Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TROCA-TROCA DE ARROMBAR

Click to this video!

No ano de 2003, eu morava num assentamento rural e tinha muitas famílias ali instaladas. Formávamos um grupo de moleques de 9 a 19 anos, saíamos pelo mato caçar passarinho e a fazer armadilhas, eu contava com 19 anos e era o mais safado do grupo, dei uma idéia de criarmos um clubinho no alto de uma árvore, a molecada topou, ai cada um trazia as sucatas que possuía, depois do clubinho pronto, consegui muitas revistas pornôs e também revistas gays, a molecada ficou louca, uns nunca tinham visto nada igual e nem imaginavam que aquilo era possível, então eu e os outros meninos mais velhos ensinávamos os outros de como se bater uma boa punheta, até ai nosso clube não tinha nome, eu sugeri “Clubinho da Punheta”, todos aceitaram numa boa. Então toda a tarde subíamos na arvore e batíamos muita punheta, mas já tava ficando monátono, eu malicioso propus fazermos troca-troca, os mais velhos gostaram da idéia e os mais novo ficaram com medo, mas explicamos que ia sair tudo numa boa, para facilitar levamos creme de cabelo para ajudar nas penetrações, eu era bem esperto nisso, já tinha feito muitas troca-trocas com meus primos de minha idade, pra ninguém sair no prejuízo fizemos sorteios, cada dia era um, ai esse tinha que fazer a galera toda, para tirar a timidez do grupo eu quis ser voluntário, fiquei pelado e de quatro e pedi pros mais novinhos começarem, fizeram uma fila atrás da minha bunda, que a esta hora tava toda lambuzada de creme, ai o meninos dava uma quatro metidas e saía, a coisa ficou boa, quando chegou a vez dos mais velhos, naquela época ninguém ainda não esporrava, foram longas tardes quentes de meteção.

Alguns quilômetros, tinha uma escolinha rural, onde matamos muitas aula pra fuder na lagoa. Aquele era o meu dia de libera o rabo na lagoa, me coloqueu num barranco e a mulecada fez a fila, como sempre por idade, então começou a meteção, mas pra meu azar ou melhor minha felicidade estávamos sendo espiado por peão, ainda jovem de uns 19 anos, que atrás de uma arvore batia uma bela punheta, ele pediu silêncio e entrou na fila, eu inocente nem esperava a surpresa, cada um dava umas cinco cutucada e terminava na mao, a fila tava acabando, quando dei por mim já tinha acabado a muleca, senti uma mão forte e grossa me pegar pelas ancas, tentei esquivar mas não deu, o filho da puta colocou seu cacete avantajado no meu buraquinho e forçou a entrada, comecei a gritar de dor, meu rabinho nunca tinha levado uma rola adulta e cheia de pentelho, o viado forçou até por sua cabeça, minhas pernas tremiam, e ao poucos foi atolando sua vara que não era muito grande, mas o bastante pra fazer um bom regaço, foi estocando aos poucos, eu tentava ver quem era mas não consegui, a molecada toda fazendo farra e batendo punheta. O desgraçado começou aumentar seus movimentos me arrombando nem ligava pro meus gritos, tava doendo pra caramba, mas não estava ruim, comei a rebolar, o cara socava violentamente, ate que senti um espasmos e ele liberou um jato de porra com toda pressão e zurrava feito um asno. Fiquei desfalecido sob o barranco com o cu fazando porra e a mulecada passava atrás e pegava pra ver a textura. Foi a ultima vez que fiz um troca-troca grupal e nem conheci o cara que me arrombou geral. Depois de me refeito, com o toba em brasa, pegamos nossas mochilas e voltamos pra casa no maior silêncio, pedi transferência pra cidade de tanta vergonha, mas relembro de saudade e curiosidade, quem poderia ser, será que já topei com ele na rua? De repente pode ser até você leitor? Oh dúvida cruel!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de incesto fui adotad a para ser escrava sexualo assaltante e a vitima contos eroticosescravo conta como leva sua dona ao gozo com a língua na bucetaMinha namorada deu a bucetacontos eroticos minha filha de fio dentaleu e minha sogra coroa conto eroticoconto eles gozaram na minha mulhereu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestogostosa.acarisiado.a.buseta.deibacho.da.mesaconto erótico minha mulher me ofereceu sua amiga travestihomem enrrabadofudi gostoso no volleyConto erotico apoata insanacontos de filhos chera causinhasminha tia olhando meu pauconto corno sondei ela tava debaixo deleconto com fui esplorada gostoso n sexoestoria de cantos erotico minha tia sentou no meu colo dentro do ônibus na viagemcontos eróticos estrupada pelo professor de judocontos centadas no colo do titio no incestodominado e submisso contosmulhe dane a buseta a primeira vezContos Comendo A filha da amigaconto mulher casada rabuda dei pedreiroconto fiquei pelado na frente da médicacoroas gostosas transando com meninos contos fatos reaiscontos eróticos de tirando o cabaço das cunhadaszoofilia tesouracastigando mamilos com grampos contocontos eroticos de como eu perdi minha virgindade aos 16conto banho com tia timidacontos mae crente babando no pau do filhoCasada narra conto dando o cucontos eroticos casadas baile formaturaconto quando fiz dez anos dei minha xoxotinha para o meu padrasto caralhusoconto erótico greludinha amiga chupa chupa flagracontos o sindicoeu confesso incestocontos eróticos mostrei o pau pra minha mãecontos presenciei minha irmã fudendo com um dogcontos aliviando as tetas de minha irmacomeram meu cuzinho conto gaycontos eroticos o empregado me bolinou e gosteidoutor esporreando muito no travedticontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anosContos minha sogra fas eu ser puta do sogro e tioscontoseroticocoroasContos o comedor da madrugada do soniferoPasseio de lancha com um coroa conto erotico PMS contos eróticoscontoseroticos me fode tiocomo o cheiro da maça contosroupa de couro esposa contosgozaram em minha boca durante a viagemContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorrelatos de comadre dando a buceta pro compAdrecontos eroticos mendiga negracontos esposa do clienteFilha babando pau do pai contoseroticoscarlão socando ate as bolas no cu da vadiaeu confesso sou puta desde novinhaconto gay macho arroganteboa f*** travesti orgiaconto de sexo em estrada desertaeu confesso incestoContos eróticos tia deixa sobrinho gozar na bucetacontos de coroa com novinhoo p****** do metrô mulher relata conto eróticoconto de transa com o amigo do meu paicontos eroticos homem chupando pau pau sujo e bebendo mijodia dos namorados incesto contoputinhos seduzidos contoscontos eroticoseu gostoo d ver meu marido comendo a empregadaporno conto erotico depois de malhar fui fodida na academia