Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LARA, O MENDIGO E SEU CACHORRO

Click to Download this video!

Olá caros leitores meu nome é Carlos Eduardo, tenho 26 anos, sou moreno claro, 1,80m, 86kg, geralmente faço sucesso com as mulheres. Este é meu terceiro. Sou casado há 3 anos, minha esposa se chama Lara, tem 27 anos, tem a pele branquinha, loira, 1,63m, 55kg muito bem distribuídos, o que mais chama atenção é sua bunda deliciosa e grande, seus seios tem bicos rosados assim como sua bucetinha. O Fato que vou relatar diferente dos outros é apenas uma fantasia minha, não aconteceu de verdade, mas torço para conseguir realiza-la. rnCerto dia estava em casa com Lara quando a campainha tocou, ela foi atender e tratava-se de um mendigo morador de rua que estava pedindo comida, ela pegou algo na geladeira e entregou ao senhor que aparentava ter uns 55 anos, era mulato, cabelos e barba cumpridos, roupas rasgadas, sujo muito fedido. Ela voltou para sala e eu perguntei a ela se ela teria coragem de dar para um mendigo como aquele, Lara me olhou espantada e disse que não já que ele era muito sujo e fedorento mas que tinha do porque imaginava que ele não comia uma buceta a muito tempo. Depois da conversa nás começamos a transar, e na transa eu disse para ela imaginar a piroca daquele mendigo suja e fedida entrando na sua boca e depois no seu rabo. Depois da transa ela perguntou se eu queria mesmo aquilo e eu disse porque não? No dia seguinte o mesmo sem teto voltou a tocar a campainha pedindo comida, Lara estava no banho então eu fui atender, perguntei o nome dele e ele abriu um sorriso, faltavam dentes e os que tinham eram podres, respondeu que se chamava José, então perguntei se ele queria entrar e comer com a gente na mesa, o mendigo fez que sim com a cabeça mas disse que estava com seu cãozinho também, um vira lata marrom, sujo que batia no meu joelho. Eu disse que ele poderia entrar também, que comeríamos na varanda dos fundos. José ficou muito feliz e entrou, eu o levei até a varanda onde ele sentou na mesa com seu cachorro ao lado e eu disse que iria chamar minha esposa e buscar o jantar para a gente. Fui até o quarto e Lara estava se trocando, colocou uma calcinha branca, pequena fio dental, deixando aquele rabo enorme a mostra, e um camiseta cumprida que ela usa para dormir que bate acima do meio da coxa dela, mais nada. Eu sem dizer que o mendigo estava la, disse a ela para comermos na varanda pelo calor e levamos as coisas para os fundos, quando chegamos la ela levou um susto ao ver o mendigo e eu logo a acalmei dizendo que havia convidado José para jantar conosco. Ela arregalou os olhos e me chamou de canto: Cadu, porque você não me avisou que ele estava aqui? Olho o meu estado....você não ta pensando no que me disse ontem ne...? Eu disse: Vamos comer amor, para de pensar besteira. Então voltamos para mesa para comermos, José comia como um morto de fome, se sujando todo, eu olhava para Lara e percebia que ela estava assustada com tudo aquilo e de repente vi aquele cachorro marrom andando de baixo da mesa e começou a cheirar minha esposinha na altura da coxa, ela se assustou e tentou espanta-lo, então José disse: Calma dona, se você ficar brava com o Rex ele acaba te mordendo, sá esta te cheirando porque você esta muito perfumada e cheirosa. Então ela com medo resolveu deixar Rex cheira-la. O odor daquele mendigo e aquele cão era muito forte, cheirava mijo com sujeira e pinga. Nessa hora Rex começou a lamber as pernas de Lara que não sabia o que fazer mas com medo do cão morder deixou continuar, o problema é que ele começou lamber suas coxas na parte de dentro da perna e Lara se arrepiou dando um gritinho, nessa hora José percebeu os biquinhos dos seios dela duros e disse: Dona ce ta com tesão no Rex? Ele come muita cadela na rua, mas uma cachorra como a sra toda cheirosa e rosadinha ele nunca cumeu não....Eu apenas assistindo tudo aquilo não disse nada e deixei rolar, José percebendo que eu não achei ruim continuou...Dona deixa ele te lamber, ele entende de cadela no cio. Lara me olhou e começou a relaxar, abriu um pouco as pernas e Rex subiu com as patas da frente na cadeira e começou a lamber sua bucetinha por cima da calcinha, ela ficou ofegante e colocou a calcinha de lado para o cachorro poder lamber sua xaninha. Minha mulher começou a se contorcer e soltar gemidos nisso eu levantei e fui até ela tirando sua camiseta, deixando ela apenas de calcinha fio dental enquanto Rex lambia aquela carne rosada com maestria, voltei para minha cadeira e continuei assistindo quando Lara disse: Amooor olha esse vira lata imundo me fazendo gozar...José já não se aguentava mais e começou a tirar tudo de cima da mesa deixando-a sem nada em cima e começou a tirar a roupa...Ah doutor se sua muié ta dando pro meu cachorro tem que da pra mim também. Ele ficou pelado, e percebi que era magro mas meio barrigudo, aquela barba com restos de comida ainda e aquele cabelo seboso acho que causava aquele cheiro forte, José chegou perto de Lara e colocou sua pica para ela chupar, mas Lara reclamou: Nooossa amor eu não vou chupar esse pinto não! Ta fedendo azedo, cheio de resto de porra, que nojo! Eu olhei para o mendigo e disse: Vocês que se acertem ai eu não falo nada, finja que nem estou aqui...aquilo foi um sinal verde para o safado que segurou Lara pelo cabelo e disse: Sua putona safada, engole essa rola agora! E deu um tapa forte no seu rosto, ela até caiu da cadeira espantando Rex que ainda a chupava, José fez Lara ficar de quatro no chão e trouxe sua cabeça pelos cabelos ate seu pau imundo e fedorento a fazendo engolir, ela ameaçou vomitar umas três vezes, fez muitas caretas e de repente José fez algo inesperado...começou a urinar na boca de Lara que engasgou, então o mendigo tirou o pau da boca da minha mulher e começou a mijar em todo corpo dela deixando toda molhada. Lara começou a chorar de nojo e raiva de mim que não fazia nada, José meteu a mão na cara dela e disse para engolir o choro que ela ainda ir sofrer muito naquela noite. Então o filho da puta fez Lara empinar o rabo de quatro no chão e chamou Rex para lamber o cuzinho dela, depois de se divertir com a situação e xinga-la de cadelinha no cio, de vadia e puta ele começou a ajudar Rex a apoiar as patas nas costas de Lara e a introduzir o pau do cachorro naquele cu enorme, enquanto ela chorava olhando para mim e dizendo: Cadu você vai deixar isso acontecer mesmo? Sua esposa ser comida por um cachorro vira lata de rua e um mendigo imundo e cheio de doenças...? Eu dei risada dizendo que queria mais era ve-la toda arregaçada. Ela fez uma cara de decepção e continuou a chorar enquanto Rex começou penetrar seu rabo com aquele pau vermelho e sujo enquanto isso José ofereceu sua rola para ela mamar. Rex metia com força e muito rápido, ela começou a sentir prazer e começou a rebolar no pau daquele cachorro, nisso José ria e disse: Viu doutor, sua esposa é uma cadela mesmo, ela ta gostando de mais do pau do Rex, é uma branquela vadia mesmo...Nessa hora o cachorro até uivou gozando no cu de Lara, José logo tirou o cão de cima dela para não ficar engatado e eu pude ver aquela porra estranha escorrer do rabo dela. José aproveitou a posição dela e enfiou na sua boceta que já estava pingando por ter gozado com aquele cachorro, o mendigo metia com força e espancava a bunda branquinha de Lara que a esta altura já estava mais que vermelha, ela gemia novamente e começou a gozar de novo desfalecendo as pernas e desmontando no chão, José a pegou no colo e colocou na mesa, começou bater uma punheta até anunciar o gozo, esporrando no rosto de Lara e fazendo ela chupar em seguida. Nesse momento eu mandei ele se vestir e ir embora com o cachorro, acompanhei atá a porta e disse: José aparece mais e traga amigos como você para comerem minha esposa mais vezes. Ele sorriu e disse: O doutor q manda, pode deixar. Nisso voltei para os fundos e Lara ainda estava jogada no chão chorando, toda gozada e suja e disse: Para de choramingar amor, você adorou, até gozou varias vezes....vou ajudar a te lavar. Eu tirei o pau para fora e comecei a mijar no corpo de Lara e no seu rosto, depois deixei ela caída e fui para casa tomar um banho para dormir.rnTomara que tenham gostado, eu espero poder realizar essa fantasia qualquer dia, o difícil sera convence-la. Abraço a todos!rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico dominando mãe e filhacontos eroticos categoria estrupada por mas de umfui comida por meu marido e o massagista contoa menina e o cachorro de rua contos de zoofiliatetas da sogra contosconto erotico minha vo ficou de sutiameu grelo est louco de tesaohomem roludo e bom demais conto eroticoAs minhodas aser tirado cabasu putas.comrelatos veriducos de mulheres casadas que deram o cu pra outros homens na frente de seus maridosconto engravideirapidinha calcinha pro lado conto eroticoboqueteira gaucha contocontos eroticos de casais realizando fantasia com comedorvou contar como realizei minha voltade de trepar com dois e der duas rolas na bucetacontos trazei com a amiguinha da minha filha dormindocontos eróticos gozei com o ficantecontos erótico com viuvascontos eroticos virgndade molequeconyor ele domou minha bucetacontos de coroa com novinhocontos de rabudasloca pra fude vai logo metenconto mingau. de porraconto pequeno titio queria agarrar os seio da mocaconto irma com tesaocontos eroticos syrubasContos de casadas peidando na pica do vizinho e gostandoContos quero goza muito na minha filha quando ela nascecontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos eróticos meu padrasto só queria me f****conto erótico sobre 69 entre primos gays com fotosconto erotico amiga propaganda curiosaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorconto gay primos no sitiocontos eróticos Eu e mamãe pelados em casabai jo meu primo e ele me comeucontos trai meu maridoContos eroticos podolatria no hospitalcontos erotico.casada em casa mendigo.bateu na portaconto erótico somos meio nudistascontos de afilhada da vizinhahomens delirando de tesão com um pau enterrado no rabocontos coroa 58 anos pau grossoMeu primo volume grosso enorme novinho contocaralho meu empurra tudo nu meu cuzinhoos videos de sexos os lolitos das piconasfui fudida ainda de calcinhacontos eróticos fiz tesoura ate doer a bucetaMinha tranza com animais contoscontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimcontos eroticos garotao passando bozeador na minha esposacontos porno esposas estuprados submissosmae e filho no banho contoscontos foi comer a bct escorregou e pegou no cu vijen delacontos sexo a papai vai doer não cabecontos de vizinho taradoContos comendo a mulher do amigofortisinhominha cunhada traindo meu irmao com o patrai contostocando punheta no maracanaContos.encesto.mae.de.lutadosou hetero mas n resisti e chupei a rola gostosa contos eroticoscontos eroticos no busao vaziotitio tirou meu cabaço aos nove anos doeuconto gay virei esposa de titiocontos eroticos infancia cidade pequenaesposa santinha liberando o cuzinho para o sogrocontos eroticos com menina de 07anos na praiacontos de orgia com maecontos eróticos primeira vez travesticontos eroticos de estrupamendoDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos gay na marraContos de loiras com negrosgozando dentro do tamanco contosContoseroticosprimeiravezuma médica v**** chupando pinguelo da pacientecontos eroticos meu enteado se vestiu de mulher pra mim