Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SEXO SELVAGEM DE VERDADE COM UMA CRIATURA

Click to this video!

Gente, não vou contar todos os detalhes desta historia porque é muito grande. Tenho 28 anos sou versátil, curto mulheres e homens mas meus colegas nem sonham em saber, sou policial civil e estou na policia desde os 21... todo o tipo de pessoas mortas eu já vi, alguns rapazes mortos eu até já senti algo quando o corpo ainda está em perfeito estado, mas sá senti, nunca fiz nada,eu nunca tive medo da morte! Essas coisas de monstros, fantasmas eu não acreditava até uma certa data!. Em 1998 eu fui para Minas Gerais com minha família passar uns dias de férias na cidade de Carangola no bairro chamado (Pimenta) e sabe como é que é, rapaz novo, com dinheiro, da cidade grande! Já arrumei uma garota para ficar, mesmo não curtindo tanto. Então todas as noites, íamos para igreja e de lá para qualquer outro local falar de música, beber e depois eu a deixava na sua casa, ela tinha peitinhos apontados para cima, as vezes me deixava de pau duro até, mas eu queria mais. Certa noite, que não era noite de lua cheia, e já era umas 3:00h da manhã quando eu a deixei em casa. Me despedi, e fui andando para casa dos meus primos (Yuri e Fernando), uns três km á frente e eu ia tranquilo porque até este dia não tinha medo de nada que viesse do sobrenatural como fantasmas, monstros e coisa do tipo, achava tudo isso uma grande besteira de gente encalhada que vive criando estárias pra compensar a falta de foda.(mas sempre andei armado) E quando cheguei em um local, uma estrada que de um lado era um milharal e do outro um canavial, eu me sentia livre, senti um vento fresco, uma vontade louca de fazer algo naquele deserto me tomou, eu era livre ali e senti uma vontade louca de bater uma em intensão de Yuri no meio da rua, foi quando escutei uns barulho de mato quebrando e uns rosnados como de cachorro ou de porco!levei um susto por que foi de repente! e senti que era um bicho grande pelo barulho, mas nunca pensei que iria ver aquilo...e o barulho começou a ficar mais forte e alto vindo do lado do milharal, confesso que nessa hora fiquei com medo e então subi rápido numa arvore ao lado, ao mesmo tempo eu me sentia uma mulher prestes a ser atacada, uma coisa confusa: tesão, medo e volúpia.Foi quando eu vi a figura mais horrenda do mundo que saiu do meio do milharal. uma besta fera? Um demônio? Um lobisomem? não sei o que era mas era horrível. Tinha as orelhas enormes grandes mesmo, olhos amarelos um focinho esticado as patas dianteiras pequenas e os pés de trás enormes e parecia que tinha dois joelhos sei lá o que era aquilo! E o corpo, partes tinha muito pelo e outras pouco. Tinha também unhas pretas e grandes, e as mãos desproporcionais para o resto do corpo. Em primeiro lance pensei que era um cachorro e prestando atenção vi que não era! E o bicho começou a fazer barulhos e gestos violentos, de repente não consegui deter a minha curiosidade, mesmo sentindo que aquele bicho iria saber de alguma forma que eu estava olhando, eu o olhei de novo e fiquei chocado, o membro dele era enorme, descomunal, acho que tinha uns 40 CMs, era peludo, meio mole meio duro, eu até pensei que era um rabo, mas não era pois estava na frente. Meu lado mulher então tomou conta de mim, aquele pé peludo, mesmo que monstruoso tinha contornos másculos e me atraia muito, era algo inexplicável, comecei a me arranhar todo de tesão, joguei minha camiseta no chão, agarrava aquela arvore na qual eu me escondi como quem agarrasse um homem.



Nisso, caiu um graveto da arvore que eu estava, a criatura me viu e veio ao meu encontro andando com passos pesados e olhar diabálico, como um cão que fosse me atacar, eu me arrependim fiquei com medo, gritei muito mas ninguem escutava, até que então ele me agarrou e me bateu contra a arvore, bati minha testa e saiu sangue, quando ele me agarrou, senti um calor gostoso, um calor de macho dominador, ele me agarrou por tras, então senti aquele pau enorme roçar em mim, fiquei possuída, eu me fazia de dificel mas gostava, ele me machucava, babava em mim, me arranhava mas eu sentia que era um amor animal, afinal se ele quisesse me matar, o teria feito.



Então ele rasgou as minhas calças, me modeu com uma boca quente, eu gritava de prazer e ele me enviou aquele mastro, eu gritei muito e ele rosnava descontroladamente, eu batia na arvore de tanto tesão, comecei a perder o controle, aquele clima de desrespeito físico e animalesco me excitou como nunca, quanto mais ele me batia, mais eu rebolava e reagia feito uma menina mal criada, ate que então ele enfiou o dedo dele na minha boca e eu mordi, em resposta ele socou meu cu muito forte e eu vi estrelas, foi quando eu apoiei meu pé no joelho dele, e ele, como todo animal, ia num vai e vem frenético, eu sentia o bafo dele no meu pescoço e gostava muito, ate que eu abracei a arvore como se fosse uma mulher e ele me socou a pica mais forte ainda enquanto me apertava o pescoço, parecia que ele queria me matar e me fecundar, a arvore grande começou a balançar muito, balançava cada vez mais, eu gemia feito uma mulherzinha sem marido e ele aumentava os rosnados e uivos dele, minha boca tava ardendo de tanto tesão, meus olhos e testas super quentes, até que então ele uivou diabolicamente que eu pensei que ele iria me matar, mas não, em segundos minhas costas, minha bunda, minhas pernas estavam repletas de uma quantidade espantosa de porra, ele me lavou de porra quente, não era humano aquilo, era muito esperma mesmo, eu tava sangrando e todo sujo de porra, a criatura sumiu no mato e me deixou ali, como um cafageste que come a fêmea e some. Eu estava assustado e acabado, minhas roupas estavam rasgadas, sujas de sangue e super molhadas de porra, eu me senti uma mulher vitoriosa, mesmo sem aquele lobisomem estuprador por perto, eu comecei a sugar todo o esperma que estava na minha camisa. Foi tudo na minha vida, ninguem faz melhor que aquele lobisomem jumento!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Comto lesbico fragante fazendaminha primeira traiçãoContos eroticos chiando na fodacontos comi minha sogracontos de coroa com novinhocomprei a Cristina da mãe bêbada contos eróticosRelatos de gay quie derao ao pedreiro saradocontos gozando nas calcinhas dekarolContos punheta no garoto constrangidominhas duas mulheres esposa e cunhada na fazenda contos eroticospriminho tesudinhosai a noite com minha esposa conhecemos u desconhecido que comeu minha mulherdepois de eu ter me mastrupado depois de um tenpo comesei a goza isso e normalduas mulher chupando a b***** no Jordão baixo fazendo sexoviu de chotinho e ficou com tesao xvidioquando eu estava com o meu namorado e ele estava chupando o mwu peito ele me chamou de safada o que sera que ele quis dizer com issocontos eroticos casada infelizconto erotico incesto sonifero filhaminhaesposa numafesta-contos reaisLindas esposas morenas turbinadada contos eroticosDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos eroticos gays no futebolcom fotoscontos eroticos de casal sendo forcado mulher virar puta e homem viado em festas sadomazoquismoninguém subiu para o meu primo escondido ele gozou na minha bocaporno conto relava aquele peito em mimcomiminha filja lauraconto minha esposa com seu primoContos eroticos violento seioscontos erotico levwi minha esposa numa suruna de suprwsacastigando mamilos com grampos contocontos bdsm erposas escrava submissa martacontos transei com minha mae gostosa peituda no banhoContos eroticos nerd virgemdesenho porno dos flinstons cadamento.da pedreitawww.flogdesexo.compauloelizabethcontos irmâ da esposaso puta e dei gostoso a xana contos eroticosSou casada e chupei dois caralhos ao mesmo tempocontos eróticos coroas boqueteirascontos selvagens arregacei o rabo da minha esposaconto.erotico.chamando.mulher.crenti.pra.fudersou puta do meu enteado contocontos eróticos filhinha bobinhaContos gay coroacontos eróticos de irmãoscontos eróticos mulheres casada adoram pau grandeafilhada chorando com a pica do padrinho no cu - contos eróticoscontos eroticos sogra de 65anoscontos eroticoslingua no cucomeram meu cuzinho conto gaycomtos de travesty petdedo o cabasso do cuzinhoCasada leva marido bebado e o sogro fode a gostosa contopeguei um menino pra comer minha buceta velha contosconto agarrada no onibuspaguei boquete na infancia contoscontos perdendo a virgindade num incestocontos eroticos de enteadascontos eroticos esposa fumanteContos eroricos esturpo seios mordidascontos eroticos gay negrocontos eróticos com o genroContos eroticos com esposas que foram arrombadas pelo tio do maridocontos erotico mayara piercingcontos eróticos fio dental debaixo do ternocontos eróticos apostei minha mulher d perdiconto transou com desconhecido na festa de rodeiochupando o professor de portugues enquanto ele dava aula contocontos dei pro mulequinho de ruaminha irma uma pretinh que adora trepa comigo pornocomo enraba uma colega. de trabalhocontos de incesto por chantagem do filho com a maemeu tio vez eu beber toda sua porra e viciei quando eu era novinhocontos sexo minha esposa amigacontos eroticos cuzinho pro paicontos eroticos amiga da minha mae velha coroa viuvamostra como fuder bem gostoso e a pica entrendao na bucetaContos Eróticos abusada todos os dias por estranhosamigo hetero contocontos eróticos primeira vez q peguei na buceta da minha namorada chantagem contos eroticosfrancisca coroa ruiva contos eroticosconto erotico minha namorada dançando com outro na baladacomendo ela de saia com vizita discretamentecomia mae contossexo.pirralho.fode.a.sogra.do.irmaocontos eróticos mulheres casada adoram pau grandechantajiei minha irma peituda para tranzacontos eroticos traindo na Lua de MelQuero treinar o vinha perdendo a virgindade da bucetinhaconto erotico mae,filha e fazendafui ensinar a sobringa dirigir ea fudicontos eroticos de tia masturbacaomeu primo rasgou meu cu gaymeu cu aberto e ardido de picacontos eroticos patroa puta empregado caralhudocontos me arrombaramnovinha teen transando na cam de bruços com namoradome vinguei do meu irmao e me arrependi contos eroticos