Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CAMISOLINHA

Click to this video!

Quarta-feira eu e a galera fomos ao cinema. Tava um calor de doer. Jah passava das 22:00h e a Jú (minha migona) me convidou pra dormir na casa dela. Passamos em casa, peguei uma camisolinha básica (curtinha, transparente e q me deixa super a vontade) minha bolsa (claro neh?..rsss) e fomos pra lah!.

Os pais dela tavam em Niterái e na casa soh tava a empregada, o jardineiro e um vigilante q faz a ronda durante a noite lah. Eles ficam nuns quartos q tem no fundo da casa...uma puta casa! rsss...

Ficamos vendo filme, bebendo vinho e fofocando ateh umas 2 da madruga...depois, mortas de sono subimos para onde ficam os quartos (lah eh sobrado) trocamos de roupa e fomos dormir.

Eu rolava na cama e naun conseguia dormir. Tava mesmo muito quente (axu q por causa do vinho, sei lah) ae, umas duas e pouko eu levantei pra beber água. Desci, fui ateh a cozinha bebi a minha água e fui ateh a sala pra ver se tinhamos mesmo desligao o vídeo e a televisão.

Foi nessa hora q percebi o vigilante tentando olhar do lado d fora pra dentro da sala (tem uma porta de vidro enorme lah, com uma cortina meio transparente) e alisava o cacete por cima da calça. Ele tava me olhando, claro neh?.

Fingi q naun percebi e comecei a caminhar pra lah e pra cá (soh d camisolinha e calcinha por baixo) pela sala. Ele ficava tentando me ver pelo vidro da porta da sala q dah para a varanda e ficava passando a mão toda hora no seu cacete.

Depois d uns 19 minutos, caminhei ateh a porta (tadinho, ele saiu apressado dali....rsss), abri parte da cortina, olhei lah pra fora através do vidro e resolvi abrir a porta pra deixar entrar um pokinho da brisa e caminhei ateh o muro da varanda. Tinha certeza q ele tava por ali me observando. A Jú dormia q nem pedra...rsss. Voltei para a sala (deixei a porta aberta) liguei a tv bem baixinho, abracei um almofada e deitei de bruços no sofa d costas para a varanda e como a camisolinha subiu um pouco, deixei aparecendo a minha bundinha por baixo da tanguinha e parte da minha xaninha tb. A luz da sala era fraquinha e vinha d um abajur q ficava num canto.

Naun demorô muito escutei passos na varanda bem devagarinhos (como se naun quissesse q eu percebesse) e depois pararam. Dae, depois d uns 19 minutos me assustei quando ouvi uma voz (era ele, claro) meio baixa vindo da porta da sala me dizendo: - A moça, tah sem sono eh? Cadê a Juliana?. Sentei rapidamente no sofa, largando a almofada do meu lado e olhei para ele. Era um cara forte, moreno e usava uniforme. Por baixo da calça dele ainda podia ver o cacete duro, mas me fiz d fingida.

Respondi sorrindo, mas fingindo ainda estar assustada: - Nossa! Vc me assustou, sabia?. Eu tava distraída aqui vendo TV, deixei a porta da sala aberta pra entrar um ventinho e nem vi vc ae!. A Jú tah dormindo lah em cima. Eu tô sem sono...tah muito calor!. Pelo jeito vc tb nem dorme neh?. Tem q vigiar a casa o tempo todo.

Ele respondeu expressando um sorriso: - Pois eh...fico andando pra lah e pra cá!

Eu disse: - Quer entra e sentar um pouco? Tah passando um filme q parece ser bom...

Ele vacilou um pouco e me falou: - Ah...num posso! Naun tenho esse tipo d liberdade aqui!

Eu entaun me levantei do sofa e fui ateh ele (enquanto percebia q ele me olhava com muito tezaun, tentando disfarçar aquele cacete duro por baixo da calça do uniforme ) e falei:

- Pode entrar, bobo! Vc axa q eu vou contar pra Jú?. Assim a gente faz companhia um pro outro ateh me dar sono.

Ele naun tirava os olhos do meu corpo. Entaun insisti segurando uma das mãos dele: - Entra vae!

Com muito custo ele entrou, eu encostei a cortina da porta. Ele sentou no sofa menor e eu sentei no maior q ficava do lado. Cruzei as minhas pernas e deixei as minhas coxas bem a mostra, quase aparecendo a minha tanguina. Nem preciso dizer q dava pra ver os meus seios por baixo da camisolinha transparente neh?. Eu estava no mor tezaun e tinha certeza q ele tb tava mas continuei fazendo o joguinho...rssss.

Depois d um tempinho, falei q ia ateh a cozinha pegar agua e perguntei se ele qeria tb.

Ele disse q qeria. Me levantei passando entre os dois sofas e esbarrei com a minha perna de propásito na mão dele enquanto passava.

Fui ateh a cozinha, bebi agua a trouxe um copo pra ele tb. Parei de pé na frente dele (sentado) e entreguei o copo d agua.

Ele bebeu (enquanto eu esperava ali d pé) deixou o copo do lado, levantou veio se aproximando, passando a mão na minha perna e foi falando no meu ouvido q eu era muito gostosa, q jah tinha batido uma punheta lah fora por minha causa e deu um gemidinho gostoso no meu ouvido, eu nessa hora pirei.

Fikei molhaidnha ali mesmo, ele veio beijando o meu pescoço, e indo com a mão nas minhas coxas e apertava elas com vontade.

Desabotoei a sua camisa, a sua calça e comecei a beijar o peito dele enquanto percebia aquele cacete pulando por baixo da cueca.

Ele me dava umas mordidinhas q me deixavam louka, então ele veio subindo com as mãos e tirou minha camisolinha, (me deixando soh d tanguinha) e mamou muito nos meus peitos enquanto eu tirava a cueca dele e apertava o cacete nas minhas mãos.

Em questão de segundos, tirou minha tanguinha segurou a minha cabeça, foi descendo e, quando percebi, já estava com aquele cacete inteirinho na minha boca.

Meu jeito de xupar e engolir deixou ele completamente alucinado.

Gozou muita porra na minha boca e achou incrível que eu engolisse. Quando perguntei o motivo do espanto, ele disse que as meninas com quem transava não deixava que gozasse na boca e, quando deixavam, logo cospiam o esperma. Que idiotas (eu pensei), não sabem como aquele leitinho é delicioso. E o bem que faz para a pele.

Logo depois,percebendo q a minha xaninha jah tava enxarcada e inchada d tanto tezaun, me colocou d costas pra ele no sofa, e começou a meter aquele cacete duru e latejante enquanto eu gemia d tezaun e rebolava no cacete dele.

Naun demorô muito e gozei como uma doida naquele mastro duro e grosso deixando ele todo branquinho com o meu gozo.

Então, sem me avisar, começou a tirar o pau todo e a pincela-lo no meu cuzinho, que logo se contraiu d tanto desejo. Ele insistiu, fazendo movimentos circulares, e o cacete dele tava tão molhado de meter na minha xaninha que o meu rabinho logo ficou bem molhado também.

Eu comecei a sentir tezauN no com isso, e resolvi me empinar mais pra trás e arrebitar bem a bundinha pra ele.

Ele foi enfiando o pau milimetricamente, parando várias vzs para que eu me acostumasse, sem pressa, sem me pressionar. Comecei a ficar alucinada, a xaninha latejando, o cuzinho apertando o cacete dele, e eu tremendo inteirinha, ateh q, com uma voz rouca que quase nem reconheci como minha implorei: - Fode o bastante o meu rabinho com esse cacete, que não to me aguentando mais, assim vc me mata de tanto tezaun!!!”

Ele deu uma risada sacana, e deve ter se sentido bem poderoso ao me ver, toda aberta e indefesa, com a xaninha escorrendo um leitinho que molhava tudo, e implorando para levar cacete no rabinho, que nem puta.

Me agarrou, me colocou sentadinha no colo dele com as pernas bem abertas e os meus pes se apoiando nas suas coxas, ajeitou aquele cacete grosso e fez o q eu pedi sem dá.

Meteu tudo no meu cuzinho que piscava loucamente,, não senti dor nenhuma, sá um teazun tão profundo, tão visceral que explodi em um gozo de quase desfalecer, gemi baixinho mordendo os lábios...euzinha, estava no céu.

Ele encheu meu cuzinho de porra... porra deliciosa, quente, grossa e branquinha que depois eu chupei tudinho, deixando aquele cacete limpinho.

Descançamos e logo estavamos (no tapete da sala) eu de 4 ele novamente atrás de mim.. fodendo meu cuznho, enquanto mordiscava as minhas costas, me chamava de putinha, vadia, puxava meu cabelo e tazus ... isso se repetiu por três vezes ... foi maravilhoso, nunca fiquei tão excitada de alguém foder o meu cuzinho tantas vzs assim ... Foi uma experiencia interessante, que nem sei se vou repetir....snif, snif...rsss

Bjus.

Fernanda

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sou casado mas fui dominado gaycontos eroticos mamae me da o cu sem docontos de gay que perdeu o cabaço na adolescênciaContos eroticos cu da negra madantacontos eroticos com coroa taradocontos heroticos gay meu tio de dezoito me comeu dormindo quando eu tinha nove anosme casei com uma puta safadaContos eroticos tristeza primeira vezPiroca de 25cm - conto eroticoMinha namorada festa na chacara cornocontos de coroa com novinhoConto erótico Sempre fui mas ele descobriucontos eroticos de homem chupando a buceta esperadaquero ver menininho dançando com shortinho dando moleContos eroticos minhas tetas roxas de tanto chuparemContos incesto a vadia puta do vovôgays alisando os sCoscontos eróticos esperava o meus dormir eia na cama do papaipapai disse que me ama contos eroticosContos.encesto.so.com.mae.cu.com.batatagostaria dever filha cupano apica do pi dorminofotonega pornoo novinho me encoxoumorando sozinho com irman gostosa contocontos o velho fez casada de putacontos erótico deu o cu quando era moleque e me rasgaramcontos de sexo depilei minha bucetaconto erotico meu filho me chapoucontos eróticos enrabando a namorada do meu sobrinho que tava babadaconto érotico noiva chora pau genrocontos passei a mao nela dormindocontos eroticos virgndade molequeconto erótico O Despertar de uma casadacontos eroticos marido come o cu da deficienteconto incesto mestruavaisso viadinho engole essa rola vou estrupar sua gargantacontos de maes flagando fihos punheteiroscontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigoviado dando o rabo desfasandocontos erótico de incesto eu novinha ano ... meu tio com 26*6cm de rola me arrombou Fudeer minha avochupando o pau e.lambendo o cinema caramulher tem fetiche tama pirocada de travesticontos eroticos dei meu cu pra todosconto eu doida pra gosar mas si tinha meu papaiContos eroticos travesti inicianteconto erotico feinhaContos eroticos fui comido na locadora d videos pela travesti pauzudaconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos recentes incestuosas encoxada segredos flagradoscu atolado vestido voyeurMeu meio irmão do pau de chocolate contosmoranade bct Grande batendo um pra amiga contos eroticos incesto lesbicas zoofilia eu, minha mae e o cavalotiti do cu apertado emnvidios dos bucetao mais carnudo e enchados nuscontos de mulher da buceta arombadasurba com um casal de amigo sem querer primera ves comtosconto porno eu comi minha cunhada coroa de 69 anosmulher chama homem pra chupar sua b***** dela já foi gozar e alguns amigos queridosContos eroticos tia morado na minha casacontos eróticos - dando carona pra duaspornodoido transando com mulher peituda e fim de noite espíritaMendigos se madturbando altocontos eroticos casada e o farmaceitico negaocontos eróticos comi mi.ha irmanzinhaConto de putinha que adora ser cadela de muitos machosconto gay meu cunhado comeu meu rabo e virou meu namoradomaridinho chupou minha bucetacontos swinger fudendo sogra e sogro biputa goza e grita vou gozar a.como mete toda vaicontoseroticoscomendo a baba e minha sograconto nao aguentei e fudi minha sobrinha de oito anosContos de gang bang com dotados novinhaa chamada cadela incestotres comendo uma mulher e um socando no cu do outro uma filinhaiContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadornoite maravilhosa com a cunhada casada contoscontos da casa eroticos de mulheres tendos os cachorros ou lobos lambendo suas calcinhas e fodendo elas24 cm contos pausafadinha de nicrosaiaContos.encesto.relacha.mae