Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DE INGENUA A PUTINHA

Click to Download this video!

Agora que tomei coragem de relatar o que aconteceu comigo quando eu tinha

15 anos (hoje tenho 23), meu nome é Lídia, eu era uma menina muito inocente

para minha idade, tinha beijado apenas 3 meninos e não tinha nenhuma experiência

sexual... ainda!

Era uma menina jeitosa (ainda sou, risos!), cabelos loiros na altura dos

ombros, olhos verdes, meio magrinha (não lembro meu peso, mas já era meio

alta), com aparelho nos dentes. Meu pai é empresário de uma firma de ônibus,

onde sempre fui ao seu serviço desde criança, pois gostava muito de ajudar

meu pai. Minha mãe e ele viajam muito, era muito carente, vivia com a Cida

(governanta) e sozinha com meus livros de literatura inglesa e poucos amigos.



Numa noite de sexta eu e meus pais fomos ao teatro com alguns amigos deles,

Rafael era seu amigo há anos e meu pai confiava muito nele. Depois do teatro

eu queria ir pra casa, pois tinha acordado cedo para ir à escola e meus

pais queriam esticar a noite, então Rafael disse que estava indo pra casa

e que me levava. Meu pai não viu nada demais, eles eram amigos desde o tempo

que eram trocadores de ônibus. Eu também não. Entrei no carro dele e fomos

numa boa até o Jardim Botânico, ele disse que ia passar em casa e ia voltar

para onde meus pais estavam. Subimos e enquanto ele procurava uns papéis

eu fiquei vendo TV, sua mulher era médica e estava de plantão naquele dia.

Depois ele chegou na sala com uma garrafa de vinho e eu queria experimentar,

pois eu era muito certinha e estava cansada daquilo. Bebemos, e depois ele

disse que era para eu ficar por lá mesmo que pela manhã ele me levava pra

casa, pois tinha bebido muito. Não queria, mas ele me convenceu, ficamos

vendo TV e ele com as mãos em meus ombros, eu já estava desconfortável,

então disse que estava com sono, e ele me deu um blusão pra dormir, me troquei

e ele disse que não queria ficar sá e que ia pegar um filme, quando ele

botou no vídeo, era um filme pornô, gritei de susto, mas fiquei curiosa.

Ele pediu desculpas e disse que se enganou, mas não tirou o filme e disse:

"Vê como são as coisas, você vai gostar". Eu fiquei calada, enquanto o cara

metia gostoso na mulher. Aí ele tirou o filme. E começou a me acariciar,

eu dura, mas deixei (estava excitada). Quando ele foi por a mão dentro da

minha calcinha eu disse: "Que isso? Você é amigo do meu pai e tá abusando

da filha dele". Ele tirou com força minha calcinha e disse que estava querendo

me possuir há anos, eu comecei a gostar da idéia...

Ele ficava acariciando meu grelinho, e pedia para eu abrir cada vez mais

as pernas, eu atendia. Me beijava todinha, eu delirava. Boatava a lingua

todinha na minha bucetinha, e ficava entrando e saindo devagarinho, com

a lingua "mole", ia lá no fundo e voltava, depois ficou sá no meu grelinho,

gozei duas vezes na boca dele, meus primeiros orgamos na vida, mas ainda

tinha medo e pudor. Então pedi que parasse e que fossemos dormir, pois aquilo

não era certo. Então ele botou minha mão sobre seu membro e perguntou se

eu não queria ver, eu estava muito curiosa, e balancei a cabeça em gesto

positivo. Ele tirou e era um pica imensa e grossa, ele disse pra fazer igual

picolé, igual era no filme. Não sei o que me deu, eu abocanhei aquele caralho

e chupava, eu tava com medo que meu aparelho o machucasse, mas ele gemia

muito, vi que tava fazendo direitinho, nem sabendo o que tava fazendo mais,

sai da minha razão.

Ele gozou na minha boca, segurando minha cabeça, tive vontade de vomitar,

mas depois ele me deu um beijo que senti o salgadinho gostoso. Ele é muito

violento, me pegou pelas pernas me jogou em cima da mesa e de uma sá vez

meteu na minha bucetinha, eu urrei de dor, sangrou e tudo, mas ele estocava

forte, me chamava de puta, falava cada coisa que eu gozei, depois disso

gozei mais umas 5 vezes direto, eu ia desmaiar. Eu chamava ele de meu garanhão,

mandava ele meter na virgem dele, muitas obscenidades. Ele me virou de costas,

escorrendo todo meu líquido entre as pernas, botou o dedo na minha bucetinha

e botava o liquido no meu cuzinho, nessa hora percebi as intensões dele

e disse: Nem pensar! Ele disse, que ia ser com carinho, mas eu não saia

dali sem dar o rabinho pra ele, ele botou um dedo, dois, tava gostoso...

Mas eu não queria, depois ele botou a cabecinha, quase morri de dor, mas

de prazer, porque ele tava massegeando meu grelinho com a outra mão, ele

disse pra eu rebolar que entrava facinho, rebolei como uma louuucaaa, muito

tesão.... Ele gozou no meu cuzinho, eu gozei junto pelo cuzinho e pela bucetinha

que ele mexia como um louco, tava toda ardida, mas satisfeita. Que amigo

meu pai foi me arrumar, ual. Depois desse dia descobri a tarada que tinha

dentro de mim, até hoje, eu dou mesmo, adoro dar e não tenho vergonha disso,

quero ser feliz. Depois desse dia, teve um dia que ele me comeu na sala

do meu pai e quase fomos flagrados e ele foi quem me levou pro meu primeiro

bacanal, fui enrabada gostoso. Sou uma mulher distinta, mas na cama (ou

em qualquer lugar), sou um vulcão e pra trepar não tem hora ruim. Tenho

várias histárias picantes, que outro dia conto a vocês.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos em cima do carroconto erotico arregaçadacontos eroticos fui comida feito puta e chingada de vadiacontos eroticos a bunda gostosa da minha cunhadacontos comendo a menina no carnavalcontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosgorda gozando contosConto erotico meti tanto q sangroucontos eróticos-leite condensadocontos eroticos adoro ver ele dando leite pro meu negaocontos eroticos meninos cuidando dos filhos da vizinhaconto pm metedorcontos eroticos homem chupando pau pau sujo e bebendo mijovoyeur de esposa conto eroticoContos eroticos no onibusconto erótico lésbica humilhada puta tratadacontos de sexo com novinhas trepando com advogadostranso com meu cachorro todos os diascontos/minha filha esfolou meu pauconto brincadeira de meninoscontos eronticos tia levatou a saia de lado e setou em mimpelanca contos eróticosfotos.e.contos.de.homem.cazado.que.ama.chetar.pau.pintoconto erotico de minha esposa e minha filha com meus amigosconto erotico cadelinha loirahomem emcravidando muherfui pra casa da minha tia ela cuidou de mim conto eroticomimi apaixonei pelo novinho de pau grande contos gayconto eróticos sabrinadei pro meu genroencostou-me na parede contosVanessinha criando pelo na xaninhatravesti aloprado comedo e se mastrubscache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html esposa do amigo minha cadela contocontos me chamo camila transei com felipe meu irmaodei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticoconto erotico o coroa mandou o viadinho vestir calcinhacontos eróticos meninas de 25 anos transando com cachorro Calcinha Preta com lacinhos vermelhoscontos eroticod de gordinhas q gosta de dar o cuconto cabaco xota cudei viagra feminino para minha cunhadacontoseroticosdeincesto/irmaoeirmapapai me fudeu gostoso e eu gozei no cacete delcontos fudi a filha do meu manoContos eroticos gang bangcontos eroticos de maridosbuceta gegadeconto de ranquei cocó do cu do novinho que chorou na minha pica grandecontos eroticos casada visitando a fazendaFoderam gente contos tennsFotos erótico padratos e entiadacontos eroticos meninas filhinhas subrinhas priminhaseu engravidei minha vizinha casada conto eróticovídeos pornô de avô sentando a netinha de sainha curtinha no coloArrombei a casada crente contosconto gay mamando pastor roludoconto no cuzinho da Madamecontos eróticos fui arrombada pelo começocontos/ morena com rabo fogosogostoza mastruba aloprado fas ele gozar xvidion aguatei a piroca do meu padrinho no cu eu de saia contosfui experimentar e virei puta contos gayconto porno gay putinha de várioseu confesso era um veículo eu confesso transei com meu padrastopapai me ensinou chupar buceta conto eroticocontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadoContos eroticos detalhes por detalhes e falas dos autores e personagens eu era uma menina de 18anos o cara do onibus me fudeurelato erotico meu cachorro comia meu cuzinho quando meninacontos eróticos esposas traduzidas na minha frentecontos eroticos casadas canalhascontos bdsm erposas escrava submissaconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeuconto erotico tia putaTrai meu marido e o cara comeu meu cu aforsa vou contar como foicontos eroticos chantageando a menina arroganteconto erótico de padrasto tiraconto lesbica humilhei minha amiganão sei como ela aguenta toda no cu e na boca está pica gigantecontos eroticos trans hormonio calcinhaesposinha submissa apanhando na bundafilho aromba o cu da madastra que grita ta,doendocontos eroticos de meninas abusadas pelo padrastocontos eroticos morena na garupa da motocontos eróticos dei minha Buceta virgem pro meu vizinhocontos eroticos fui abusada por um homen do pau grandeconto erotico viadinho de shortinho e calcinha com mendingocontos eróticos bebadacontos macho e dono da esposasardentinhas ninfetasminha prima chupou meu pau virgem contosFoderam gente contos tennsxvideos preneditadocontos eroticos na praiaacordei sendo com o pau do meu filho dentro da minha buceta contoscontos eróticos mulher de traficante dando pra galera todarelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhascontos porno chupetinho para um adultocontos porno de velhos caipira comendo viado