Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DOMINADO NO ESCRITORIO DELE

Click to Download this video!

Esse é meu terceiro conto. Como já falei nos contos anteriores tudo que escrevo é realmente verídico. Tenho 1,60 cm 60kg sou branco e tenho uma bunda empinadinha. Comecei a ter tesão em ser dominado já algum tempo lendo os contos eráticos desse site. Tive alguns experiências mas essa semana parece que encontrei um verdadeiro Dominador.

Foi através do bate-papo do UOL que conheci um cara submisso assim como eu. Minha intenção era saber como ser um bom submisso. Teclei com ele várias vezes. Ele então começou a me passar o MSN de caras dominadores que ele conhecia. Eu add alguns caras mas nada de conseguir muita coisa. Foi até que então um dos caras que ele me passou o e-mail entrou online e de cara me perguntou se eu era realmente submisso.

_ Vc é submisso?

_ Sim. Respondi

_ O quanto? Ele perguntou

_ Totalmente. Respondi-lhe

Ele ficou interessado e começamos a tc. Disse que estava procurando um escravo. Eu comecei a falar como gostava de ser dominado. Disse que gostava de ser amarrado, xingado, levar tapas (sem deixar marcas), beber mijo e se possível ser fistado.

Ele adorou tudo e disse que queria que eu vc seu escravo pra ele me usar junto com seus amigos. Nessa hora fiquei com um tesão maior ainda.

Perguntei a ele qual o tamanho do seu pau. Ele disse que devia ter uns 20 cm e que era muito grosso. Mais tarde pode confirmar que não mentiu. Foi aí que eu disse:

_ Nossa com um pau desses nem preciso ser fistado. Ele respondeu:

_ Fica tranquilo. Vc vai ser arrombado. Vc vai gritar e pedir para parar (e foi isso que aconteceu).

Eu estava sem tempo de marcar algo com ele. O único tempo disponível que eu tinha era naquele mesmo dia a tarde. Ele então me propôs de ir ate o escritário dele. Achei meu perigoso mas o tesão falou mais alto e fui. Ele disse que passaria toda a tarde sozinho e que daria tempo pra fazer muita coisa.

Eu combinei com ele a hora e o local. Fui até seu escritário no centro do Recife, perto da Unicap. Antes de ir ele me deu algumas ordens. Disse que era pra eu ir de calça Jens e sem cueca por baixo. Me queria bem putinha.

Quando cheguei na frente do escritário, uma pequena residência de primeiro andar, ele mandou eu subir ir até uma salinha na parte de cima. Subi pelas escadas e ele logo atrás. Parecia meu loucura estar ali com um desconhecido sozinho mais meu cu estava piscando de tesão.

Ao subir, ele ficou de frente pra mim e colocou a rola pra fora sem tirar a calça. Pôde ver que não mentiu era uma rola grande mesmo e muito grossa. Ordenou que eu ficasse de joelhos e chupasse seu pau. Obedeci na hora. Depois de dar umas boas chupadas naquela vara ele sentou em uma poltronazinha e mandou eu chupar mais sua rola. Foi aí que tive que levar muito tapa na cara pra aprender como meu Senhor e Dono gosta de ser chupado. Ele disse que gostava de ser chupado da seguinte forma: descendo a boca até o talo e depois subir lentamente se concentrando um pouco na cabeça da rola. Um rola linda branca, grossa e reta e com a cabeça rosada. Ele dizia:

_ Chupa direito puta. Quer apanhar viado ? e metia a mão na minha cara.

De vez enquanto eu parava de chupar e logo em seguida voltava mais tinha que pedir sua permissão caso contrario apanhava de novo.

_ Posso chupar sua rola senhor? Perguntava eu.

Cheguei a me sufocar varias vezes com aquela rola. Nunca tinha chupado uma rola tão profundamente assim apesar de já ter visto e levado rolas maiores.

Depois de longas chupadas e engasgadas ele mandou eu ficar em pé de costas pra ele, tirar a calça, abrir a bunda e mostrar meu cu pra ele avaliar. Ele olhou pro meu cu, enfiou um dedo, passou a mão na minha bunda e depois deu um enorme tapa. Vi estrelas nesta hora. Depois mandou eu ficar de quatro no sofá, colocou uma camisinha em seu pau e meteu tudo de uma sá vez em meu cu. Porra 20 cm de rola grossa toda de uma vez em meu cu foi uma dor insuportável. Começou a dar estocadas eu gritava e ele batia na minha bunda virava minha cara e sentava a mão na minha cara. Depois de uns minutos me fudendo com toda a força ele parou. Cai no chão não estava suportando. Ele começou a me chutar ali no chão. Depois ordenou:

_ Levanta a perna, vou te comer de frango assado.

Comigo no chão ele levantou o Maximo que pode minhas pernas e mandou eu segurar minhas pernas no alto. Voltou a meter tudo e com força muita força. Eu gritava e ele me dava tapas e me chamava de puto e viado.

Em seguida mandou eu chupar seu cu. Tive que enfiar a cara no seu cu e chupar por um longo tempo.

Ele comeu muito meu cu. Eu já não aguentava mais levar tanto rola. Ele então voltou pra seção de chupadas (que tinha que ser como ele gostava). Chupei seu pau por mais uns dez minutos. Depois ele mandou eu ficar de quatro com a cabeça no chão e não levantar a cabeça. Vestiu sua roupa, ficou em pé novamente na minha frente e mandou eu chupar mais. Depois mandou eu vestir a calça. Chupar mais uma vez sua rola de joelhos e depois colocar a camisa. Chupei mais uma vez sua rola. Depois mandou eu ficar em pé. Me deu um beijo na minha boca enfiando sua língua grossa toda na minha boca. Cuspiu na minha boca e me deu mais alguns tapas. Perguntou:

_ Gostou viado?

_ Sim senhor. Respondi.

_ Porque gostou?

Tinha que responder aquilo que ele queria mais fiquei com medo de errar. Ele então me deu outro tapa e disse o que eu deveria responder

_ Porque eu sou um puto, um viado e gosto de ser fudido, vai responde.

_ Porque eu sou um puto, um viado e gosto de ser fudido. Levei outro tapa.

_ Ta faltando o que seu merda?

Tinha esquecido de dizer senhor.

_ Porque eu sou um puto, um viado e gosto de ser fudido, Senhor.

Depois ele combinou comigo quando eu teria que voltar lá. Ele também me prometeu que eu seria fudido pelos amigos dele que tinha rolas tão grandes quanto de meu dono. Um deles, segundo o meu Dono, tem a rola de 23 cm. Deve ser uma delicia. Não vejo a hora de ser dominado mais uma vez pelo meu dono e seus amigos. Caso alguém queira entrar em contato comigo meu e-mail é [email protected] sou de recife.









VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Como me tornei a cadela do meu padrato contos eróticoContos-esporrei na comida da cegapouquinho carnuda contoscontos eroticos marido capachoa gozada mais rapida da estoria pornodoidoencoxadas no aperto contosEu, minha sogra e meu marido-contos-incestonunca tinha olhado minha amiga como mulher ate o dia que fomos pra praia ela pediu pra passar bronzeador contos eroticosContos eroticos a esposa do rabao do meu chefeFilmei minha chupando estranhos na porta do carrocontos eroticos com cunhadinhas de dez anoslevantou umas da minhas pernas,se encaixou na minha entradinha e foi metendo devagarzinhoconto erótico de saia brincando com os meninosenfiaram uma bucha no cu do estupradorcontos eroticosperdi mibh virgindade com meu vizinhobaixa vidio caceta de travesti duronacontos gay descobri a mulherzinha que havia em mimconto porno mulher gosta pau 25cmcontos irman coxudalevantou umas da minhas pernas,se encaixou na minha entradinha e foi metendo devagarzinhoContos eróticos minha mulher no acampamentocontos corno empretei minha mulher para traveti e fikei vendowww.loiras traindo com negao contoscontos gays sendo o viadinhos dos adultos que me humilhavamconto gay com hetero na praçagay bundao irmao contos eroticosconto eróticos fudendo minha dormindocontos eroticos encoxada na linha azul de calça brancaconto mega pau no ciu do cornocontos eroticos uma senhora de. bem parte 6Sou casada mas bebi porro de outra cara contosroludo come parrudo no citioconto casado dei pra travestiembebedei minha irma e a comi conto eroticocontos eroticos dei pra dois caras no cinema e depois um travesticonto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos eroticos tomei uma surra de rolasDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos erotico eu minha e o meu amigo baianocontos eroticos sobre voyeur de esposaconto erotico amigo pauzudo do marido comeu eu e minha filhaBom eu quero fuder arrombar minha bucetinha o q posso por nela de objetosconto erotico castrado na favelacontos dormindo com a tiamorena amiga da esposa contoCONTOS EROTICOS DE.BUCETAS ARROMBADASmeu filho xerou meu cuconto erótico idosa casada e vizinhocontos eroticos rola grossacontos gay peguei meu amigo comendo um outrocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaTennis zelenogradcontos eroticos namorada melhor amigogay surra chinelo putinhaContos eroticos gang bango desejo de minha mae e tia ter 26 8m no cu contos eroticoscontos eroticos incesto vovôContos casado com travesti mas ele fudia com todos d familiaconto erotico humilhei meu maridopapai caminhoneiro conto eróticocoroa fundedo realidadeVanessinha criando pelo na xaninhacontos de pegando um cuzinho laceadofotos de grandes pirozoescontos erotico meu cu mastigando o Sou casada mas bebi porro de outra cara contosconto erodico de entiada evangelicaestuprocontoconto erotico quando era pequenameu marido me flagrou com um pepino contos conto de irma que viciou em dar o cuzinhocontos eroticos com estorias ocorridas na infanciaenrabador de afeminadoTreinamento de cachorros para zoofiliacontos eróticos brincando de casinhacontos de casadas o negro desconhecido me arromboueu confesso caso de incestocontos eroticos cornoscontos se caga na pica e gostacontos dei pro meu padastrocontos gays casado dando o cu ma lua de melConto tia a massageava o pauconto erotico sou casada e o vilhinho me comeucomi minha cunhada de setenta anos contoscontos fodendo o cu da Marileneboquete mulher de 48 anos conto