Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ANITA, MINHA VIZINHA II

Click to this video!

Puta que pariu, quem será que toca o interfone a uma hora dessas? --Puts! Já são três da tarde. Ai que dor de cabeça...



--Diga lá!

--Sr. Carlos, é o Miguel do 42, marido da Anita, tudo bem?



(Fodeu. A mulher contou mesmo para ele. Pensei eu).



--Pois não sr.Miguel, algum problema?

--Na realidade, temos um problema sim. Como o sr. Sabe eu sou o síndico do prédio e fui avisado que o sr. Cometeu um delito ao deixar o seu carro atravessado entre as vagas. Gostaria que o sr. Viesse ao meu apartamento para conversamos sobre esse assunto. Pode ser?

--Tudo bem, as 20:00h, pode ser?

--Ok.



Bom, dos males o menor. Vamos lá conversar com o cara e aproveito para rever a minha deliciosa vizinha. Será que ela já voltou?



As oito em ponto toco no apartamento 42 e não me surpreendo nem um pouco com quem abriu a porta. Anita, no mesmo micro-vestido de horas atrás. É ou não é pra provocar? –Dessa vez o bilau manteve a calma.



--Boa Noite, sr.Carlos? (Quero ver me chamar de coração agora, seu filho da puta)

--Boa Noite, dona Anita. (Coração, gostosa, peituda)

--Boa noite, sr.Carlos. Acho que o sr. Já conhece minha esposa. Ela acabou de chegar.

--Boa noite, sr, Miguel. Já conheço sim. (Não como eu queria, seu corno de sorte do caralho). --A propásito, eu trouxe um vinho para a ocasião. Já que vou tomar uma bronca ou uma multa, que seja em grande estilo.



A conversa girou em torno do ocorrido e ficou sá no sermão. No meio do papo e entre alguns copos de vinho, o interfone toca. Era a cunhada de Miguel, irmã de Anita. Izabel era o seu nome. Chique. Puta que pariu, a Izabel era igualmente linda. Um pouco mais nova pelo que pude observar, mais magra também. E o bilau acusou. Coloquei o copo de vinho na frente para disfarçar.



--Sugiro um jogo de cartas, já que somos em quatro. A não ser que o sr.Carlos tenha algum outro compromisso.

--Absolutamente. Não tenho compromisso nem com meu sono, já que dormi até as três da tarde. (Se tu deixares, durmo aqui mesmo meu chapa. Pensei eu).



Truco era o jogo. Os parceiros: Miguel e Anita e eu e Izabel. Imaginem eu sentado bem de frente para aquela Deusa de nome Izabel. Chique. O bilau acusou novamente. Não entendo muito bem de truco. Conheço somente as regras, mas aproveitei para caprichar nos sinais destinados a Izabel. Era piscadinha de olho sacana. Língua pra fora imitando uma lambida naquela que deveria ser uma bocetinha muiiito cheirosa. Dedo médio sobre as cartas, tão duro quanto o pequeno bilau. Pequeno, mais brincalhão. (É verdade gente, não tenho uma pica do tamanho dessas que esses contos contam por aí. Mas ela adora uma brincadeira). Izabel entendeu a sacanagem e começou a fazer seus sinais obscenos também. Boca imitando um boquete. Dedos juntos segurando a carta, imitando um delicioso anel, entre outros sinais. Já havíamos perdido umas cinco partidas e já estávamos consumindo as garrafas de vinho do Miguel quando os sinais passaram a acontecer por baixo da mesa. Izabel roçava seu lindo pezinho de Cinderela por entre as minhas pernas. Segurei-o e discretamente comecei a massagear-lhe o pé e fui subindo, subindo, até onde deu. Chique. No final do sexto jogo, sexta derrota e com um zap na testa, fui ao banheiro, pois o vinho já queria sair. Miguel aconselhou-me a usar o banheiro de empregada, na área de serviço, pois seu banheiro social estava com problemas. Izabel se ofereceu para fazer um lanche na cozinha. Miguel e Anita sentaram-se no sofá para conversar.



Aliviei-me, mijando em abundância. Izabel adentrou o banheiro sorrateiramente. Mirou-me o bilau e disparou:



--Vamos ver quais cartas você esconde debaixo da manga.

--Debaixo sim, coração, mas não da manga.



Izabel não perdeu tempo e ajoelhou-se aos meus pés, abocanhou o bilau e chupou alucinadamente, como se daquele boquete dependesse a sua prápria sobrevivência. Ela me chupava e punhetava ao mesmo tempo e tirava o bilau da boca e batia com ele na sua cara e voltava a abocanhá-lo. Eu me apoiava como podia nas paredes do banheiro tentando retardar ao máximo o momento de encher aquela boquinha de porra. Eu estava a mercê de Izabel e Izabel a mercê de bilau. Gozei na cara de Izabel, não que eu quisesse fazê-lo, mas, foi Izabel que coordenava a direção de bilau. E ela se lambuzou toda e esfregou o bilau na cara e no meio dos seus volumosos seios. Colei uma carta na testa de Izabel.



--Zap, meu amor!

--Adorei, querido. Sua carta é poderosa.



Nos limpamos rapidamente e voltamos para a sala. Anita desconfiou imediatamente, já que Izabel não trouxe o lanche prometido. Miguel nem se tocou e me ofereceu mais uma taça de vinho. O vinho, alucinágeno, ajudou a anuviar ainda mais minha cabeça e turvar os meus olhos que já não distinguiam quem era Anita e quem era Izabel.



Me despedi e e Anita me acompanhou até a saída. Com a voz suave, bem baixinho, eu disse:



--Boa noite, coração.

--Vai te catar, seu cafajeste.

--Cachorra.

--Tarado.



Sonhei com Anita...

Oito horas da manhã...

Puta que pariu, tô atrasado pro trabalho.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico com pai come o cu da filha de nove anos escretoContos eroticos de meninas estupradas.contos relatados por mulheres que foram abusada e acabaram gozandocomi minha filha no carro contofotos.e.contos.de.homem.cazado.que.ama.chetar.pau.pintocontos de de sexo de esconderContoseroticosprimeiravezcontos eróticos muleque pega no flagra muleques tocando punheta no matocontos eroticoscalcinha algodaocontos me faço de recatadaleke comendo a casada contohantai filinha patendo punheta pro pai safadacontos eróticos tio tarado me botou no coloContos eroticos estupros coletivos veriticoscontos eroticos adoro beber o leite delesconto comendo viuvafoda selvagem com a insaciável - contosminha tia coroa crente de 57 anos contoConto erotico comendo gordinha durante colheita do cafésalto alto da minha irman contos eroticocontos eróticos punheta da primacontos porno chupetinho para um adultocontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoporno gay peguei meu amigo batento punheta e me juntei a elecontos tio no carromenininha e novinha sendo e******** contos eróticosmulher enfiando chave de fenda no pênis do homem xvideosContos sexo velhas professora com novosxvideo mulher fazendo trepe tizerTennis zelenograd contobucetas e bundas gigantes da capital sao paulo em cima do sofafudeu e gozou dentro do cuzinho do barbeiroolhei aquele pauzao do cara meu marido nao percebeuum bode fudendo variss cabritinha vigemcontos erotico de filho travesti bundudoeu sou hetero e meu amigo tambem mas batemos uma jinto contos eroticoContos minha nora enfiou o vibrador no meu cucontos eróticos peguei ela se masturbandocontos eróticos traindo o rexnegao lingerie conto eroticocorno leva mijada em casa contoscontos eroticos viajando no coloconto esposa chantagemconto erotico com coroa empregadaconto transou com desconhecido na festa de rodeiovídeos porno negras barriguda caidaver conto veridico minha baba abusado por minha babauma semana de pescaria,contos eroticosfoto de xoxota de mulher pequeninihafui enrabado pe lo o yravesti na baladafundura da buceta midindo pornoSou casada fodida contosou o tesaozinho do papaimachos arrombador de gay afeminadoContos eróticos rabudinha chorou na picacontos eroticos com roberta putinhacontos porno sou putinha pra minha mae no puteiro da familiatreinando a cadela para zoofiliacontos eroticos traindo marido na Sala ao ladoconto incesto cunhadaarrumei um carA pra me comer contosTive q dar contos eroticosbucetinha virgem bem pequenininho viscosasegurei a pica estranhocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos freirinhafotus de zoofiliacunhadinha de 10 sem calcinha conto eroticover contos eroticos de irma dando pro irmaofiquei de pau duro quando mi.ha esposaContos eu e minha amiga demos a buceta e o cu pro cavalo19 anos contos gayscontos eroticos dono de mercearia comendo a casadaa esposa baiana do meu amigo contos eroticosenrabada na frente do meu marido/contosconto erotico bucetas folozadaeu quero ver Chiquinha revelando a bundaMinha esposa no rancho com outrominha iniciação gay contosinterracial mulher meia cousa fudendotransa shopping Interlagos contocontos eróticos minha mãe fumou baseado e comi elaler contos pornos eletrecista mi comeo no hotelex cunhada putaarrombado cu de subrinha contoxvidio cachorro engata arranca sangue da buceta virgem .miudinha de calcinha xvidio.comVer buceta mulhere mas buntuda do mundo novos contos eróticos de cunhadas malhandopiça enorme burracha anal contobem novinha virgem chorando najeba gigante contos