina brinca de papai e mamae conto eroticoTrai meu marido com meu vizinho pauzudo, contosContos eroticos dinheiroesposa novinha gostosa dominada por velho roludo contos eroticosContos eroticos minha mulher dormindo e eu louco pra fudelaSou gay e tranzei com um travest contos eroticoconto comi tia do meu amigoboqueteira gaucha contoAdoro dar o cu para o papa contoscontos o corno sempre ligaCasada viajando contoscontos erótico peguei no colo não resistir anal incestose masturbar antes de durrmi faz bemO amigo dele me comeu contoscomemdo a lorinha virgem