Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O COLEGA DE TRABALHO

Click to Download this video!

olá este é meu primeiro conto vou começar me descrevendo sou morena clara 1.70m falsa magra com 65kg olhos e cabelos castanhos não gosto de usar roupas muito safadas que evidenciem meu corpo pois sou um pouco timida. Bem o fato é que comecei a trabalhar como caixa numa distribuidora de autopeças e já havia passado um ano lá e houve uma festa de confraternização e nessa festa tinha um rapaz muito gato devia ter lá pelos seus 30 anos e assim que me viu começou a me comer com os olhos e também fiquei alterada pois percebi seus olhares em cima de mim e fazia muito tempo que estava sozinha sem fazer sexo, não gosto de me envolver com ninguém do meu trabalho para não dar o que falar, bom o fato é que esse gatinho trabalhava na nossa empresa mas era numa outra filial durante nessa festa ficamos sá nos olhares mesmo mas aconteceu que na semana seguinte tive que ir trabalhar na filial para substituir uma funcionária dos caixas que estava saindo de férias, fiquei lá cerca de um mês fiz amizades e claro que lá estava o rapaz que vi na festa.

Dentre as amizades que fiz na filial estava Márcia uma colega dos caixas também ela era bem experiente na função e durante os dias que fiquei lá nos conhecemos e ela se relevou uma verdadeira vagabundinha, conversavamos bastante durante o horario de almoço e ela percebeu que o rapaz vou chamá-lo Osvaldo não tirava os olhos de cima de mim e ela começou a me incentivar a sair com ele, mas eu estava muito timida e ela me disse que tinha mais que aproveitar que eu era boba e estava perdendo tempo, bom na ultima semana que estava lá eu não fiz nada apenas conversava com ele casualidades e os comprimentos formais bom dia etc...

Então Márcia me revelou que já havia transado com ele e que ele era muito gostoso fiz uma cara de espanto e ela deu uma risadinha e sacou o celular do bolso e lá estava uma rola dura (que delicia) ela disse que era do Osvaldo quando eles foram pro motel e durante a conversa ela me perguntou se eu não tinha vontade de sair com ele e tal mas eu disse que era timida então ela me disse que me ajudava e ia falar com ele e entregava meu telefone pra ele, então depois de tanto ela incentivar acabei aceitando e deixei meu telefone com ela na semana seguinte voltei pra matriz e no meio da semana já até tinha me esquecido de tudo quando meu telefone tocou era ele reconheci pela voz estremeci, ele me cumprimentou e perguntou se podia me ver no sabádo eu disse que sim marcamos o local e o horário. Depois que o telefone desligou eu me perguntei o que fiz aceitei assim de primeira rsrs. Fiquei quieta e aguardei o sabádo chegar era durante a tarde estava muito calor ele me pegou no terminal de onibus estavamos a pé e andamos um pouco depois nos abraçamos ele estava muito gato me apertou e senti o seu cacete duro em mim durante o beijo enfiei a mão dentro de suas calças (o tesão era demais esqueci da timidez) e segurei o membro rijo duro ele imediatamente enfiou a mão dentro de minha calça e adentrou na calcinha apalpando minha bucetinha com pelos aparados fomos andando e paramos em frente a um motel ele queria me fazer entrar mas eu não quis assim no primeiro encontro então ele me puxava era numa avenida ficamos ali acho que cerca de uns cinco minutos os carros passavam e buzinavam pra gente nos vendo ele me puxando pelo braço em direção ao motel ( ai que vergonha) então ele me disse que não fariamos nada apenas nos beijariamos e tal concordei sá para sair dali de frente do motel, quando entramos no quarto ele me abraçou e continuamos a nos beijar deitamos abraçados na cama e a mão safada dele voltou a mexer na minha buceta que já estava molhada ele abriu o botão o ziper e continuava me beijando de repente parou de me beijar e desceu até minha barriga e ficou beijando meu umbigo e sem eu nem esperar com a duas mãos abaixou minha calça com calcinha e tudo até meus joelhos.

Eu ri absorta em seguida levantei minhas pernas e tirei minhas sandalias e com elas a calça e a calcinha ele se desnudou por completo e ficamos de corpos colados chupou minha buceta majestosamente me fazendo gemer alto me via no espelho do motel de pernas abertas ele com a cara enfiada na minha buceta em seguida ele lambeu meu cuzinho e foi enfiando seu dedo molhado no meu cuzinho quando entrou foi desconfortavel ai ele fez um vai e vem devagar e fui me acostumando não parava de me chupar.

Em seguida senti uma pressão maior era outro dedo entrando no meu cu, ai dáia eu gemi pedi pra parar mas ele não me ouviu (nunca fiz sexo anal) os dois dedos estavam dentro e ele começou a fazer um vai e vem primeiro devagar depois socava os dedos com toda força e bem rápido dentro do meu cuzinho, sua lingua não deixavam minha buceta em paz eu soltava meu ais a cada socada dos dedos no meu cu.

De repente senti uma quentura o climax chegando aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii gozei gostoso com ele me chupando e socando dois dedos no meu cuzinho, minhas coxas tremeram descontroladamente e espernava meus pés na cama, fiquei mole depois recuparando o folego ai disse pra ele vc é louco?

Ele subiu beijou minha boca sem dizer nada e segurou minha cabeça por trás e puxou de encontro a sua rola eu já fui de boca aberta chupei engolindo tudo lambendo o saco descendo e subindo com a lingua e ele tirou a rola da minha boca e enfiou na minha buceta colocando meus pé nos seus ombros me comeu assim comeu,comeu e comeu, de repente tirou sua rola pra fora e bateu uma rápida punhetinha e jorrou aquela porra bem quente em cima da minha barriga e dos meus peitos ai que delicia passei a mão em cima e fiquei olhando a porra na minha mão ele viu e me beijou e depois do beijo enfiou dois dedos na minha boca e mandou eu por a lingua pra fora e segurou minha mão melada e passou na minha lingua.

Em seguida fomos pro banheiro para me lavar era uma suite com banheira entramos na banheira ele me fez chupar mais a rola dele enfiava e tirava da minha boca sem parar nos levantamos e fomos pro chuveiro ele me abraçou por trás e encaixou o membro duro em mim aquela agua quente do chuveiro caindo ele segurou meus cabelos puxando minha cabeça pra trás até eu ficar envergada mesmo e começou a me foder freneticamente estavamos em pé empinei pra ele e ele socava sem parar hummmmmmmmmmmmmm .

Dessa vez eu gosei gostoso na rola dele pois na primeira vez na cama não tinha gozado foi muito bom fiquei sem forças nas pernas e me ajoelhei no chão do banheiro ele veio junto comigo.

Ficamos abraçados e ajoelhados ele tirou o pinto de mim e começou a mexer de novo no meu cuzinho enfiando o dedo pegou o sabonete ensaboou os dedos e enfiava em mim dois dedos de novo estava gostoso eu de quatro exposta a agua do chuveiro caindo na minha cabeça nas costas ele puxou meu quadril pra trás empinando e sentis uas coxas encostando na minha olhei por baixo estava tentando comer meu cu a cabeça entrou era mais grossa que os dois dedos eu gemi de dor falei pra ele tirar mas ele não me ouviu (nunca tinha feito sexo anal) ele se deitou em cima de mim e ficou me alisando e chamando de meu bem e enfiou mais dentro eu gemi alto meus olhos estavam vermelhos estava quase lacrimejando então estava agachadinha e empinei toda me arreganhando ele foi enfiando tudo e eu fazendo careta de dor mas desta vez sem gemer aguentando calada.

Senti aquilo entrando me abrindo aiiiiiiiiiiiiiiii uuuuuuuuuuiii ardia....depois que entrou ele foi fazendo um vai e vem devagar a dor foi passando eu mesma percebendo que meu cuzinho estava aceitando aquele pinto todinho estava bem liso e entrando e saindo.

Ele começou a socar mais rápido e quando batia fundo doia mas era uma dor misturada com prazer eu gemia alto a cada socada daquela rola no meu rabo ( já estava me sentindo uma verdadeira putinha) então ele socava freneticamente eu AAAI AAAI AAAI AAAI AAAI AAAI AAAI mas sem protestar e nem pedir pra ele parar acho que meu macho entendeu que eu estava aprovando ser currada daquele jeito e me comeu sem dá e bateu forte na minha bunda ( que safado) enquanto me comia depois de não sei quantos minutos ele gozou senti o jato quente dentro de mim aaahhhhhhhhhhhh.

Enfim assim havia acabado a minha primeira transa anal. depois disso fizemos mais uma vez o vaginal.

E ficamos nos encontrando esporadicamente semana sim semana não apesar de na primeira semana eu ficar toda dolorida principalmente no meu cuzinho sempre que nos encotravamos não negava a ele o prazer de comer meu cuzinho. Depois minha amiga Marcia me ligou perguntando como foi ( acho que a safada já sabia pois o o Osvaldo ainda comia ela) essa histária é verídica tenho 26 anos e sou leitora assídua dos contos daqui beijossssssssssssssssssssssss...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


vidio porno gey aronbei meu primo no quarto enquanto ele estudavaContos heroticos gays e heteros Brutoscontos senti aquela boca quete n minha bunda era meu padrastotravesti arrombou meu marido contoWwwloira casada negro da borracharia na casa dos contoscontos meu irmão e eu betinha vendo conto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arromboucontos a minha prima Caçulaeu e minha mulher somos moreno meu filho loiro sou corno ?contos eroticos de enteadasbrincado de cavalinho conto eroticomeu cu ficou rasgado e sangrando contoscontos eroticos meu marido sempre soubecontos de putaria em familiase um homem excita uma mulher e demora muito para penetra-la ela pode sentir uma dorzinhanegao meteu no cú do menino assanhado.contosMeu genro quer me comer e agoraminha irmã enfiava objetos no meu conto gayminha tia mim viu de pau duro e mim deu sua buseta gostosa e boacontos fui comer uma bct chegou na hora era homemcontos eroticoscomendo.sograsCont erot vi a calcinha delaporque cavalos tem pirocãocontos minha mulher e a sua irmaesposa no motel com amigos contopelado na Rua, Contosconto sendo p*** da empregadaPegando a prima logo cedo contocontos eroticos madrasta lesbica obrigo eu da u cueu trinquei o meu pau na mão dela contos eróticoscontos erotico na balada com a irmaContos eroticos homens estuprano gravidasconto gay "chupa teu macho"menininha e novinha sendo e******** contos eróticosmenina assanhada contosContos eróticos Gay, Dei o cu pro vizinho no terreno baldiosentou no meu colo conto eroticocontos eroticos de sogra carenteso contos de zoofilia gay dando pra cachorro sendo aronbadovi outro gozar na boca de minha mulher contoscontos zoo com cadelasContos eroticos garotinhaCris devassa. contos eroticosler contos eroticos com fotos trasei com uma velhaconto me pagarao para xuxar em meus seios comtos de viados dando o cu pra pica bem grossaegrandecontos eroticos crossdresserCasada Amigo do meu filho sexo contoscontoseroticos sogra e genro na agua da praiamendigojumentocontos eróticos comendo meu melhor amigo que tava olhando pro meu pau.comcontos eroticos fui cuidado meu sogro e ele viu meus pritoscontos comeu a amiga e o amigoconto erostico meu namorado e o amigo me comeuContos namorado castrado pelo a sogracontos perdendo a virgindade dormindocontos de viados dando o cu e cherando cocainaporno enganada no cineporno contofilme porno com gay aguentado dois punho no cu de uma vez mais grinta de dorcontos eróticos aviolentada varias vezescontos mulher alta bunduda ggconto eroticos com fotos menino de dezeseis anos chupando peito da irmã de vinte anosporno contos pintando a cssa da casadasenti jatos de porra no fundo da/minha bucetaconto erotico perdi calcinhacontos eroticos/comeu novinha peludinhaconto tia gostosa de microcalcinhacontos gays com gémeosminha sogra/contocontos erótico comi minha amiga qusndo fui estudarcontos masturbescrava do meu namorado contoconto erótico meu marido lambe o Poucontos me ensinaram a bater uma siriricasou casada meu visinho novinho contosdeixo penetrar sem camisinhacontos eroticos dono de mercearia comendo a casadaconto erotico esposa no clubeconto erotico mulher gostosa trai marido com um delegado