Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SURPRESA COM UM SUBMISSO

Click to Download this video!







Tudo começou num desses dias que o tesão está nas alturas e tudo que eu queria era alguém bacana para fuder legal, e dar uma boa relaxada. Fui para o lugar mais fácil de encontrar alguém disponível, a Internet e os chats. E no meio de tantas conversas inúteis, acabei conhecendo um cara legal, maduro de seus 40 anos. Branco, de corpo normal, e muito sedento por uma vara, pois segundo ele, haviam 2 mesees sem dar para ninguém. Foi a minha chance, me descrevi, 1,70 altura, magro, moreno claro, alguns pêlos, e um cacete faminto de 19cm envergado para cima e babão e saco peludo. O cara se interessou, nos encontramos no local combinado, ele me pegou de carro, e fomos a um motel. Dentro do carro, já coloquei meu pau à mostra fazendo o puto suspirar de vontade... passando a mão e apertando ele como se não quisesse mais largar. Enquanto eu falava putarias para ele, com uma mão dirigindo e a outra sempre que possível pegando no meu caralho. “Hoje eu vou usar esse seu cu ao meu bel prazer, putão”, eu falei para ele, com cara de safado... “Que delícia macho, hoje eu sou somente teu e você pode fazer o que quiser comigo”, foi a deixa, percebi ali que o putão coroa era um verdadeiro passivo submisso. Falei para ele, você vai provar o gosto de um macho... vai sentir o gosto de um homem de verdade. Chegamos ao motel, ele pediu uma suíte e entramos, ao entrar eu já fui deitando na cama, e falei para o puto ligar a Tv... colocar num filme de putaria qualquer, e depois tirar meus sapatos, meia, abrir o zíper da minha calça e começar a curtir o macho dele. Sem demora ele obedeceu... cada vez mais eu percebia que o puto era submisso dos bons. Falei: Vai putinha, beija o pés de seu macho... e vai pegar uma bebida para mim. Ele me trouxe uma latinha de cerveja, mandei que abrisse, e assim comecei a tomar, e ordenei que começasse a me mamar devagar e com jeito... pois eu queria sentir a boca do putão enquanto eu me refrescava com a cerva e via um pornozão. Ele assiim ficou de 4 em cima da cama e mamando muito o macho dele e gemia baixinho. Depois de um tempo apás terminar a cerveja faltava um último teste para saber se o puto era mesmo um completo submisso. Então falei: “Viado, seu macho ta afim de dar um mijão”. E de imediato ele responde: “Para isso eu estou aqui macho, para servi-lo como bem quiser, basta ordenar e eu obedeço de pronto”. Eu já não tinha mais dúvidas, era um escravinho na minha frente, então falei, “Vou mijar na sua boca, não quero deixe nenhuma gota cair hein”, “Sim, senhor”. Comecei a mijar “vai viado engole o mijão quente de seu macho, vai puto, isso assim mesmo... não deixa nada cair hein...” Apás ter tomado tudo e mostrado a boca aberta para comprovar, ele disse: “e agora mestre, o que eu posso fazer para satisfazer seus desejos?”. Eu falei, tira a minha roupa, depois toda a sua, viado, e fica de 4, com o rabo bem empinado, e no chão, que escravo deve ficar no chão mesmo. Ele atendeu sem questionar. Esse viado estava me saindo melhor que encomenda. Coloquei uma camisinha, cuspi no rabo do viado submisso e falei agora aguenta, que você vai levar o que estava procurando, pica no cu, vou deixar esse rabo arrombado mesmo.



Sem dá, eu enterrei meu caralho naquele rabo quase virgem, até sentir tudo dentro e comecei a socar de imediato. O puto so gemia, mas não reclamava, sempre dizia: “Obrigado meu macho, por me escolher para seu prazer. Esse rabo é seu, faça o que quiser”

Soquei fundo... por um tempo...

Falei para ele: “sorte sua que estou com pressa, se não você ia ver o que era bom...

Eu realmente não tinha muito tempo, então tratei de meter mais nesse puto, até chegar ao gozo... qdo estava por vir, falei: “Chegou a hora viado, quero gozar”. Tirei o meu pau do cuzão do puto, quando olhei o cuzão dele, vi so o rombo, que tesão que me deu. “Abre a boca, quero ver você tomando o leite do seu macho. “sim, senhor, aqui está minha, boca pode usar como quiser”... mandei o puto colocar a língua para fora e comecei a gozar... “Ahhh tesão seu puto, não deixa nada cair no chão. Cada jato e gota de porra que saia o viado sugava... se escorresse pela boca ele limpava com o dedo e colocava de volta na boca. “Isso putão, vc me saiu melhor que encomenda... um verdadeiro submisso.



Pronto agora estou satisfeito, precisamos marcar um outro dia com mais tempo, pois vou querer usar mais esse viado.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


eu quero mamar nos peito da minha esposa Lurdeminha iniciação gay contoscantos eroticos de casada dando o cu vergiEu roberto o cachorro conto erotico gayestava carente contos eróticoscontos eróticos casada tome leitinhocontos eroticos nao entracontos minha madrinha aguentou 25cm de pauno cu e ma bucetameus pais transando com minhas coisas do conto erótico pornôadoro ser fodida com força. conto eroticocorno obrigado a chupar pica contotitio caralhudo noivo corninho safado noiva putinha contos eroticosconto erotico com homem velho coroa grisalho peludo do trabalhoconto erotico eu não queria ser cornocontos eróticos minha buceta aregacada entregou que traiconto erotico incesto sonifero filhaMeu sobrinho me fez gozar no rio contos eroticos de gayscontos eroticos de mulheres que eram obrigadas a usar vibradores e plugcontos eroticosseduzindo o irmao bebadocontoseroticosdecalcinhacontos meu neto me fez putacontos meu maridinho corno e viadao de negros pauzudos .seduzudo e fudido contos gaycontoseroticosdesvirginandoO que e aclauzaContos eroticos menstruadaquero ler conto erótico sogro f****** com a noraconto papai noel tirou meu cabaço gaycazal gay fudedo gostoso ao vivoConto erotico Zoofiliacontos eróticos gay Proibidos - Desde Cedo no meu maninhocontos eroticos algemada e sentindo um tesao e eles ainda me torturava mexendo na minha buceta coroa gostosa se arrumando namorada em Pouso Alegreminha noiva com porra dos macho pra mim contoshttp://transei com meu primo da roça gay contos eroticosno cu nunca mais contos"Deflorada pelo titio parte i"contos eroticos garotinho na escola Casadoscontos-flagrei.contos sexo a primeira vez que comi o travestisconto erotico vi meu tio velho coroa grisalho peladocontos eroticos comeram minha noiva e transformaram ela emcontos eroticos de greluda oferecendo a buceta vigiacontos de cú de madrinhagarota pauzeracontos eroticos esposa velhocontos eroticos taxista fudendo puta bebada drogadaconto erotico puxou o cobertor e viu minha pica grossacolocou toda.no.cu e elabse.mijoucontos de cú de viuva carente e crentecontos eroticos dormindominha mae me fez virar travesti contos eroticosfoto de sexo conto eroticos da minha sobrinha pimentinha parti 1Casada narra conto dando o cuconto coroa n**** pediu gay namorocada dos contos gays- sexta do chaveiroperdi meu cabaço para o patrao sobre chantagecontos fode mesmojogadora de pau pau de borracha na bucetinha da noraconto+fui+arebentada+negro+meu+maido+adoroucontos eroticos eu feia e gordacontos enrrabado na saunaestoria porno o sonho do meu marido e cornoencoxando minha filha na viagemfui corer com a minha madrasta e fidi elarapaz muito gostoso transando com outro rapazbonitomecanico de pau duro conto eroticoconto erotico de muher que da po seu cachororelatos eroticos de traicao consentidaminina afuder na pixinavideos de zoofilia cachorrinhos recem nascidos mamando na xoxota da mulhercontos eroticosperdi mibh virgindade com meu vizinhocontos eroticos mandei meu filho mete no meu cuzaocontos eróticos frio chuvaconto erotico julio piroca grossa conto casada na academiaCont erot meu pintopapai e seu amigo comeu meu cuzinhoContos dei para meu filho roludocontos eróticos traficantecontos eroticos de enteadasrapazes peladoes se exercitando na academiacontos-contraindo o cuzinho no teu pausempre dou uma escapadinha contosconto real de pai de 50 anos sarado fazendo sexo com seu filho novinhoconto erotico minha esteada gravidaContos eróticos: menininha da a buceta pro camioneiro bem dotadome fudenram esconde esconde contodois gay fudendo violentamentw/entre si