Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, MINHA ESPOSA E UM AMIGO (VERIDICO)

Click to Download this video!

Oi, meu nome é Diego, tenho 29 anos, 1m e 81, 85kg, e um mastro de 21cm, casado com Fernanda 24 anos 1m e 69, 58kg, seios durissimos, barriguinha tanquinho, bunda grande, em fim um corpo de dar inveja e um rosto lindo.

Eu sempre assisto a filmes porno e tb acesso sites de contos; quando transamos eu e nanda sempre fantasiamos como seria uma transa a tres ( eu comendo ela e outra e ela sendo comida por mim e outro). nanda sempre comenta (na hora que esta transando) que numa relação desse tipo tem que rolar de tudo, mas quando terminamos o assunto morre.

bem nessas ferias fomos para o sitio de um amigo (Beto que tem namorada mas so iria poder chegar apos o fim de semana por causa do trabalho), um lugar lindissimo com uma area verde grande, piscina e uma casa de 5 quartos.

ja no fim de semana, Beto tinha organizado uma festa no sitio. nanda adora usar calças que desenham seu corpo e blusa com barriguinha pra fora (deixa qualquer um babando). durante a festa bebemos muito, dançamos, em fim aproveitamos. no final quando todos praticamente ja tinham ido, (apenas um casal amigo de Beto tinha ficado pra dormir) fui pro quarto com nanda tomar banho e trocar de roupa. quando terminei meu banho nanda entrou pra tomar o dela, nessa hora Beto me chamou para ajudar a guardar as caixas de som que tava na area de fora e o tempo ameaçava chover. guardamos tudo e ficamos conversando um pouco. naquele momento me dei conta de que seria uma otima oportunidade para deixar a fantasia de lado e transar a tres pra valer (so fiquei com duvidas se nanda iria topar). continuei a conversar com Beto e passamos a falar de sexo. perguntei a Beto se ele tinha alguma fantasia e ele disse (pra variar) que era louco pra comer tres mulheres ao mesmo tempo e ate ja tinha tocado no assunto com clara ( a namorada dele), mas ela nao topava. eu entao contei que fantasiava com nanda mas nunca tinhamos feito nada e perguntei se ele toparia transar conosco. Beto ficou ate um pouco sem graça mas disse que seria um prazer apenas me pediu para jamais contar nada a clara. eu ai disse a ele que so tinha um probleminha, que eu nao sabia realmente se nanda iria topar, mas pedi que ele deixasse o celular dele ligado que se tocasse era pra ele entrar no quarto ja nu e que o sinal verde ja taria liberado.

voltei pro quarto e nanda ja tava so de calcinha que é como ela dorme. encostei a porta mas nao bati e comecei a beijar nanda. o clima se formou e passei a chupar seus peitos descendo vagarosamente por sua barriguinha e chupando sua bucetinha toda enfiando a lingua e mordendo seu clitoris bem devagar. nanda gemia de tesão. quando ela ja estava toda molhadinha passei a tocar sua buceta com as maos e conversar com ela. nanda tava em uma daquelas noites excitadissima e entao perguntei se ela toparia transar com dois cacetes naquela noite. nanda acho que era apenas mais uma fantasia e disse que queria tres, foi quando eu disse a ela que a situação era real e que tinha conversado com Beto. nanda parou tudo e me perguntou se realmente era verdade, ou se eu estava brincando, entao disse pra ela que tinha combinado com Beto que era so da um toque no celular dele. nanda disse que apenas sempre fantasiou e que ficaria com vergonha de Beto (na hora pensei, ela topa, so preciso convenser a ser com Beto), voltei a excita-la e logo peguei o celular digitei o nª de Beto e disse a ela que era so ela apertar send que ela seria comida por dois cacetes. nanda ficou com o celular na mao e eu passei a excita-la mais ainda, foi quando ela apertou o send e disse - se realmente for verdade, vou me transformar em uma putinha para voces dois. nossa meu cacete ficou mais duro do nunca.

Nanda passou a pagar um boquete, engolindo quase todo meu cacete, mas senti ansiedade nela. ela continuara a chupar meu pau quando Beto entra no quarto nu, nanda para e meio que espantada fala para Beto - porra, que cacete anormal esse seu. Beto responde - espero que voce aproveite ele ao maximo. caramba, Beto tinha um pau de uns 23cm, mais era grosso demais. logo Beto começa a chupar a buceta de nanda que passa a gemer e engolir meu cacete mais ainda. trocamos de posição e nanda então começou a chupar o pau de Beto, ela engolia dentro do possivel todo o cacete de Beto fazendo-o gemer de prazer. continuamos um pouco mais e nanda para e fala - eu que pica dentro de mim. eu parei de chupa-la e logo penetrei todo meu cacete de uma so vez em sua bucetinha que estava toda molhada. nanda continuou a chupar Beto. eu penetrava sua buceta com fortes estocadas deixando ela doida. ela parou de chupar Beto e disse que queria sentir aquele membro descumunal nela. trocamos de posição, nanda ficou de quatro e Beto começou a fude-la com força e rapidez. cada estocada que Beto dava nanda gemia. trocamos novamente de posição, eu deitei nanda montou em cima de meu cacete e Beto se posicionou atras. nanda logo disse a Beto - va bem devagar que seu pau é muito grosso e eu nunca recebi um desse no cu. Beto apontou seu cacete no cu de nanda e começou a come-lo vagarosamente. nanda ja soltava gritos de ai porra ta brocando meu cu e depois de algumas penetradas, Beto com um movimento unico e forte cravou todo seu cacete no cu de nanda que de imediato soltou um grito alto e disse - tira,tira, ta me arrombando toda. nem Beto nem eu ouvimos seus suplicos e aumentamos ainda mais o ritmo. nanda junto aos gritos começou a gemer e falar - ja que voces estao me brocando metam mais. mau acabara de falar, nos metemos com tudo fazendo-a gemer de puro prazer. passamos a variar as posições ate que Beto disse para nanda - voce topa receber os dois cacetes em sua buceta, ouvindo aquilo fiquei mais excitado do que nunca e nanda respondeu - acho que nao vou aguentar é muito volume pra minha buceta. de imediato eu deitei de barriga pra cima nanda cravou sua buceta em meu cacete deitando suas costa em minha barriga e Beto parou na frente dela e disse - voce sera lascada pelos dois cacetes apenas relaxe. nanda tremeu mas nao rejeitou. logo Beto começou a entrar em buceta forçando bastante ate cravar todo seu cacete fazendo nanda ficar toda tremula. fudemos ela com força e nanda soltava gritos de dor e tesão. apos uma forte sequencia Beta tira seu cacete e avisa que vai gozar. nanda logo fala - quero que goze em minha boca. Beto despejou todo seu esperma, era tanto que escorria pelo canto da boca de nanda. ela engoliu quase tudo e quando acabou de sugar a ultima gota despejei tudo em sua boca. novamente ela engoliu tudo, coisa que nem sempre ela faz. nossa que transa, estavamos exaustos e nanda toda arrombada, mas quando fomos tomar banho ela disse que nunca gozou tanto e que essa seria a primeira de varias transas grupais. bem galera assim que fizermos de novo, volto aqui pra contar

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos: fui comido pelo meu inimigo safadinhoa caminho da caichoeira deu o cu pro amigo neticontos fofinha menina de dez anoscontos eroticos com mts mamadas nos peitos/sexo com o amigocontos eroticos assistiu escondidoassisti vídeo porno de mulher de chortinho curto depano fino ela dentro de casaComi meu amigo contos eroticoa crente e a zoofilia_contoscontos minha cunhada de shortinhos bem curtinhoquando a chapeleta inchada entrou no cu a menina gritocontos eróticos de mulher casada f****** com um velho na frente do filhoconto policial comeu.minha mulhermoramoa no litoral eu e minha esposa e recebemos um primo dela para pasar um fim de semana conoscoContos excitantes sou gaúchaVi minha namorada dando pra varios contos eroticoscontos janaina safadinhaconto gozada dormindoConto erótico sobrinha avó internadoContos eróticos mãe com os negrões e papai vendocontos eronticos sou crente mais minha buceta vivi picandocolocando devagar na bundinha vestidinhocontoseroticos comeu a namorada de calcinha fio dentalhistória canto erocito meu marido trouxe um cachorro e ele comeu minha bucetinhaContos de de homem tarado -quando Abaxei e me Fodeu gostoso onlineFoderam gente contos tennsEle gozou em mim e no meu marido bebado contosContos de casadas domesticas fudedeirasContos eróticos meu primo meu amor minha vida meteconto porno de amigas casadas fudendo com machos picudos nas feriasgarota da buceta grande cetado nado negãocontoseroticoscdzinhascontos eróticos de mulheres debochadas transando com outro na frente do maridoviciada na pica do meu filho24 cm contos paucontos eroticos a buceta da minha mae e a coisa mais gostosa do mundoconto ajudando meu filhocontos de mulheres recem casada que gosta de da o cu o marido não gostatravesti gritando pidido porra no seu cuSou casada fodida contocontos gay na saunabranca gordinha casada estrupada por maniaco no cuconto erotico soquei um pau de borracha na minha esposa sem ela percebercontos eroticos chantagem de carnaval como meu marido virou corno kellycontos eroticos sbcmadrinhas branca da bunda empinadacontos eroticos pagamentoContoseroticos minha enteada novinha sendo estuprada por dois roludossubi a saia da e comi minha empregada vadiachaves comendo cu da chiquinhacontos eroticosmeu marido me chamou pra ver um filme porno com os amigoscorno cu veado negao conto erotico esposa dedos no cu consoloConto ertico. Minha adrasta. Bebialevemente ara tomando banho nuaNinfetas mamando rola no cinema contoseroticoscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html dona nene da grande familia dando s bucetacontos eroticos aluno aii mete aiiiicontos eroticos minha sobrinha comi na minha camapatroa dando a buceta pro vendedor ambulante contos eroticoscontos eroticos nordestedei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticoconto virei meu marido viadoContos de estupro na praiacontos eróticos meu marido me dividiu com meu paiTennis zelenograd contocontos eroticos, dei a buceta na escola de sambaTennis zelenogradcontos eroticos trote da faculdade comi o cú da calouracontos de strayxconto gay no matominha iniciacao na zoofilia