Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FINAL DE SEMANA INESQUECÍVEL

Click to this video!

Final de semana inesquecível!



No dia do meu primeiro encontro com Roberto, depois da nossa primeira transa, ficamos nos curtindo e fizemos mais amor gostoso por toda a tarde, no chuveiro, na hidromassagem, no sofá, em cima da mesa, em pé. Enfim, nos amamos feito loucos, descobrimos cada parte de nossos corpos juntos, prometemos sigilo total de nossa relação e combinamos que iríamos manter as aparências pra que ninguém desconfiasse. Preferi assim, pois alguns colegas de trabalho conheciam meu marido e não pretendia me separar naquele momento, apenas desfrutar minha nova vida.

Sá saímos do motel quando minha irmã ligou dizendo que iria me encontrar no shopping e iria levar meu filho, já eram quase 19:00hs. Nos despedimos e disse pra ele me ligar à noite. Fomos embora, fiz o que tinha que fazer e queria embora pra casa, esperar a ligação do Roberto, primeiro liga meu marido, perguntando se estava tudo bem, disse que sim e disse que iria dormir, estava com sono. Lá pelas 23:00hs liga o Roberto, meu coração disparou, conversamos e ele disse que não tinha me tirado dos pensamentos, eu respondi que também, e que recordava de cada minuto e de todas as palavras que falamos um pro outro. Ele muito gentil e carinhoso com as palavras, disse que pra um rapaz de 23 anos, ele tinha bastante experiência e que sabia como conquistar uma mulher, ele deu risadas. Ele me disse que queria me ver no domingo, eu disse que não sabia, pois tinha um almoço em família. Disse que eu ligaria pra ele à tarde, na casa de meu irmão, minha cunhada disse que queria levar as crianças ao cinema, pensei, pronto que maravilha, poderei me encontrar com o Roberto por alguns instantes. Tudo combinado com minha cunhada, disse que levaria a todos, mas que iria visitar uma amiga enquanto isso e depois os pegaria de novo. Sai e liguei pro Roberto me esperar em um local, deixei a todos no shopping e fui em direção do local combinado com o Roberto, estava ansiosa pra vê-lo. ao chegar no local, vi o Roberto, meu coração disparou de alegria, ele entrou no carro e me deu um beijo. Sorri e perguntei como estava, ele disse: - Muito feliz em te ver e pensei em você todo o tempo. Aquilo me fez bem. Ele perguntou como estava eu disse: - Sou uma mulher realizada, tenho um amante perfeito que me faz feliz!

Ambos estávamos ansiosos e com vontade de fazer amor de novo. Eu disse aonde vamos? ele me disse: - Vamos pro um motel, quero te amar novamente. Meu coração disparou. Fomos em direção de outro motel que ele indicou na região da Barra Funda. Parecíamos dois casais de namorados que recém se conhecem, sorriamos a toa. No motel, entramos e ele me beijou e me abraçou forte e gostoso, eu retribui e nos beijamos.O motel era muito legal, confortável e aconchegante. Fiquei olhando pra tudo, e derrepente o Roberto vem por trás de mim e me abraça. Sentir aquele homem assim me acendeu o fogo, e ele passou a se esfregar em mim, e eu nele, ele foi tirando minha blusa e me beijando, a nuca, as costas, desabotou meu sutiã, com os seios a mostra e me deixou sá de calça jeans de frente pro espelho, veio na minha frente e se ajoelhou abrindo o zíper de minha calça, foi abaixando e ele sorriu quando viu minha calcinha que eu usava, era uma tanguinha branca. ele permaneceu ajoelhado e me beijava a barriga, as coxas e tirou minha calcinha, e passou a me chupar, eu em pé, abri um pouco as pernas e olhava pra aquele homem de joelhos na minha frente me chupando, adorei e olhava pelo espelho nossas imagens, que maravilha. Estava completamente nua, daí, pedi pra ele ficar em pé, ele ficou e beijei ele. Daí fui tirando a camiseta dele, abri o zíper da calça, afrouxei o cinto e enfiei a minha mão pra pegar o pau dele, nossa que delicia, estava meio duro, mas não completamente, acariciei e sorri pra ele dizendo: - Adoro ele, é divino e sempre vou querer! O Roberto ria de forma safada.

Daí fui abaixando a calça e a cueca e saltou o pinto dele, moreno e brilhante, que delicia, me ajoelhei e passei a chupá-lo, enquanto ele em pé gemia gostoso. Fiquei ali, chupando gostoso e o pau crescia mais, estava feito um rocha pronto pra me penetrar. O Roberto me levantou e disse: - Vou comer você Mariana, agora! Tinha um sofá de um lugar, ele mandou eu ficar de 4 em cima do sofá, fiquei e me senti uma verdadeira puta naquela posição esperando seu macho. De olhos fechados, fiquei esperando a penetração, senti primeiro a língua dele, me beijando e chupando, gemia gostoso. Depois percebi que ele se levantou e arrumou o pau pra me penetrar. Nessa hora, sá nás mulheres sabemos o que sentimos e o que se passa na nossa cabeça, a ansiedade, o desejo, o medo, a angústia, o tesão, tudo se mistura. Senti as mãos dele me ajeitar e pegar na cintura, enquanto dizia: - Mary, você é uma mulher maravilhosa e faminta por sexo, vou te dar o que seu marido não te dá, vou comer você como você merece. Aquilo mexeu comigo, realmente, fazia pelos menos uns 19 dias que não transava com meu marido.

Ele pediu pra juntar as pernas, juntei, ele passou e meter, e aquilo foi gostoso demais, estava com as pernas juntas, mas minha buceta estava toda a mostra pra ele, e ele foi me penetrando, parecia que estava sendo desvirginada naquela hora, sentia uma dorzinha gostosa me consumindo, ao mesmo tempo que sentia as estocadas dele, segurando minha cintura. Pensei: - Meu Deus, que rapaz divino, por que não tinha feito isso antes! Nessa hora ele me puxou pelos ombros pra trás, e senti tudo, sem se afastar passou a estocar e eu senti o pau dele me revirando toda. Meio em pé, eu dei um beijo, e ele me abraçou me envolvendo toda e eu arrebitei a cintura e ele me comeu maravilhosamente, nossa nunca pensei que poderia sentir aquilo por outro homem, nunca tinha feito nada parecido com meu marido que era tradicional no papai e mamãe.

Ficamos naquela posição por uns 19 minutos, entre beijos, paradas e estocas fortes. Daí o Roberto pediu pra mudar. Ele sentou no sofá e com o pinto duro pra cima, pediu pra eu sentar de costas, ele me ajudou, pedindo pra ir descendo devagar, sentei de pernas abertas e senti o pau gostoso. Passei a esfregar e mexer gostoso, minha bucetinha toda molhada e quente, o meu clitáris esfregando no saco, ai que sensação maravilhosa. Ele me ajudou e subir e descer, daí peguei o ritmo e passei a fazer sozinha, subindo e descendo, em cada subida sentia ele sair, mas quando descia, todo o pau dele me preenchia novamente. Queria que aquele momento nunca terminasse.

Daí pedi pra ficar de frente, sentei no colo dele, encaixando o pau dele em mim, podíamos no beijar e ele beijar meus seios, que estavam como bicos rosados durinhos de tesão. Eu gemia e gritava, dizia besteiras: - Meu macho, gostoso! Tá bom demais, maravilhoso, fode sua putinha, minha bucetinha adora seu pau!

O que gosto no Roberto é o corpo dele, forte, másculo e ele mostrou isso pra mim, ele se levantou comigo encaixada nele, segurando minha pernas e eu me segurava nele no pescoço, meu Deus que maravilha. Ele foi em direção da cama e carinhosamente sem tirar disse queria gozar, eu sorri e disse que também queria. Ele ficou em pé, eu fiquei na beira da cama, como as pernas abertas e com o Roberto entre elas, me fodendo gostoso. Meus Dês não queria que aquele momento acabasse.

O Roberto passou e me foder com mais força e gemer gostoso, aquilo me excitava, minha bucetinha toda arreganhada sentia o pau dele entrar e sair, podia sentir toda medida dele, acho que uns 19 ou 20 cm, não sei.

Até que chegamos juntos ao orgasmo, gritamos juntos de prazer, nos beijávamos loucamente enquanto ele, desejava os jatos de seu liquido na camisinha que estava dentro de mim. Estávamos com nossos corpos suados e com cheiro de sexo e tesão. Ele caiu em cima de mim, me dando um beijo e sorrindo. Foram instantes maravilhosos que tivemos. Deitados na cama, eu e aquele homem, que agora me conhecia por inteira, praticamente um estranho, mas que me comia maravilhosamente bem. Desejei que sempre fosse assim, que mesmo casada e ele podia também casar, não iria deixá-lo. Que ele seria meu homem pra sempre. Ficamos deitados, depois tomamos um bom banho. Onde pudemos disfrutar novamente de sexo. Mas como tinha que ir embora, fomos cada um pro seu lugar, pensando um no outro. Aquele sábado e domingo foram decisivos na minha vida. Nunca mais me esquecei do inicio de minha vida.

[email protected]





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cont erot recem casada um velho meContos eróticos gay homem enfiou cu pivetinhomarido todo produzido eróticoselena senta na pica duracontos reais de mulher que deixou cachorro emgatar na bucetacontos sou baiana e adoro paus grandespassei a calcinha contos eróticosrasguei o afeminado novinhocontoerotico quase corri negrinho caralhudoporno estrupo do chefunho cnto eroticsfiz amor com minha irmafudode a sogra deliciacontos forçada a virar cadelacontos de sexo depilei minha bucetacontos eroticos com cachorosvideos de meninas fudedo co casorovizinho tezudocontos cu virgem secretaria casada contoscontos eróticos viúva safadabuceta gegadeFoto pirocudo rasgando bucetinhacontos eróticos enormes nadegascontos erotoco sograpintelhos na transparencia das cuequinhascontos eróticos gravou tia dando pra doiscontos eroticos gisaconto de professor dando.o cu por alunorelato erotico meu cachorro comia meu cuzinho quando meninaeu estava raspada contos de esposa acanhadacontos gays teen dando o rabocomparando paus contosdei tanto minhA buceta no carnaVaL q to toda ardidacontos eroticos reais minha cunhada me seduziu e eu comicache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html peoes de rodeio batendo punheta escondidocontos erotico gay punheta no cuzinho do netinho pequenocontos eroticos tenho 23 cmcontos eroticos gay meu tio de dezenove anos me enrabou dormindo quando eu tinha dez anoscontos eroticos q bocA e essa desse baianoAteliê dos contos eróticoconto eróticos com velhinhaconto erotico enganei a bobinhacontos de esposa dando pro cunhadoContos eroticos de filhas adolecentes e papai com rola grossacontos eróticos fode ai rebola vadia isso abre isso aí que pau grandecontos eroticos trave x hContos erotico mulhrr casada dona de supermecadoconto desde pequena participo de orgias com minha familiaContos eroticos primeira vez no puteirocontos eróticos férias com porracontos de coroa com novinhoCasada narra conto dando o cucontos eroticos fui cumida a traz do salão da igrejaso mrninas na mastubando n causinha toda melada video mobilMinha namorada ela mandou minha cunhada abri bem suas pernas ela disse pra eu tirar o cabaço da buceta da minha cunhada conto eroticocontos novinha rabuda deu p paicontos massagem colegacontos a filha da minha namoradameu pai me arregasou todavizinho tezudocontos eróticos com o genrocontos eroticos peguei a mulher do amigo a força ela dormindo e soquei nelacomo me tornei viado parte 3 contpsler conto erótico f****** a minha tia numa festa fantasiaclassificados evangélica procurando cornocondos erodicos con maescontos eroticosda secretaria viciou a dar o cu para o patraoeu corno de putauso saia pra ser encoxada no onibuscontos.putinhas do papai.d.oito.anoscontos eroticos ijui rscdzinha dedos no cu esposa contomulher do meu amigo fudeno comigo na casa deleo video de subrinho a proveitando a brincadeira para encochar a tiacomi minha esposa e dua irma vou vontar como foiContos eróticos estreiando á xaninha