Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA ESPOSA COM O GARÇOM DO HOTEL

Click to this video!

Mais um relato real que aconteceu comigo e minha esposa em uma viagem que fizemos a Brasília. Hospedamos-nos em um hotel da asa sul, com piscina no terraço, e como tivemos que ficar o final de semana e estava um calor enorme, minha esposa Elisa resolveu pegar um bronze e me convidou para subirmos até a piscina. Ela vestiu um minúsculo biquíni branquinho, uma saída comportada e subimos. Não havia nenhum hospede na piscina, ela tirou a saída e ficou deitada em uma cadeira de praia, com a bunda para cima, mostrando aquela delícia de bunda, redondinha, durinha e com o fio dental atolado no rego da bunda. Chamei um garçom para nos atender.

O Roni é um homem de uns 30 anos e bem simpático e na hora que veio com nosso drinck, ficou doido com a visão da bundinha de minha mulher, que notou logo e quando ele saiu, me disse: você viu amor, ele quase me comeu com os olhos e não é de se jogar fora...você já está pensando besteira não é amor? Não se satisfez com nossa trepada a noite?.... você me deixou com mais tesão ainda amor....acho que vou querer outro homem pra me satisfazer bem gostoso.....acho que vou providenciar pra você, quero mesmo mais um chifre.....o nosso clima já era de puro prazer....ela estava divina deitada daquela maneira. Loira bronzeada linda, cochas grossas e lizinhas, seios durinhos, muito sensual e provocante, se molhou, virou de barriga para cima, com o biquíni molhado dava pra ver o escurinho dos pelos, cortados com uma mecha na vertical....me pediu que chamasse o garçom, que veio de prontidão. Ela pediu outra dose, ele voltou e ao entregá-la se demorou apreciando aquela formosura em sua frente. Fui para o balcão do barzinho e puxei conversa com ele. Minha esposa se levantou e veio onde eu e o garçom estávamos conversando, foi ao banheiro, se rebolando e o Roni não tirava os olhos dela. Quando ela retornou, passou do meu lado, eu passei a mão na bunda dela e disse, gostosa, ela saiu rebolando e eu olhando pro Roni que estava olhando pra bunda da minha esposa e disse: - Você não acha que ela é gostosa? - Já que é o Sr que está falando eu vou concordar. - Mas você acha que ela é gostosa ou é muito gostosa. - Se o Sr não achar ruim, eu acho ela muito gostosa, e vendo-aela tomar sol com esse biquíni eu cheguei a ficar de pinto duro. - Amigo minha mulher alem de ser muito gostosa ela também é muito tarada, tem um fogo que eu não consigo apagar, é muita mulher para um homem sá, eu não dou conta sozinho de apagar o tezão dela, tenho que repartir com os amigos. Ele deu um sorriso de alegria e disse: - E eu sou eu amigo, não? - Claro que é, e por isso eu gostaria que você fosse fazer uma visitinha no nosso apartamento. Ele concordou e eu fui contar pra mina esposa que ficou toda contente, fomos pra para o nosso quarto e minha mulher estava ansiosa para que ele viesse logo. Ele tocou a campainhas, abri a porta, ficou em pé na porta, me sentei ao lado de minha mulher, que estava ainda de biquíni e eu de cueca e começamos dar uns amassos, quando vi o Roni parado olhando, acenei com a mão o chamandoele pra junto de nás, ele chegou meio sem jeito e eu peguei em sua mão e conduzi na bunda da minha esposa e disse: - Sente como é durinha a bunda dela, passa a mão e sente a maciez. Ele começou a alisar a bunda da minha esposa e em poucos segundos já abraçou ela por traz olhou pra mim e disse: - Cara que loucura, eu nunca fiz isso mas já estou gostando.

- Então aproveita que ela e sua. Ele a enconchava por traz e eu pela frente, quando ela olhando pra mim disse: - Amor, estou sentindo uma coisa dura crescer na minha bunda. - Veja amor, ta ficando duro o pau do Roni no teu rabo. - Ta, estou ficando molhadinha em sentir o pinto do dele na minha bunda, amor, tira a roupa Roni, pra nos podermos ver o tamanho do seu pinto. - Você quer que eu tire a roupa dele, pra você ver o tamanho do pau que vai te comer (falei isso pro Roni ir se acostumando com a minha passividade). - Quero amor, tira a roupa Roni, tira logo.

O Roni estava meio assustado com a situação, mas entrou na brincadeira numa boa, eu fui abaixando, beijando minha esposa nos seios e aproveitei pra tirar a parte de cima do biquíni dela, beijei a barriga e fiquei de joelhos, abracei suas pernas e as pernas do Roni junto forçando ele ao encontro dela, continuando a beijar a buceta da minha esposa por sobre o biquíni, e notei que ele estava tirando as roupas e minha esposa vendo a dificuldade tirou o corpo de lado e foi ajudar e tirou a roupa dele:

- Olha o tamanho do pinto que vai dar prazer a vocês.

E ajudou-me a tirar sua cueca, saltando um belo pinto de 21 cm bem na altura do meu rosto, minha esposa quando viu ajoelhou do meu lado e começou a acariciar aquela rola dura, deu uma lambidinha e colocou na boca, sugou com gosto, e eu ali ajoelhado bem ao lado da minha esposa, e vendo ela mamar aquele pauzão, ela tirou o pau da boca, olhou pra mim e disse: - Te amo meu corninho, e me deu um gostoso beijo de língua, daqueles bem molhados, eu senti o gosto do pau do Roni na boca da minha esposa, depois ela continuou mamando, e eu fiquei beijando o rosto dela e acariciando seus seios, fiquei por traz dela e acariciava todo o seu corpo, enfiei minha mão por debaixo de seu biquíni e ela gemeu, senti que a sua buceta estava encharcada, desamarrei o lacinho do biquíni e tirei a única peça que ainda cobria o corpo da minha esposa, estávamos todos pelados,

- Amor experimenta o pau que vai comer a sua mulherzinha, sinta na tua boca o que eu vou sentir na minha bucetinha. Guiando o pau do Roni pro meu lado, eu o coloquei na boca e comecei a mamar aquele pau que mal cabia na minha boca: - Alem de corno você é viado? Minha esposa respondeu: - Ele sá é viadinho pros machos que vem me comer, veja como ele chupa gostoso, que boquinha gulosa meu marido tem. Minha Elisa ficou dividindo o pau do Roni comigo por uns cinco minutos, lambíamos, chupávamos, engolíamos ate a garganta, chupávamos o saco, batíamos na cara, fizemos uma festa com aquele pintão, quando sentíamos que ele ia gozar parávamos de chupar e falávamos putaria um pro outro, assim:

- Vai corno, mama no pau que vai comer a tua esposa. - Eu mamo mesmo neste pintão gostoso, quero deixar ele bem duro, pra enfiar lá no fundo do teu útero. - Viadinho boqueteiro, é disso que você gosta não é meu corninho. E assim ficamos, ate o Roni anunciar o gozo. Foi um rio de porra, o primeiro jato acertou o olho da minha esposa, o segundo pegou no nariz e os demais foram pelo seu rosto, que ficou todo melado de porra, eu também recebi porra na boca depois ficamos nos beijando e trocando a porra do Roni de boca. Também chupamos o pau do Roni pra deixá-lo bem limpinho. Ele se vestiu e saiu do quarto, super satisfeito da chupada que ganhou. Demos uma descansadinha e comemos um lanche para recompor as energias, depois fomos nos relembrar do acontecido e demos aquela trepada e no domingo tivemos novamente a visita do Roni, mas o final da historia vou deixar pro práximo conto, pra não ficar muito comprido, me aguardem.

E-mail= [email protected]



Alex & Elisa

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto eróticos eu mãe e irmã no hotelcontos eróticos gay cuidando do cachorrão do vizinhocontos não aguentei o pau do meu pai inteiro dentro de mimchupando até ela gozar dirá cx aodpor que quando eu falei pro o meu amigo que eu vou ibora comcamionero ele em cheu ohlo de aguacontos eroticos transei pelo celularporno pesado arrombando relatosVer buceta mulhere mas buntuda do mundo contos eroticos tenho 23 cmcontos erotico gay punheta no cuzinho do netinho pequenocontos irmao gritar vai quase gozandoconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos esposas no swingconto erotico estupro sequestro sadomasoquistamae pede pro filho ajudar escolher a lingerie incestoa minha mulher Ela foi arrombada pelo negão como chega eu sentir coisa diferente dentro delapunheta para sogra contosmendiga pedindo pra comer seu cu apos o dela era vigemcontoseroticos madrastcontos eroticod vadia chora na rolacontos de coroa com novinhocontos eroticos de puta submissacontos tia preferidacontos eroticos me exibi nua pra elanovinho da pica gigante atolando no mulequeinhoconto erotico gay seduzindo o tio velho coroa grisalhocu de bebado não tem dono contos eróticos gayestava no banheiro minha tia entrou contos eroticosvideo pono pequano aprima do midocontos exitantes de sexo na marrra delicioso historias reaisdiretor me comeu contosconto aos oito aninhos a filha da minha namorada sentou sem calcinha no meu paucontos eroticos me exibi nua pra elacontos eróticos mulher bundudaMeu+irmão+arrombou+meu+cu+a+força+conto+eroticoEu Bêbado e Ela Se Aproveitou Contos Eróticosconto de comi o cuzinho da minha neta com a pica grandecontos gays chupei o vira lataminha tia coroa crente de 57 anos contoconto erotico arrastaram minha namorada na festacantos eroticos de casada dando o cu vergicontos pisando na cara e comendo cucontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigoconto erotico eu fui no ensaio da escola de samba e dei o cu lasou a putinha do bairroembebedei minha irma e a comi conto eroticocontos mulheres que gostam de ser preenchido no cuzinhocontos gay fudendo com o desconhecido no terreno baldiovoyeur de esposa conto eroticominha prima chupou meu pau virgem contoswww.porno cuahada virgem estupadamiudinha conto eroticocontos me ensinaram a bater uma siriricacontos eróticos na roça com minha maecontos comi minhas gemias zinhascontos eroticos o garoto perdidoContos eróticos Gay Calção Recheado do irmãof minha familia em grande orgia contos eroticoswww.relato mulher casada deu pra outro macho picudo.com.bcontos eronticos sou crente mais minha buceta vivi picandoex cunhada safada casada com presidiáriotranse com meu pai no onibuspapai me come porfavor contos eroticosprimeira mulher a fazer zoofilia.no cinemadei minha buceta pro traficantecontos eroticos de enteadasminha mulher tá ficando conclusão tem alguém comendo contos eróticosconto porno mulher putacontos eróticos minha calcinha bi matofilme pornô com gordinhas empadãoaniversario da minha cunhada contoscontos porno esposas estuprados submissoseu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestogay surra chinelo putinhaconto erótico "me bate" tapas na cara bundão